Feeds:
Artigos
Comentários

O Ritual de Iniciação no Candomblé

O ritual de iniciação no Candomblé, a feitura no santo, representa um renascimento, tudo será novo na vida do yàwó, ele receberá inclusive um nome pelo qual passará a ser chamado dentro da comunidade do Candomblé.

A feitura tem por início no recolhimento. São 21 (vinte e um) dias de reclusão, e neste prazo são realizados banhos, boris, oferendas, ebós, todo o aprendizado começa, as rezas, as dança, as cantigas…

É feita a raspagem dos cabelos (orô) e o abiã recebe o oxu (representa o canal de comunicação entre o iniciado e seu orixá) o kelê, os delogun, o mokan, o xaorô, os ikan, o ikodidé. O filho de santo terá que passar agora por um ritual, onde terá seu corpo pintado com giz, denominado efun. Ele deverá passar por este ritual de pintura por 7 (sete) dias seguidos.

O abiã terá agora que assentar seu Orixá e ofertar-lhe sacrifícios de animais de acordo com as características de cada um. Feito isso ele passa a se chamar yàwó.

A festa ritualística que marca o término deste período é denominada Saída de Yàwó, neste momento ele será apresentado à comunidade. Ele será acompanhado por uma autoridade à frente de todos para que lhe sejam rendidas homenagens.

Deitado sobre uma esteira, ele saudará com adobá e paó, que são palmas compassadas que serão dadas a cada reverência feita pelo yàwó e acompanhadas por todos presentes, como demonstração de que a partir daquele momento ele nunca mais estará sozinho na sua caminhada. Primeiramente saudará o mundo, neste momento a localização da esteira é na porta principal da casa. No seu interior, ele saudará a comunidade e por último, frente aos atabaques que representam as autoridades presentes. Neste primeiro momento o Orixá somente poderá dar o jicá. Só após a queda do kelê o Orixá poderá dar seu ilá.

O momento mais aguardado do cerimonial é o orukó. Neste momento o Orixá dirá o nome de iniciação de seu filho perante todos e também é neste momento que se abre a sua idade cronológica dentro de sua vida no santo.

Após a saída e depois dos 21 (vinte e um) dias de recolhimento o yàwó permanecerá de resguardo até a queda de kelê fora do barracão por um período de 3 (três) meses, neste período ele não poderá utilizar talheres para comer, deve continuar a sentar-se no chão sobre a esteira durante as refeições, está proibido de utilizar outra cor de roupa que não o branco da cabeça aos pés, não poderá fazer uso de bebidas alcoólicas, cigarro. .. E nem tão pouco sair à noite. E até que se complete 1 (um) ano, os seus preceitos continuarão.

Até que o yàwó complete a maior idade de santo, terá que continuar dia a dia o seu aprendizado e reforçar os seus votos por meio das obrigações.

“Vale dizer que o transe é imprescindível para que uma pessoa seja iniciada como adoxu, pois, a manifestação faz parte da liturgia dos Orixás e ele está em cada um de seus filhos. Isso é muito importante, porque só os adoxu podem assumir determinadas funções sacerdotais, como os cargos de ialorixá ou babalorixá. Sendo assim, uma pessoa que tem em seu odu a missão sacerdotal, somente quem incorpora seu Orixá, deve ser iniciada como adoxu e nunca como ogãn ou equedi, que já são ijoyé natos e jamais poderão entrar em transe de orixá”

Axé.

About these ads

1.861 Respostas

  1. Mojuba ati Mo Axé

    Caros Manuela e Nelson
    Gostaria de saber no caso de Iniciação se todo o futuro yawó é raspado e catulado?
    A Dupé


  2. em Junho 23, 2008 at 2:19 pm nelson souza

    Telmo, bom dia, vamos antender que catular é o ato de cortar o cabelo para a raspagem se dar com mais facilidade, raspar é o ato de limpeza ritual da cabeça, e oxú e o alto da cabeça (moleira).
    Telmo, este é o meu entendimento pessoal, ser raspado ou não, não interfere na feitura de um Adoxu, em alguns casos a pessoa nasce (abiaxé), ou o Orixá não pede para ser raspado, e será feito apenas o Oxú, enfim, são várias as possibilidades.
    Telmo este é um assunto complexo, que sempre causa grandes discussões a esse respeito por que em algumas Casas inclusive as Ekedje são raspadas, em algumas outras entende-se por exemplo que Exú não se raspa devido ser sua cabeça ser uma lâmina, assim como não raspam Iroko, por Ele representar a própria árvore de mesmo nome, então não se rasparia uma árvore. Algumas qualidades de Orixás muito antigos não são raspados e são substituídos por outros, os quais também não são raspados em respeito ao dono da cabeça, enfim há uma infinidade de variáveis. Vc deve saber se na raíz do seu axé, a Casa mãe, se raspa ou não todos os Orixás. Se entregar à sabedoria do seu iniaciador e se feliz com seu Orixá, porque independente de raspado ou não, todos serão Adoxu pois sem Adoxu não há manifestação plena do Orixá. Espero ter colaborado. Tomege.


  3. Axé ati Mojubá

    A dupé pelo esclarecimento.
    Devo dizer-vos que não sou iniciado no culto ao Orixá, mas desde que tive o primeiro contacto há já 8 anos atrás muita coisa na minha vida sucedeu, nem sempre para melhor, mas enfim. Nada como fazer uma leitura mais aprofundada.
    Quanto a me Iniciar não seria possível pois é um processo caro e moroso, e eu não tenho trabalho há mais de 2 anos por complicações de saúde.
    O que mais me dá receio na Iniciação é a Cura. E também o custo da feitura.

    A Dupé ati Mó Axé


  4. Toda mulher tem q raspar o cabelo no ritual de iniciação , ou pode só cortar curto?


  5. em Junho 25, 2008 at 1:53 pm nelson souza

    Mila bom dia, na resposta que dei ao Telmo sobre o mesmo assunto eu disse que “Este é o meu entendimento pessoal. Ser raspado ou não, não interfere na feitura de um Adoxu, em alguns casos a pessoa nasce abiaxé, ou o Orixá não pede para ser raspado, e será feito apenas o Oxú, enfim, são várias as possibilidades”. Mas se a pessoa não se enquadra em uma das exceções, ela deverá ser raspada sim, com toda a certeza, este ritual é parte da nossa cultura religiosa e não pode ser descartado por motivos que não sejam de fato muito importantes, a tradição deve ser observada sempre. Além disso a raspagem representa a submissão (num bom sentido) ao Orixá, ao Zelador/a e representa também o início de uma nova vida, vc estará nascendo para a religião. Eu pessoalmente acho lindo esta fase da vida do Yaô, andar de branco, passos pequenos, sentar e dormir na esteira, é um grande passo no caminho do auto conhecimento. Espero ter colaborado Tomege.


  6. carissímos manuela e nelson,boa noite.a dúvida de minha esposa é a seguinte:ela fez o primeiro bori calçado em 1978,com o orixá assentado e as curas abertas,só não foi raspada.Após este ela fez mais dois boris calçados e abriu novamente as curas,isto na década de 80.porem depois tudo o babalorixa de minha esposa veio a falecer,terminaram com a casa e a pessoa encarregada deu fim a todos os assentamentos ,inclusive o de minha esposa.Com o tempo,ela começou a passar muito mal e procurou o avô de santo dela que tirou a mão de vumbi e assentou novamente o santo juntamente com outro borí,mas houve um desentendimento com ele .ela retirou o assentamaento da casa dele e levando para a casa de uma irmã de santo ,que é yalorixá..agora o orixa,depois de trinta anos ,pediu a raspagem..bem ,,,,ela já tem a mão de faca e vários direitos que lhe foi concedido,menos ifá.. ,,,,agora vamos a dúvida..mesmo com essa bagagem de trinta anos e vários direitos adquiridos ,após a sua saída ,ela terá que ser yawo???cumprir 1 ano de preceito??começando tudo de novo?sendo q a yalorixá q fará todo o ritual foi filha dos mesmos 2 babalorixás q minha esposa,mas hoje ela tem outro bablorixá.espero anciosamente q possam esclarecer essas dúvidas..muito agradecido..


  7. em Julho 1, 2008 at 2:25 pm nelson souza

    Caro Marcílio, somente os boris e o tempo de frequentadora que sua esposa tem no candomblé não a habilitam a ter qualquer função dentro de um axé, por mais que ela seja conhecedora dos ritos e cerimonias. O que faz uma pessoa ser habilitada a receber cargo e exercer diversas funções é a iniciação e o cumprimento de todas as obrigações intermediárias que a conduzirão ao posto de Ebami (pessoa com obrigação de sete anos) fora isso não há outra forma.
    Quanto a começar do zero, é verdade, sua esposa apesar de tanto tempo continua sendo Abiãn e terá que se submeter a todas as etapas da iniciação até completar os sete anos, este é o correto. Espero ter colaborado Tomege


  8. carissímo nelson,sou muito grato pelo seu esclarecimento.
    Espero poder contar sempre com seu grande conhecimento.um grande abraço e muito axé..


  9. MOTUMBA, AXE, KOLOFÉ, BENCA!!!
    GOSTARIA DE SABER SE EXISTE ALGUM CD, DVD OU PONTOS ESCRITOS E CANTADOS DE LOGUN EDÉ, OXUMARÉ E OBÁ. OBRIGADA ESTOU PRECISANDO COM URGENCIA!!!!


  10. Boa noite!!!frequento uma casa de candomblé e nunca havia me acontecido nada, passei por uns problemas e precisei jogar buzios com a mãe-de-santo da casa ai perguntei quel era meu orixá, ela me disse que era logun-edé, desde então, ando tendo sonhos relacionados a iniciação no candomblé pelo menos é o que mãe-de-santo me esclarece e agora qdo vou lá, me sinto muito mal, e meu orixa ja até me pegou nunca quis me iniciar nessa religião por que não tem nada a ver comigo e ela me disse que meu orixá quer ser feito tudo bem acabei concordando por q a mesma disse que não era nescessario entrar de cabeça e tudo na religião que depois de feito poderia apenas cuidar do meu santo sem estar sempre presente fazendo e acontecendo, só que sou alergico a gilete navalha, em especifico a laminas .
    Perguntei a mãe-de-santo se não haveria uma maneira de fazer o santo sem raspar ou sem passar diretamente no meu couro cabeludo a lamina.. e ela disse que não por que o orixá quer que eu derrube o mucunã!!!!!
    O que eu faço, o que pode ser feito, essa informação procede mesmo, pois sei que hj em dia existem muito marmoteiros por aí e tenho medo de cair na labia dosmesmos

    desde já agradeço a atenção!!!!


  11. em Julho 16, 2008 at 2:45 pm nelson souza

    Rafa bom dia, vou te falar como costumo falar aos meus afilhados. Vc está muito confuso, e parece que tem algum medo também. De princípio já põe a zeladora numa possível lista de marmoteiros. Diz que não tem nada a ver com “esta” religião porém aceita ser iniciado para depois não cuidar ou frequentar pouco a religião. Em outro post vc revela interesse em saber de Logum e mostra inclusive algum conhecimento quando fala em Terecompenso. Meu amigo, meu conselho é que antes de se iniciar vc se ache, se centre, procure se conhecer e só depois disso resolva sua vida religiosa. Não é justo que vc já começe a vida de Yaô com a certeza de que não é essa a sua religião, aquela que aqueçe seu coração, que te faz totalmente feliz. Antes de confirmar sua iniciação procure outros jogos e outros zeladores para se esclarecer.
    Quanto a não ser raspado procure nas respostas acima o esclarecimento já dado. Por favor me desculpe a rudeza da resposta, não é bronca, não sou nem tenho autoridade para dar bronca, é apenas um conselho de um irmão mais velho. Tomege.


  12. em Julho 16, 2008 at 2:55 pm nelson souza

    Alexandra receber um exú, mesmo em ketu, só no início, não tem problema, se assenta o exú e depois se cuida exclusivamente do Orixá, em ketu. Quando há misturas de ketu com outras culturas os exús podem continuar virando nos filhos, cabe aí verificar se a Casa aceita essa conduta.
    Se vc gosta da Casa, vença essa barreira e vá, não desanime. Só não entendi direito essa parte de receber o Orixá uma vez ao ano, por que, principalmente no início é importante que vc tenha muito contato com seu Orixá para fortalecer os vínculos e criar certa “confiança” em virar com Ele/a. Por isso não entendo o fato de uma vez por ano. Se for realmente assim, te aconselho procurar uma Casa que tenha toques mais frequentes para o seu desenvolvimento. Tomege.


  13. boa noite Nelson souza, eu dei um bori e ainda estou de preseito , só que fiz uma coisa que axo que naum podia e naum consigo falar com o meu zelador o meus irmaos estavao brigando e eu dei uma sapatada na cara de uym deles mais só pra separa será que orixa vai quizilar ou me dar uma surra?


  14. Alexandre bom dia, desculpe a demora em te responder. O Orixá não tem nada a ver com isso e Ele não vai se aborreçer contigo, mas que é engraçado isso, é. Fico imaginando o que pode ter acontecido para chegar a isso e, me deculpe mas ri muito. Não é falta de respeito com seu caso, mas é tão inusitado que causa certa graça. Falando sério agora, o que vejo na sua pergunta é um pouco de sentimento de ter cometido um “pecado”, não se preocupe, nós Candomblé não temos esta noção de pecado. Vc fez o que deveria fazer no momento certo, não apoio esta conduta de agressão, mas também não temos que sofrer por isso, peça desculpas sinceras as vítimas e não torne a fazer isso, eles podem acabar fazendo contigo também e aí fica fora de controle. Fale com o zelador antes que alguém comente com ele e vire fofoca. Tomege.


  15. Eu gostaria de saber como é que ocorre um casamento no Candomblé.


  16. em Agosto 4, 2008 at 2:59 pm nelson souza

    Júlia bom dia eu não tenho a menor idéia, vou me casar em dezembro e também não sei, se vc conseguir informação me passe.
    Mas confio cegamente em minha mãe de santo e sei que ela fará o melhor possível.
    E terei como madrinha, ninguém menos que a Manuela, tô chique num tô? Tomege.


  17. axé,
    em pirmeiro lugar, parabéns pelo site. além de ser bastante esclarecedor é bom que hajam pessoas que se disponham à explicar a cultura afro-brasileira.
    agora sim, pergunto:
    há alguns dias passando em frente a uma loja de candomblé, senti que havia alguma coisa lá dentro que eu deveria ver. entrei na loja e ainda sim não descobria o que era. quando olhei para as contas, senti que deveria comprar um punhado de cada, exatamente as cores vermelha, branca e preta, tudo isso acontecia como se alguém estivesse me dizendo o que eu deveria fazer. comprei também três firmas, duas brancas e uma das mesmas cores das contas. depois de ter montado a guia pus a mesma em imersão na água de flor de laranjeira.
    a questão é: de que orixá são essas cores e como é que eu fiz isso tudo sem saber?
    desde já,
    mutumbà.


  18. Boa noite Ana,
    Obrigada pelas suas palavras sobre o site.
    Quanto à sua questão, essas cores de contas podem ser duas coisas completamente diferentes, e dependerá da forma como foram colocadas as contas no colar – em conjuntos de quantas contas e como as cores estão intercaladas?
    Dependendo disso, poderão ser contas de Exú ou contas dos seus ancestrais/antepassados.
    Axé!


  19. em Agosto 19, 2008 at 1:45 am José Nilton S. Carvalho

    Gostaria de saber de fundamentos do ogum Xoroquê, ou seja, oferendas, local de assentamento do ogum, formar de fzer a obrigações, etc. Aguardo resposta. Obrigado


  20. Motumbá Irmão

    Li em um site, mas agora não me lembro a fonte, de que lâminas (e objetos cortantes de um modo geral) são quizilas de Oxalá. Você tem conhecimento sobre isso? Axé.


  21. em Agosto 20, 2008 at 12:42 am igor tanigushi

    Olá,

    Parabens a todos que se dedicam ao site para que fique com o conteudo excelente que o mesmo tem.
    A minha duvida é: tenho vontade de me iniciar junto com minha filha de 03 anos no condomble e queria saber se tem limite de idade para fazer santo?
    Frequento o condomble ha 07 anos e me decidi como esta sendo minha religiao!
    Obrigado pelo retorno


  22. Olá Roberto,
    Do meu conhecimento, as lâminas e objectos cortantes de um modo geral não são quizila de Oxalá, mas sim de Nanã.
    Tem diversas quizilas de Oxalá, mas as suas principais, e relacionadas a todas as qualidades desse orixá são: o sal, o azeite de dendê e a cor vermelha.
    Axé!


  23. Olá Igor,
    Não, não existe um limite de idade para se fazer o santo. Existem pessoas que nascem e são de imediato feitas, também as que já nascem “coroadas” ou feitas. Para além disto, existe o preparo e a decisão de cada um para ser feito ou não, sendo que no entanto, quando a pessoa está preparada ou no ponto de fazer o santo, normalmente recebe sinais e indicações nesse sentido que são dadas ou enviadas pelo orixá. Esta é também sempre uma situação que pode e deve ser confirmada no jogo antes de se tomar a decisão de avançar com uma feitura.
    Axé!


  24. Ola! Parabens pelo site. Estou aprendendo muito aqui. Eu tenho uma duvida sobre a diferenca entre iniciacao e assentamento. Ja fiz alguns jogos dizendo q eu deveria me iniciar, mas eu prefereria assentar meu santo e nao raspar. O que acham dessa opcao?


  25. Cris bom dia, apesar de sempre dizer que no Candomblé temos a possibilidade de escolher se queremos nos iniciar ou não, mas isso não se aplica sobre as escolhas entre ser Adoxú, Ogã ou Ekeje, por ex., que são funções distintas e cada pessoa nasce predestinado a uma delas. Não podemos escolher “quero ser Ogã ou Ekeje e não um Rodante”.
    A pessoa pode ter o Orixá assentado e não exercer nenhuma atividade na Casa. Mas pelo visto vc foi escolhida para serví-los como rodante. Estude e leia muito, quebre seus tabús, medos e preconceitos (se é que existem), deixe seus Orixás te guiarem, mas realmente não faça nada que vc não queira. Tomege.


  26. Muito obrigado Nelson, este site e importantissimo para a divulgacao do Candomble numa maneira respeitosa e honesta. E verdade nao estou convencida no momento q esse e o melhor caminho pra mim pq em outros jogos ja deu que nao preciso fazer santo.
    Na verdade o que vou fazer e continuar utilizando este site e pesquisando o assunto; o que causa o medo e as duvidas e a ausencia de informacao, ou seja quando faco perguntas onde frequento eles dizem que nao devo perguntar. Isso me traz um desconforto porque eu acho que devo ter uma nocao do que e o processo e o que sao as responsibilidades posteriores. Continuarei amando minha Orixa Yansa Onira e apoiando o Candomble independente da minha decisao. Ja aprendi muita coisa e tive muitas das minhas duvidas esclarecidas aqui.

    Obrigada Nelson e Manuela pelas informacoes importantissimas fornecidas aqui.


  27. Bom dia!!!

    Gostei mt das informações contidas em seu site.

    Hoje estou frequentando uma terreiro de Candomble nação Jejo, em janeiro devo ser raspada, tenho varias duvidas…
    Uma delas é se a pessoa somente raspa uma vez e nunca mas?


  28. Sueli boa tarde o ato de “raspar” tem significado de nascer para a religião, então só se raspa uma única vez com essa intenção. Porém algumas Casas até raspam nos sete anos, mais é uma questão de vontade do iniciado, não é obrigatório. Seja muito bem vinda a religião, desejamos toda sorte e felicidade e que sua vida religiosa seja frutífera.
    O termo correto é Jeje e não Jejo. Axé Tomege.


  29. em Agosto 23, 2008 at 12:13 am Valéria Bastos

    Gostaria de saber porque este primeiro ano de santo feito, está tão dificil p/ mim. Sou de Oxum Opará.


  30. em Agosto 23, 2008 at 12:17 am Valéria Bastos

    Quando uma pessoa fica virada no santo durante algum tempo(muito tempo), o erê pode vir ou só poderá vir se alguem chama-lo.


  31. em Agosto 23, 2008 at 12:21 am Maísa Vazques

    Numa feitura de Santo (jeje) na hierarquia do santo quem é Dofona ou Dofonitinha OXUM E LOGUN.


  32. tenho muito medo que descubram as minhas duvidas e fiquem aborrecidos comigo, mas vamos a minha duvida, eu errei muito com a minha mãe, fui pela cabeça de pessoas que só queriam me prejudicar, e no final conseguiram me colocar contra ela. Sou feita e logo que estava recolhida a qualidade da minha iansã foi egunitá, mais foi feito onira, segundo diz, tenho caminho para as duas,mas o que me deixa inquieta é que meu coração egunitá é que está em mim, não me desfazendo de onira de forma alguma, mais sonho com ela a vejo, ela está sempre do meu lado e quer o ibá de volta por favor tire minhas duvidas, agradeço pela atençao


  33. Boa dia!!!
    Muito obrigado pelas informações, ainda sou leiga em tudo, quando procurei o espiritismo na minha vida não foi pelo amor e sim pela dor, desde os 07 anos na minha vida sempre fui uma pessoa com sérios problemas, tanto de saude, quanto em outros assuntos relacionados a fámilia, agora com 29 anos estou iniciando essa jornada ainda com mt sendo rejeitada com preconceito diante das pessoas da familia, amigos e sociedade.
    Só eu sei que as feridas que me acompanhou até uns meses atrás do lado esquerdo e direito da cintura, fiz exames diversos, tomei varios tipos de remedios, era sempre hospitalizada como doida e etc…
    Onde quase nas ultimas, o médico me orientou a procurar outros meios de ajuda, que ali ele já não podia me ajudar, eu perante a ele não tinha nada.
    Assim conheci o terreiro que frequento em janeiro de 2008, e confirmada que sou de Iemanja com omulu, e o santo pedi feitura para imediato.
    Fiquei mt assustada não conheço ainda profundamente da religião, por isso comecei a pesquisar e gostei mt do seu site.


  34. Sueli sua descrição tem tudo para ser de fato um caso ligado ao Orixá, estude e procure informação sim, mas cuide Deles, se vc se sentir a vontade na Casa se inicie. Tomege.


  35. Vanessa deculpe mas não entendi sua dúvida pode ser mais clara? Sobre ser de Egunita e ser feita de Onira, isso é de fato não é correto, pq trocar A por B? Tomege.


  36. Maísa Oxum é mãe de Logum portanto Dofona. Tomege.


  37. Valéria o primeiro ano da faculdade, do jardim de infancia, do casamento, do trabalho, de vida, tudo é dificil e não seria diferente na iniciação, mas vc vai superar, assim como todos nós superamos e estamos aqui hoje. Força e persistencia, aprendizado e humildade farão parte do primeiro ao último ano de vida religiosa. Tomege.


  38. Obrigado pela orientação.
    Eu tenho uma amiga, que inclusive vai tambem fazer a feitura no mesmo barco em Janeiro. Ela é de xango baru. Já passei ela está curiosa para saber tudo do site e tirar duvidas, ela me pediu para falarem sobre xango baru, como são filhos e sua historia é possivel o senhor me relatar algo?


  39. Sueli Barú é o Xangô da boca do vulcão, é instável, quente, perigoso, mas estou falando de um vulcão. Seus filhos não tem que ser assim sempre, ou se são devem aprender a ter aproveito disso em seu favor e nunca contra, antes da sua feitura nós colocaremos mais referencias sobre as qualidades. Parabens. Tomege.


  40. eu tenho uma duvida; estou frequentando um terreiro ha 4 meses e neste periodo fiz algumas limpezas junto c/ mae e filha , sendo que minha filha é equede da casa, e agora tenho que assentar, orixa, caboclo,exu, e nao tenho condicoes finaceiras para seguir adiante. se eu sair agora eu posso ser castigada, pelo meu santo ou da casa ….. ajude-me a esclarecer esta duvidas, por favor


  41. Boa tarde Jessica,
    Fico sempre impressionada quando aqui chegam pessoas que falam que os Orixás as vão castigar, especialmente porque não têm em determinada altura das suas vidas a possibilidade financeira para fazer as obrigações.
    Sabe uma coisa Jessica, ninguém melhor do que o seu Orixá sabe o que é melhor para si e para a sua vida, qual é a sua situação e se você tem mesmo condição de fazer as suas coisas, mesmo tendo essa vontade. É lógico que o seu Orixá sabe disso e jamais lhe vai exigir, muito menos castigar, por algo que você não tem meios para fazer.
    Essa conversa que se faz de que o Oixá castiga dessa meneira, é errada. As coisas simplesmente não se colocam dessa forma.

    Se você quer fazer o seu santo e não tem condição no momento, peça a ele ajuda e garanto que se você tiver mesmo que fazer as suas coisas, a condição vai surgir.
    Tenha fé. Acredite no seu Orixá que está para a judar e proteger, não para castigar. Orixá só “castiga” se assim podemos dizer, caso você tenha a conduta errada e se mentir ou tentar enganar de alguma forma.
    Não abandone o seu Orixá, mantenha a sua fé e a ajuda chegará.
    Axé!


  42. Jéssica Orixá não tem o menor interesse em castigar ninguém, até aconteçe sim, mas são motivos justificados que os levaram a uma atitude desta. Não há o conceito de pecado e castigo nesta religião isso é ivenção para prender um filho na Casa. O que vc não pode de forma alguma é mentir para o Orixá. Simplesmente por que Ele está em vc, te acompanha o tempo todo, te conheçe e sabe de suas fraquezas e dúvidas assim como sabe de suas necessidades e dificuldades. Por falta de condições financeiras vc não precisa sair da Casa, o Orixá com absoluta certeza saberá aguardar a oportunidade melhor, não se aflija. Se vc quer continuar, converse com o Orixá, vc e Ele sem intermediários, sentada num local calmo, e explique sua situação, vc vai ver que tudo ficará muito bem. Mas se sua resolução é de sair, saia, não vai te acontecer nada. Tomege.


  43. Jéssica vc rebeu ao mesmo tempo a minha resposta e da Manuela, e são identicas. Madrinha isso é que é sintonia. Tomege.


  44. exatamente como lhe expliquei. Tenho muitas duvidas e queria mais explicações


  45. Vanessa na maioria das vezes quando de fala em Oyá Egunitá se pensa que fazendo uma Egunita estaria sendo trazido para Casa um Egum, isso não tem o menor fundamento, pois se trata apenas de um nome de Oyá que neste aspecto tem ascenção sobre os Eguns devido ter sido esta Oyá a que deu a luz aos filhos que são Eguns, no post Iansã tem uma resposta que fala sobre esta qualidade dê uma lida pf.
    Porém trocar uma qualidade por outra é um ato que eu condeno, veja que digo que eu condeno, opinião minha. Penso que faltou um pouco de conhecimento para fazer a coisa da forma correta, mas isso não deve te afetar em nada Ela pelo visto não se aborreceu e nem te abandonou. Quanto ao Ibá só resta uma conversa franca com a Zeladora e pedí-lo de volta. Vá com calma e saiba se expressar para não por tudo a perder, nunca acuse, se desculpe e seja sincera. Tomege.


  46. boa noite, gostaria de uma informação, tenho frequentado um centro onde o pai e santo é feito (raspado) no candomblé, e tem uma casa onde se cultua as entidades (exu, caboclos, pretos-velhos, boiadeiros.),e tem seus rituais de ebos, boris, jogo de búzio (excelente por sinal),enfim,o que ocorreu é que no jogo de búzio a minha santa Iemanjá pediu um “ebaori de feitura” ou seria um “bori de feitura”,gosatria de saber sobre esse assunto já que sou leiga tratando-se de candomblé.
    ele explicou que seria feita a catulagem,e não teria matança de animal de nenhum tipo, e sem sangue algum, apens comida seca, tudo branco, e 24 horas de ritual.
    muito obrigada pelo espaço!
    grata.


  47. Olá Julia,
    Creio que será bom você ver muito bem primeiro se quer fazer isso, e especialmente, ver muito bem que casa é essa que você frequenta. Casa de Candomblé não cultua exu, caboclos, pretos-velhos, boiadeiros. De todas essas entidads, o Candomblé apenas cultua Exu Orixá, não o exu catiço ou esse tipo de entidades. Creio que você estará talvez falando de uma casa de Umbanda.
    Feitura com catulagem e só com comida seca no Candomblé, não conheço nem nunca ouvi falar, pois se até mesmo um bori simples tem um pouco de sangue, portanto, desconheço que ritual é esse que lhe foi falado, mas não é do Candomblé.
    Desculpe o tom de brincadeira, não resisti, mas talvez seja por isso que foi criado esse novo nome “ebaori de feitura”, que você relacionou ao nome correcto de Bori, mas não estamos a falar da mesma coisa. Bori não é feitura.
    Volte sempre e coloque as suas dúvidas.
    Axé!


  48. obrigada por responder!
    na verdade só sitei que ele é um pai de santo feito no candomblé, pois a casa é de umbanda é tem um cruzamento com candomblé, como falei anteriormente não entendo nadinha de candomblé, apenas que se trata de um culto exclusivamente dos orixas.
    escrevi ebaori, pois escutei isso em uma outra casa de nação de angola e não me recordo se o nome era ” bori, ou ebaori”
    enfim, estou estudando, não desejo fazer nada fora dos preceitos corretos da religião, vc pode me dar mais uma opinião?!
    existe realmente algum tipo de preceito na umbanda que seja para dar uma firmeza verdadeira p/ a cabeça, ou isso é exclusivo no candomblé? sei que feitura é só em nação, por tanto pode ser que tenha algum ritual com outro nome e outros fundamentos na umbanda ,certo?
    obrigada d+ pela sua atenção e informação
    um abraço!


  49. Júlia em Umbanda realmente não se utiliza bichos, as oferendas são de flores, água, comidas secas, bebidas e outros elementos. Mas também não existe Bori, ainda que o zelador tenha sido feito no Candomblé e toque Umbanda, não se justifica chamar uma cerimônia descaracterizada como a descrita, pelo nome de Borí. Em Umbanda se faz Amaci (acho que escreve assim), que é a lavagem da cabeça do filho com ervas, também se “deita” para o Anja da Guarda, geralmente 24 hs, e se faz a Camarinha, ritual no qual o filho é oficializado como pai ou mãe de santo. Porém Camarinha é o espaço físico/local onde o filho fica recolhido para os rituais e por conta de não haver um nome específico para esta obrigação, Camarinha passou a ser o nome utilizado.
    Acredito que independe de Borí ou Amaci, o que vale é o resultado final, pois muitas pessoas são muito felizes em suas Umbandas e outras o são em seus Candomblés. Um ritual não tem mais força que o outro, são diferentes e devem ser utilizados dentro do seu mundo.
    O que acho incorreto é misturar mundos religiosos. Se é Umbanda, seja orgulhososo por isso, se é Candomblé idem. Tomege.


  50. eri yéyé ó!!!
    estou no candomble a 2 anos e meio…mas como mudei de casa estou sem ir em um terreiro….
    gostaria MUITO de aprender mais sobre a religião…
    pelo fato de não ter feito o santo ainda…
    gostaria de saber TUDO sobre o candomble antes de faze-lo
    motumba asé!!!
    stephanie


  51. Prezado Nelson,

    Ouvi dizer que cada dia da semana é regido por um determinado Orixá, correto? Há algum tipo de oferenda que pode ser feita e oferecida em casa com o objetivo de agradar a este Orixá regente do dia?


  52. obrigada por todas as informações!
    parabéns pelo site.
    um forte abraço.


  53. Stephanie bom dia, se vc aprender tudo antes da iniciação o que vc vai fazer numa Casa de Orixá? O grande lançe é o aprendizado diário, as surpresas, o inesperado. Aprendendo tudo ou sabendo tudo que vc vai passar, por ex. durante a iniciação vc ficaria desestimulada e o mistério é parte fundamental no Candomblé. Tem um texto neste blog que fala sobre o aprendizado, se for possível dê uma lida nele.
    Acho muito bom que vc queira saber as coisas, mas precisa de tempo e disciplina para isso, não é só livro ou internet o mais importante é estar na Casa de Orixá. Tomege.


  54. Raphael bom dia, na verdade são vários orixás que dividem os mesmos dias. Ex. 2 feira Exú e Oluaiê, 3 feira Ogum, 4 feira Xangô, Oyá, Oxum… e por aí vai. A oferenda depende inclusive se há esta necessidade ou pedido. Acho mais apropriado que vc procure um zelador e faça a oferenda numa Casa de Orixá, mas se vc quer fazer sozinho, esclareça para que vc deseja esta oferenda. Eu aprendi a muito tempo que uma vela e um copo dágua com fé podem fazer milagres que uma grande oferenda as vezes não resolvem. Tomege.


  55. Muito bom seu site, adorei.
    parabéns


  56. Gostei muito do site, e tenho uma pergunta à fazer.

    ” Em caso de pais separados, pode a mãe tomar a decisão de Iniciar no Candomble, a vida religiosa do filho de 03 anos de idade, sem consultar também o pai?”

    Pode isso influenciar negativamente a criança?

    Juridicamente, o pai pode buscar apoio?

    Sei que existe algumas restrições após essa Iniciação, como evitar isso numa criança de 03 anos?


  57. Olá Sonia,
    Foi você mesma que tomou a decisão de iniciar o seu filho? ou está a falar de uma situação que lhe é alheia?
    Não vejo de qualquer forma como é que o facto de iniciar a criança no Candomblé possa influenciar negativamente a criança. Só mesmo o preconceito sobre religião e pessoas preconceituosas é que podem fazer mal a alguém.

    Eu pergunto, se no caso de a mãe tomar a decisão de baptizar o seu filho com 3 dias, 3 meses ou 3 anos, na igreja católica, sem consultar o pai, apesar de separados, se essa questão se colocaria?!

    Como evitar o quê? As restrições? Todos os iniciados as têm, mas certamente que para uma criança de 3 anos não serão as mesmas que para um adulto, embora algumas coisas o sejam. O facto de ser uma criança faz toda a diferença, desde logo porque ela não terá os hábitos e os vícios de um adulto.

    Axé!


  58. oi tudo bem vi seu site por acaso no google sabe sou filha de iemanja mais na verdade e que tenho uma duvida que mim conroe e nao sei porque nao consigo falar com minha mae sabe e que as vezes quando o sato mim pega quando eu volto em mim eu lembro de quase tudo que aconteceu queria que vc mim dicesse porque,por gentileza mim responda com o maximo de urgencia desde ja ficarei grata


  59. Ilma boa noite pf leia um texto neste blog chamado “Sou Filho de Orixá” está Autores Nelson. Ele pode te ajudar a entender o porque vc se sente assim e o porque vc não tem coragem de conversar sobre este assunto. Tomege.


  60. Gostaria de saber quais são as atribuiçôes de uma rombona??


  61. Ninha de Ogunté boa noite, o termo “rombona” deriva palavra arrombar ou rombão, um grande rombo, e é usada como uma metáfora se ralacionando ao momento do nascimento de parto normal. Está ligado com o primeiro parto, primeiro filho, aquele “que arrombou” a porta, deu para entender? tem coisas difíceis de explicar em poucas linhas.
    Não há nenhuma atribuição especial para o primeiro filho de santo ele pode ser designado no futuro para diversos cargos de acordo com sua competencia, mas não por ser o primeiro. Mas sempre será o queridinho do papai/mamãe sem dúvida. Tomege.


  62. Oie….
    a minha irmã foi iniciada na umbanda fez td que o pai de santo pedio!!
    mais agora ela freguenta o candomblé eu queria saber se ela deria de fazer td de novo??


  63. Regiane boa noite, eu já vi pessoas que tinham sido de Umbanda, receberam suas obrigações em Umbanda e quando passaram para o Candomblé estas pessoas receberam inclusive Decá (sete anos), isso se trata de uma verdadeira invenção, desvario. O correto é que sua mãe faça sua iniciação no Candomblé como qualquer uma Abiã, o tempo de Umbanda não conta em nada para o Candomblé. Não se trata de superioridade ou outra coisa do tipo, é que são segmentos religiosos diferentes e iniciação de fato só em Candomblé. São os preceitos da religião que devem ser seguidos. Tomege.


  64. mutunbá;parabens pelo site precisavamos de algo assim sou de oxumaré com muito orgulho,mais não entendo porque já tenho tres anos de feitura e nunca recebir meu orixa falam q ele só se manifestara aos sete anos de obrigação isso pode ocorrer?e todos oxumare dança em pé ou no chao. um forte abraço


  65. Meire Silva bom dia, em Umbanda Oxumaré vem deitado e eu não sei por que, não entendo isso mas…
    No Candomblé Oxumaré é um Orixá lindo que dança em pé e seus movimentos lembram de fato uma cobra, mas em pé. Em alguns momentos Ele dança bem rente ao chão ou se deita, mas isso está ligado a um certo ato da dança.
    Essa informação de que seu Orixá só virar aos sete anos eu desconheço, o Orixá em um Adoxú vira nem que seja na iniciação, na saída e umas poucas vezes, mas vira sim. No texto acima há uma explicação para as pessoas que não viram, vc leu? existem rituais específicos para uma pessoa rodante virar, vc passou por isso? Tomege.


  66. boa tarde:mutunbá: passei por alguns rituais mais ele não correspondeu e eu fiquei sem entender por que no bori sempre o abiã recebe sua entidade ou faz de cara limpa?entendo q oxumaré é especial mais tenho um pouco de medo é verdade q ele atrai cobras ou é lenda?e nós q somos dele somos chamados de falsos por causa disso? obrigado por seus esclareçimento e q os bons irmaaaaaaaos de luz continui lhe dando forças para continuar a ajudar aqueles q como eu precisa de sua ajuda ,olorum modupé


  67. Meire Silva boa tarde, o ritual do Bori quase sempre é feito para a pessoa e não tem muito ou nada a ver com o Orixá, ele serve para acalmar a cabeça, e fortalecer o Ori. Claro que com isso o Orixá sai fortalecido e pode eventualemtne se manifestar sim, mas não é obrigatório a presença do Orixá no bori.
    O filho de Oxumaré não atrai cobras, assim como de Oyá não atrai o raio, os de Ogum não chamam as guerras etc, etc, são lendas. Ser falso é quase uma redundancia nos dias de hoje, as vezes o que chamam de falsidde é somente uma capa para se proteger da vida. O que é ser falso hoje?, eu posso ser falso contigo te dizendo a verdade ou a minha verdade deste lado do teclado certo? Isso é outra lenda dos que não tem o que falar.
    Te aconselho a procurar ajuda por que depois de tres anos vc não virar não está certo, procure outro jogo, não comente o motivo do jogo, só diga que é sobre Orixá. Tomege.


  68. em Setembro 8, 2008 at 8:05 pm antonio cesar

    sou do candomble e gostaria de saber se tem como a gente se desenvolver sozinho ou se e necessario de um acompanhamento de alguma mae de santo ja desenvolvida.
    eu tenho 15 anos de idade e sou muito interessado nesta nova religiao da minha vida , e eu sou batisado no terreiro de oxum em sao paulo, conheço algumas coisas mas pretendo ser um pai de santo. me ajudem nesta etapa. obrigado


  69. Oi Nelson, que bom falar com vc… por favor me esclareça algumas duvidas?
    eu to sem tempo pra nda tblhando muito e começando agora no candombçé…
    sou de logunedé… me deixaram confuso, faz pouco tempo que estou frequentando, uns dizem que nao tenho que fazer as obrigaçõs outros dizem que sim, vc uma pessoa culta ira me ajudar sanar essa duvida?
    qual será o meu procedimento para se iniciar?
    ficarei recolhido tbm???
    um grande abraço!


  70. Bruno Carvalho bom dia o primeiro passo é saber de fato se vc vai ou não ser iniciado Adoxú (rodante) pelo visto há controvésias a esse respeito, então o único caminho é procurar um jogo de búzios para esclarecer esta questão. Não se guie pelo achismo de ninguém, só o jogo pode te dizer com certeza o que vc deverá fazer. Tomege.


  71. Mukoiu aos irmãos de fé.

    descobri o site por acaso na net, pois sou muito curiosa, e sempre estou lendo algo a respeito do assunto…até hoje não tinha encontrado nada legal… tenho inumeras duvidas,mas hoje estou passando para parabeniza los


  72. olá aqui vai uma pergunta….

    sou feita de oyà igbalè, com odè ibo…ok, mas não consegui entender, uma coisa, minha Ya diz q é uma qualidade de oyà q é tratada junto com esù, só q na queda de kelê ela trouxe um ilá q tinha algo a ver com caminhos de sangó, muitos na minha casa, perguntaram o motivo e eu não soube responder, perguntei a Ya e ela disse q era assim mesmo…enfim qual seria então a ligação desta mesma com xango, se eu sou feita para oyá e odè ? não deveria ter trago no ilá algo referente a odé ?


  73. Olá Belami,
    Você leu a matéria sobre as qualidades de Oyà postada neste blog? Lá fala de todas essas coisas. Por um lado o facto de Oyà Igbalè estar ligada ao culto dos mortos e por essa razão ter uma forte ligação não só com Exu, como com Omolu e Ogum. Oyà Igbalé subdivide-se também em diversas outras qualidades, você sabe qual é a sua? Por aí pode vir a ligação dela com Ode, aliás diversas qualidades de Oyà têm fundamento com Ode.
    Já quanto à ligação com Xangô, não é surpresa alguma, uma vez que Oyà foi Esposa dele e são inúmeras as lendas que falam disso. A relação de Oyà com Xangô foi mais forte e mais importante do que com qualquer outro Orixá com quem Oyà se tenha relacionado.
    Axé!


  74. em Setembro 13, 2008 at 11:14 pm ogan elisio de jagun

    ola nelson boa noite !!
    eu gostaria de esclarecer uma duvida , eu sou ogan eu fui suspenso pela oya bagan .
    o zelador de santo fez uma promeça que quando ele tive-se o barracão dele eu entraria para confirmar e ele bancaria tudo por eu ser o primeiro ogan da casa .
    acontece que ele fez a promeça e não cumpriu e agora o santo esta me cobrando ,eu ja perdi tudo na minha vida perdi carro ,moto e todo meu dinheiro emprego ja estou desempregado 1 ano e não consigo arrumar emprego ja fiz de tudo ,gostaria de saber se vc pode me ajudar a fazer alguma coisa obrigado colofé.


  75. Ogãn Elisio de Jagum sua benção, quem fez a promessa não foi vc, por tanto não há motivo para que vc seja penalizado, vc está confundindo as coisas, sua vida pessoal é independente da vida religiosa neste aspecto. Procure nos seus atos as consequencias do que vem acontecendo contigo. Continue confiando nos Orixás e procure ajuda num jogo de búzios, Jagum não vai te abandonar. O que pode estar acontecendo é que Ele deseja que vc se confirme e vc não está percebendo, mas ainda assim Ele não faria com que vc tivesse esses problemas. Tomege.


  76. olorum modupé;por que fui convidada para ser madrinha de orixá se só entrei no candomble a 3 anos e sera q tenho gabarito para isso. um forte abraço axe


  77. Motumbá …
    Bom dia ,gostaria de tirar algumas dúvidas. Vou entrar novembro para a iniciação,me sinto feliz e totalmente praparada e orgulhosa de me tornar uma yáwo.
    O meu único medo é referente ao adoxu ,abrem-se curas na cabeça,o yawó sente algo?
    ou é o orisá quem está na hora do fundamento?
    meu receio é só as curas na cabeça e o adoxu,como é colocado?


  78. Claudia de Yá bom dia, primeiro deve-se entender que o convite foi na verdade feito ao seu Orixá atraves de vc, por tanto Ela (Yá) sabe que vc é merecedora desta honra. Vc sabe como agir durante a cerimonia? Tomege.


  79. Juliana bom dia, não se conversa sobre este assunto via blog, mas posso te garantir que será uma experiência única e muito emocionante, e principalmente que vc não deve procurar saber nada sobre este assunto para não perder o melhor da cerimônia que é a surpresa e o inédito, vá com amor e sem medo. Seja bem vinda a religião. Tomege.


  80. axé;obrigado,mais não sei como é q uma madrinha agi nem o q tem q fazer durante o tempo q os orixás e caboclos estão no barracão,por favor me ajude a entender e saber o q fazer para ajudar ,mais meus afilhados(pois sinto-me meio perdida) mutunbá!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


  81. Claudia de Yemonjá bom dia, eu pensei que vc estava se referindo a ser madrinha de Orunkó, mas pelo que vejo é outra coisa.
    Madrinha de Orunkó é qundo na saída de santo uma pessoa é escolhida para “ouvir” pela primeira vez o Orunkó do Orixá e que será falado por Ele no salão.
    O que entendi na sua resposta se trata de um tipode Ekedi (Candomble) ou de cambono/a (Umbanda). Qual é a situação?


  82. Mutumbá!!!
    Nelson, por gentileza, vc sugere a leitura de um texto “Sou filho de Orixá”, em uma resposta acima, mas não consigo localizar no logal que vc orientou procurá-lo (Autores, Nelson) Se possível, pode de informar melhor sobre onde localizar esse texto, pois queria muito lê-lo, apartir da observação que vc faz.
    Obrigada e Axé!!!


  83. Dani bom dia, o texto está na barra lateral em Autores (tem as fotos junto) click em Nelson ou na foto, vai aprarecer o meu “curriculo breve rsrsrs”, em baixo tem uma relação com vários textos e no final tem escrito “Next page” vc clica e vai aprecendo os textos mais antigos. Este texto que vc quer ler é o mais antigo. Agradeçemos sua visita e interesse, Tomege do Ogum.


  84. Olá primeiramente queria parabenizar o seu site…
    Estou aprendendo muito..
    Gostaria de saber pq muitas casas de camdomblé na iniciação assentam exús(entidades)dizendo que são escravos dos orixás?Essas entidades não pertencem á umbanda?
    Gostaria de ter um esclarecimento..pois fiz um jogo e caiu os meus orixás e um casal de exús(entidades) que pertencem a minha cabeça..???


  85. Iury boa noite a resposta a sua pergunta vc pode ler no post “Nobrezas e Misturas”.
    Assim como vc, eu não considero correto assentar Entidades por que acho que basta assentar o Bara do Orixá e pessoa estará cultuando de forma correta. Essa coisa de assentar entidades, para mim não deveria existir pois não tem fundamento religioso no Candomblé, vc está inteiramente correto. Ficamos gratos pela visita e pelas palavras de carinho. Tomege do Ogum.


  86. O QUE É DOFONITINHO?


  87. Mutumbá meu velho, gostaria de saber se vc tem um email com o qual eu poderia me comunicar com o senhor. Para que eu pudesse me expressar mais, inclusive em detalhes, para que o senhor pudesse me ajudar. Não estou vendo nenhuma mudança, e tenho muito medo de errar e ser cobrada por isso, por esse e outros motivo gostaria, se possível, que o senhor me orientasse com mais clareza, mas para que isso aconteça, terei que ser bem clara e comunicar ao senhor o ocorrido em detalhes, para que assim o senhor com a sua experiência e sabedoria pudesse me orientar. Agraceço muito desde já a sua atenção.


  88. Gabí bom dia este termo denomina uma hierarquia das pessoas/Orixás quando são iniciadas. Esses laços serão mantidos para sempre, alguém será sempre o Dofono ou Dofonitinho de outro alguém e deve-se respeito a ambos.
    Dofono, Dofonitinho, Fomo, Fominho, Gamo, Gamotinho. O restante eu não lembro agora.
    Esta arrumação está ligada diretamente a posição hierarquica do Orixá. Por ex.: se tiver um Ogum no barco Ele será sempre o Dofono, por que Ogum é que vem na frente sempre, se tiverem dois Oguns no barco, prevalece então para ser Dofono quem já tem Borí, se continuar empate, verifica-se que Bolou primeiro e por aí vaí. A ordem é complexa e depende dos Orixás que estiverem sendo recolhidos. Mas Dofonitinho é o segundo na escala hierarquica do barco, por tanto esta pessoa teve um irmão de barco seu Dofono. Tomege do Ogum


  89. Vanessa bom dia, o que vc está me pedindo é uma exceção complicada, primeiro que colocar meu e-mail pessoal aqui o tornará público e todos poderão ter acesso a minha privacidade, isso eu realmente não quero. Mas por outro lado eu quis fazer parte deste trabalho de orientação via blog e sabia que estes pedidos poderiam ocorrer. Sinceramente eu preciso pensar nisso com calma, mas ainda que eu possa conversar contigo via mail, teremos que ter uma outra forma de fazer este contato que não seja eu colocando aqui o meu mail pessoal.

    Manuela eu sei que eu tenho conta no word press, mas vc sabe minhas limitações de inteligencia sibernética e eu nunca consegui acessar esta conta rsrsrsrs.

    Vanessa me dê um tempo para pensar sobre o assunto ok?
    Uma coisa que também precisa ficar claro é que eu a Manuela não somos zeladores, somos filhos de santo, com alguma estrada já caminhada sim, mas somos filhos e por tanto podemos orientar mas não podemos fazer nada efetivamente, esta ciente disso também?
    Tempo, tempo, tempo. Pode ser assim? Tomege do Ogum


  90. mutumbá, gostaria de agradecer a atenção que está tendo comigo, muito obrigada mesmo. Quando pedi seu email, foi achando que o senhor poderia envia-lo para o meu pessoal, a menos que ele não seja publicado para vcs no preenchimento dos comentários, caso não seja eu lhe envio aqui sem problema. Eu apenas queria uma orientação, pois as pessoas que conheço do meio não são muito confiáveis, por isso, é que procurei na internet , e de todos os sites que achei esse para mim e pelo visto muitas outras pessoas, é sério, respeitoso e trata do assunto sem criticas apenas orientando, que é o que gostária que ocorresse comigo, pois infelizmente eu não tenho a quem recorrer aqui. Podem ficar tranquilos pois eu estou muito ciente da posição de vcs neste site, e para mim no momento o que eu preciso aqui eu encontrei, orientação sem interesse ou maldade. Muito obrigada.


  91. mutumba,gostaria de fazer uma pergunta pode acontecer de você ser de um orixá mas outro rege você?
    Bom Sou filha de Iemanja mais tenho muito de Iansã sou muito calma carinhosa e comunicativa outras brigona falo alto tem que ser do meu jeito.
    Isso acontece mesmo ou é invenção das pessoas joguei buzios varias vezes minha cabeça é de iemanja.
    Agradeço desde já se obtiver uma resposta obrigada.


  92. Tatiana, bom dia, em breve colocaremos as qualidades de Yemonjá também, aos poucos estamos postando esse assunto. O que aconteçe é que há uma descrição genérica das características de cada Orixá, e isso cria um entendimento errado de que todos os seus filhos tem que ter essas características, o que não é verdade e acaba por gerar frustações ou confusões. Mas como disse é genérico e as caraterísticas da pessoa serão uma combinação de vários outros fatores inclusive sociais.
    Existe uma qualidade de Yá chamada Ogunté, que não é das mais calmas, inclusive pelo seu nome, que revela que Ela é guerreira e jovem seu comportamento é bastante “agressivo”, e pode facilmente ser confundida com Oyá, Ela não é muito maternal, serena etc, Ela vai a luta mesmo e é muito voluntariosa, e por isso mesmo Ela jamais aceitaria interferencia de outro Orixá na cabeça de seu filho/a.
    Como diz minha mãe de santo, vc já viu mar calmo? Tomege do Ogum


  93. Vanessa bom dia, além de pensar eu fui pedir autorização a minha Yá. Bem, levei um carão sem tamanho, ela me disse carinhosamente, “Até quando vc vai fugir disso, vc já está bem grandinho Tomege”. Então “eu decidi”rsrs que posso te ajudar sim. SÓ ORIENTANDO. me envie um modo de contato. Tomege do Ogum.


  94. por favor tenho 33 anos,fui evangelica há 16 anos,sou casada e tenho tres filhos sempre amei o candomble,mais nunca participei por causa dos meus familiares,mais desde 2006 sofro com uma forte depressão,as vezes pareço uma maluca.sofro demais com isso,gostaria de saber se so pode entrar para o axé quem é escolhido ou qualquer pessoa pode entrar,pois uma vez fui a uma festa de uma saida da yemanja e lá foi convidada a se ekedi de Bara,tenho muitas duvidas e medo tambem,pois eu não sei nada sobre o assunto desta religião somente acho tudo muito lindo,nao sei se isso é o bastante


  95. tambem depois que fui a essa festa sofro preconceito com meus filhos e principalmente minha mãe,pois ela não era nada ,ais ha dois anos se converteu ao evangelismo.eu nao quero fazer ninguem sofrer.pois penso muito nos meus filhos eles são tudo que tenho mais ultimamente faço eles sofrerem pois nao sou mais feliz choro muito,eles percebem.eu fiz escondida um ebo para saude pois nesse tres anos ja fiz duas cirurgias uma na garganta e outra no utero.tomo remedios depressivos e so durmo com remedios calamnte faxa preta.esse pai de santo me pediu R$ 500,00 reis para o ebo fiz emprestimo e fiquei mais enrolada ainda e ainda meu esposo brigou muito pois deixei falta coisas pra crianças, mais tudo o que eu quero é ser feliz.moro em caxias.


  96. Ana Cristina bom dia,não há muito o que se falar a não ser que vc tem que fazer o que vc deseja e ser feliz da forma que te agrada. Sabemos o quanto vc sofre com preconceito e pressão por parte dos seus familiares, mas vc é uma pessoa que tem o direito de viver sua religião independente dos filhos e marido e mãe, o que vc não pode é ficar sofrendo para que as outras pessoas se sintam felizem. Vc tem que se fazer valer e respeitar em todos os sentidos de sua vida. É dificil sim mas só assim vc vai conseguir alguma felicidade para vc. Tomege do Ogum


  97. obrigada pela sua atenção,o seu centro fica aqui no rio de janeiro?


  98. obrigada pela sua atenção,o seu centro fica aqui no rio de janeiro? pois gostaria de fazer uma visita se puder é claro.


  99. Ana Cristina eu e a Manuela somos filhos de santo asim como muitos outros, só que ela está em Portugal e eu no Rio, Mas infelizmente não tenho autorização para indicar minha Casa, minha Yá não permite e além disso eu me sentiria anti ético utilizando o blog para isso, mas Caxias RJ tem muitas Casas de ótima reputação. Tomege do Ogum


  100. Nossa , quando li eu me emocionei e não sabe a alegria que esta trazendo para mim pois o senhor com certeza vai trazer paz para o meu coração ou então me monstrar o caminho paa que isso aconteça. Muito sensata sua mãe de santo pessoas que agem desta forma é que são digna de ser uma zeladora, pois ajuda sem olhar a quem. meu email é claudia.soaresesoares@hotmail.com
    Aguardo anciosa e feliz. asse muito asse para vcs.


  101. Vanessa bom dia já enviei e-mail para vc. Tomege do Ogum


  102. Kolofé,

    Gostoei do site, achei muito esclarecedor, estou começando agora a minha trajetoria na nação Jeje, como li, algumas pessoas não entram em transe mesmo sendo um yawo, gostaria de saber, neste caso quem é que dá o orunko do santo, uma vez que a pessoa não esta virada para o santo falar.

    Obrigada!


  103. oi sr Tomoge,desculpas se fui indelicada a perguntar onde é sua casa, pois como eu falei ao senhor eu não tenho conhecimentos ainda,mais eu fui sozinha a um centro de umbanda que vi o anuncio no jornal e fiquei com duvidas,fui muito bem tratada pela mãe de santo acho que ela prencentiu meu medo pois achei tudo muito diferente lá os santos vem todos juntos,ao contrario do centro da minha amiga que é candomble foi somente os orixas(que eu amo todos)eu nunca tinha visto uma pomba-gira então fiquei com um pouco de medo.o centro da minha amiga é muito longe de onde eu moro são duas horas de onibus e minha amiga me disse que candomble não é a mesma coisa que umbanda,no candomble temos que ser convidado por alguem do centro,então pra mim fica dificil pois nao conheço pessoas ainda de santo,tudo o que eu estou aprendendo é aqui na net,e graças á Deus eu achei o seu blog que é muito transparente e verdadeiro,a sua atenção e muito valiosa principalmente para os iniciantes e leigos como eu.tambem tenho receio pois como em qualquer lugar pode ter alguem de ma intenção.muita paz e saude para o sr e d manuela pois vçs são pessoas abencoadas para nos ajudar.


  104. Ana Cristina não foi indelicadeza nenhuma, sei que vc está procurando ajuda, então dê uma olhada neste site http://www.sergiocigano.com.br/ este senhor talvez possa te ajudar, e ele é de Caxias também. Tomege do Ogum


  105. Vanessa boa tarde enviei vários e-mails e todos voltam, o seu endereço está correto? Tomege


  106. Boa noite, eu digitei errado agora com certeza ira chegar o certo é: claudia_soaresesoares@hotmail.com
    Estou aguardando.


  107. Bom dia, agora está tudo ok. Continuo aguardando, e sei que desta vez está certo pois eu mesma já testei. Um forte abraço. Assé


  108. Boa tarde!
    Excelente o site! Parabéns.
    Tenho frequentado uma casa de candomblé já há alguns meses. Confio na minha mãe de Santo, que é da nação Jeje. Fiz recentemente uma limpeza e logo depois deveria ter feito um Obi. Não o fiz pq tive receio das implicações em minha vida. Religião para mim é compromisso com a minha evolução espiritual, emocional e material. Sou espírita Kardecista desde os 17 anos e percebo que há poucos pontos de convergência entre o Kardecismo e o candomblé. Acredito e vivencio a evolução espiritual como determinante na minha vida. Gostaria de saber: como se dá essa evolução espiritual no candomblé? Como o mal é visto pelo candomblé, é a ausência do bem ou uma entidade separada do bem? É uma energia com força própria? O que é obi da misericórdia, das águas? E o Bori?
    Por que os praticantes do candomblé se colocam tanto como poderosos? Qdo pedimos algo aos orixás, o que determina que aquele pedido será atendido, o meu merecimento pessoal, considerando a minha evolução ou a força (ou coisa que o valha) daquele que fez o trabalho?
    Obrigada.


  109. Jussara bom dia no seu texto vc diz há “poucos pontos de convergencia entre Kardecismo e Candomblé” na verdade não nenhum ponto convergente entre os dois seguimentos religiosos. O Kardecismo tem uma estrutura muito ligada ao conceito Cristão de entendimento de vida e morte, e bem e mau, de certo e errado, de pecado, e muitos outros. O Candomblé não estes temas, ele lida com Orixás que são a própria natureza (forças) e seus elementos, o Candomblé não tem vinculação com outras religiões a lhe impor normas ou mesmo sugerir ou influenciar em nada, é um religião totalmente autônoma. Veja que não digo que uma é melhor que a outra, mas precisa ficar esclarecido esse ponto. Para um bom entendimenteo do Candomblé a pessoa deve abstrair esse conceitos ou pré conceitos e entender a sociedade/comunidade do Candomblé e sua origem africana com sua hierarquia própria e próprio modo de ver a vida e o mundo.
    Esse assunto é muito longo e precisa ser discutido com calma para não causar melindres ou maus entendidos, por isso vou para por aqui.

    O obi é uma cerimônia básica em que se “refresca” a cabeça para um pedido de misericódia para o filho, isso pode ser dirigido a vários setores da vida da pessoa, profissional ou pessoal. è quando a pessoa está sem rumo e precisa de “direção”.

    O bori tem a função de estabilizar a cabeça do filho, é mais comlexo que o obi, é um passo adiante. Em ambos a água deve estar obrigatóriamente presente.

    Os pedidos sempre estarão condicionados ao seu merecimento sim, a pessoa que faz/conduz não tem grande interferencia.

    Eu tenho minha própria visão sobre esta soberba e tenho alguns textos a esse respeito, estão na barra lateral lá em cima na caixa “AUTORES Nelson” abra e procure por “longo caminho do aprendizado” Sou filho de Orixá” e “notícias nas Casas de Orixá” é minha visão desta situação. Tomege do Ogum


  110. em Outubro 9, 2008 at 6:33 pm Fernanda Brum

    Sou Abiku e gostaria de ter mais informação a respeito. Tenho muitas dúvidas e gostaria de tira-las.


  111. Olá,primeiro venho parabenizar pelo site q tirou muitas duvidas que eu tinha.
    gostaria de saber uma outra coisa.
    eu estava passando por um momento muito complicado na minha vida,fui em um terreiro de candomblé q minha mae ja conhecia e joguei buzios para ver oq deveria ser feito…o pai de santo falou q eu deveria fazer ebó e bori,ebó fiz mais de uma vez,fiz tudo certo,mas nao sei o que aconteceu que parece que tudo na minha vida parou,hoje nao tenho quase nenhum amigo,nao tenho paqueras,nao tenho colegas q me chamam mais para sair,vivo em casa porque nao tenho onde ir..minha vida ta muito parada!sinceramente nao sei o que aconteceu!lembro q tbm fiz um trabalho para oxum,mas tbm nao tive resultados até agora ou pelo menos nao notei…ja vai fazer uns 9,10 meses q fiz tudo..o pai de santo q fez tudo é confiável,ajuda bastante,mas nao tenho mais contato com ele,gostaria de saber oq deve ter acontecido ou o que esta acontecendo?sera q ainda vai mehorar?
    Obrigado!


  112. Fernanda Brum nos envie as dúvidas no que pudermos te ajudar será um prazer. Tomege do Ogum


  113. Rogério bom dia,veja as coisas por um outro angulo, talvez a vida na balada e agito não estivesse te dando tempo de ficar com a família, curtir a família e pensar em vc e na sua vida. As vezes os Orixás encaminham a nossa vida de uma maneira estranha aos nossos gostos pessoais, mas Eles sabem o porque. Talvez aqueles que te chamassem sempre para baladas não sejam o que é melhor para vc, mas isso é achismo de miha parte, vc é que tem saber o que está mudando contigo e se isso está te trazendo algum benefício. Tomege do Ogum


  114. em Outubro 13, 2008 at 11:42 pm Ana Paula da Silva Estevo

    Nelson, boa noite. Tenho algumas dúvidas.
    Aprecio muito a religião (candomblé) e já fiz um burí que já venceu a uns dois anos. Bom, quando fiz o burí foi feito um assentamento para yansã e ogum que regem minha cabeça. Nasci em 08/05/1968, se vc puder confirmar pra mim agradeço. No dia do burí foi feito a consagração no ibá de yansã nas ferramentas de Ogun, mas eu ainda nao incorporo por completo isso é normal?? Quando canta pra yansã me sinto muito mau, sinto um furmigamento nas mãos e as minhas pernas vão sumindo sabe é muito estranho, mas enfim depois desse burí não renovei mais mesmo pq não tenho uma casa para fazer isso as vezes peço para um amigo meu que é pai de santo fazer para eu poder arriar, pq sei que eu não posso, e ele não toca na casa dele sabe ele faz algumas coisas, mas não tem barracão. Eu queria muito seguir a religião certinho, para eu poder desenvolver cuidar do meu santo sabe… mas aqui em são paulo não é toda casa que vc pode confiar. A sua casa fica aqui em são paulo???? Um grande abraço, e muito obrigada pela atenção.


  115. Ana Paula Silva boa noite sobre o Bori primeiro vc tem que saber que esta é uma cerimônia dedicada a sua cabeça, Bori vem da junção de Bó e Ori = alimentar a cabeça, e tem por função o equilíbrio e renovação da sua energia. No Bori não é comun a presença de Orixá nem a “consagração” de ferramentas ou ibás Orixás, somente o Ibá Ori (louça e objetos), não é errado fazer o que foi feito, só não é o melhor lugar e melhor cerimônia para isso. O caso de sentir-se mau durante o toque para Oyá é mais do que compreensível, sendo vc filha de Dela com foi dito no Bori. Mas para virar (receber) o Orixá é preciso um bom acompanhamento e preparo tanto da cabeça como do corpo (esse é o ideal). Eu não tenho Casa aberta, nós (eu e a Manuela) somos filhos de santo preocupados em ajudar os irmãos, a Manuela em Portugal e eu no Rio, aí em SP eu só conheço um irmão meu que tem Casa em Campinas, mas no google se procurar por “pagina pessoal de reginaldo prandi” lá tem uma lista enorme de Casas de tradição e confiáveis aí de SP, dê uma olhada e se vc morar em Campina ou próximo e quizer ir a Casa do meu irmão será um prazer. Tomege do Ogum


  116. Bom dia, Até hoje não tive resposta da minha pergunta, se puder responda é a nº 121.

    Obrigada


  117. Leila bom dia, sobre sua pergunta, o camiho é esse mesmo, se não conseguimos te responder, volte a perguntar, é que somos só eu e a Manuela para responder e as vezes um ou outro fica sem resposta devido a nossos outros compromissos diários, mas na medida do possível todos são respondidos. Vamos lá, o que aconteçe nestes casos é o mesmo procedimento com Ekedi e Ogã, a pessoa é trazida a sala pelo Orixá do zelador e Ele (Orixá) dá o nome. Depois disso é sempre importante o zelador esclareçer para a comunidade que esta pessoa é adoxu porém não roda, e que não é Ogã ou Ekedi, é um caso especial. Tomege do Ogum


  118. em Outubro 16, 2008 at 6:11 am morena rio branco

    Boa noite … Sigo encantada… me sinto assim porque parece que este mundo de orixás entrou na minha cabeça de maneira que respiro isto dias e noites…quase só penso nisso… E olha que há pouco tempo eu era atéia (embora sempre intuitiva e com gosto pelos elementos naturais e inconscientes) … Não imaginava que fosse sequer cogitar fazer parte de qualquer instituição religiosa…Mas até em meus sonhos não descanso, nesta semana sonhei muito forte com galinha d’ angola, e na mesma semana apareceu no meu caminho um livro Galinha d angola que é um estudo exatamente sobre iniciação na religiao de matriz africana e lendo estou vendo abismada tudo que ela representa … To quase decidindo ir ao encontro de um baba, para entender pq justo eu estou fascinada assim…Ao mesmo tempo penso que se for para ser, que aconteça algo mais por si, que eu não dê este próximo passo…Além de tudo sou vegetariana por ideologia…mas faria um sacrifício…Ë uma confusão, muita coisa do que eu era está meio abalada agora, no fundo estou me sentindo bem…


  119. em Outubro 16, 2008 at 6:18 am morena rio branco

    Gostaria de uma opinião…se eu for encontrar um baba ou ya para jogar búzios, estaria deixando de ser franca se omitisse que há mais de 10 anos atrás já joguei búzios e apareceu oxum?
    Gostaria de não contar nada disso e esperar ver o que acontece no jogo…e que isso não seja desonesto…
    veleu!!!


  120. Nelson, obrigada pela resposta. Vc tem razão, não há pontos de convergência entre o kardecismo e o candomblé (sem demérito para qualquer uma das duas). Vc não respondeu ( ou , pelo menos, achei que não) sobre o tema da evolução espiritual. Já li o seu texto sobre o aprendizado no candomblé, que é emuito bom.
    Também é verdade que preciso me libertar de uma série de concepções estáticas acerca da vida e da religião, para entender melhor o candomblé.
    De qualquer forma, se não for incômodo, gostaria que vc falasse sobre o tema da evolução espiritual e o que nós, seres humanos, somos sob a perspectiva da criação.


  121. Morena boa tarde que bom que vc é mais uma pessoa que se encanta, com certeza além do Candomblé muitas outras coisas te encantarão, vc está aberta para esta visão da vida.
    Se vc deseja procurar um jogo o ideal é mesmo não tocar em assuntos anteriores ou que te aflijam, o zelador/a com certeza vai saber o que e o por que vc foi buscar ajuda. Tomege do Ogum


  122. Jussara eu dei minha contribuição neste tema quando me abri e falei o que penso no texto “Sou Filho de Orixá” ele está em Autores Nelson está no final da lista é só ir passando em “next page”.
    O Candomble considera evolução diferente dos entendimentos de evolçução de outros segmentos religiosos, no Candomblé não se procura pela “luz”, por que não se acredita que vivamos nas trevas, somos todos filhos de Olorum por descendencia e por tanto somos todos iluminados, cada qual a sua maneira.
    Evoluir está mais ligado a sua conduta dentro da comunidade, é meio que voltar a ser Africano. E o que seria evoluir naquele tempo? era sustentar a família, ter filhos, ser bom esposo e filho, combater se for preciso, conhecer folhas e etc, só isso já era suficiente. Hoje evoluir é ter direito a um pedaço de ceu (literal) é estar ao lado direito de Deus. O Orixá te vê evoluíndo quando vc se integra na comunidade e faz sua parte, seja Ogã, Ekedi, Cozinheira ou Zelador/a, vc evolui quando se doa a comunidade e isso vai além da comunidade terreiro, isso está ligado a pensamento de Mundo. utópico? talvez, mas é assim que sinto que evoluímos no Candomblé cada degrau a sua hora, cada aprendizado a seu tempo. Tomege do Ogum.


  123. Nelson, obrigada.
    Gostei muito da visão de evolução que vc passou. Muito verdadeira essa visão de evolução do candomblé. Chega de culpas!!!!Somos todos filhos de Deus, cada um em seu estágio.
    Vou seguir pesquisando e vou passar para o texto que vc indicou. Axé!!!


  124. em Outubro 17, 2008 at 7:55 am douglas da silva

    OLA GOSTARIA DE UMA INFORMACAO A UNS 20 ANOS ATRAS CONHECI UMA MAE DE SANTO FEITA NO CANDOMBLE E NUMA DAS VARIAS CONSULTAS ME FALOU QUE EU ERA FILHO DE OGUM E OXOSSI,HOJE CONFIRMADO ATRAVES DOS BUZIOS GOSTARIA DE SABER SE O FATO DE SER FILHO DE OGUM PODE SE FAZER O SANTO OU TEM QUE ESPERAR ELE PEDIR, JA ESTVIVE EM ALGUNS CENTROS ESPERITAS ME FOI DITO SOBRE MINHA MEDINUINADADE QUE TERIA QUE SER TRATADA,ISSO QUER DIZER INCORPORAR FUTURAMENTE.


  125. Douglas da Silva bom dia a iniciação só indicada quando o Orixá a solicita,por que tem muitos casos em que a pessoa tem uma função específica como Ogã ou Ekedi e iniciação será também específica, por isso o correto é aguardar que o Orixá peça e indique a feitura. Tomege do Ogum


  126. em Outubro 17, 2008 at 5:11 pm douglas da silva

    OBRIGADO PELA INFORMACAO SO PARA COMPLEMENTAR E FAZER O SANTO PODE ME EXPLICAR COMO FUNCIONA.


  127. em Outubro 17, 2008 at 5:12 pm douglas da silva

    OBRIGADO PELA INFORMACAO .


  128. Douglas vc leu o post “iniciação no Candomble”?, pois bem em cima dele temum outro chamado “longo caminho do aprendizado” dê uma lida também, eu acho que vc vai entender melhor o assunto, se ainda houver dúvida retorne com sua pergunta. Tomege do Ogum


  129. em Outubro 18, 2008 at 1:05 am douglas da silva

    OBRIGADO ENTENDI AGORA.


  130. Mucuiu n’Zambi, estou com um problema! Eu não sei se sou equede ou rodante. Fiz um bori em uma casa e nunca recebi nada. Fingi uma vez estar com santo mas foi puro fingimento. Não sei se tenho algum orixá realmente e se tenho por que não recebo(viro)? Adoro Candomblé mas meu esposo não aceita. O que fazer?


  131. Obrigado pela resposta, + tenho ainda uma dúvida, se a pessoa for médium consciente, como o orixá vai falar o nome se a pessoa é consciente, ou ele responde através do jogo e o pai de santo fala para a yawo, se não se me fiz entender?.


  132. Andrea boa noite, vc de fato está numa situação complicada, ter fingido só piorou as coisas para vc por que agora só há a possibilidade de vc ser rodante, por que diante da comunidade vc é rodante fingindo ou não. O que aconteçe é que uma vez virado no Orixá nunca mais haverá possibilidade da pessoa ser Ekedji ou Ogã, porém o contrário poderá aconteçer desde que a confirmação não tenha ocorrido, a pessoa pode sim vir a rodar, mas se a pessoa foi confirmada, ela jamais vai virar de Orixá. Só vc pode resolver este problema. Tomege do Ogum


  133. Leila ainda que a pessoa tenha certa conciencia durante o transe, ela não terá controle de muitos dos atos, eles são do Orixá. Tenha certeza de que o Orixá vai dar o Orunkó dele, mesmo com sua conciencia. Existem meios para isso e para que vc perca um pouco desta conciencia que te atrapalha, seu zelador saberá como fazer isso com certeza. Tomege do Ogum


  134. Obrigada pela resposta e mais uma vez parabéns pelo site.


  135. bom dia!!! gostaria de tirar uma duvida… eu lavei e assentei meu ogum… meu pai disse que eu nao preciso raspar, mas só que eu perguntei pra ele se meu ogum vai dar ilá… ele disse que nao. preciso muito saber disso.


  136. Olá
    pq é tao dificil entrar no candomble? Eu amo essa religião e sinto que sou do santo, sinto que posso fazer muito pelas pessoas…moro em uma cidade do Brasil que definitivamente as pessoas desconhecem a maravilha que é o candomble, entao resolvi postar esse comentario, ate mesmo pra que voces me confirmem que eu pare de procurar, pois que se tiver que ser, vai ser…se um dia eu tiver que me tornar uma filha de santo, isso vai acontecer, sem a necessidade de eu procurar…será que tenho razao? Será que o orixa guia a gente?Será ?Obrigada e muito axe.


  137. Rosi bom dia, que eu conheça só existe uma qualidade de Ogum que não raspa (Alabedê Orum), e mesmo assim é só porque Ele não vira em seus filhos, mas é substituído por outro (Alabedê Ayê), então eu também não entendi pq vc naõ seria raspada e muito menos pq seu Orixá não dará ilá. Se vc é rodante o correto é que seja raspada sim. Quando falo aqui desta forma eu estou me baseando no que conheço e ouvi dos mais velhos durante minha vida na tradição Ketu´. Tomege do Ogum


  138. Viviane bom dia, quais as dificuldades q que vc se refere? Tomege do Ogum


  139. Olá, à todos.

    Há oito messes frenquento um terreiro,o qual me foi dito que eu necessitava frequentá-lo em razão de meus antepassados não terem cumprido a sua missão,e eu,é que vim com essa missão na minha família.Nunca havia frequentado antes,embora tivesse sonhado numa roda em algum terreiro,em outra ocasião, tomando passe,etc.Até então sinto-me ainda uma estranha no ninho.Gostaria de saber se os orixás ,no momento em que tiver que ser iniciada, nos dão essa certeza do momento a ser feito?
    Gostaria de saber ,se for possível, qual a funçao da “cinturita”?

    Obrigada


  140. desde criança aos 12 anos de idade tenho dom de buzios e ate mesmo cartomancia nasci com este dom tinha ate varios clientes e todos os meus jogos de buzios eles sempre amam minhas obrigaçoes que faço seja amor,saude,emprego ninguem tem nada a queixarhoje com 50 anos de idade so jogo buzios desde 27 anos de idade sou aposentada por invalides desde 22 anos passei por varias formas de aprovaçoes ate que passei a aceitar a espiritualidade minha mae era de obaluae com inhansa raspada e ctulada quando ela raspou eu achei tao lindo tinha 8 anos de idade que fiz o mesmo me raspei e dei meu moko para ogum como se eu tivesse sido raspada sou rodante tenho o meu ere que todos amam e ate fala o que deve e o que nao deve sou filha de ogum como vc bem sabe com inhansa meu ere se chama fuquete tenho minha vida espiritual completa e todas as minhas duvidas tiro no jogo do ifa so nao entendo o que aconteceu eu para raspar devido minha idade diz nao ser possivel ate mesmo devido minha saude e nao e a primeira vez que faço um bori e lavo e assento meu pai ja e a 2 vez peço que me responda e se meu ogum meje jamas ira dar seu ila que ogum bose fuo me ajude e me de resposta por favor


  141. Rosilene Luiza boa tarde, seu comentário conduz a diversos assuntos distintos e pelo o que vc escreveu eu vou tentar esclarecer alguns pontos.
    O jogo de búzios só pode ser efetivado por uma pessoa devidamente habilitada, e ser habilitada no Candomblé quer dizer ter cumprido sua iniciação e feitos as obrigações intermediárias e a de sete anos com o Deká, além de ter recebido do zelador o que se chama mão de jogo ou búzios. Isso não invalida o seu dom, mas este dom deveria ter sido acompanhado e instruído de forma a que vc aprendesse a jogar de acordo com a tradição e não somente com a intuição. Sob a vista da tradição do Candomblé vc é o que chamamos de Abiã, e Abiã não pode fazer obrigações em outras pessoas, não pode jogar ou receitar ebós, Abiã é o primeiro passo de um aprendizado.
    Esta questão de vc não conseguir alguém que te raspe talvez tenha um motivo simples. 100% das Casas de Candomblé não teem condições de receber pessoas com qualquer limitação seja física ou de outra ordem, e vc diz que sua aposentadoria é por invalidez,o que faz pensar que sua limitação seja física. As Casas de Orixá vão acrestando aos poucos novos cômodos ao conjunto barracão/ronkó e nenhuma dela tem a preocupação com o acesso de pessoas com necessidades especiais tais como cadeirantes ou idosos com bengalas ou muletas. Se a locomoção no interior de uma roça já é dificil imagina acomodar uma pessoa nesta situação no ronkó para se raspado, é muito mais difícil e complicado. Veja não é preconceito é apenas uma constatação de quem estudou Designer de Interiores e passou a olhar com outros olhos estas questões de limitação de acesso aos espaços publicos e restritos do Candomblé.
    Sendo ou não este o seu caso, e espero que não seja, há um outro motivo que posso ventilar. É o fato de vc sempre ter se desenvolvido de forma autonoma, isso já durante muitos anos, está enraizado em vc uma forma de culto e doutrina que vc dificilmente se adptará a nesta faze de sua vida se tornar uma Abiã, cumprir sete anos numa Casa para depois ter seus direitos readquiridos.
    Vc é um caso especial de uma pessoa especial no sentido religioso, é uma pessoa que requer que o zelador te estude, te conheça, tenha cuidados especiais contigo. Então é mais fácil que se diga que vc não precisa raspar, ou qualquer outra desculpa.
    Minha querida irmã me desculpe a falta de tato e talvez alguma dureza nas palavras, mas para explicar algumas coisas eu precisava falar umas outras tantas. espero de verdade que eu tenha te dito alguma coisa de útil para sua procura religiosa. Tomege do Ogum


  142. Olá,

    eu gostaria de tirar uma dúvida, eu frequento a um centro de umbanda a 3 anos e eles sempre vem me falando para começar um desenvolvimento espiritual, hoje eu até gosto da idéia. porém como não tenho muito conhecimento, resolvi procurar o jogo de búzios para saber sobre meus orixás. No jogo apareceu que minha cabeça é de Yemanjá e também apareceu xangô. Yemanjá que falou no jogo todo e pediu para que eu fizesse um Bori. Só estou com um pouco de receio por causa da Umbanda, vou poder me iniciar na Umbanda mesmo fazendo o Bori pelo Camdoblé, conforme foi o pedido de Yemanjá?


  143. Olá Marcia,
    Eu tenho alguma dificuldade em entender esse cruzamento de rituais de umbanda com candomblé ou com seja o que fôr. A umbanda tem meios próprios para fazer tudo o que é necessário para os seus seguidores e esse saltitar entre uma religião e outra eu não acho muito saudável e na maior parte das vezes só cria confusão. Entenda, eu não tenho absolutamente nada contra a umbanda, mas não acho correcto que as pessoas fiquem saltando de um lado para o outro acabando se confundindo, tal como você está experimentando agora ao expôr essas suas dúvidas, entende?
    Em todo o caso, o Bori não é um ritual vinculativo nem com o candomblé, nem com a casa e nem com algum orixá. O Bori é indicado para apaziguar a cabeça das pessoas, trazeno paz e tranquilidade, nada mais. O facto de o Bori ser feito com base nos orixás fun-fun (os que usam branco, como Oxalá e Iemanjá), não lhe traz qualquer vínculo com eles.
    Axé!


  144. oi bom dia eu ñ sou do candomblé e ñ tenho precomceito nenhum,e conheço muitas pessoas ki participam dessa religião. só estou fazendo uma pesquisa pro colégio. E eu gostaria de saber quais são os tipos e rituais que existem no candomblé?


  145. Erika boa tarde, na verdade existe ritual para tudo no Candomblé, desde o acordar até o momento de dormir. O candomblé segue o princípio de uma família com hierarquia rígida e bem definida, assim como seus rituais. O despertar numa Casa de Candomblé é seguido pela tomada de benção da mãe de santo, e a benção dos mais velhos e mais novos da família. No almoço ao sentarem-se à mesa o ritual de oferecimento da comida com frase e réplica espécífica para este fim. Antes de dormir se toma benção de todos novamente. Este é um dos rituais seguidos rígidamente por todos da família.
    Há ainda os rituais ligados a iniciação que começam com a Lavagem dos fios de contas (guias), o próximo passo é o bori (tem texto sobre isso no blog) e o seguinte é a iniciação (também tem texto no blog). Sinceramente eu quero te ajudar mais como vc vê, são muitos os rituais, então me dê uma idéia sobre o que vc quer falar específicamente. Tomege do Ogum


  146. Boa tarde Manuela, boa tarde Nelson
    tenho 18 anos e fui iniciada depoisde muitas atribulações, mas diante de tanta surpresa, a grande novidade, para mim, foi a qualidade da minha oyá, sou da oyá guerê, qualidade tal, que desconhecia. por isso, hoje procuro informações sobre essa oyá e nunca acho nada que me esclareça de fato. As únicas informações que acho é que ela é uma subqualidade de igbalé e que pode ter fundamentos com obaluaê.
    Quero entender essa questão de ‘subdivisão”! Por que as igbalés tem subdivisão e as outras qualidades não?
    Me falem um pouco sobre a qualidade do meu orixá, por favor.

    desde já, obrigada!


  147. Boa tarde Dayane,
    Essa questão das qualidades sempre cria confusão nas pessoas, então, para entender o que é isso de qualidade, você deve ter em mente o seguinte:
    Vamos separar a qualidade como é chamada no Brasil e em Portugal (em Cuba chama-se caminhos), dos títulos e de nomes tirados de cantigas como insistem pseudo sacerdotes.
    Já sabemos que os orixás são venerados com outros nomes em regiões diferentes como: Iroko (Yoruba), Loko (Gege), Sango (Oyo), Oranfe (Ife), e isso torna o culto diferente.
    Temos também o segundo nome designando o seu lugar de origem como Ogun Onire (Ire), Osun Kare (Kare),etc, também temos os orixás com outros nomes referentes às suas realizações como Ogun Mejeje que se refere às lutas contra as 7 cidades antes de invadir Ire, e Iya Ori, a versão de Yemanja como dona das cabeças, etc.
    Há portanto uma caracterização variada das principais divindades, ou seja, uma mesma divindade com vários nomes e, é isso que multiplica os orixás no Brasil e em Portugal.
    O culto dos mortos é um culto com contornos diferentes e Oyá é o orixá feminino mais estreitamente relacionado com esse culto. Devido à sua relação com o culto dos mortos em muitas regiões de África, essa qualidade de Igbalé recebe também diversos nomes, não deixando no entanto nunca de ser o mesmo orixá, assim, é natural essa subdivisão. E em verdade as Igbalé tem forte fundamento com Omolu, com Ogum e também com Exú.
    Axé!


  148. Muito obrigada pelo esclarecimento, Manuela. Para uma novata como eu, essa explicação caiu como uma luva. Vocês estão exercendo um ótimo “trabalho”, disseminando a verdade(sem mitos) sobre a nossa religião e dismistificando paradoxos.

    Muito obrigaga, adicionarei essa página em favoritos, pois em caso de dúvida estarei aqui novamente =D

    Axé


  149. Bom dia! Eu tenho uma grande duvida em minha cabeça tenho 16 anos de santo e pago tenho3 quando eu sái na primera saida uma menina bolou no meu pé eu vi pq estava acordado hoje eu tenho contato com ele!!
    eu já tenho ífá, quando joguei para ela Óssúm disse que queria ser iniciada por mim,
    mais pelo serto sou muito novo de santo para iniciar ele !!!
    mais seria errado eu iniciar uma pessoa hoje ???
    é essa menina ede Óssum Ópárá mais não conheco muito sobre essa senhora queria saber um pouco sobre essa senhora Óssum ?????????
    mútúmbá a vcs que poderem tirar essa duvida da minha cabeça que tanto me entrestece em saber que um óríssá
    quer minha mão é eu não saber oq fazer por meu pai Ódé káré muito obrigado bjsss e muito Ássé


  150. nossa q lindo sit de vcs me diz uma ciosa eus sou
    filho de logun ede amo meu orixa eli é tudo pra mim
    vou rapar em janeiro agora minha namorada é de o xum vc sabe me diz se temos agum tipo de quezilla


  151. bao tarde.
    gostaria de saber qual meu orixá e o q devo fazer p/ agadar e receber pedidos


  152. bao tarde.
    ñ olhei a resposta e gostari de repetir por favor


  153. Queria saber a quantidads de palmas no paó.
    E se em todas as nações são iguais a quantidades.
    Principalmente na Nação Moçambique.


  154. Oi tudo bem, gostaria de saber sobre o que aconteceu comigo quando eu tinha 6 anos, fui levado a uma cachoeira e soltaram uma pomba e ela pousou na minha cabeça, como eu posso fazer isso novamente? pq isso acontece?


  155. Rafael somente uma consulta com jogo de búzios poderá dar início a esta resposta, sabendo quem é o seu Orixá poderá haver uma explicação sobre o fato. Mas se for procurar jogo, faça-o pessoalemnte e nunca atravez de internet ou outros meios. Tomege do Ogum


  156. Waldi o nosso irmão Artur apurou que o paó é uma redução de um dos ritimos do candomblé, tres palmas com pequeno interevalo seguida de sete palmas num ritimo mais acelerado.
    Waldi eu gostaria muito de saber o que é, e de onde vem este nome Moçambique. Já houvi falar que é uma ramificação da Angola, e nunca consegui realmente saber do que se trata e o que é Moçambique. Tomege do Ogum


  157. Meu orixa é xango, mas vc ja viu issso acontecer? é uma coisa normal do candomble? obrigado.


  158. Rafael pode ter sido somente uma coincidencia, mas pode haver um outro motivo que somente os Orixás podem revelar e de preferencia numa mesa de jogo. Pelo visto este assunto te causa certa inquietação e desejo desvendar estes mistérios. Por isso te recomendo que vá ao jogo sem comentar este assunto, se por acaso este assunto não vier a tona, antes do fim do jogo vc pode pedir para o zelador ver do que se trata, mas preste atenção a todo o jogo e não somente ao que te pareçer ter relação com este fato ok? Tomege do Ogum


  159. boa noite,tenho muitas duvidas sobre a religiao do candomble mas ao mesmo tempo me encanta,porem gostaria de saber melhor sobre filhos que nao tem nescesidade de raspar?
    obrigada


  160. Ana na verdade essa condiçaõ é raríssima. O que está acontecendo é que muitos “zeladores” para se adaptar ao gosto do cliente que tem medo ou simplesmente não quer ser raspado inventaram essa história. Mas o certo é que se raspe todo Yaô. Tomege do Ogum


  161. obrigada pela resposta,mas gostaria entrese um pouco mas em detalhes afinal disse que é raro, mas existe esses casos em que o filho de santo nao tem a necessidade de raspar?quais são?
    obrigada


  162. Kolefé-Kolofe querido irmão

    Obrigado pela atenção, A Nação Moçambique realmente e muinto antiga e pouco difundida nos dias de hoje, seu preceitos são antigos. Talvez mais antiga do que Angola e não se adptou a certas reduções do Camdomblé de hoje. Ainda se cultua Orixás como ex:(Oxum Maré Iroco ) que não reduzem rituais ainda cultua na antiga linhagem por isso cada vez mais estinta mas com sabedoria dos antepassados primordios
    Aqui fica um abraço do irmaõ Waldi de Oxum Maré Omim Bessem
    Axé.


  163. Ana os abiaxé em prinicipio não são raspados por que já receberam o axé no ventre de sua mãe, mas se este abiaxé tiver cargo de zelador/a ele terá que ser raspadopara que possa dar aos seus filhos o axé que recebeu na iniciação (raspagem). Os de Exú também não se raspa, pois se acredita que não se pode raspar uma lâmina e os de Iroco. O restante dos motivos só conversando com seu zelador, que inclusive pode discordar dos meus. Tomege do Ogum


  164. Motumbá,

    Felicidades a todos. Tenho acompanhado com bastante atenção e interesse todos os debates no sítio sobre a nossa religião, mas me surgiu um dúvida agora.

    Meu mais velho Tomege, não entendo porque vc comentou que não se raspa filhos de Exú e Iroco, se, por exemplo: foi confirmado no jogo que a pessoa é desse orixá, e o filho vira com Iroko ou Exú e o orixá e o abian querem o ritual de iniciação, com raspagem e tudo que deve pegar, a minha dúvida é Então porque não fazer a iniciação?

    Axé e muito obrigada pela atenção
    Daniela


  165. Dani eu não falei que não se faz a iniciação eu falei que na maioria dos casos não se raspa o yaô, mas que, se o yaô tem cargo de zelador, ele passará pelo oro também. Mas a iniciação ocorre normalmente e a pessoa é feita com todos os oros e talvez até com oros mais apurados ainda. Mas tem coisas que não se fala por que são de cunho íntimo da religião. espero que me entenda.


  166. Boa tarde, gente
    O post sobre amarração tá em que categoria, hein??

    Obrigadaa


  167. em Janeiro 4, 2009 at 1:37 am Rita de cássia

    Boa noite

    Sei que é um espaço para comentário, o meu em relação a este site é excelente adorei, mas o que eu gostaria mesmo e de fazer uma pergunta que esta me deixando anciosa, preocupada por não encontrar resposta para ela gostaria muito de obter informações esclarecimento a respeito.

    Numa feitura de uma yaô é colocado o Kele que se chama a joia, sabendo que estando com esta jóia a yaô tem as restrições enquando com ela estiver e que um prazo de 3 meses gostaria de saber o seguinte:

    1- O que pode acontecer quanto alguam restrições é cometida?

    2- O que há de errado quando o kele começa a se quabrar?

    3- Por que que ele se quabra?

    4- Qual o motivo dele se quebrar? E por que?

    Gostaria de saber muito em relação a esta jóia, porque uma amiga esta passando por esta situação e eu não tenho como ajudá-la , gostaria de saber se isto é normal.

    Aguardo retorno


  168. Olá Rita de Cássia,
    Em primeiro lugar, obrigada pelas suas palavras em relação a este espaço.
    Com relação à sua questão, entendo a sua preocupação e vontade de ajudar uma amiga, mas isso terá mesmo que ser visto com o zelador/zeladora que fez a iniciação da sua amiga.
    Não cumprir com as restrições e preceitos após a iniciação pode ter muitas consequências, dependendo também de qual foi a infracção, e é sempre desejável que o preceito e resguardo seja observado. O facto de o kelê se quebrar ou dar mostras de que isso vai acontecer, pode ter que ver com alguma infracção cometida, mas também pode ter alguma outra razão. É importante que a sua amiga fale com o zelador/zeladora dela para saber o que está acontecendo e receber orientação adequada para resolver a situação.
    Axé!


  169. Boa noite,

    Sei que esse espaço é para comentários, mas não resisti e gostaria muito de sua orientação.
    Bom, farei um breve histórico para você entender:

    Desde pequeno sempre tive visões, escutava, via seres espirituais; cresci numa família dividida entre católicos e evangélicos; não segui nem uma coisa nem outra; fui parar em vários centros Kardecistas, participei de reuniões mediúnicas de todos os tipos, estudei tudo o que consegui, continuei vendo e ouvindo entidades espirituais, pressentindo situações e etc.; não satisfeito mais no Kardecismo, fui buscar (e estou até hoje) ensinos na Umbanda, lí muita muita coisa e ainda tem muito a ser lido; Comecei a participar de reuniões de “terreiro”, e sem nunca ter feito nenhum rito de passagem, vários espíritos (caboclos, pretos velhos, entre outros) começaram a trabalhar por mim, com todas as características que lhe são peculiares; as pessoas que foram atendidas, se sentiram satisfeitas e muito ajudadas; mas quando eu vou em algum outro centro de umbanda, os irmãos que trabalham lá, me dizem que eu não sou para aquele tipo de trabalho e sim para o candomblé; não sei nada sobre. O que eu quero lhe pergunatar é: existe a possibilidade de se inciar nos caminhos do candomblé sem passar pela reclusão dos 21 dias? Existe alguma coisa que eu possa fazer para ter certeza de que meus caminhos são realmente no candomblé?
    Você pode enviar a resposta para meu e-mail.
    Muito obrigado pela atenção. Um abraço.


  170. Boa Tarde!

    Recentemente fui em um terreiro em Salvador-ba, jogar búzios pois minha vida estava de um jeito que eu não entendia nada. Durante o jogo, fiquei sabendo que minha cabeça é de Yemanjá e meu guia Ogun. No jogo foi pedido um Bori, e as vestes como vestido e saia por cima.
    Sou leiga no assunto mas sei que desde o ventre de minha mãe eu já tinha proteção dos orixás, pois quando ela estava grávida de mim frequentava um terreiro depois deixou tudo de lado e eu nunca quiz saber dessas coisas, acho muito bonito, respeito, mas achei que eu não tenho disciplina para comprir com o que me é pedido.
    Mas agora irei cuidar de mim e deles, pois os orixás me trouxeram de longe para morar na Bahia pois eles querem prosperar meus caminhos e claro tenho a minha missão aqui nessa terra.
    Minha curiosidade é o porque um orixá pede o Bori? será que alguém pode me ajudar com uma resposta.
    Peço desculpa se não usei os termos corretos, mas como disse sou leiga no assunto, o tempo me ensinará tudo tenho certeza disso.

    Um abraço,
    Cibele


  171. Gil se for no candomblé possivelmente te dirão que vc é de candomblé, se for no budismo idem. O que estou dizendo é que vc deve seguir o que seu coração mandar, e principalmente oque seu guia mandar. Sobre a reclusão, não existe outro caminho, são 21 dias mais os tres meses de reguardo e todas as obrigações posteriores de 01, 03 e 07 anos que requerem recolhimento. Há ainda um outro fator que vc deve levar em conta que em muitas Casas de candomblé os seus guias não poderão trabalhar por que as Casas não trabalham desta forma, só trabalham com Orixás de candomblé. Não é preconceito, é fundamento da casa. Então vc deve consultar os seus guias antes de ouvir os outros e antes de procurar jogos de búzios. è minha sugestão. Tomege do Ogum


  172. Olá Cibele,
    Em primeiro lugar quero dizer que é muito bom ver que você tem vontade de cuidar dos seus orixás e levar a religião a “sério” com base na sua fé. É a sua fé que importa e não caia nunca no erro de ingressar nesta ou em qualquer outra religião tendo como objectivo a prosperidade material. Tendo você o passado que refere, de já no ventre de sua mãe frequentar um terreiro, não é de estranhar que você sinta uma ligação e uma necessidade forte de dar continuação. Entenda no entanto que Bori é um ritual que tem como objectivo o de apaziguar e o de trazer maior esclarecimento e frescura à sua cabeça. O bori não é uma iniciação, é apenas um primeiro passo, e não a vincula a uma casa ou sequer ao orixá. Se você recebeu essa indicação, é porque você necessitará de apaziguar e esclarecer antes de eventualmente dar o passo seguinte, que esse sim já poderia ser a iniciação. Muita gente confunde Bori com iniciação, mas são coisas completamente distintas. Agora que já leu o artigo acima sobre a iniciação, leia também neste blog a postagem que temos sobre o Bori para entender melhor as diferenças.
    Axé!


  173. Manuela muito obrigada por ter me respondido, esclareci minha dúvida.

    Um abraço,


  174. Oie Eu Sou Dofona d’Oxum Mias Como sou iniciante eu não sei quase nada sobre isso Mais eu queria saber Ouqe Uma Dofona Fais No Mundo Do Candomble para que eu sirvo ?


  175. Maria Helena vc como iniciante, acredito que já tenha sido iniciada no santo, por que só quem foi iniciado pode ser dofono, veja lá em cima na barra superior, tem uma caixinha vazia, digite “cargos” e click ao lado que deve apreçer a descrição do que é dofono/a. Não é uma função, é apenas um lugar na hierarquia do barco de Yaô (conjunto de Yaô que são recolhidos juntos). Tomege do Ogum


  176. fui iniciada na angola dei as obrigações de 1 ano, 3, 5, e não dei a de 7 anos, sai antes de completar 8 anos de santo, voltei agora depois de 30 anos,sou iao,ou ebomi, para saber quais minhas obrigações.


  177. Russa sua benção minha mais velha, é sempre bom ver pessoas retornando a Casa. Seu caso é simples, vc ainda é Yaô, apesar do tempo de iniciada vc ainda não deu os sete anos, então ainda permanece Yaô. Mas veja bem a hierarquia me diz que se deve respeitar o tempo de iniciado de uma pessoa, então o mais correto será vc entrar na roda de acordo com sus idade, mas quando os demais Yaôs se abaixarem vc tambem se abaixa, ainda que vc seja a mais velha da Casa. A roda pode ser formada da seguinte maneira, o zelador, o pai pequeno, os ebomis que tem cargo confiramado na Casa, e a seguir todos os filhos por ordem de idade de santo, independente de serem ou não ebomis. Pode também ser feita assim Zelador acompanhado dos filhos em ordem de idade de santo, sendo da forma que for, vc deve se abaixar até completar seu sete anos. Tomege do Ogum


  178. Boa tarde Nelson,
    Fui num centro de candomblé fazer um ebó de limpeza para começar o ano bem e a mãe de santo jogou búsios pra mim, me disse que eu preciso deitar para o santo e fiquei assustada, pensei em várias coisas. Então eu resolvi entender o que vem a ser deitar para o santo. Sou filha de Iansã até o momento nunca tinha feito esse tipo de coisa. Gostaria de saber se fazendo isso vou ter obrigações com a casa, quero sim agradar meu santo e não a casa, por isso gostaria de saber mais sobre o assunto.
    Obrigada!! Muita energia positivas pra vc continuar a ajudar as pessoas que não entendem e que gostariam de entender!!! Obrigada!!!


  179. em Janeiro 25, 2009 at 6:22 am cristian nigra

    bom dia ! por favor nelson de souza gostaria de saber se o sr poderia me indicar alguem que jogue os buzios aqui em são paulo que seja da sua confiança quero ter a certeza de quem sou filho fui ao jogo a 1 vez me informaram um orixá depois fui ao 2 jogo em outro lugar e me informaram outro orixá tenho minhas duvidas . e enquanto não saber a verdade não terei paz! fiz o bori a 4 meses estou me sentindo muito bem ! parabens pelo blog


  180. Cristian Nigra eu só conheço em Campinas, uma irmão de santo meu. Mas no google procurando por “pagina pessoal de reginaldo prandi” há uma lista bastante confiável de casas em SP. Tomege do Ogum


  181. em Janeiro 26, 2009 at 3:53 am cristian nigra

    bom dia nelson ! muito obrigado meu irmão, tomege uma pergunta? quando fiz o bori passei pelo jogo e no jogo quem respondia foi oxaguiã mas com todo perdão gostaria de saber se talvez eu possa ser filho de outro orixá? não que eu não queira ser filho de oxaguiã pois amo todos os orixás! mas preciso saber quem é meu pai ou mãe pois quero cultualo com todo meu amor e carinho sem mais.. obrigado


  182. Cristian Nigra não há outro caminho para saber de fato seu Orixa senão o jogo de búzios, e nós não fazemos nem aconselhamos que se faça via internet, ou outro meio que não a consulta pessoal. se for de seu interesse te enviarei o endereço do meu irmão em Campinas, ou procure na lista uma das casas indicadas.

    Vc já viu nossa página principal, já estamos divulgando a nova caminhada contra a intolerancia aqui no Rio, por favor nos ajude a divulgar. Tem uma matéria importante no link, leia, se engaje no movimento. Vamos todos as ruas dizer não a intolerancia. Tomege


  183. Boa Noite Nelson,

    Sou medium de Umbanda e frequento um terreiro de candomble, inclusive já passei por diversos ebós. Eu quero saber se durante o ritual de iniciação que iaô fica reclusa ela tem que bolar no santo? Se em todos rituais ela tem que virá no santo? Se ela não virá no santo o que pode acontecer? Tenho muitas duvidas nescessito de esclarecimentos.

    Bruna


  184. Bruna se vc pretende ou necessita ser iniciada, não importa, vc deve somente se certificar de que vc quer de fato ser iniciada. Certifique-se que vc confia no zelador/a e se sente bem na Casa. Isso é fundamental. O que aconteçe ou o que não aconteçe não faz diferença alguma para vc. Não procure estas informações fora de sua Casa, principalmente na internet. Eu acho que as surprezas do processo de iniciação é que te deixarão lembranças e histórias para contar. Essa coisa de querer sabe é compreensível mas no candomblé não funciona muito, Vá por mim, se vc confia, se entregue e seja feliz. Tomege do Ogum

    Vc já viu nossa página principal? Já estamos divulgando a nova caminhada contra a intolerancia aqui no Rio, por favor nos ajude a divulgar. Tem uma matéria importante no link, leia, se engaje no movimento. Vamos todos as ruas dizer não a intolerancia. Tomege


  185. em Janeiro 27, 2009 at 5:43 am cristian nigra

    bom dia nelson! gostaria sim ! do endereço do seu irmão. mas como faço para poder marcar o dia e o horario pois vou sair da capital para ir até lá acredito que tenha que marcar um dia e um horario correto ? te agradeço muito por esta força! porque é muito dificil eu viver com está duvida sou um amante da nossa religião quero muito saber o encarregado de cuidar da minha vida o responsavel de me trazer tantas coisas maravilhosas pra minha vida quero apenas retribuir com o mesmo amor e carinho tudo o que fez nesses meus 34 anos …. abraços meu irmão que nosso pai oxalá te abençoe sempre


  186. Bom dia Nelson,

    O que significa perfuré?

    Bruna


  187. Cristian Nigra este é o endereço do meu irmão Mário de Ogum
    candomblé queto / Rua Vitorino Ferrari, 100 — Barão Geraldo — CEP 13084-030 – Campinas – SP telefone: (19) 3289-5717 e-mail: babatonican@hotmail.com … pode falar em meu nome.

    Vc já viu nossa página principal? Já estamos divulgando a nova caminhada contra a intolerancia aqui no Rio, por favor nos ajude a divulgar. Tem uma matéria importante no link, leia, se engaje no movimento. Vamos todos as ruas dizer não a intolerancia. Tomege do Ogum


  188. Bruna nunca ouvi este termo ligado ao candomblé, não quer dizer que não exista, só eu nunca ouvi. Tomege do Ogum


  189. em Janeiro 27, 2009 at 1:16 pm dofonitinha de yemanja

    OLa seu nelson
    eu sou marcia sou do ase osumare(Alaketu)
    e gostaria de saber mais sobre o ase banboxe
    que noa conhe;o muitoo
    vc poderia me ajudar
    obrigada
    motumba ase motumba


  190. Desculpe a intromissão…..

    Sou uma pessoa, consideravelmente sética. Porém, sética no mais profundo sentido da palavra, e gosto de ser desta maneira. Experimentei vários caminhos, opiniões, teses, crenças, certezas e dúvidas no âmbito da religião. Sou curioso a saber o porque do ser humano necessitar crer em um ou mais seres superiores à si próprio. Talvez na busca de uma explicação para a sua existência. Enfim…

    O fato é que pra me considerar completamente sético, ainda preciso experimentar muitas outras vertentes praticadas aqui em meu país. O candomblé é uma delas. Sempre fui curioso, porém receoso. Confesso que fui influenciado pelo preconceito, no sentido de opinião pré-formada, que as pessoas plantaram em mim.

    Este blog é bastante interessante, e acredito que me ajudará a entender um pouco, claro que de maneira bem superficial, afinal pra conhecer profundamente eu terei que praticar a religião em minha vida, só que o suficiente para quem sabe mudar alguns conceitos que tenho sobre o candomblé.

    Sou mesmo leigo no assunto. Não entendo o significado das palavras. Não entendo a forma como se organiza um terreiro. Não entendo a hierarquia praticada dentro da religião. Não sei sobre os deuses, não diferencio as entidades, etc. Pra vocês terem uma noção do meu conhecimento sobre isso, basta dizer que conheço apenas as palavras orixá, oxu, exu, ogã, ialorixá, mas tudo isso de ouvir comentários de outras pessoas. Vale ressaltar que moro em salvador-bahia, uma das terras com maior influência da religião na maneira de vida do povo, porém filho de família cristã, que tentou me ensinar a abominar o candomblé. Claro que só conseguiram me fazer abominar qualquer tipo de submissão religiosa.

    Como não gosto de julgar sem ao menos um pouco de conhecimento sobre qualquer assunto, o que pesso é: esclarecimentos para um leigo e curioso indivíduo que só busca entender o comportamento humano. Gostaria muito que se o responsável pelo blog puder entrar em contato comigo por e-mail, poderemos organizar maneiras mais eficazes de conversarmos.

    Desde já agradeço….

    Cleber Farias


  191. em Janeiro 27, 2009 at 11:27 pm cristian nigra

    muito obrigado meu irmão! vou entrar em contato com ele amanhã mesmo ! e desde já aviso estou nesta! chega de discriminação contra nós e nossos irmãos se nos se unirmos somos um numero grande sem contar a energia dos nossos orixás , então vamos enfrente levando ao mundo inteiro a bandeira de nosso pai oxalá! abraços a todos do blog…


  192. Dofonitinha de Yemonja eu não conheço pessoalmente este axé, só de ouvir falar e alguma coisa (pouca) escrita. Aqui no RJ a referencia é mãe Regina do Bamboxê, que não conheço pessoalmente, tentei conseguir o telefone para vc, mas também não foi possível, sinto muito.

    Vc já viu nossa página principal? Já estamos divulgando a nova caminhada contra a intolerancia aqui no Rio, por favor nos ajude a divulgar. Tem uma matéria importante no link, leia, se engaje no movimento. Vamos todos as ruas dizer não a intolerancia. Tomege


  193. Cleber Farias nosso blog tem a função de discutir e divulgar o candomblé. É muito gratificante sua visita em nosso blog, mas sobre ter um outro meio de comunicação infelizmente não é possível, em casos raríssimos eu emparticular peço email de um ou outro para indicar um Casa de Axé ou alguém para um jogo de búzios, mas nada além disso. Nosso trabalho aqui é voluntário e já toma bastante tempo nosso, por isso não seria viável dispor de outro meio para trocar informação com nossos irmãos porque não teríamos mais privacidade e não seria possível exercer nossas vidas profissionais, estaríamos só a disposição da religião, e isso é inviável. Espero que nos entenda.
    Mas há no blog logo lá em cima uma frase do Pierre Verger que combina bem com sua indagação. “O candomblé sobrevive por que não quer impor verdades” e tem outra que não sei quem cunhou “Para quem tem fé, não precisamos explicar nada, para quem não tem fé, nenhuma explicação é suficiente”. Fé é uma questão particular mesmo, e eu quero muito que vc se encante com nossa religião, por isso estamos a sua disposição no que vc precisar saber ou entender da nossa religião, venha e participe, leia o que quiser no blog, desejamos de coração que vc se sinta em casa. Tomege do Ogum


  194. ola nelson, gostaria muito que você pudesse falar sobre azauane, e tambem queria que você explicasse qual iemanja possui caminhos com azauane.


  195. Boa tarde, uma dúvida, o nome do iniciado, o Orunko, é dado pelo Pai da santo ao orixa ( buzios), ou é o santo incorporado que diz esse nome ao babalorixa????


  196. Olá Eduardo,
    O Orukó é dado pelo orixá, ao filho, ao pai de santo e depois é dito – o Ilá – na saída do Iawó.
    Axé!


  197. Olá,
    Assisti a um bori e achei muito bonito, no entanto, por ser muito curioso e gostar de saber o que estou falando(por isso odeio músicas em ingles, pois não entendo nada rss), gostaria de entender a tradução das rezas.Para o meu espanto ninguem consiguiu me explicar.Será que você poderia me responder qual a traduçao da cantiga(bom, vou dizer conforme escutei, provavelvente a escrita estará errada rssss):”Colobó chere, colobó chere, colobó!
    Ficarei muito grato se puderem me responder.


  198. Olá, estou com uma dúvida muito grande e gostaria de falar, mas nesse momento não por aqui, será que pode me enviar um e-mail,

    Obrigada.


  199. Como se sabe qdo o santo(orixá) quer a cabeça?


  200. em Fevereiro 11, 2009 at 8:51 am paulogilbertocosta

    mojuba,bom dia,tenho adorado seus blog,fuji muito tempo de meu destino ,tenho 46 anos me atrazei e com todas as suas informaçoes,estao me ajudando muito,iniciaçao complicado pois sou muito fiel ao ritual,nao tenho certeza se tou me iniciando certo, ate agora so tenho sido bem assistido minha vida já melhorou muito.; só pelos contatos que tive ,mas meu pai de santo por estar atrazado nas suas obrigaçoes e nao ter aberto seu terreiro ,sera que isso pode me prejudicar,atrazar,gostaria que o sr pudesse me esclarecer,pois eu fugi ate agora de meu destino pois nao tinha muita concentraçao , responsabilidade, assumir esse compromisso eu sei muito bem que nao é brinquedo muito obrigado inté


  201. Angélica nossa colaboração a religião é voluntária e só pode ser feita por este meio, não seria possível conciliar nossos afazeres pessoais com atendimento em particular. O trabalho no blog já nos toma um tempo considerável e se abrirmos mais um meio de comunicação perderíamos nossa privacidade. Além disso e principalmente perderíamos o nosso maior foco que é o debate de assunto de interesse de todos, cada comentário é respondido aqui com todo respeito e honestidade, e serve para que outros irmão tenham a possibilidade de sanar dúvidas que por vezes são as mesmas. Esperamos que compreenda. E se houver algo que possamos te ajudar será um prazer. Tomege do Ogum


  202. Cecília o normal é que Orix´amanifeste este desejo no jgo de búzios, mas Ele pode simplesmente informar isso ao zelador/a por gestos ou mesmo palavras se for o caso. Mas o mais usual é o jogo de búzios. Tomege do Ogum


  203. Paulo Gilberto Costa ficamos felizes por poder te ajudar numa decisão como esta e tão especial em termos de experiencia religiosa e pessoal. Mas tem um único ponto que vc cita que me deixou preocupado que é fato de seu zelador estar com obrigações atrasadas. Quanto a não ter uma Casa de axé, esse não é principal problema por que havendo autorização da Casa onde ele foi feito (onde foi raspado), ou a Casa que ele atualmente frequenta, vc poderá ser feito lá sem problema nenhum e isso é até bastante comun, e eu pessoalmente acho que é uma boa prática, porque o zelador do seu pai de santo poderá acompanhar todo o processo e corrigir alguma falha se vier a acontecer, o que creio que não seja o caso, por que se esta pessoa já te adotou como filho é por que tem competencia para isso.

    O que me chama a tenção é o atraso das obrigações. Por que se o seu pai de santo tiver a obrigação de sete anos dada, está tudo bem, e mesmo em atraso ele pode te iniciar. Mas se ele não tiver efetivamente completado o ciclo de obrigações com a de sete anos, ele não poderá colocar a mão em vc como filho de santo dele. Então verifique se ele tem os sete anos dado, não adianta ter 15 ou 20 anos de santo se não deu sete anos ainda. Se não deu a obrigação de sete anos, ainda será considerado um Yaô, e Yaô não tem autorização para colocar a mão em ninguém. Verifique isso. Tomege do Ogum


  204. Ola, achei muito interessante o site e acredito que ira auxiliar muitas pessoas que assim como eu possuem duvidas e sede por conhecer essa religiao fascinante!
    Bom, nao irei perder a oportunidade de sanar minhas duvidas que nao sao poucas e desde jah pesso que tenham paciencia comigo pois realmente sou muito curioso =)!

    Meu pais conheceram a aproximadamente 20 anos uma pessoa que nao eh pai de santo mas recebe exu e desde entao eles se reunem em uma salinha em uma casa do meu avo que ninguem utiliza, apenas eles(pois eu sou novo e nao era nem nascido) a pessoa que recebia e alguns amigos. Pelo carinho que eu tenho, tambem participo das “reunioes” (gostaria de esclarecer que nada eh cobrado, ele faz por amor)

    Vou em topicos colocar minhas duvidas para que se possivel vcs possam me responder =)

    – O exu diz que me conhece a muito tempo e quando minha mae engravidou, quem a avisou foi ele. O que isso significa?
    – Pq o nosso amigo que recebe o exu nao pode ter contato com certos alimentos pois se nao fica vermelho?
    – Existe alguma vestimenta apropriada para receber o exu? No meu caso o nosso amigo sempre se veste todo de branco e utiliza a cartola.
    – Pq o exu nao revela sua idade? O exu tem forma humana?
    – Pq quando o nosso amigo vai receber o exu ele comeca a falar bem baixinho e depois de um tempo cai muito forte de joelhos no chao?
    – Pq o exu utiliza outras palavras quando se refere a certas coisas(ele chama dinhero de pataco)?
    – O exu avisou meu pai sobre a morte de meu falecido avo que apos pouco tempo morreu de cancer, qual o motivo de ele ter avisado meu pai sobre isso, seria para evitar um maior sofrimento?
    – O exu falava muito palavrao no comeco, agora nao tanto, pq? seria evolucao?

    Desde jah muito obrigado, espero nao incomodar vcs com tantas perguntas hehehe!

    Abracos,

    Guilherme


  205. CAro Irmão!
    Awon Remí!

    Ao ler este artigo, fiquei emocionado, pois isto era a maneira que se iniciava os Iyáwo no cultro aos Òrìsà, Nkise ou mesmo no Vodoun… 21 dias recolhidos e ainda permaneciam três meses de Kele (ou de preceitos). Hoje vemos Iyáwo sendo iniciado de sete dias e ainda alguns zeladores (Não sei de que) dizendo que o kele deve sewr mantido no igbá do Òrìsà. Isto me envergonha quando deparo com estas situações.
    Raizes devem serem mantidas e respeitadas por todos, os que não querem ser iniciados de acordo, que vá frequentar uma outra religião qualquer.

    Espero que este Site ajude os menos esclarecidos de nossa religião e aos não iniciados a correrem das casas inovadoras que hoje se molda principalmente em São Paulo.
    Olòdúmàrè Modú pé!!!!


  206. em Fevereiro 20, 2009 at 8:27 pm Cristina Moraes

    Sr. Nelson, acabo de conhecer seu site. Gostei das suas respostas para o pessoal, então criei coragem para fazer minhas perguntas. Desde já, que Nosso Pai te abençoe.
    Conheço um pouco de tudo, frequentei algum tempo na assistência a Umbanda; do Candomblé, não entendo nada, nunca gostei de “olhar sorte / tarô / etc”.
    Mas de alguns dias para cá, senti uma necessidade mto grande de olhar Búzios, também não conhecia nada do assunto, nunca tinha me interessado.
    Gostei, fiquei sabendo de quem sou filha (filha de Oxossi e Iemanjá), montando o meu quebra-cabeças, vi que desde criança eu tenho uma ligação com Oxossi, então fiquei mto feliz.
    Bom, acontece que o Pai de Santo me disse que é necessário que ele faça para mim um “Ebó”. Como sempre eu fiquei na assistência, nunca me informei o que é isso. Ele me disse que eu nasci com um “Ossá” (não sei se é assim que escreve), mto destruidor na minha vida, só que sou ao mesmo tempo mto protegida. E preciso fazer esse Ebó.
    O valor que ele me deu é alto, mas ele disse que não preciso fazer nada pque o $ vem até minha mão, que nao tem pressa.
    Me ajude por favor, o que é isso? (desculpe a minha ignorância), pque fica tão caro? é feito com o que?
    Minha dificuldade financeira é tão complicada, que todos meus familiares e amigos, não entendem como ainda tenho fé.
    Por favor me explique sobre: Ebó e esse tal de Ossá.
    Desde já, mto obrigada.
    Um abraço,
    Cristina


  207. Walter Mathias sua benção, ficamos orgulhosos e felizes com seu comentário, é de fato uma situação muito ruim a que estamos vivenciando hoje na religião, tem muito “zelador” inventando qualidade de Orixá, inventando novos modos de se “fazer” o yaô, estamos vivendo uma descaracterização progressiva e agressiva da religião, por isso a Manuela criou o blog e nós nos juntamos a ela nesta tentativa de divulgar e dentro do possível esclareçer dúvidas. Volte sempre e esteja a vontade nesta “Casa” é um prazer ter visitas como a sua. Tomege do Ogum


  208. Guilherme eu penso que vc deve procurar essas informações diretamente com a pessoa que faz os encontros ou com alguém de umbanda.
    Mas se vc quiser nossa orientação refaça as perguntas e coloque-as uma a uma, por favor, se não fica cmplicado de falar de tantos assuntos ao mesmo tempo. Tomege do Ogum


  209. Olá Nelson!
    Sempre que posso acompanho esse blog, e agora tomei a iniciativa de dialogar com vc ou vcs.
    Meu relato é que tenho um nome diferente “Jaiaci”e não sei o seu significado, sei pouco sobre ele, como sendo indigina mas não encontrei em lugar algum até o momento.Procurei também por pessoas que pudessem me esclarecer e tb nada. Meu nome foi dado pela minha vó paterna antes do meu nascimento., segundo minha genitora e que nasci na cama de minha vó e que ela cantava uma musica pra mim quando eu chorava.
    Já procurei em vários lugares, inclusive nos jogos de búzios e etc, a resposta que todos me dão é que é um nome indigina e pra mim é vago.
    Outra questão é que nos lugares que andei tb ninguem identifica o meu orixá, apenas diz que existe uma briga de orixá e que nada podem fazer.
    Como descobrir o meu orixá para poder cuidar?
    Obrigada pela atenção.


  210. Estava lendo os posts e comentarios quando li um trecho do livro “A panela dos segredos” que diz que as crianças que nasceram enrroladas com o cordao umbilical no pescoço nao podem fazer o santo. Gostaria de entender o porque>

    Atenciosamente


  211. Jhay eu não conheço o significado do seu nome. Mas sobre o seu Orixá, o melhor évc procurar alguém que realemnte saiba jogar búzios, porque não foi dada nenhuma resposta convincente sobre seu Orixá, falar que há uma disputa entre Orixá é muito vago, creio na verdade vc ainda achou alguém que realmente entenda de jogo. Mesmo que haja uma disputa os Orixás se apresentam no jogo. Tomege do Ogum


  212. Gabriela não é que não possa literalmente, mas há uma série de etapas que devem ser cumpridas e verificados certos aspectos dessa pessoa para que se possa evoluir com a feitura/iniciação. Tomege do Ogum


  213. gostaria de tirar uma dúvida: eu ainda ñ fui à umja casa para jogar os buzios, para saber meu orixá e para saber se serei uma ogâ ou um yaô. mas o fato é que eu sempre achei lindo ser um rodante e tenho medo de ficar decepcionado de ter que ser um ogã ou então mesmo se eu for uma yaô, o meu orixá não baixar em mim. essa minha preocupação é natural ou eu estou sendo arrogante e negligente?


  214. J Paulo a única forma é uma consulta com jogo de búzios sim, mas sempre pessoalmente,nunca via internet, não se guie por outros meios, no candomblé só é valido o jogo. Sobre esta questão de vc ser ogã ou rodante, não adianta sofrer agora, consulte-se e veja o que está reservado para vc. Tomege do Ogum


  215. Olá
    Queria saber se vcs tem acesso ao livro “a panela do segredo”, faz tempo que procuro na internet uma loja que o venda e não acho. Minha mãe tinha,mas quem empresta dá adeus…Se souberem de um site que venda ou alguém qwue tenha disponibilizado na net,manda resposta!!
    Muito obrigada!
    Motumbá


  216. Fui a uma casa porque sentia muita dor de cabeça e tinha perdido alguém muito próximo a pouco tempo e não conseguia esquecer, a mãe se santo pediu que eu fizesse uma limpeza pesada, oferecer presente as águas e assentar meu santo, tenho dúvidas desse assentamento, não sei o que significa, se tenho que fazer mesmo, se eu fizer terei que ficar freqüentando a casa, o porque que tenho que fazer, não mim sinto preparada para ficar na obrigação de ter de ficar frequentando a casa, fui porque sentia que estava carregada e precisava fazer uma limpeza, mais não gostaria de ficar frequentando.
    Muito obrigada desde já.


  217. Carolina acho que só em sebos, procure por sebos virtuais no google. Tomege do Ogum


  218. Andrea eu parto do princípio que a zeladora sabe o que faz e o que diz, então se a recomendação é esta, é porque é correto. Sobre vc ficar vinculada a religião, isto é fato, haverá sim um vínculo com a Casa e com a religião. Leia o post Bori na barra lateral em Categorias. Existe uma cerimonia chamada bori que não te vincula a casa ou ao zelador, mas isso é um passo que se dá em momento onde o filho de santo ou cliente precisa acalmar a e harmonizar cabeça, mas se no seu caso o pedido é de assentamento, este passo requer mais cuidado e certificação se vc se realemnte deseja isso para sua vida, não que vc fique amarrada ao candomblé eternamente, mas é uma decisão que envolve ligação a religião que talvez vc não esteja preparada para assumir ou não queria. Te recomendo que leia o que te pedi e as respostas neste post e depois exponha claramente sua dúvida com a zeladora. Tomege do Ogum


  219. motumbá… olha eu aqui de novo… uma curiosidade… qual seria a ordem dos orixás num barco?
    poderia me dar um exemplo… e por que isso acontece( se voces PUDEREM falar)?


  220. Patricia normalmente segue o padrão do xire, Ogum, Oxossi, Omolu, Ossaim, Xangô, Oxumarê etc etc, então o barco será sempre nesta sequencia por que há uma hierarquia predeterminada começando em Exú e terminando em Oxalá. Tomege


  221. Olá…boa tarde a todos…
    Estou frequentando um terreiro de candomblé a quase um ano…mas qdo criança frequentei a umbanda…Recentemente foi aberto um jogo de búzios p mim e o pai de santo da casa disse que meu orixá está cobrando a minha feitura no santo (meu orixá é Obá).
    Gostaria de saber se há a possibilidade de ser feita no santo sem a raspagem, e se existe alguma possibilidade de “acordo” com meu orixá para fazer somente o bori e depois ser feita no santo…Sou leiga no assunto e gostaria de maiores informações.
    Desde já agradeço mto a compreensão e a ajuda…
    Axé!


  222. Tati a iniciação requer a raspagem sim, não outro caminho. Mas vc pode conversar com seu zelador e explicar que ainda não se sente segura apra a iniciação e fazer só um bori, é possível, mas bori não é iniciação e nem pré iniciação ok? Fale francamente com o zelador, por que o seu Orixá já sabe que vc está insegura e com certeza esperará o momento oportuno. Tomege do Ogum


  223. Boa noite!!!!!

    Sou totalmente leiga no assunto, tem 2 meses que fiz um bori, mais não entendi pq são feitas as curas nos braços, nas costa…..enfim gostaria de saber qual a origem e o significado das curas!!!!

    Obrigado e adorei o blog!!!

    Bjos

    Axé


  224. Ola!
    boa tarde
    e que ultimamenti eu tenho sonhado com pai de santo,com conhecidos meu dando santo ate eu mesma dando santo etc…
    tudo relacionado a isso eu gostaria di saber ou di tentar entender u que e que estar aconteçendo si e uam aviso ou algu parecido?
    por favor mim responda pq estou muito curiosa pra saber o que estar aconteçendooo…
    cherio e muito axe pra todus.


  225. Olá Érica,
    Aconselho a que procure uma casa com fundamento e solicite uma consulta de búzios para colocar as suas questões e ver elas respondidas correctamente.
    Não procure essas respostas na net.
    Axé!


  226. Gostaria de saber sobre Kelê de 21 anos!!


  227. em Março 28, 2009 at 4:48 pm Juliana de oxalufan

    Ah, mais uma coisa cada orixá tem seu proprio Kele?


  228. em Março 29, 2009 at 12:30 pm Charles Alves

    Olá! bom dia,
    Moro em Natal – Rn e…
    Tenho um filho de 21 anos. Ha um ano ele foi iniciado como filho de oxalalufan, e recentemente soub ser ele, Abiku. Pelo que tenho lido a respeito, sobre abiku, realmente intendo a trajetória de altos e baixos que passamos desde seu nascimento, até o momento de entrada no ilê de Mãe Lucia de Oyá. No ano de 2007. Então, foram feitos vários ebó para linpesa e bem recente a mãe de santo jogô e o orixá pede para deitar pro santo. Não sou filho de santo, mais me relaciona muito bem com a casa, e tenho como santo de frente Oxun Aladê com oxalá.
    Não posso responder por ele, em tudo que a mãe orienta, porém pergunto, se ele tiver alguma dúvida?, não pq n temos dinheiro para arcar com as despesa. o que o senhor nus orienta fazer.

    agradeço se poder esponder.


  229. Juliana cada Orixá tem seu quele sim e ele é individual, e pertençe somente aquele único Orixá daquele filho , não pode ser passadopara outra pessoa. Sobre esta questão de 14, 21 anos e outras mais. O que vale de fato é a obrigação de sete anos e o deka se for o caso da pessoa necessitar receber o deká. o restante são obrigações que podem ou não ser feitas, algumas casas tem a tradição dos 14 e 21 anos, outras não tem, por isso essa questão de ter quele fica condicionado a tradição da casa, mas em ketu normalmente não tem nada de formal além de sete anos. Tomege


  230. Charles Alves não consegui entender sua pergunta. Tomege


  231. Olá!
    O Iniciado pode carregar dois quelês??


  232. Carolina isso geralmente ocorre com quem é de dois Orixá (ori meji) donos do ori. Então coloca-se os dois queles. Tb pode ocorrer em filhos de Exú, quando se coloca o de Ogum. Tomege


  233. Olá

    Queria dar os parabéns aos autores desse blog/site lindo e muito interessante, e deixar um beijo especial ao Nelson, que tem sempre uma palavra amiga e de coragem pra deixar a quem a ele recorre. Que meu pai Ogum abra sempre os seus caminhos.

    Axé p/todos
    Virginia de Ogum


  234. SE EU QUISER ME DESFAZER POR UM MOTIVO MUITO SERIO DO MEU IBA-ORI COMO POSSO PROCEDER.


  235. Motumbá

    Como posso saber mais sobre a Cigana da Estrada? Que história está associada a ela, suas caracteristicas, enfim…

    Desde já Obrigada
    Axé


  236. Virgínia muito obrigado pelo carinho, ficamos muito agradecidos pela visita (Manuela, Artur e eu) e volte mesmo, sempre. Tomege


  237. Andrea o verdadeiro local de culto do Orixá Orí é a sua cabeça (Ori = cabeça), o que vc vai se desfazer é de um objeto ou vários objetos. Vc pode doá-los a alguém mais necessitado, ou simplesmente levá-los ao mar longe da arrebentação e deixar que o mar faça o restante, no mar ele servirá de morada aos peixes, é mais correto mais romantico tb. Tomege


  238. em Abril 3, 2009 at 4:55 pm Charles Alves

    Bom dia Sr. Tomege.

    Tenho um filho de 21 anos, a mãe de santo dele diz ser Abiku.
    Sou leigo nesse caminho. Venho do espiritismo Kardecista, porém, desde minha infancia tenho relação com entidades do candomblé e umbanda. Quando criança, em nossa casa, era minha irmã de Iemanja, virando muitas vezes com Padilha e um irmão que tido como epilético, depois de muitos altos e baixos, remédio e internações, conseguiu manter-se em equilibrio, quando procurou o Kardecismo. Hoje, ele é desencarnado e atavez de minha esposa nus mandou recados, inclusive o de que meu filho tinha que seguir o caminho do santo no candonblé. Tenho 51 anos e dois filhos, Ana Angélica/22 e Inti Marcio/21. Na gestação de nossa filha, tivemos muitas pertubações com eguns que dizia não querer a vinda dela. ja a do nosso filho foi tudo tranquilo, porem, teve da infancia até a adolescencia muitos problemas de saúde( Bronquites e Asma) necessitando internações bastantes demoradas e sofrida para todos nós, além de episódios de perigo com situações que poderia leva-lo a acidentes garves. Felizmente com a nossa busca constante por equilibrio em nossa religião, conseguimos chegar até aqui. Tivemos muitos altos e baixos, depois do nascimento dele. hoje, ele iniciado como filho de oxalufã.
    Me relaciono muito bem e aceito com todo o meu carinho, o caminho que ele escolheu. Participo de tudo desde sua entrada no Ilê de Mãe Lucia de Oyá, aqui em Natal no rio Grande do Norte.
    A poucos dias, soube ser ele, Abiku. Dai, busquei leituras para conhcer mais sobre o assunto.
    No jogo que foi feito, o orixa dele pediu para deitar prosanto, em até um mês. Minha pergunta é: Como pode ser ele encaminhado para ser Yaô se pelo que li, Abikus não podem ser raspado?. E se não for feito, ja que não temos no momento condições para tal, o que devemos fazer?

    Obs. Meses antes de conhecer a casa de Mãe Lucia, ele chegou por várias vezes, tarde da noite em nosso quarto, dizendo: (Pai eu tenho que ser iniciado e que via o orixá dele), mesmo sem saber do que se tratava, eu pensava que era por motivo de algum filme que ele assistia. Estou feliz por chegamos até aqui e não sei como proceder pq não devo decidir nada por ele.

    A poucos dias Mãe Lucia jogou pela primeira vez para mim, disse que sou de Oxum Aladê com Oxalá, É boa a relação com meu filho, quando tenho esses orixas? ou melhor eles se dão bem?, Particularmente eu faço tudo para isso.

    Me permita desejar muito Axé e um caminho Odara para o senhor.

    ChAlves.


  239. Charles eu já tinha visto seu comentário mas o havia perdido. Vc tem razão sobre a situação do abikú, há um entendimento sobre não raspar pessoas com esta particularidade, mas o primeiro passo ainda não foi dado ou vc ainda não mencionou, que é saber o que seu filho é, se ele é Ogã ou rodante e isso é fundamental para prosseguir com a proposta de iniciação, verifique isso. Mas independente dessa situação não tema que seu filho será “levado” se não for iniciado em um mes, pelo qOrixá não é punitivo e sabe da sua situação financeira e da sua impossibilidade no momento por isso vc primeiro deve ter certeza de que é isso que seu deseja


  240. Charles eu já tinha visto seu comentário mas o havia perdido. Vc tem razão sobre a situação do abikú, há um entendimento sobre não raspar pessoas com esta particularidade. Mas vc diz que ele é iniciado como filho de Oxalufã, isso significa que ele é iniciado e então não caberia agora ser pedido que ele “deite para o santo” não entendi direito este trecho da história. Vou continuar meu comentário como se ele não fosse iniciado, ok? Para prosseguir com a proposta de iniciação, verifique isso. Mas independente dessa situação não tema que seu filho será “levado” se não for iniciado ou “deitado” em um mes, pelo que eu li, não uma doença grave ou uma cobrança de Orixá, só foi detectado que ele é abikú e o Orixá está querendo ou indicando a feitura dele. Tenha sempre a certeza de Orixá não é punitivo e sabe da sua situação financeira e da sua impossibilidade no momento, por isso vc primeiro deve ter certeza de que é isso que seu filho deseja para ele e que a iniciação não será um ato de medo ou simples “defesa”, a iniciação tem ser de comum acordo entre Orixá e filho pra que seja duradoura e feliz.
    Sobre as relações entre pais e filhos, isso independe dos Orixás que eles tem, as relações serão oque fazemos delas, te garanto isso de cadeira. Eu em particular não sou fã de informar sobre qualidade para quem ainda não conheçe nada ou quase nada de Orixá, isso não serve de nada, seria mais eficiente e proveitoso vc se dedicar a leituras sobre Oxum e Oxalá sem preocupar com qualidades. Outro ponto importante é que está qualidade citada não é conhecida, ao menos no Ketu. Tomege


  241. Tenho um filho que esta pra raspar no santo,so que ele quando nasceu estava com o cordão enrolado no pescoso,nosso pai de santo não nos falou nada a respeito disto.Estou curiosa pra saber mais sobre isto,pode me esclarecer estas duvidas.
    agradeço desde já!
    Abraços com carinho


  242. Tenho um filho que esta pra raspar no santo,so que ele quando nasceu estava com o cordão enrolado no pescoso o parto foi cesaria,nosso pai de santo não nos falou nada a respeito disto.Estou curiosa pra saber mais sobre isto,pode me esclarecer estas duvidas.
    agradeço desde já!
    Abraços com carinho


  243. em Abril 11, 2009 at 11:12 pm carla alexandra

    ola nelson, estou com muitas duvidas, ja frequentei alguns terreiros ate que finalmente encontrei um com uma certa honestidade e humildade.mas vejo que as pessoas sabem muito pouco,sempre gostei de candomble mas aqui em portugal as pessoas sabem muito pouco.fui ao brasil a pouco tempo e conheci alguns pais de santo e todos me disseram que tinha que fazer raspagem,eu fiquei um pouco assustada pq me vai custar imensso cortar o cabelo.a minha mae de cabeça é iemanja a seguir osossi.eu ja incorporo algum tempo certas entidades,como pretos velhos ou seja vovo rosa da baia,uma cigana da lua e um exu tiriri.se nao fizer a raspagem sea que me vai prejudicar a minha vida?


  244. Olá….sou leitora desse site e acho extremamente importante que sejam esclarecidas questoes dessa religiao que muitas vezes é marginalizada por falta de informação e essa pagina é de grande valia.
    Por favor tenho uma dúvida, não sou da religião mas ia ha algum tempo num pai de santo muito confiavel e como ta maioria das pessoas , acabei deixando de frequentarpor muitos anos,não sou iniciada …nada disso .Quando minha vida deu uma parada consideravel eu o procurei recentemente e o jogo me pediu q fizesse uns 6 ebós e pediu p dar bori, gostaria de saber depois de dar bori e fazer tudo q precisa ser feito…Se há mesmo uma melhora significativa na vida?
    Pergunto porque o q me fez ir em busca de um tratamrnto espiritual foi a estagnação de minha vida de 3 anos para cá e agora foi pedido essas obrigações.Eu farei sem divida mas nõ deixode me questionasr sobre isso…sei q minha energia vai ser reequilibrada me sentirei melhor de fato mas a pergunta se direciona mesmo a parte concreta como abertura mesmo de caminhos para o dinheiro, trabalho, saude e amor…ha de fato uma melhora depois desse cuidadode dar o bori?
    grata pela atençao
    Adriana


  245. ola quero saber se pactos com o diabo e candomble são o mesmo caminho, e outra , se eu for fazer esse ritual
    eu vou ter qui parar de trabalhar e de fumar?…. pq diz no texto qui é de 3 meses a um ano qui tem ficar de abistinencia…. são duvidas qui pareçem bestas mais me confundem bastante.


  246. Olá Michel. Pactos com o diabo? Como assim? Acho que você tem uma visão muito controversa a respeito do candomblé, meu irmão. Só a título de informação: a figura do diabo não existe no candomblé, nem sequer este conceito de bem e mal, trevas e luz, céu e inferno, pecado… existem na nossa religião. Nascemos livres e perfeitos pára vivermos e sermos felizes a maneira que preferirmos. A nossa única preocupação, como pessoa, é atingir a evolução pessoal… ir atrás de tudo aquilo que nos fará bem e nos deixará felizes.
    Sobre as retrições as quais você se referiu, estas estão relacionadas a iniciação na religião. O Candomblé é uma religião iniciática e que possui conceitos e visões pára uma infinidade de assuntos. O ato de ser iniciado, está ligado a uma idéia de renascimento, dessa vez nascendo para a natureza que te habita, que faz parte de ti, uma natureza pessoal e linda, chamada Orixá.
    Essas restrições são necessárias sim e convivem conosco há milhares de anos(centenas no caso do Brasil). E seus conceitos vão sendo explicados ao longo da vivência com a nossa família, a comunidade de santo. Muitos que fazem parte da religião não respeitam essas restrições que devem ser levadas a sério, mas vai da consciência de cada um…
    Levando em consideração o signifado real da palavra “pacto”, podemos considerar que fazemos um pacto sim com a nossa natureza, estreitando e firmando assim laços de amor com ela, pois pacto quer dizer isso: laços.

    Volte mais vezes e “caminhe” pelo blog. Leia os posts e tire suas dúvidas. Você verá que aqui há muita informação.
    Obrigada


  247. Esqueci da segunda parte=D
    Sobre essa questão de trabalho, dicilmente alguém tirará 3 meses de férias, não é? Sobre isso, as coisas podem ser conversadas (em relação ao trabalho e não ao fumo) e “acordadas” com o zelador, mas sobre a abstinência sexual e de fumo, essas prevalecem com toda certeza. O que são três meses, se depois você terá uma vida inteira pela frente?=D
    Obrigada


  248. Michel
    As dúvidas que você diz que “parecem bestas”, são muito comuns e você não deve envergonhar-se delas. Quando você pergunta se “pacto com Diabo e Candomblé é a mesma coisa, isso nada mais é do que o preconceito histórico que convivemos diariamente.Não que eu esteja afirmando que você é preconceituoso, mas que isso é uma herança cultural, que ainda demorará muito para ser extinta. A forma física do diabo foi sempre questionada, sugerida até com a aparência do Deus grego Pan.Para resumir este assunto, a história nos mostra a exploração Portuguesa e européia reduzindo sempre qualquer religião que não seja a Católica.Com o surgimento das ramificações cristãs, o candomblé passou a ser ainda mais comparado como uma religião pagã, servidora do mal, mal existe existente apenas na cabeça dos ignorantes, dos que fogem da verdade, dos que vendam os olhos para não enxergar o passado, pois o crítico nessecita da sabedoria e do entendimento daquilo que critica e não apenas do que ouviu falar.Outro ponto que achei interessante em sua questão é o fato da abstinência. Convivemos diariamente com isso, nos abstemos de um bom programa educacional, de saúde e de cultura, nos abstemos de grandes momentos de lazer e sequer notamos esta abstinência.É claro que os tempos mudaram e algumas necessidades, como o trabalho por exemplo, faz com que ocorra mudanças também nos rituais, ninguém ficará sem trabalhar meses porque necessitou da obrigação para com o seu orixá, no entanto a essência ainda é a mesma. Quando falamos em Orixa, estamos falando de Amor, devoção, entrega, humildade, entre outros, por isso este pequeno intervá-lo de abstinências de determinados “prazeres” e vícios são tão pequenos perto da grandiosidade da paz, harmonia e amor que recebemos. Desculpe-me por me intrometer, mas senti vontade de expor a minha opinião, caso esta não seja verdadeira, me desculpe mais uma vez, mas é o que sinto.


  249. Edson, meu irmão. Gostei muito do seu comentário e da forma que o senhor expressou sua opinião, de verdade.
    Obrigada


  250. Dayane,
    Muito obrigado pelas suas palavras, entro neste blog cerca de três vezes por dia, muito aprendi com as questões e respostas aqui postadas, elas aguçam minha curiosidade, me fazem ler e procurar novas biografias sobre assuntos aqui debatidos ou expostos, muitas vezes me assusto com as questões aqui colocadas, me emociono e em algumas até me revolto, porém em algumas não consigo me conter e acabo expondo a minha opinião.Sei que o aprendizado está em nossa Casa, porém Agradeço a todos que aqui colaboram pela grande escola que este blog se tornou.Obrigado


  251. Ola…por favor,postei minha duvida no meio de alguns post talvez mais interessantes e acabei ficando sem resposta, por favor poderiam me esclarecer ,eu realmente nada conheço no candomle fiz um bori e expus aqui acima algumas duvidas e se puderem por favor respondam …obrigada!
    Adriana


  252. Olá Adriana, sobre o bori, a princípio é como você mesma disse “reequilibrar as energias” sim. Essa obrigação é feita inteira e individualmente para si, e acho que a única.
    Eu, particularmente, não considero que nenhuma obrigação possa trazer algo concreto para nós, e considero sim que elas tranquilizam, controlas as nossas energias e nos deixa capazes de pensar e agir melhor.
    Talvez a sua vida esteja nesta inconstância e desequilíbrio, porque de alguma forma você também esteja assim, nossa vida reflete toda imagem que está dentro de nós. Se você quer fazer esse bori, e principalmente, SENTE que quer fazer esse bori, o faça, mas sempre com o pensamento que dará tudo certo e que a partir daquele dia você conseguirá raciocinar melhor e ver aonde você pode buscar a melhora para sua vida. Tudo é uma busca. Bori é basicamente isso, você cuidar da sua individualidade.
    Obrigada


  253. Adriana
    Antes de mais nada gostaria de deixar claro que sou apenas mais um leitor deste blog e não o mentor do mesmo.Quando postei o meu comentário logo em seguida li o seu e, como intrometido que sou, achei que poderia expor a minha opinião.Primeiro gostaria de esclarecer que neste blog não existe este ou aquele comentário mais interessante, pelo que percebo neste, para as pessoas deste blog, todos os comentários são importantes, pois ele foi criado com o intuito de esclarecer a dúvidas, desmestificar alguns fatos, instruir, acalmar, enfim, ficaria durante horas expondo os adjetivos do mesmo.Bom, em relação ao Bori, você deve saber que este deve ser precedido por um jogo, assim como as demais obrigações, e que é o jogo que mostrará tudo o que deve conter nesta obrigação.Por isso é interessante que primeiramente nos tornemos curiosos, xeretas, ou seja, visitar uma Casa, procurar saber sobre a idoniedade do Pai de Santo e tirar todas as dúvidas possíveis. Um outro detalhe muito interessante que eu gostaria de colocar é sobre a noção do que é um Bori, muitas vezes as pessoas acreditam que ao dar o Bori todos os problemas acabarão, ela ficará rica, cheia de jóias, com um ótimo emprego, cheio de amores, enfim, viverá no “monte Olimpo”. Não podemos esquecer que somos responsáveis pela maioria das coisas que acontecem em nossas vidas.Existe o livre arbitrio, assim como também acredito que exista uma reação para toda a ação.Portanto, ao dar um Bori, no meu entendimento, a pessoa deve estar de coração aberto, não esperando riquezas sobrenaturais, mas sim esperando a paz espiritual necessária para que ela possa seguir em frente, enfrentando barreiras de forma racional e tendo forças para levantar-se sempre.Digo isso, porque muitas vezes não temos vontade sequer de lutar, não é? Com certeza, pensando desta forma, o seu Orixá que nunca se separa de você e que é sempre justo, lhe ajudará, e muito.O que quero dizer é que não espe milagres, se realmente você decidiu fazer, faça, mas de coração, para o seu orixá, não para enriquecer-monetariamente, mas para que haja um enriquecimento espiritual.Bom, taí a opinião de mais um leitor.


  254. Edson, que bom lê-lo novamente. O senhor poderia comentar mais vezes. É sempre bom ler opiniões deste tipo.
    Eu, como leitora, vejo e com toda certeza que o blog está alcançando os desejos dos idealizadores. Lendo e falando a todos para tentar ajudar da melhor forma possível, sem disseminar “verdades absolutas”, como muito é dito por aí. E fazendo tudo isso por amor a essa religião, o amor aqui é perceptível e quase “palpável” rsrsrs
    Obrigada


  255. motumba
    gostaria de saber se quando temos obrigação ,costumamos a passar mal em outros ambientes e naum só no ile…
    ultimamente tenho tindo “tonturas” em diversos lugares; e já senti isso muitas vezes dentro do ile…
    estou confusa pois tenho que tomar obrigação mas ate agora naum me decide…
    sera que é ai a questão?
    axe


  256. Olá vanessa
    Primeiramente eu acho que vc deve eliminar uma causa orgânica, caso não seja realmente nenhum problema de saúde e como vc é frequentadora de uma casa e já sabe que o Orixá quer a feitura, isso pode ocorrer sim.
    Se vc não se decidiu ainda vc pode falar com a zeladora ou zelador e ver a possibildiade de fazer um bori para “acalmar ” as coisas, e dar tempo pra vc decidir o que quer.
    axé


  257. e mesmo verdade isso


  258. bom dia!
    gostaria de saber como faço para dar iniciasão ao candoble pois era evangelico e hoje tem vontade de servir aos exus
    sera que eles irão me aceitar?


  259. esqueci de dizer que minha vó era mae de santo e tinha um terreiro na baiha hoje ela é falecida!certa vez tive um sonho,sonhei que estava no terreiro todo de branco com um turbante rodando no centro sera que isso é um sinal que o meu lugar é no terreiro como pai de santo?que sera que é o meu orixá.
    axé.


  260. Antonio, pq pra você candomblé é relacionado a servir Exus?? Sempre a base da religião será os Orixás.

    Sou como todos sabem de Umbanda, mas tanto no Candomblé quanto na Umbanda, não existe o termo servir Exu, existe cuidar da sua espiritualidade e há o desenvolvimento espiritual, jamais servimos a entidade alguma. Se você quer, tem interesse e se acha apto (pq exige muita responsabilidade) você pode frequentar quando quiser qualquer terreiro, a principio como visitante e mais tarde talvez você poderá fazer parte do corpo de médiuns da casa.

    Ter sido evangélico não interfere em nada, se você ler vários comentários e artigos daqui do blog entenderá um pouco mais sobre os Orixás e verá que religião é um termo que nós, seres humanos, intitulamos e etiquetamos.

    Ter sonho não significa que será ou deverá ser Pai de Santo, pode haver muitas interpretações, portanto você só saberá estando dentro de um terreiro, seguindo os fundamentos, praticando e desenvolvendo sua mediunidade, aprendendo, tendo respeito e o tempo te dirá até onde você caminhará.

    Abraços das águas.


  261. motumba,
    ola carol…
    bom obrigado, a não tenho nenhum problema de saúde.
    Vou me informar ok..
    axe


  262. boa noite gostei muito da resposta.
    entende que não existie servir exu e sim cuidar da espirutalidade!
    gostria de saber também como dever ir ao terreiro pois existe algum modo de se vestir para ir como visitante?
    rosinha ceryas vezes eu cinto a presença de alguns espiritos e chego até falar com eles e me sinto incorporado.
    aqui perto de casa existe um terreiro de nome ylê de xângo o que isso significa.


  263. rosinha
    mande o seu e-mail para mim pois so acho voces no google!


  264. Antonio, Ilê significa casa.. casa de Xangô.. que esse local é dele…

    Sobre email… é como o Nelson já falou algumas vezes, eu me proponho, assim como outros.. a responder perguntas que particularmente dentro do meu conhecimento e dentro da Umbanda posso responder. Acho que aqui é o melhor lugar para você tirar suas dúvidas, pois com certeza sempre terá outro irmão que irá ler e complementar o que um escreve.
    Ao ir em um terreiro, pelo menos de Umbanda, sempre pedimos que já vestido com roupas simples, mas de acordo com o bom senso, nada de vestimentas degotadas, transparentes e de preferencia de calça, sempre com roupas claras, nunca de preto ou cores muito escuras. No mais, o respeito é a melhor roupa que se coloca quando se vai a um local religioso.

    Abraços das águas.


  265. rosinha
    estou em duvida de quem que sou filho pois tenho caracteristicas de filho de oxalá e um pouco das caracteristicas de oçanhe.
    como faço para descobrir de quem sou filho?

    amo sexta feira pois sinto oxalá ao meu lado eu muitas vezes posso ouvir sua voz a me orientar!


  266. rosinha so tenho que lhe agradecer por tudo
    axé!


  267. Antonio, particularmente acho que só se deve querer saber ou se apronfundar mais nos nossos Orixás se realmente for frequentar alguma casa e zelar por Eles, portanto o normal é obter estas informações dentro do local que frequentar e sempre será por meio dos Búzios (dentro do Candomblé) ou pelos próprios guias chefes de um terreiro (Umbanda), nunca por fórmulas mágicas, números e data de nascimento. Ter um carinho ou uma ligação maior com um Orixá não significa efetivamente que seja filho dele. Todos temos que louvar Oxalá, ele é o maior entre todos, ainda que todos sejam importantes, mas pra mim Oxalá é e sempre será o grande pai e mesmo sendo eu filha de Orixá tal, vou sempre louva-lo.
    Por tudo isso acredito que precisamos estar dentro de um terreiro para aprendermos, nos desenvolver e doutrinarmos.
    Doutrina é ser bons médiuns, saber respeitar uma incorporação e o Orixá, não passar a sua frente, compreender que a ligação ocorre de lá pra cá e não quando nossa vontade comanda. Saber que cada coisa e aprendizado tem seu tempo e momento, é aprender a Ser e não Estar.
    Realmente acredito que com todas as suas perguntas e preocupações, você será um ótimo filho de pemba, pq tem interesse e quer fazer o correto. Procure as respostas em um local sério, seguro e que você se sinta bem.

    Abraços das águas.


  268. Bom dia, minha irmã Rosinha
    Estou passando pra dizer que adoro lhe ouvir falar.
    Mojubá


  269. Ups, eu disse “lhe ouvir”, mas eu a leio. Não pensem que estou louca rsrsrs


  270. Olá Daya, bom dia.
    Obrigada por ler o que escrevo, beijos no teu coração.

    Abraços das águas.


  271. ROSINHA

    Todos os dias entro no blog para fazer leitura e uma reflexão sobre o que foi lido, na maioria das vezes me questionando sobre isso ou aquilo.Algumas vezes tenho até a petulância de postar a minha opinão.
    Hoje estou aqui para parabenizar a você, Rosinha, gostei muito de seus esclarecimentos e da forma como se dirigiu a pessoa que lhe questionou diversas vezes. Muito obrigado por você existir, por você ter conhecido este blog e por participar do mesmo esclarecendo dúvidas e acalmando a nós leigos.
    PARABÉNS


  272. Edson, só tenho que lhe agradecer pelas tuas palavras, espero que você sempre poste sua opinião e não é petulancia alguma isso, aqui foi um dos poucos lugares onde vi o respeito entre Umbandistas e Candomblecistas, irmãos que caminham lado a lado para um bem comum e que não estão questionando cargos e tempo de santo, mas pensamentos e ações corretas.

    Abraços da águas.


  273. rosinha
    boa noite
    gostei de ler que eu vou ser um bom filho de pemba isso me ajuda a ter mais interresse nos orixas.
    gostaria de deixar claro que gosto de todos os orixas caboclos e pomba giras .o meu maior sonho é ser um bom filho e quem sabe um bom pai de pemba .
    tem um pequeno poblema pois como precurar um terreiro?ou seja como posso me informar se na minha cidade e bairro tem um terreiro?
    axé minha guia nessa caminhada!


  274. rosinha
    bom dia !
    certa vez fiquei com magoa de uma pessoa que me fez mal, então fui a encruzilhda e disse que se a majestosa rainha das p.g destruisse o (A) rival lhe daria rosas e saia vermelha no mesmo estante ela apareceu e me mostrou como seria o estilo da saia e em qual posição ficaria a rosa >concluindo deu certo tudo que eu pedi a majestosa p.g aconteceu.
    gostaria de saber se esse é um ponto em que se pode dizer que eu estou se desenvolvendo espirirualmente?por que sera que todos os espiritos conversam comimgo ? gostaria de dizer também que a minha vó já falecida encorporava com a p.g maria bonita sera que por esse motivo tenho + chances de se desenvolver melhor no terreiro?
    ontem a noite sonhei com oxalá. e que quando chegeui ao terreiro ele disse que estava a me esperar?será que isso é um sinal de que realmente ele esta me esperando?
    axé!


  275. rosinha
    um santo pode abaixar em qualquer lugar ou somente no terreiro?


  276. gosteidocite tinha uma vez que eu senti um cheiro de rosa noquartoe lodo


  277. Antonio, em relação a procurar um terreiro, muitas vezes o que pode ser bom pra mim, não é para você. Portanto quando eu tive interesse em cuidar da minha espiritualidade e já calejada (fiquei com um pé atrás), fui aos poucos obtendo informações, fui por um tempo na assistência (como visitante), analisando. Quando começamos a frequentar somos leigos, cheios de insegurança e pré-conceitos, precisamos de um tempo para compreendermos certos rituais e necessidades, por isso eu fui aos poucos aceitando, tirando dúvidas e ao final aceitei que eu precisava cuidar e aquele local eu me sentiria em casa, mas pq não fui jogada e no susto entrei na corrente ou pra família (como dizem). Há muitos orgãos onde há lista de terreiros, tanto Umbanda quanto Candomblé você consegue em uma pesquisa rápida na internet, mas te aconselho sempre a ir e por um bom tempo ficar só analisando as giras, os encontros que a assistencia está autorizada a participar, e ir perguntando o que tiver dúvidas, assim você terá o mínimo de conhecimento e saberá se essa casa é de Umbanda, Candomblé, qual raiz, fundamentos básicos, coisas que você poderá saber e servir para você escolher o melhor caminho dentro da espiritualidade.
    Sobre baixar… Santo não fica baixando por aí, pra mim Santo é Orixá.. e ele só viria para um auxílio, algo muito necessário.. agora entidades, como p.gira e exu.. isso já é outra estória. Daí vai a doutrina, a obediencia, o conhecimento e o auto-controle do médium, se está acontecendo de incorporar fora do terreiro (sendo um médium já de corrente) é pq o terreiro ou não tem fundamentos ou o médium é indisciplinado, precisa aprender e ser responsável, as entidades só irão pela cabeça dele, pela responsabilidade dele, do médium. Se for um médium sem desenvolvimento, o ideal é cuidar e começar a se doutrinar e doutrinar as entidades, e onde é que se faz isso? Em uma casa séria, com fundamentos e que você se sinta bem.

    Abraços das águas.


  278. rosina
    gostaria de ter respostas sobre o que fiz no caso de invocar pg onde relatei o caso acima.vc pode me explicar?


  279. Antonio, fiquei confusa com algumas informações suas… Oxalá te disse que estava esperando? Olha só, na minha compreensão Oxalá não fala, quem fala são as entidades e guias que vem em seu nome. Não sei dentro do Candomblé, na verdade na Umbanda há alguns terreiros traçados que se incorpora Oxalá, mas dentro dos fundamentos da Umbanda não existe a incorporação desse Orixá, e mesmo Ele em energia não fala, o que pode estar havendo é uma certa confusão e quando falo desenvolver é dentro de um terreiro, fora disso você corre N riscos.
    Fazer tratos ou algo do gênero com o povo da esquerda (exu e p.gira) pra mim sempre estará errado, pq você está se direcionando a uma entidade que ainda não está doutrinada e aceita fazer algumas coisas, dentro de um terreiro sério é proibido esse tipo de coisa, pq você está trazendo uma carga para você, atrasando o teu aprendizado, interferindo na evolução da entidade que você está solicitando esse tipo de trabalho e também interferindo no desenvolvimento da outra pessoa que seria o alvo. Portanto, trabalho de amarração, revide, demandas ou algo do gênero nunca é aceito dentro de terreiros pq sabemos (ao menos dentro da linha da Umbanda) que tudo tem seu retorno a seu tempo e a espiritualidade é séria e deve ser trabalhada para nossa evolução, nunca regressão.
    No mais, você pode ouvir entidades, mas também pode ouvir espíritos que não estão evoluídos e que muitas vezes se fazem passar por entidades e isso é perigoso. Muitas pessoas ouvem, veem, sentem, tem sonhos, pressentimentos… sintomas de mediunidade, portanto posso te dizer muitas coisas por aqui, mas sempre será necessário você ir a algum local, conversar com um zelador e verificar até onde vai sua necessidade de trabalho.

    Abraços das águas.


  280. ROSINHA
    obrigado pois estavo muito convuso !


  281. rosinha
    não entendi por que é perigoso ouvir espiritos que se passam por entidades?


  282. Antonio, espíritos com tendências a fazer o mau, aceitar qualquer coisa, são zombeteiros (como dizem nossos irmão espíritas), que se movem pela raiva, ódio e amargura, se passam por certas entidades que, quando o médium não é doutrinado, não está desenvolvido dentro de uma casa séria, esse médium acaba por começar a fazer coisas intuidas achando que são guias, que na verdade estão usando esse médium para práticas de rituais que não são recomendados e muitas vezes podem geral tamanho desequilíbrio que o médium sofre alucinações, fica violento, entre outras situações que afetam intimamente e socialmente a pessoa.
    Se você partir pela presunção que estamos aqui para aprender, desenvolver nosso espírito (estar dentro da roda espiritual da evolução), precisamos do nosso lado entidades que na Umbanda são chamados de Preto-Velhos, Caboclos, etc.. e que eles nos auxiliam nessa caminhada de evolução, dando bons conselhos, nos equilibrando, fazendo seus descarregos, dando suporte para nossos trabalhos, quando essas entidades não estão presente em nossas vidas, ao contrário.. quem está intuindo ou incorporando são esses eguns (muitos chamam quiumbas), o que de bom ele te trará? Pense você nisso, procure a resposta em você.

    Abraços das águas.


  283. rosinha
    bom dia
    por que certas vezes me sinto incorporado sem ter ido ao terreiro? me sinto incorporado quando fumo, bebo e muitas vezes quando tenho relação sexual com o mesmo sexo? muitas vezes quando esculto certos espiritos eles dissem que eu sou aparelho dele exclusivo quero deixar bem claro que sem eu ir no terreiro! esqueci de dizer que guardo odios , ranco e o principal , desejo de vigança!
    axé…………..


  284. Antonio. tudo o que eu poderia te dizer virtualmente eu te disse, aqui não há consultas.. há troca de informações e como te falei antes o ideal é você ir em alguma casa e cuidar da sua espiritualidade, muitas coisas acontecem conosco por pura falta de cuidado espiritual e/ou achismos, todos precisamos que um mais velhos, com fundamentos e preparado.. para nos ensinar, cuidar nosso ori e zelar por nossos orixás. Médium com conhecimento e fundamento tenta se doutrinar para não guardar ódio, rancor, vingança. O bom médium sabe quem o está incorporando, sabe que aquela energia não é dos seus guias ou entidades e vai saber o que fazer na hora, portanto mais uma vez te falo, procure uma boa casa e tente se doutrinar e aprender com os fundamentos internos do terreiro que você escolher como local sagrado que irá desenvolver-se e cultuar seus Orixás.
    Abraços das águas.


  285. Motumbá.

    Alguns anos atrás fui em algumas casa e meus jogos sempre davam que santo queria feitura. Como eu era católica praticante e estava começando a conhecer a religião tinha medo. Então passei mais uns 3 a 4 anos sem pisar em um axé. Ate que encontrei uma casa no qual estou hoje há 2 anos só recebo uma Cigana, sinto vibração de outras endidades como orixás e caboclo.
    Porém minha atual mãe disse que não tenho cargo de santo. Isto é nunca precisarei raspar e sim Catular… Não sei pq mas tô com vergonha de perguntar a ela se estar certo isso mesmo já em outros lugares disseram que eu deveria raspar. cAdoro minha atual mãe mas não queria, jamais duvidar dela…..
    O que faço???


  286. duvida urgente
    rosinha tenho um amigo que frequenta o terreiro ele disse que ja recebeu santo. ate ai tudio bem mais um tempo ele vai no terreiro e outro tempo vai na igreja evangelica fique sabendo que na(igreja evangelica univesal do reino de DEUS )que ele vai ele incorpora com santo.
    sera que isso é verdade? os orixas nao ficatoa bravo com ele?


  287. quis dizer nao ficariam bravo com ele?


  288. rosinha
    a respeito de finaças fiquei sabendo que para entrar no candoblé tem que ter dinheiro , pois se gasta com: oferendas, sacrificios etc……… se eu não estiver uma certa renda nao poderei frequentar o terreiro?


  289. Kal, vou te dizer uma coisa, cigana, caboclo.. são entidades de Umbanda, portanto dentro da Umbanda não há catula ou raspagem.. jamais é jogado ejé no Ori, portanto se você está trabalhando com caboclo, me perdoe mas você está na Umbanda e não é Candomblé, como muito você estaria em uma casa de Omoloko, e esta posso falar pq é minha raiz dentro da Umbanda, existem casas de Omoloko que catulam, que puxam demais pra nação, ainda se intitulam umbanda, mas no meu ver está errado.
    Tudo o que eu falar será dentro da Umbanda, você jamais pode ter vergonha de perguntar algo a seu zelador, você necessita ter confiança na casa onde está para mais tarde não largar tudo e virar tudo de cabeça pra baixo, perguntar com educação e na hora certa não há problema nenhum, há coisas que com o tempo poderemos saber, mas algo particular nosso, tirar uma dúvida… você deve sim perguntar.
    Se você não tem segurança o tempo te mostra sempre qual o caminho e dentro da Umbanda jamais alguém vai te fazer o cruzamento (feitura, deitada, camarinha, etc) por conta própria, sempre será a pedido do teu Orixá, até onde sei no candomblé o santo responde pelos buzios, na umbanda o Orixá pede por intermédio da sua entidade ou do guia chefe da casa que seria a do zelador, mas sempre falando em nome do teu Orixá. Só o teu Orixá pode pedir feitura ninguém mais, por isso dentro da Umbanda quando se inicia não é dito de cara se você vai fazer um cruzamento, pra qual cargo, quando, onde.. etc.. é com o tempo que você vai desenvolvento, cuidando, obtendo responsabilidades e cruzamento. Há médiuns que jamais serão zeladores, não está na sua coroa esse cargo, alguns tem, mas ainda não tem preparo, portanto é complicado já ficar falando isso de cara, só o caminho dentro do terreiro é que te dirá até onde você irá.
    Kal, não é pecado algum você duvidar de sua zeladora, quando queremos fazer o certo estamos no direito de nos preservar e buscar informações para ter certeza que é esse o caminho, nunca podemos fechar os olhos e achar que tudo pode, tudo é válido.. as coisas não são bem assim. Uma coisa errada pode te prejudicar sim e por isso que sempre falo aqui, primeiro veja como é a casa, tire dúvidas, verifique se as ações desse terreiros condizem com o que você acredita ser o certo, tanto na parte espiritual quanto na material, só depois de tirar todas as tuas dúvidas é que você deixa alguém mexer no teu Ori. Ori é sagrado e pra mexer nele só quem tem fundamento e conhecimento.

    Abraços das águas.


  290. Antonio, acredito que cada coisa no seu lugar… Orixá jamais ficaria bravo com um filho…. ele quer o seu bem e o educa quando necessário. Tanto os Orixásm quanto os guias (estou falando de Umbanda ok?) tem seu local de trabalho, não seria em uma igreja evangélica esse local. Qual a finalidade de estar incorporando uma entidade dentro de uma igreja? Ali o fundamento é outro, a maneira de trabalhar é outra… portanto, cada coisa no seu devido lugar. Se ele está fingindo, se é um egum, etc.. isso eu não posso dizer, só digo que ali não é lugar e tenho certeza que minhas entidades jamais incorporariam em um lugar como esse, não tem finalidade ali sua incorporação.
    Sobre o que você perguntou do Candomblé, eu acredito que já tenha te dito que não sou do Candomblé, sou de Umbanda e portanto dentro da Umbanda não existe cobrança de chão, existe somente a compra dos materiais que serão utilizados no cruzamento, que não precisa ser nada de luxo, são coisas simples… na realidade se gasta muito pouco e ao menos dentro do meu terreiro o médium que não tem como comprar, fazemos uma “vaquinha” e compramos, o ajudamos. Dentro da Umbanda nada é cobrado, o que menos vale é o dinheiro, você sim sabe que tem o gasto de alimentação do teu Orixá, alguma entrega, etc.. mas você paga o quanto pode, jamais além do que consegue dar e que não te fará falta.. É assim que funciona dentro da Umbanda, no Candomblé não posso dizer algo pq não é minha raiz, sei os fundamentos de muitas cobranças, mas não é da minha ossada falar. Espero que o Nelson, Manuela, Isa ou a Carol te digam algo.

    Abraços das águas.

    Abraços das águas.


  291. ROSINHA
    TENHO TIDO ALGUMAS MUDAÇAS ESQUISITAS, POIS DEPOIS QUE INVOQUEI OS ESPIRITOS DE ESQUEDA COMECEI A TER INSONIA, DEPRESSÃO, FICAR IMPACIENTE, POIS NAO TENHO PACIENCIA COM NADA.
    EU NAO ESTOU QUERENDO UMA CONSULTA ESTOU QUERENDO QUE VC ME DE UMA ORIENTAÇÃO. ISSO NAO É ACHISMO. ISSO ETSA OCORRENDO DE FATO.


  292. Antonio, o achismo que citei é no meu caso ou no caso de quem te responder pela net.. posso achar que é uma coisa, mas é outra… só poderia te falar algo estando na sua presença… por isso te falei várias vezes que pra você tirar esse tipo de dúvida só indo em um terreiro, conversando com um zelador ou de Umbanda ou Candomblé, só ali em uma estrutura física (terreiro) com um fundamento, com firmezas e seus rituais é que você irá encontrar respostas coerentes e corretas. Quando começamos a desenvolver nossa mediunidade e ter certos “sintomas”, incorporações, etc.. podemos estar desequilibrados espiritualmente e energeticamente, por esse motivo pode acontecer várias coisas, mas para saber se realmente é devido a mediunidade só se você se consultar com um pai ou mãe de santo, só eles poderão te auxiliar. Só te digo uma coisa, não faça invocações pois você não sabe exatamente que entidade está ali contigo, faça o correto, vá a um terreiro, te doutrine, aprenda, tenha paciência e educação, no mais tudo irá se encaminhará.

    Abraços das águas.


  293. Poxa, nunca tinha vindo num blog tão esclarecedor ,gostei muito tirei duvidas com as respostas,ate mesmo li sobre a qualidade do meu xango que so tinha ouvido meu pai falar e ja tinha procurado informações sobre ele e não encontrado seria possivel saber mais
    obrigada me emocionei com todas as duvidas e respostas
    agardeço


  294. ops esqueci de dizer que é xango barun nem sei se escrevi erradopoderia me contar mais sobre ele


  295. Gostaria de tirar mais uma dúvida, em alguns jogos de búzios q fui minha Oyá pede a iniciação, amo a religião mais temo somente por uma coisa: fui dependente quimica, parei a alguns anos graças á ajuda de um grupo q faço parte, alcool para mim é droga! pois ele me leva a outras drogas é um fato!
    Com isso gostaria de saber como seria essa questão na religião? pq dps da iniciação sei q receberei intidades q bebem.
    Esse é um dos problemas q me fazem pensar muitoooooooo já q sei o q passei nessa vida e ñ quero voltar!
    Obrigado mais uma vez, Axé!


  296. Olá Rachel,
    No candomblé tradicional, de Nação, não existe isso de receber entidades que bebem.
    Do meu conhecimento, isso acontece na Umbanda quando se recebe caboclos, ciganos, exús, etc..
    Sei que algumas casas vão misturando umas coisas e outras, mas isso não é o candomblé, digamos, tradicional.
    Faz parte da tradição fazer oferendas aos orixás de comida e respectivas bebidas, mas isso não quer dizer que você tenha que beber, aliás, o seu orixá é com toda a certeza conhecedor do seu problema passado e não vai querer que você se exponha novamente a essa situação, bem pelo contrário, vai continuando a ajudar para que você não retome esse problema.
    Confie e peça a Oyá que lhe dê sempre forças para superar as suas provações e dificuldades!
    Axé!


  297. Manuela.. complementando já que citou a Umbanda.

    Na Umbanda as entidades bebem, mas tem sua finalidade e só bebem quando existe uma incorporação de fato, por isso há a necessidade do médium ter o conhecimento e o desenvolvimento necessário para receber certas entidades e o terreiro ter fundamento para saber que o médium está passando na frente da entidade. Jamais um preto velho, caboclo ou exu irão te deixar embriagado e quando o médium não tem ainda firmeza na incorporação a entidade não bebe, justamente para não haver problemas com o alcool.
    Se o médium ficar embriagado ou algo no sentido, ali há algum problema e é responsabilidade do zelador verificar e zelar pelo médium. Cobrando e doutrinando o médium para que ele não passe na frente da entidade, não ache que esteja incorporado e já vai atendendo e bebendo.

    Daí vai a necessidade de estar em um local sério, com fundamentos e respeito. Quando se frequenta um local onde existe entidade coordenando os trabalhos, não existe isso de médium tomando todas.

    abraços das águas.


  298. Olá Rosinha,
    Está correctíssima a forma como complementou a minha resposta para a Rachel. Apenas me estava cingindo ao Candomblé, onde de facto não existe essa situação de receber entidades que bebem. Mas é claro que na Umbanda, quando isso acontece, existem regras, responsabilidade e todos os pontos que você mencionou para que tudo seja feito de forma correcta.
    Tanto no Candomblé como na Umbanda existe sempre essa necessidade de estar num local sério, com fundamento e respeito, mas como é sabido, nem sempre é isso que acontece, e daí talvez venha o receio da Rachel em entrar para a religião, pois aquilo que ela percepciona é de que os médiuns realmente “tomam todas”, pelo menos no local ou locais que ela eventualmente conhece ou ouviu falar.
    Essa é uma das imagens degradantes tanto para o Candomblé como para a Umbanda que importa apagar da cabeça das pessoas pois não corresponde de todo à realidade destas religiões quando praticadas com seriedade e fundamento.
    Axé!


  299. Manuela,

    Obrigado mais uma vez pelas palavras.
    Minha mãe está ao meu lado e c certeza ela me ajudará sempre, pergunto pq qnd perguntei ao meu zelador ele disse q ñ seria eu q estaria bebendo e q dps ñ ficaria gosto na boca e nem cheiro, mais na verdade ñ quero nenhum copo de bebida na minha boca, passei por esse problema e sei exatamente o sofrimento q me trouxe, e agora q encontrei uma nova maneira de viver sem drogas ñ quero deixar tudo a perder, tenho filhas q dependem de mim e tenho eu q dependo de estar bem para viver e apreciar a vida sem drogas.
    Axé querida !


  300. Olá Rachel,
    É muito bom ver que você se mantém firme nessa linha de pensamento, tendo consciência plena daquilo que pode ser prejudicial para você. Espero realmente ter ajudado com a minha resposta.
    Que os orixás lhe dêm força, e caminhos de amor, paz e harminia para si e para as suas filhas.
    Volte sempre, coloque as suas questões, será sempre um prazer ajudar.
    Axé!


  301. Boa Tarde!
    Após ter lido sobre o assunto, tenho uma duvida, meu namorado esta fazendo o santo dele há quase 10 dias, gostaria de saber porque o tempo da feitura de santo dele não esta sendo de 21 dias como o normal? Há algum tipo de diferença no local em que as pessoas frequentam?
    E também gostaria de saber se pode haver uma convivencia boa entre marido e mulher de religiões diferentes, tais como condomblé e umbanda.porque existe uma diferença tão grande entre as duas?
    Obrigada pela atenção.
    Cle Santos


  302. Motumbá,
    Lendo o texto e também alguns comentários… criei uma dúvida. O texto fala que adoxu é como uma “qualidade” daquilo que você é, ou seja, a pessoa é adoxu, ogã ou ekedji. Mas tem comentários que se referem ao adoxu como um ato ou algo que é recebido no momento da feitura. E também já ouvi muito essa expressão: “fulano é adoxado”.

    Finalmente, adoxu é o que a pessoa é (rodante), ou algo que recebe-se na feitura?

    Asé o


  303. Olá Ademar
    Nós recebemos na feitura o adoxu,vc já foi numa saída de yaô?
    Na saída é possivel ver o adoxu na cabeça do yaô. Eu não sei o que é,porque eu nunca fui numa saída de yaô,mas me contaram como foi a minha…
    E usa-se o termo adoxu tb para a pessoa que é iniciada como yaô mas não é rodante,ela é iniciada ocmo yaô por que tem missão de ser zelador…
    espero ter te ajudado
    axé


  304. Olá Cle
    Quando se faz feitura de yaô,normalmente vc passa 21 dias recolhido,faz a saída de santo e passa mais 7 dias na casa,isso é norma de cada casa,varia,porque cada um sabe do seu fundamento e do yaô que está recolhendo.Tem gente que pode passar três meses no terreiro, e passa os três meses.
    A que diferença vc se refere ao local que as pessoas frequentam?Não entendi…
    Havendo respeito mútuo,creio que as pessoas conseguem conviver com religiões diferentes,mas é bem difícil quando um não compreende o outro,quando se exige e se compara posturas…Não vejo impecilho.
    espero ter ajudado
    axé


  305. eu queria saber sobre os rituais do candomble sera que isso é possivel.obigada. AXÉ


  306. Olá lucimara
    Vc pode clicar no link rituais na lateral do blog e ler sobre os rituais mais comuns.
    ESpero ter ajudado
    Qualquer dúvida é só perguntar
    axé


  307. Motumbá Carol,
    Obrigado.
    Sim, já fui a algumas saídas, já sei do que você está falando.

    Tenho dúvidas, rsrsrs…
    O que dizer sobre ekedjis e ogãs rodantes (aqueles que confirmam cargo, “mas um dia podem rodar e consequentemente perdem o cargo”)?????
    Pode uma ekedji/ogã ser adoxada(o)???


  308. bori é a mesma coisa q Obi?….nelsom vc poderia me explicar;;=/


  309. Oi Ademar

    Ogãs e ekedis não são adoxados,pelo menos essa saída eu já vi e eles não saem com adoxu…
    Quanto a ogãs e ekedis rodantes,isso é um erro da pessoa que os confirma com o cargo,se a pessoa é rodante é feita como yaô se não é rodante é feita como ekedi ou ogã a depender do sexo.Acontece esse tipo de erro, se vc olhar no blog vai achar vez ou outra esse tipo de coisa…Infelizmente
    axé


  310. O certo então para pessoas assim, seria ser feito como yaô, ou seja, receber o adoxú. E como não rodam, não seriam chamadas de yaô, mas sim de Adoxú, até o dia em que o Orixá virar. Correto????

    Eu sei que é um “erro”, mas já vi 2 saídas de “Ogã rodante”. Eles saem com abadá e a situação é explicada na sala, pelo Pai de Santo, que aquela pessoa está recebendo cargo porque “precisa”, mas que se houver necessidade do Orixá virar algum dia, ele perderá o cargo. O Pai de Santo explicou, INCLUSIVE, “que isso não é um erro, mas sim uma necessidade e que nada feito alí era apenas por vaidade ou por vontade dele, mas sim do Orixá” (palavras dele). Na outra saída que também ocorreu isso, já tem mais tempo e o Pai de Santo disse basicamente a mesma coisa…

    Tô contando isso pra compartilhar mesmo. Uma vez eu disse ao Nelson aqui nesse blog, que fica difícil saber o que de fato é certo. Porque pra mim também não existe “Ogã rodante”, mas se foi vontade do Orixá, tanto do que deu cargo, como o de Orí, como vamos discutir?! Poxa tô na religião já alguns anos e cada dia é uma novidade, rsrsrsrs…
    Obrigado Carol, Asé o


  311. Oi Ademar
    Olha só, tem o caso das pessoas adoxu,que são feitas como yaô,mas que não são rodantes…exemplo célebre é o de Mãe Menininha que não rodava,mas teve de ser feita como yaô,pois vc não pode fazer o santo ,raspar catular se vc não for raspada e catulada,entende?Para vc dar axé vc tem que ter axé…
    Olha só eu não concordo,talvez seja normal fazer isso que vc relata,mas acho que se é yaô é yaô,é adoxú é adoxú, é autoridade(ogã ekdi,) então é autoridade.
    Quer dizer que vc é educado para se portar como ekedi e depois um belo dia o santo vira e vc passa a ser yaô?Isso não procede com o que é ensinado.
    Não acho correto.Para mim, eu encaro como erro e se fosse na Bahia o barracão dele estaria vazio…
    A pessoa não muda sua condição com o bater do vento entende?
    Acho que ser yaô iria ajudar muito mais essa pessoa do que ela ser autoridade dentro da casa e depois,o santo vira ela ” vai ao chão” literalmente em todos os sentidos.
    Mas essa é minha humilde opinião de muzenza
    axé


  312. Ademar fico contente por vc trazer este assunto e esperamos que muitos nos leiam e participem deste assunto. Mas o que falta é conhecimento da parte destas pessoas. Assim como vc e a Carol eu fico triste com isso, mas tb acredito que nosso trabalho assim como de muitos outros irmãos pode ajudar a estirpar de nosso meio religioso essa pessoas. Ou ao menos ajudar a que outros não caiam neste tipo de situação. Eu mesmo já disse aqui que sou exemplo disso, fui feito rodante, e quando fui para uma determinada casa aqui do RJ, mesmo o próprio jogo do zelador afirmar minha condição de rodante e iniciado, ele queria me confirmar ogã. Volto a dizer que não somos nem pretendemos ser a voz da verdade absoluta, até porque toda unanimidade é burra, como dizia Nelson Rodigues. Mas a falta de educação religiosa e a falta de conhecimento tem nos levado a fatos constrangedores como esse que vc nos relatou. O caso é ou seria tão simples de ser resolvido. Existem oros e folhas específicas para isso, existe o jogo e por último se o zelador tem dúvida, faz o mais simples ainda, deixa a pessoa na roda por uns anos até que o Orixá se manifeste ou não, é simples assim. Mas as vezes os interesses comerciais são mais fortes, me entende? Mas eles aprenderam com quem? numa casa é que não foi. Mas que por sua vez tb errou em dar deka a uma pessoa sem condição mínima de abrir casa, (ou se tem deká?) é o erro perpetuado. Nada do que esses zeladores digam pode ser tomado como o mínimo de correção, não foi Orixá que “quis” isso ou aquilo, foi falta de conhecimento mesmo. Por que mesmo que a pessoa tenha que desempenhar uma função de Ogã, tudo bem, ela o faz, mas é iniciada rodante como todos os outros. Porque todo rodante pode exercer qualquer funçãod e Ogã, pode tocar, cortar, catar folha, enfim, pode tudo, só não pode se dizer ou ser confirmado Ogã, quando na verdade é rodante. Mas o inverso não é verdadeiro, Ogã não pode rodar de santo, não pode raspar, jogar, dar bori e outros fundamentos. Então nada do que foi dito por estas pessoas é verdade. É triste isso. Isso nos denigre a imagem, nos dá vergonha. Mas temos que reconher nosso próprios erros como religião, alguém deu deká a eles, faltou fiscalização, faltou educação. Tomege


  313. esqueceu de mim..socorrroooooo…
    nelson passa o seu email q fica mas facile u tirar minhas duvidas…
    agora me responde
    eh diferente Obi com o bori???…


  314. OLá chaiene
    Infelizmente não sei a resposta e não temos como dar nossos emails a todos…espero que compreenda
    axé


  315. ..O carol sem problemas..ate intendo neh…
    mas miha duvida eh sobre o Bori e Obi..só isso


  316. Oi chaiene
    Sobre bori vc pode dar um aldia no texto do post bori,fica na lateral do blog,obi é um fruto que tb é usado no bori,mas não sei como é esse ritual de obi,nunca fiz.Mas o Nelson com certeza sabe,já vi ele comentar algo…Amanhã ele deve dar uma lida no blog e repsodne sua dúvida ok?
    axé


  317. vlw carol….eh q tenho umas duvidas tendeu…se eu tiver enxendo o saco me avisa q eu paro..de perguntar
    axé


  318. De forma alguma chaiene,estamos aqui para esclarecer mesmo :)


  319. Motumbá Nelson e Carol,

    Primeiro para Carol, não entendi o que quis dizer com: “se fosse na Bahia”, rsrsrsrs, pois eu SOU da Bahia, ESTOU na Bahia… rsrsrsrsrs… as 2 saídas de “Ogã rodante” foram em 2 Casas diferentes e como você sabe, nas saídas há a presença de vários outros pais de santos (que concordaram com a situação e me pareceu ser algo bem normal, até porque essa já foi a segunda vez que vi isso), alias pra mim (mesmo achando errado) já tô achando normal, pois esta acaba sendo a realidade, entende? Ahhh diga-se de passagem, não eram casinhas, eram casas que, digamos, já têm suas histórias… isso é intrigante, né?

    Para Nelson, sinceramente, no caso que citei, a confirmação foi feita toda por conta do pai de santo, era uma pessoa humilde e a gente sabe como são essas coisas né… mas esse é exatamente o problema: POR QUE foi confirmado Ogã, se não teve nem interesse financeiro?!?! O que eu soube é que o Orixá estava pedindo… mas tem como confundir o que o Orixá estava pedindo?!?!???? E depois porque o Orixá aceitou, se foi feito errado(ou melhor, feito o que ele não pediu)???? Assim, fica MUITO difícil continuar acreditando… E ainda mais agora que o senhor disse que yawo pode fazer tudo que Ogã faz, então QUAL O MOTIVO, ou com QUE FINALIDADE se faz isso??? Não consigo acreditar que é apenas falta de conhecimento, pois como já disse, não são zeladores que começaram ontem e suas casas não são as mais famosas de salvador, mas são boas casas e respeitadas… Eu acredito e muuuuito na força dos Orixás, amo meus pais Oxalá e Oyá, mas admito que as vezes fica difícil não achar que é uma fé cega (tola)… =/


  320. Chaiene o Bori é uma cerimonia mais requintada, onde entram bichos e comidas. Mas sempre será para sua cabeça e não para Orixá, procure no post Bori que temmuitas respostas sobre este assunto. Já o Obi é o oferecimento do obi (semente) e água, é uma cerimonia feita em casos mais urgentes, um pedido de “socorro” ou de “agô”, entendeu? Tomege


  321. Ademar eu tb não acredito que Orixá peça o errado, é mesmo muito complicado. Não me sinto mais confortável para comentar este assunto, veja, vc não me melindrou ou criou nenhum constrangimento, é que se eu continuar falando vou acabar falando o que não deve ser dito e o respeito deve prevalecer sempre. Mesmo quando achamos que o outro está errado. Mas que tá errado tá rsrsrsrs Obrigado por levantar esse assunto meu irmão, precisamos mesmo cutucar as feridas, mas já dei minha opinião e expus fatos e fundamentos que aprendi e me dão o rumo de que a cerimonia que vc viu está equivocada, por isso, não me compete mais discutir esse assunto. Mas que tá errado tá rsrsrsrsrsrsrsrsrs Tomege do Ogum, Mas ta errado rsrsrsrsr


  322. Ademar é correto dizer que rodante pode assumir as fumções de ogã, e é normal isso. Veja o caso do sacrifício, nem sempre temos um ogã para esta função e sempre sobre para um rodante mais experiente. Catar folha, idem. Tocar tb pode. Cuidar dos assentamentos idem. Enfim tudo que o ogã faz o rodante pode fazer, e digo que deve fazer, apra que no caso de uma necessidade o rodante, principalmente os que tem cargo de zeladores, poderem ensinar como é feito ao ogã. Mas nunca poderemos nos dizer ogãs. Tomege


  323. Olha Ademar,me referi na Bahia por conta da fofoca,vc mesmo disse que haviam vários pais de santo presentes,é costume o povo de santo se frequentar e a fofoca rola,não pense que isso é bem visto…na verdade ninguém mete o bedelho por que a casa é do outro,mas que quando sai vão falar mal ,não tenha dúvidas…Eu mesma já presenciei a fofocaiada e não é boa coisa o que falam.
    É mais do que intrigante…
    E geralmente nessas sáidas tem pessoas repreesentantes de federação e vem um coisa errada dessa contecer e não fazem nada…É o descaso como em tudo no Brasil,certa vez ouvi que “as vezes as coisas são feitas erradas mas a fé salva,porque acaba tudo dando certo”…não acho que seja bom contar com a sorte…mas,fazer o que?Qual nação vc frequenta?
    esse terreiro é em Salvador?


  324. Nelson, entendi a atitude do senhor, rsrsrsrsrs… mas é que quando se levanta um assunto desses, sempre gera mais e mais dúvidas né… rsrs e fico revoltado com tanta interrogação… rsrsrsrs, mas entendo!

    Carol, olha, qualquer lugar acontece as fofocas, mas o que disse é que REALMENTE havia uma aceitação explícita, nas faces, nas atitudes, nos gestos dos outros pais de santo…

    Eu frequento Ketu, aqui em Salvador, onde moro.

    Obrigado pelas respostas.
    Asé o


  325. Eu realmente fico mais sem palavras ainda…


  326. Olá para todos! Visito esse site há algum tempo, e tudo o que eu leio aqui tem sido de grande ajuda e esclarecimento, enfim, fico entendendo tudo sem ter problemas com falta de informação nem com medo de estar indo “além da conta”.
    Sou abiã num terreiro da Nação Djedje. Já bolei duas vezes e nunca tive aspiração a nada, a não ser ser útil de alguma forma. Embora tendo bolado essas duas vezes, eu sinto uma cobrança muito forte do meu Vodun (no Djedje os “santos”, Orixás no Ketu, são chamados Voduns). Não tenho problemas sérios de saúde nem de emprego, essas coisas. Tudo isso, claro, graças aos meus voduns. Sou feliz, com minha família e no axé onde eu frequento. Não é esse tipo de cobrança, mas sinto uma urgência muito grande na minha feitura. Como se eu estivesse extremamente atrasada. Ando muito aflita, nervosa, sonho com isso quase todas as noites, nas poucas horas em que consigo dormir. Já foi pedido nos búzios que eu fizesse isso até o final do ano, de acordo com minhas possibilidades. Porém, o que significa eu ter bolado já duas vezes? Disseram que se eu bolar a terceira eu fico reclusa e não posso sair e a feitura será feita de uma forma ou de outra. Isso é verdade?
    Há alguma coisa que eu possa fazer para “acalmar” o Vodun? A Mãe-de-santo do terreiro que eu frequento me disse que é só ter calma. Mas eu não tenho a menor pressa em ficar presa por 21 dias(tenho duas crianças menores de 6 anos) nem de raspar a cabeça agora. Mas eu sinto essa pressão. A “pressão” é do Vodun, não minha.
    E outra coisa: Onde há material para que eu possa saber mais da Nação Djedje? O que tem neste site eu já li e baixei. Sei que eles sempre guardaram seus segredos a sete chaves, mas há algum lugar onde eu possa encontrar mais informações?

    Kolofé a quem é devido! E obrigada desde já.


  327. em Maio 31, 2009 at 6:19 pm fabiana martins

    oi tudo bem gostaria de saber qual e o caminho certo a ceguir ja fui em muitas igrejas religioes etc e tenho certeza que todas sao de deus mas quando eu igo alguna religiao me sinto ruim meu pai jafoi do candomble e foi filho de santo mas nao quis mas ,,,, eu gostaria de saber qual religiao a seguir e gostaria saber se tem algo imposivel para aqueles que querem uma mudansa de vida um abraso ate mas


  328. em Maio 31, 2009 at 6:48 pm fabiana lima machado

    gostaria de saber se vol ser feliz no amor e o que fazer para que isso aconteça por favor me ajude to precisando muito de um concelho um abraço ate mas


  329. Alessandra a afirmação de que se vc bolar pela terceira vez, vc será raspada mesmo sem sua permissão, já foi verdade há muitos anos atrás, hoje isso não tem mais fundamento ou possibilidade, ninguém em sã conciencia faria isso, vc tem outras atividades, como vc diz, vc tem filhos pequenos alem de não estar ainda preparada para este compromisso, então a coisa não é bem assim. Mas por outro lado, se vc está sentindo que o Vodum está querendo a iniciação, procure se organizar para isso, é o caminho correto. Quando Eles querem e vc precisa, tudo será feito de modo que suas necessidades e possibilidades coincidam para sua iniciação. É isso, mantenha a calma e vá se preparando. Procure o blog candomblé a religião do Brasil, do Doté Jorge, é uma ótima fonte de consulta de Jeje. Tomege do Ogum


  330. Fabiana Martins, seja qual for a religião ou segmento que te afirmar que lá vc será feliz, estará mentindo. Vc só será feliz quando seu coração estiver feliz, seja numa religião, casamento, conferencia, comércio, não importa aonde ou em que área de sua vida, vc será feliz se estiver sentindo prazer de estar alí, fazendo aquilo que vc escolher, e religião é isso tb, é sentir-se feliz e completa. Busque a sua felicidade. Tomege do Ogum


  331. Fabiana Machado a resposta acima talvez te ajude. Tomege do Ogum


  332. Obrigada Tomege de Ogun. Já estou me preparando pra até o final do ano eu fazer essa iniciação. Se Oxum Apará quiser e me permitir, farei isso.
    E obrigada tb pela dica do site.
    Kolofé!


  333. Irmã não se preocupe, tudo vai dar certo.

    Eu vou recolher agora em setembro, vai ser nas minhas férias, trabalho em uma empresa com muitos funcionário e trabalho com o publico, + meu pai de santo disse que tudo vai ser feito como tem q ser e que não me preocupasse. Também sou da nação Djeje, você é do Rio?

    Axé


  334. Leila:

    Que legal! Bom conhecer mais pessoas da Nação Djedje. Mas sou de Caruaru-PE. Minha futura Mãe de santo é neta de santo de Pai Zezinho da Boa Viagem, filho de Tata Fomutinho. Acho que vc conhece.
    Se quiser, pode me contactar via email: (alessandrareda8@gmail.com). Gosto de conhecer pessoas que sabem conversar.
    Bjs no coração!


  335. Feliz coincidência, meu vô e filho de Tata fomutinho e também neto de Zezinho da Boa Viagem, então irmâ somos da mesma família.

    Muito legal, esse email tb é do msn.

    Axé


  336. Fiquei muito feliz em saber que somos mais próximas do que imaginávamos. Pai Zezinho esteve no nosso Barracão semana passada e deixou muito axé e sabedoria e lições de vida para nós.
    E ainda se Oxum Apará quiser, faremos nossa iniciação no mesmo ano! Já pensou? Mundo pequeno…rs

    Axé pra vc tb!


  337. Leila:

    Fiquei muito feliz em saber que somos mais próximas do que imaginávamos. Pai Zezinho esteve no nosso Barracão semana passada e deixou muito axé e sabedoria e lições de vida para nós.
    E ainda se Oxum Apará quiser, faremos nossa iniciação no mesmo ano! Já pensou? Mundo pequeno…rs

    Axé pra vc tb!


  338. Irmã, vc tem orkut e msn?


  339. Tenho sim! E será muito bem vinda!
    Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=mp&uid=3977233853218383153
    Msn: alessandrareda8@hotmail.com

    Pode me add!!!

    Bjs no coração e muito axé!


  340. Me mande um email pra eu poder te passar meus dados!
    Bjs no coração e muito axé!


  341. Irmã, mandei para o email que vc deu.

    Bjs.


  342. vishiii intao no meu caso foi mas no socorro..rsrs
    intendiiii sim..brigado


  343. tava pensando aqui !!
    a mesma faca é usada para matar para todos orixas ?
    ou tem faca para trabalho e faca para obrigação ?
    se é separado então a faca de qual orixa pode fazer trabalhos e qual pode fazer obrigações ?


  344. Alessandra e Leila, estava lendo a conversa de vocês e vi que você, Alessandra, é minha conterrânea! Ficom muito feliz quando vejo alguém da minha terra por aqui. Que a sua feituria seja inesquecível e cheia de axé. Mojubá
    Obrigada


  345. Que legal Dayane! Feliz em conhecer pessoas do santo e que sejam tão amigáveis!
    Obrigada pelos votos!
    Asè para nós todos!!!


  346. Olá Fabio,
    Não. Cada orixá tem seus utensilios próprios, incluso a faca, que é utilizada só para ele.
    Para outros trabalhos, existem objectos e facas especificas para os fazer.
    Axé!


  347. Dayane, obrigado, te achei no orkut através do Nicollas, se quiser me add.

    Axé a todos.


  348. Boa Tarde!
    Bom, eu sempre tive muita afeição pelo Candomblé, mesmo sem ninguém da minha família ser, a um ano e meio conheci uma pessoa que era da Umbanda e foi chamado para o Candomblé, onde fui na casa do Pai de Santo dele algumas vezes, e viramos amigos. Eu comecei a ter problemas, depressão sem motivo, angústia, tristeza, não queria nem mais sair de casa, onde meu amigo me indicou para ir no Pai dele e jogar as cartas, ele falou da minha vida inteira, coisas que só eu sabia, e me deu a lista para fazer o ebó, isso foi em Abril desse ano mesmo, e disse que as coisa iriam melhorar para mim em Junho, no mês de Maio eu me descabelei pq não tinha dinheiro para comprar nada, ainda mais que tinha falatado muito no trabalho e praticamente não iria receber nada, foi então que fui retirar meu salário no banco e o dinheiro caiu sem nenhum desconto, nem das faltas nem do vale transporte e nem vale refeição, na mesma hora agradeci muito a Oxalá, o que eu precisava para começar a cuidar da minha espiritualidade ele me deu, fiquei muito emocionada com o ocorrido. Corri comprar as coisas da lista e fui levar para ele cozinhar o ebó, a noite dormi lá, e o ebó foi feito em mim e mais 10 pessoas. Durante meu ebó quase não consegui ficar em pé, mas depois que tudo acabou, me senti tão leve. Fomos até contemplados com a visita de alguns Orixás. Nesse momento estou de preceito cumprindo tudo direitinho. Sábado retornarei lá.
    Gostaria de saber : Eu quero me iniciar, estar sempre próxima dos Orixás, como fazer isso? Quando começarei a incorporar? O que devo fazer para isso? Atravéz da numerologia deu que meu Orixá é Xangô, mas sexta-feira terei certeza de qual é meu Orixá mesmo, tenho quase certeza que é Iemanjá.
    Axé


  349. Daniely daqui a pouco tempo o termo Tomege, que é minha digina, vai figurar em algum dicionário da seguinte forma. Tomege= Sujeito chato;Aquele que joga baldes d’água rsrsrsrsrsrs.
    Daniely algumas coisas me chamaram a atenção no seu comentário.
    1 Vc diz que foi numa casa de candomble e jogou cartas. Isso pode acontecer sim, mas o normal e correto é o jogo de búzios e não de cartas, apesar de ser uma prática relativamente comun alguns zeladores tb jogarem cartas.
    2 Vc diz que está de preceito do ebó que fez. Quando se faz ebó não tem preceito acima de 24 horas. Não terá sido uma outra cerimonia?
    3 Vc diz que na sexta feira vai saber qual é o seu Orixá. É regra básica em qualquer casa de candomblé que na sexta feira não se faz nada ligado a Orixá, é um dia sagrado dedicado a Oxalá e por isso não se joga búzios, não se faz ebó, em fim não se faz nada.
    4 No candomble, não é através da numerologia que se sabe o Orixá da pessoa, é atraves do jogo de búzios.

    Muito importante, leia o texto da Carol, está lá em cima em autores, Encantos e realidade no candomble, ele vai te ajudar muito.
    Apesar de tanta chateação nós ficamos muito felizes quando ouvimos que alguém se encantou com a religião e cultura do candomble. Porém não é fundamental que vc se inicie para fazer parte da religião. Mas diante do seu exposto, creio que vc esteja numa casa que não é candomblé e sim uma mistura de candomble e umbanda. Por favor leia mais, pesquise mais e procure se informar sobre esta casa, não estou aqui levantando falso ou te jogando contra a casa, mas esse é o procedimento padrão para quem vai entrar para qualquer comunidade, se cercar de informação a respeito da casa do grupo do pai/mãe de santo e verificar a qual segmento pertence esta casa, se umbanda, candomblé ou outro segmento.
    Estamos a sua disposição sempre que tiver dúvidas e que estas possam ser esclarecidas aqui. Espero que eu tenha te ajudado de alguma forma, Axé. Tomege do Ogum


  350. Olá Daniely. Tudo bem?
    Bom, não administro este espaço, nem sei se poderia estar respondendo agora. Porém, peço humildemente à administração que me deixem exercitar meu pouco saber, e pedir que tomem a liberdade de me corrigir onde eu errei e/ou acrescentar o que for preciso.

    Gostaria de dizer que isso que o Tomege disse é muito correto. Eu fui de Umbanda durante 5 anos, e neste ano o Candomblé me encontrou. Porém, esta casa onde eu estava frequentando, embora tenha um bom axé, mistura Nagô, Jurema(umbanda) e Jeje. Tudo ficou muito confuso pra mim, até culminar em meu orixá não deixar eu fazer a iniciação lá. Hoje estou procurando outra casa.
    Então, preste muita atenção, estude a casa, os costumes, leia bastante sobre candomblé em sites confiáveis pra vc ter certeza absoluta que é alí que estão seus orixás. Peça mentalmente para eles te ajudarem a tomar uma decisão correta. E não se preocupe, por que eles não deixam sombra de dúvidas sobre o que vc precisa e deve fazer.

    Boa sorte e muito Axé pra vc!


  351. Oi Alessandra, Daniely, Nelson
    Só reforçando Daniely, a gente pede todo esse cuidado porque ,vemos todos os dias praticamente ,aqui no blog, no nosso dia dia, pessoas que entram para uma “religião” que eles denominam candomblé quando na verdade não é candomblé puro e unicamente. Existem misturas,não temos nada contra,mas eu particularmente sou a favor de cada coisa em seu lugar,até mesmo para facilitar a compreensão da gente(nós, iniciandos) que entramos sem saber nada e saímos sem entender patavinas, no início.
    Sei que a fé nos Orixás tem que ser forte,assim como o amor por eles,mas antes de se fiar nessa fé somente, se baseie no raciocínio, na razão, no bom senso. Procure estudar como funciona uma casa tradicional de candomblé para ver o que está de acordo e o que é mistura, entende?
    Sua fé não pode ser cega, nem irracional.
    Era só pra comlementar mesmo
    axé


  352. Boa Noite!
    Olá Nelson, Alessandra e Carol.
    Agradeço à vocês pela orientação.
    Só reforçando Nelson, no dia que foi jogado as cartas ele também jogou os búzios. Realmente eu tomei o ebó no sábado e sexta-feira terei que retornar lá, dando um total de 7 dias de preceito, estou proibida de fazer um monte de coisas, como comer as comidas que estavam no ebó, beijar e abraçar outras pessoas, estar meio-dia e meia-noite no tempo (ao ar livre),etc. Realmente vou pedir que meu Orixá me guie. Quero aprender e quero fazer tudo certo. Pois sempre me encantei muito com o Candomblé, e sempre senti a energia dos Orixás, e agora tive oportunidade de estar em contato.
    Axé


  353. Obs: Não se preocupe Nelson você não é chato, ainda bem que você é realista e não fica maqueando a realidade, rsrsrsrsrsrs. Agradecimentos a você Nelson, a Alessandra e a Carol que também foram muito simpáticas.
    Axé


  354. Daniely:
    Por nada. É que eu leio cada absurdo por aí, e um absurdo muito grande aconteceu com meu marido. Então, se informe, leia, pesquise, e frequente um terreiro por um tempo antes de fazer algo mais sério e comprometedor.

    Asè pra vc!!!


  355. Com certeza Alessandra, as vezes a gente fica meio cega de tanta emoção, mas vou estudar direitinho sim, ver aonde estou pisando, já que quero fazer tudo certo tenho que começar do jeito certo também rs.
    Axé


  356. Ola a todos, tenho uma duvida.
    Um jogo de buzios pode mudar em 20 dias??? depis q fiz um bori e uma serie de ebos recmendados no jogo..Joguei perto do dia q fiz mas o jogo dava umas coisas e hoje o jogo mudou.Por exemplo o meu ex namorado, eu antes ha 20 dias perguntei se ele estava no meu caminho como namorado novamente e respondeu q ele viria para ter algo q nao era serio, so encontros sem importancia, realmente de fato encontrei c ele e nao voltamos foram so encontrinhos……massss nessa semana fui jogar novamente e o jogo deu q iremos voltar a Namorar..é possivel o jogo ter mudado?antes dar q n teriamos nada serio e agora dzer sobre a possibilidade de namorar?
    Sera q foi p eu estava negativada e depois q fiz os ebos e o bori…o jogo mudou de perspecitiva??/.ou n devo confiar nesse jogo????fiquei perdida afinal sou leiga..mas esse pai de santo é muito conceituado ..Agora n sei mais nada ….


  357. Ola a todos, tenho uma duvida.
    Um jogo de buzios pode mudar em 20 dias??? depis q fiz um bori e uma serie de ebos recmendados no jogo..Joguei perto do dia q fiz mas o jogo dava umas coisas e hoje o jogo mudou.Por exemplo o meu ex namorado, eu antes ha 20 dias perguntei se ele estava no meu caminho como namorado novamente e respondeu q ele viria para ter algo q nao era serio, so encontros sem importancia, realmente de fato encontrei c ele e nao voltamos foram so encontrinhos……massss nessa semana fui jogar novamente e o jogo deu q iremos voltar a Namorar..é possivel o jogo ter mudado?antes dar q n teriamos nada serio e agora dzer sobre a possibilidade de namorar?
    Sera q foi p eu estava negativada e depois q fiz os ebos e o bori…o jogo mudou de perspecitiva??/.ou n devo confiar nesse jogo????fiquei perdida afinal sou leiga..mas esse pai de santo é muito conceituado ..Agora n sei mais nada ….obrigada
    Ah outra duvida nesse 6/6 fiz uma oferenda p obara,para prosperidade…p melhorar no trabalho…essas coisas…isso da resultado mesmo??Pq n me cobrou nada s as frutas e doces q eu mesma comprei!
    Adriana


  358. em Junho 14, 2009 at 3:49 pm maria gabriela

    gabriela,

    ola nelson gostei muito desse site, não conhecia , eu tb as vezes fico na duvida se devo ou nao dar um bori , já me disseram que tinha q dar mas sempre eu protelo, sou filha de oxossi, mas ainda nao sei de qual nação pertenço ,gostaria de saber se tem como saber pela data de nascimento e horario do mesmo o tipo de nação pertenço. bj aguardo sua resposta em breve.


  359. Ola Nelson,

    Fiz 2 ebós e me passaram um preceito durante 10 dias.
    no 8° dia eu acabei quebrando esse preceito. Não sou iniciada, e gostaria de saber se há consequencias graves devido ao interrupção do prazo.

    Obrigada,


  360. Olá maria gabriela
    Para saber qual seu Orixá ou nação a que ele pertence,creio que o jogo de búzios é suficiente,mas como vc diz que é filha de Oxóssi,ele é um orixá e pertence a nação ketu, se vc dissesse que é filha de Gongobira ,vc seria da nação Angola. depende do segmento que vc está indo,da nação da casa, muitos dizem Oxóssi pela semelhança dele com o Inkisse de Angola ou com o Vodun do Jeje correspondente.Vc deve pergutnar isso no jogo de búzios.
    Data de nascimento não é um método,é chutômetro.
    abralços
    axé


  361. Olá Paula
    O máximo que pode acontecer é dar tudo errado e vc não conseguir o que pretendia com esses ebós, geralmente se refaz o processo quando é um alimpeza,mas com ebós não conheço o procedimento.
    axé


  362. Tira uma dúvida! Fui raspado e confirmado axogun, depois de dois anos saí da casa que trabalhava e não me foi dado o direito de levar meus assentamentos. Hj, começo tudo de novo. Posso começar pelo Bara.


  363. Ysoloyá as vezes acontece de uma ou outra perguntar passar despercebida, mas lendo seu comentário eu não entendi direito, vc diz que é criticada, criticada proque? por ser de Egunitá? se é isso, os que te criticam não sabem o motivo exato da crítica, o fazem por que “ouviram falar”, não por conhecimento real. Falam que não se faz esta qualidade porque Ela “atrai” eguns, isso baseado em seu nome e descrição, mas se pegarmos o fundamento de Oyá, seja Ela quem for, que nome tenha, todas tem ligação com egum, então nãopoderíamos fazer nenhuma delas. Por que o preconceito justo com esta, não é? tem tanta gente feita desta qualidade. Não dê ouvidos porque é justamente disso que essas pessoas se alimentam, de ver vc em dúvida ou chateada, é disso que vc estava falando no seu texto? Tomege


  364. Dneilson vamos dividir o assunto. Primeiro, se vc tem só dois anos vc não pode mesmo retirar seus ibas, isso se é permitido a quem no mínimo sete anos e mesmo assim algumas casas só permitem a quem vai abrir um novo axé. Sobre se vc pode começar pelo bara. O seu novo zelador/a sópode começar pelo bara/Exú, não se começa por outro meio e ele com certeza sabe disso.
    Agora o que mais me preocupa, vc é ogã, certo? porque vc diz saiu da casa que trabalhava, este termo “trabalhava” é usado por rodantes. Sendo vc confirmado axogum, vc só pode ser ogã, nunca rodante. Tomege do Ogum


  365. Boa Tarde Nelson,

    Sou filha de Logum, e a única vez que senti sua presença foi no primeiro bori, a partir dai nunca mais senti nada. Muitas pessoas em minha casa dizem que na minha feitoria será preciso ser feito um ritual na cachoeira para o encanto do meu orixá. Poderia me explicar melhor sobre isso?

    Obrigada


  366. Olá Keila
    Olha só, da feitura do santo, o máximo que podemos dizer é o que está publicado, existem particularidades de cada Orixá que não podem ser divulgadas, é segredo e não deve ser tratado na net. Eu não sei lhe dizer se o que comentam é verdade.Se isso acontece dentro da sua casa,acho que vc deveria falar com o zelador(a) sobre o assunto.
    AXé


  367. Estou como uma divida danada, até então eu sou de umbanda , frequento um centro a mais de um ano, até então nunca recebi nada na umbanda, o meu pai de santo de umbanda, tem uma passagem pelo candomble e é respado de obaluae , tem mais de 30 anos de santo, então uma vez ao ano ele faz uma festa p o orixa dele, ai vem a questão, no dia da festa, ele sempre convidade irmãos de santo dele para o ajudar na feitura da tal festa, pois bem, quando começou a festa o orixa dele veio e o ogãn me chamou e me perguntou se eu aceitava ser o ogãn de obaluaw, eu aceitei e fui suspenso como tal, mais eu tenho receio de na verdade não ser ogãn, embora nunca recebi nada, mais eu sou muito intuitivo e sinto muita vibração, gostaria muito da ajuda de vcs por favor.
    axé a todos


  368. Daniel em casas de umbanda não há cerimonia de suspender ogã, ainda que seja de um Obaluayie que foi raspado no candomblé, ainda assim não há esta cerimonia. No candomble esta cerimonia se dá com o Orixá pegando esta pessoa pelo braço e o colocando numa cadeira, e é lógico que alguém entendido neste assunto explique a tal pessoa o que significa este ato e se está de acordo com o pedido do Orixá. Mas como vc está em dúvida procure seu pai de santo e converse claramente com ele, por que mesmo na umbanda existem cerimonias específicas para confirmar se a pessoa é ou não rodante. Tomege


  369. Ola, gostaria de saber mais sobre o que é Oro, não sei bem se escreve desta forma. obrigada.


  370. eu queria saber como me iniciar no candomblé…e queria fazer um ritual para trazer prosperidade financeira…
    desde já obrigado


  371. Olá andre
    Para se iniciar,vc precisa conhecer uma casa, gostar dela,se identificar com a religião e com a casa e principalmente entrar porque gosta de orixá e não visando dinheiro.Candomblé não dá riqueza a ninguém.Se desse,ai meu Deus,como eu queria ser rica!!
    Mas voltando leia os textos do Nelson,Sou filho de Orixá 1 e 2, O longo caminho do aprendizado,e os meus textos tb podem te ajudar, Encantos e realidade no candomblé e Mutações e fundamentos.
    Axé


  372. Voces formam um trio maravilhoso, passei o dia todo lendo as respostas que vcs enviam é uma aula podem estar certos. Mais a minha presença aqui é querer conhecer como é feito um casamento no candomble.quero saber detalhes da cerimonia.Meu filho é feito e eu sou ekedi de xango.obrigado


  373. bom dia pai Nelson. Estou super, mais muitofelizpor encontrar este site. Agradeço a vc o carinho que tem com todos neste site. apesar de ter visto só agora. Estou muito contente mesmo. Mais tenho um problema sério, anos dizem que preciso ser raspado de OXalufan, mais ja tentei e parece que nada da certo. Ate me disseram que por ser uma qualidade muito velha, nao é para ser raspado. Até já aposentei por saúde, como panico e outras coisas terriveis, entao falo com franqueza parece mais dificil. \mais estou de novo na decisao de ser um iniciado, mais quando lembro de minha doença ou dos sacerdotes que dizem que meu orixa exige muito rigor, como a casa só pode ser frequentado por irmaos todos de branco,ila sempre estendido, cafe de jeito nenhum e qdo tentei me iniciar nada se cumpriu e parece que porisso é que deu errado, fico com muito medo de passar porisso de novo. por favor se puder me ajude. preciso urgente de uma ajuda.obrigado sidnei


  374. mucuiu

    na minha roca ten um ogan + agora ele fala que é pai de santo que recebeu um cargo dos antepasado dele iso existe ou é marmotagen por favor me responda sim ele nunca virou no santo e teve asaida como ogan feitorira tudo como ogan espero ansioso a sua opinião


  375. olha me descupa com alguns erros estava muito nervoso


  376. nelson por favor aguardo sua resposta


  377. Sidnei não somos zeladores só irmãos de santo. Não é devido a ser uma qualidade antiga, talvez seja falta de conhecimento o que leva a te dizerem que não é para raspar Oxalufãn. Tudo o que te disseram é mentira, não é preciso nem possível todos da casa frequentarem a tal casa de branco só por sua causa. Os outros Orixas ou seus filhos seriam obrigados ao branco por sua causa? Isso é invenção de quem não quer ou não sabe o que fazer. Sidnei Oxalu´fãn é exclusivo do candomblé e por isso vc deverá procurar uma casa de canomblé, não serve casa que mistura segmentos como candomblé e umbanda, procure uma casa de tradição, vc é de onde? Tomege


  378. Alex a sua resposta está no texto da Carol. Na barra lateral na caixa postagens recentes tem um post ” Mutações e Fundamentos” leia o texto e as respostas, leia todas e vc vai entender direitinho o que está acontecendo nesta casa. Tomege


  379. tata nelson olorum modumpe


  380. mucuiu nelson

    como vai. la na roça so tem + parente é certo a mãe de santo da cargo so aos filho dela ten 2 um ogan que vai ser pai de santo e uma eked isso é errado ñ é, ñ respeita os outros. quero sair de la como fazer vou fazer 3 anos de feito sou ogan de oxala o primeiro ogan da roça me da uma luz


  381. Olá alex
    O fato dela dar cargo a parentes pode ser por uma questão de confiança,mas geralmente ogãs e ekedis são apontados por orixá.
    Ogã não pode ser pai de santo.
    Realmente meu irmão, vc precisa sair desse ilê.
    Busque uma outra casa,e depois de firmar as coisas com essa nova casa, peça autorização a sua Yá para mudar levar seus assentamentos para a outra casa.Mas estude bem a nova casa para não ficar pulando de galho em galho.
    Axé


  382. olorum modumpe

    carol que meu pai ilumine cada vez + o seu caminho.

    mais se a zeladora ñ querer me dar o yba do meu santo oq fazer?


  383. Oi alex
    Vc explicandoq ue irá para outra casa não há motivos para ela não aceitar,mas como o ser humanos é imprevisível,então novo assentamento será feito. Eu não sei como fica seus anos de santo,aí é algo a se conversar com anova zeladora e tb buscar algo na mesma nação.
    Axé


  384. Estou frequentando uma casa de Ketu a 2 anos e fiz meu primeiro bori, até hj não sei exatamente quem é meu orixá, pois o pai diz que tenho guerra de orixas e esse bori foi realizado para esclarecer e me acalmar pois andava muto
    inquieta,mesmo depois de fazer o bori e jogar o búzios as duas orixás continuam na frente e ele não consegue definir, isso é normal acontecer ?
    Porém depois do bori me sinto mas leve e tranquila . Não precisaria ter guerra de orixás poderia ficar com as duas e cuidar bem já amo essas deusas.

    Obrigada pela maneira séria e carinhosa que tratam a todos nesse blog estou adorando poder participar e tirar minhas dúvidas com vcs.

    Muito axé !!!!


  385. carol boa tarde como foi de fim de semana

    sim se eu ñ querer ir mais pra roça de niguen asentar meu santo em casa posso ? e pagar so minhas obrigacoes nos anos pedidos um grande abç


  386. carol boa tarde como foi de fim de semana

    sim se eu ñ querer ir mais pra roça de niguen asentar meu santo em casa posso ? e pagar so minhas obrigacoes nos anos pedidos um grande abç me fala oq possso e ñ possso pois amo muito o santo que carrego


  387. Olá alex
    O candomblé é uma religião iniciática e comunitária, não existe como vc ficar com seus assentamentos em casa pois o local de cultuar é uam casa de axé.Somente depois da sua obrigação de sete anos é que vc pode pensar em fazer algo desse tipo e mesmo assim essas coisas precisam ser cuidadas e só com o tempo para ir aprendendo com o pai ou mãe de santo,somente eles podem assentar e precisam te rum local específico que não é dentro da sua casa.
    Axé


  388. estou com um problema quero sair da roça + tambem ñ penso em ir pra outra roça então vou despaixar os meu asenteamento oq acha me fale um pouco sobre isso estou com muita duvida se aonde estou ñ ta bom imagine en outra casa qualquer coisa vão jogar em minha cara vc ñ é dessa navalha ñ é isso que falan logo e tambem ten saiu pq se la ele ñ prestou vai prestar aqui ñ sabendo que ñ fui eu que ñ prestei mais é que logo falam


  389. Baiana vamos começar por esclarecer que bori é uma cerimonia para vc, para sua cabeça, e não é destinado a Orixá, ou a saber qual Orixá é o dono da cabeça. Bori é feito para o Orixá Ori, que habita a nossa cabeça. Baiana esta disputa só será resolvida na iniciação, não adianta bori e jogo, Elas ficarão nisso até o momento em que uma ficará a frente e isso só na iniciação mesmo. Mas lembre-se que iniciação é um ato voluntário, vc não deve fazer se não estiver convicta desta decisão, caso contrário aguarde o momento mais adequado. Até lá cultue as duas até porque vc já as ama rsrsrs e sempre será filha das duas. Tomege


  390. Oi Alex
    Olha só, vc não pode julgar que por sua casa de origem ser assim todas serão, existem casas boas de tradição ou não, casas nas quais existe o sentido de família, de respeito a todos.Infelizmente, vc não deu sorte de cara, mas esses embates e dificuldades só servem para nos mostrar que o caminho não tem só flores, tem pedras tb.
    Ficar se importando com a opinião alheia não vai te ajudar. Pense na sua fé, no seu orixá ,peça a ele que lhe guie até uma casa onde vcs dois possam ser bons filhos.
    Se alguém vier com esse tipo de comentário,corte, e pronto.

    Axé


  391. Nelson

    Olá gostei mutio deste site e queria tirar uma dúvida contigo eu frequentava uma casa q a mãe de santo disse q era de Oxum e uma certa vez conversando com um cabloco ele me disse q eu sou de Oxum com Oxóssi qual o tipo dessa Oxum q carrega Oxóssi? Me fale um pouco dessa Oxum pq sou lega sobre esses assuntos. Pq conheço Alex q conheceu esse site e está muito satisfeito com vcs e gostaria de tirar essa dúvida com vc e ñ estou frequentando roça nenhuma


  392. Espero resposta anciosa. Axé


  393. Olá Elen
    O fato de vc ter Oxum e Oxósi não significa que eles estejam ligados, ou seja,sua Oxum ode ser de uma qualiade que não tem ligação com Oxóssi, senão todo mundo que fosse filha de Oxum teria Oxóssi como juntó,entendeu?
    Sua Oxum pode ter ligação com oros orixás,assim como seu Oxóssi.
    E para ter certeza de que ele ao mesmo seus orixás somente um jogo de búzios numa casa idônea de candomblé.
    Axé


  394. em Agosto 5, 2009 at 2:35 am Edilson Brito

    Oi, eu tenho uma pequena dúvida, tem alguma diferença de nação no diz respeito aos cumprimentos. . . .
    Eu fui em duas casas ketu, e uma cumprimentava motumbá e outra kaloufé, pq
    abraços


  395. Olá pessoal, kolofé,

    sou abian filho de oxossi com oxum, e minha duvida é q toda vez q eu bebo alguma bebida alcoolica eu regujito o q me faz pensar q pode ser quizila, tem alguma coisa haver? bebida alcoolica pode ser quizila de oxossi?

    Agradeço a atenção!!!


  396. ola carol

    essa semana teve um bori la na roça e o filho de sangue da mãe de santo que é o ogan,e tem o cargo de babakekere que fez o bori dela isso é correto?


  397. Olá Alex, deixa eu ver se eu entendi: o filho fez o bori na mãe? É isso? Se for, segundo tudo que eu ouço e aprendo na minha casa, não é certo, pois não pode-se misturar grau de parentesco genético com o da religião. Pai e mãe carnais não podem cuidar dos filhos e visse versa. ´Mojubá
    Obrigada


  398. Alex só para complementar a Dayane, Ogã não pode ser confirmado babakekerê, este cargo é de rodante. Ogã pode cantar o bori e cortar, mas não pode colocar eje no ori de ninguém. Cada um na sua função, deveria ser assim. Essa casa está bem confusa meu irmão. Axé Tomege


  399. Edilson Brito não há uma forma correta, todas são, alguns dizem que depende da raíz e outros dizem que qualquer um dos dois modos está correto, então faça como se faz na sua casa e vc estará correto. Tomege


  400. Jonas essa questão de quizilas, como vc pode ver no post quizilas preceitos e rituais (digite na caixa de busca do blog) é muito complexa, se analizarmos friamente o alcool não é quizila de Oxossi, mas só mesmo buscando os motivos reais disso é que se pode afirmar que seja quizila, e os motivos podem ser vários, desde quizila de um determinado Oxossi até mesmo quizila de uma dos seus outros Orixás. Faça o que vc já sabe, pare de beber rsrsrsrs Axé Tomege


  401. em Agosto 6, 2009 at 10:58 pm Babalorisa Odesi

    Caros Manuela e Nelson.

    É sempre um prazer ler este blog e até hj nunca percebi nenhuma falha de entendimento ou de informação passada as pessoas.
    Muitos estão perdidos e sem orientações e aqui funciona como um bálsamo as suas duvidas.
    Continuem assim, parabéns!!
    Odé Gbe wa!


  402. Gostaria de saber pq com algumas pessoas existem guerra de orixás ? Pode prejudicar de alguma forma a vida do filho que passa por essa situação ?
    Obrigada mas uma vez pela atenção e carinho em responder.
    O blog realmente é muito esclarecedor.

    Axé


  403. Olá Baiana
    Olha, eu acho extremamente comum,isso não atrapalha o filho em nada. O orixá por estar próximo por vc estar passando por uma fase em que precise do tipo de força que ele tem, por exemplo se vc está com problemas no amor, Oxum pode aparecer, problemas com justiça pode aparecer Xangô ou Yansã…

    Mas por ser muito comum essa “guerra” muitas vezes eu fico me pergutando se o jogo de búzios estaria sendo feito da forma correta, ou se a pessoa que joga está interpretando certo ou deixando passar detalhes…
    Por isso tenho recomendado que o jogo seja feito masi vezes, no caso de a pessoa desejar ingressar na religião, para ter maior certeza.
    Axé


  404. muito grato a vcs pela imformação.

    ñ entendo cd o orixa fica onde que ñ se manifesta é ai,existe mesmo cd ele nessas horas ñ apareçe nem um pocha fica muito dificil me falen era pra um deles linha de frente chegar e falar ñ para que ñ é bem asim
    tem algo ai que esta errado ñ é isso? mais la eu só vejo orixa se manifesta quando alguem que ñ é da familia faz algo de errado nem toda vez faz nada + ven logo e ai ja sabe o sabão + quando é da familia pode tudo eu ai pergunto cd á ta viajando trabalhando fora ta no rio ta nas mata ta em monte de lugar mais nem chega perto
    deveria ter um orgão pra poder vistoriar essas casa de axe um de verdade esse que tem é só pra comer dinheiro largou o dose pronto pode tudo um grade abrç p todos


  405. bom dia! procurei a religião pois estava doente e com depreção, SÒ q descobri atraves dos buzios q tinham feito um trabalho para me matar. comecei a ficar possuida pelo espirito q disia q ia me levar um obceçor. foi desmanchado o trabalho feito. SÒ q por tar muinto fraca eu fiz um buri no 10-09-09,Mas agora q eu estou apavorada meu pai de Santo abandonou a religião fechou suas portas! não quer mais e entregou para os filhos prontos de 4 pés seus orixas.Eu fiquei muinto decepicionada com tudo q se desenrolou.
    ELE passou eu para um irmão ficar cuidando,Mais eu não quero mais .
    Meus irmãos me diceram q minha vida vai dar só para traz,feito o buri não tem mais como sair. Estou apavorada eu nada sei da religião tinha arrecem entrado,to apavorada,PORFAVOR me ajudem me digam o q posso faser não quero mais!!!!.
    a casa era umbanda jeje,estou com minha cortinha,e os meus pais….
    OBRIGADO!!!!!!


  406. Alex por favor reformule sua pergunta, sinceramente não consegui entender. Tomege


  407. oi amigos, obrigado pela resposta anterior. como expliquei e recebi a resposta que as vezes me dizem que oxalufam meu ser de qualidade muito velha nao é para ser raspado. entendi que as vezes é porque o zelador nao entende como faze-lo, fiquei grato. agora gostaria de outra pergunta se podem me responder. Tenho hoje 51 anos, e neste tempo que escrevi fui a outra casa de cadomble. keto e o jogo só deu oxalufam, pedindo feitura, devo ou posso com esta idade fazer o santo? e com problemas as vezes sérios de panico, ate sou aposentado por isto mais muito ansiedade? disse o zelador que eu consigo será que nao podeser um risco para mim e para ozelador, ter estes problemas na feitura? por favor me ajudem. estou muito ansioso e gostaria de resolver logoisso, pois já sei desta necessidade amais de 15 anos e o medo é grande pelo ritual que nao conheço. se conseguirei. obrigado demais mesmooooooooooooooooooooooo. sidnei


  408. Sidnei seu caso como vc o expôe não é dos mais simples, mas é possível sim, a idade não interfere em nada, mas talvez seja recomendávelque vc seja acompanhado por um médico, não dentro da roça de candomble durante sua iniciação, não é isso, mas que vc se consulte com um médico e peça orientação a ele sobre medicamentos e formas de controle do seu caso. Lembre-se que são no mínimo 21 dias recolhido e mais algums meses num resguardo rígido, então no seu caso cabe um bom acompanhamento médico sim, não faça sua iniciação sem essa consulta. Tomege


  409. Carla eu aprendi há muito tempo que 80% das pessoas que procuram a religião precisam de colo, só isso. Mas 80% dos que recebem estas pessoas em suas casas precisam de dinheiro, essa equação nunca dá bom resultado, por que os búzios destas pessoas só abrem apra dizer que “fizeram feitiço para vc”, “que vc precisa de ebó e bori”. E haja dinheiro, e é dinheiro que entra na casa. Pois bem o que vc precisa é cuidado médico em primeiro lugar, e uma pessoa idônea, procure os dois, e assim como vc fará com o médico, procure boas referencias de ambos. Mas se vc não quer mais, despache tudo, leve ao mar, longe da areia e jogue ao mar, ponto final, não sofra, Orixá de verdade não te impôe sofrimento, Orixá é justo e se vc não o quer mais Ele entederá. Tomege


  410. Puxa Nelson. O impressionante é que essa “combinação” dinheiro versus carência é mais comum do que se imagina. Quase não dá pra confiar em pai-de-santo. Temos que ser muito espertos, observadores, atentos. Senão caímos nas garras de pessoas até sinceras, mas que forçam uma situação apenas para ganhar dinheiro. E não estou falando neste momento sobre enriquecimento ilícito, mas sim de sobrevivência. O dinheiro vem quase sempre em primeiro lugar, seja pra sobrevivência, seja pra exploração.

    Tomara que os novos iniciados decidam seguir por outro caminho. E que estudem. Leiam e se interessem em saber os reais segredos dessa religião tão rica culturalmente.


  411. Alessandra tomara mesmo que os novos tenham esta postura de resgate de valores que se perderam, para isso a Manuela criou o blog, para que seja discutida a religião, obrigado pelos comentários e visitas, vc já sabe que está em casa. Tomege


  412. Eu é que agradeço, Nelson. Aqui eu aprendo muito e me enriqueço como ser humano, além de aprender sobre o candomblé.
    Obrigada…
    Kolofé!


  413. ola nelson, obrigado pela resposta. Já trato compsiquiatra nestes 10 anos, mais a melhora foi pouca e falei sobre minha feitura, como controlar meu panico da melhor forma e ele disse que sequindo um esquema melhor para tal. O gostaria de te solicitar era se realmente pessoas com a minha idade e comproblemas semelhantes os meus conseguem fazer feitura. Infelizmente sei que existem pessoas injustas, mais acredito que se encontrar um bom zelador, ele devera me cuidar para que nao tenha muitos problemas neste momenta da deitada. Ou os preceitos são seguidos a rigida, sem exceção. Pode-se neste caso como omeu de doença severa, ser feito de uma forma mais condicionada a ser mais tranquila? grato obrigado sidnei


  414. Motumba…
    Passando por aki e lendo umas coisas me surgiu uma curiosidade!!
    sou yao a iniciado ja uns 3 anose gostaria de saber uma resposta pra seguinte duvida!!
    Suponho que eu esteje de kele no pescoço e me masturbo e o oria nao roda e nem quebra as pensas do kele…
    oque poderia me falar sobre a questao???
    desde ja agradeço a atençao!!
    asé a todos
    adúpé


  415. Sidinei é como eu te falei, há condição sim de ser feito, já ví até um yaô de 60 anos, não há impedimento algum. Mas tb não há possibilidade de flexibilizar a iniciação, ela será como a de todos, não há motivos para medo, o zelador saberá da sua limitação e te dará um tratamento adequado, mas não reduzirá os prazos, não fará concessões, vc passará pelos orôs sim, e se tantos já passaram, o que te impede de ser iniciado? Nada. Tomege


  416. oi amigo, obrigadonovamente pela ajuda. É estranho como temos medo de tantas coisas. Acho que é o que dizem por ai. Apesar de termos tantas limitações como dinheiro, saúde o que me deixa mais preocupados é como ja falaram aqui, que é o caso de pessoas sem falta de conhecimentos, escrupulas e interesseiras, mais quem sabe encontrei ou encontrarei o lugar bom para me iniciar. Borizado já sou, ja fiz 3 boris em casa diferentes para fortalecimento. Espero que Deus e meus orixas me ajudem. Muita força e sucesso pelo seus trabalhos ak e dos outros colaboradores. obrigado


  417. OI , FREQUENTO O CANDOMBLÉ DE ANGOLA, MEU NKISI É KAIA (IEMANJA) E GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE ELA POIS É TUDO MUITO RESTRITO E NADA É DITO QUANDO SE PERGUNTA SOBRE SEU NKISI SE PODERES ME AJUDAR FICAREI MUITO GRATA


  418. DESCULPE O INCOMODO MAS FUI SUSPENSA NA SALA A EKEDI DE YEMONJA. GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE UMA EKEDI. SUA OBRIGAÇÕES, RESPEITO O SEU SIGNIFICADO EM UM BARACÃO, COM OS IAOS / ABIANS/ MÃE PEQUENA E TODOS OS OUTROS OBRIGADA


  419. Olá Odete
    Temos um post sobre Cargos no candomblé 1 e 2,lá deve falar melhor sobre ekedis e esclarece toda a hierarquia dentro de uma casa de axé.Vc provavelmente deverá usar uma toalha ns ombrs para cuidar dos orixás,observe as outras ekedis, peça ajuda a uma mais velha para lhe orientar e até mesmo ao zelador ou zeladora da casa,o melhor aprendizado e na casa de axé.Axé


  420. mukuiu!!!
    Por favor gostaria de uma ezplanação sobre DOFONO E DOFONITIHA???? E endicçao de algum livro sobre cotas !!!


  421. oi,tudo bem eu sei q é dificil responder a minha pergunta , mas vc não sabe pelo menos com quem posso falar obrigada mais uma vez e desculpe o encomodo


  422. Ola Mariana
    Sua resposta está em qualidades de inkisss mikaiá
    axé


  423. Obakutá existe um livro chamado Muzenza que relata um pouco da Angola, mas não sei se fala de Kotas. Mas vamos começar por exclarecer que Kota é Angola e dofono e dofonitinha é ketu. Dofono é o primeiro do barco e dofonitinho é segundo do barco. Estes termos estão ligados a hierarquia do barco, dofono, dofonitonho, gamo gamutinho, fomo, fomutinho, damo, damutinho e tem outros nomes. Tomege


  424. oi amigos, mais uma vez ak. realmente este espaçoéotimo e nao sei se irei abusar, ou até ser entendido. Já contei minha historia anteriormente, mais preciso tirar estas duvidas. Gostaria se pudessem me respondessem. Mesmo eu ter já incorporado Oxalufa, e apresentar varios problemas como saude, dividas horrosas, posso considerar como dizem alguns zeladores que ele deseja que eu me inicio, raspe; \o problema é que penso com tantas dificuldades e sendo realista este tipo de feitura e outras docadombles nao sao baratas, nem faceis de se seguir, realmente ha a necessidade de fazer estes tipos de obrigações? Me endividar,mais ainda para mlhorar minha saude e sei que uma parte de mim parece que tenhoque cumprir esta etapa da minha vida, mais com as dificuldades que tenho ate do medo, penso será que naoestou sendo obstinado em acreditar demais nesta necessidade. Se puderem me ajude. Estou quase me iniciando, mais sofro com estas duvidas. orbigado . amigo sidnei


  425. Olá sidnei
    O orixá conhece nossas condições e dificuldade,acho que se ele manifestou a vontade de ser feito e vc não pode arcar com isso agora,é momento de vc organizar a sua vda para se iniciar um dia,não imediatamente. Se programe, nao contraia novas dívidas, prepare o ambiente, as pessoas ao seu redor.O momento é esse de ir preparando sua vida para a chegada do orixá.Depois se inicie.É importante que vc tenha aboluta ceteza do seu passo,enquanto houverem dúvidas, espere.
    Axé


  426. Sidinei poucas vezes eu vi um filho de Oxalufã ter a clareza que vc teve neste trecho. “Me endividar,mais ainda para mlhorar minha saude e sei que uma parte de mim parece que tenhoque cumprir esta etapa da minha vida, mais com as dificuldades que tenho ate do medo, penso será que naoestou sendo obstinado em acreditar demais nesta necessidade”. Não estou generalizando nada, mas sabemos que a maioria dos filhos de Lufã é de turrões. Acho que vc chegou no ponto onde precisava chegar, na clareza de pensamentos e lógica. Vc pode adiar sim sua iniciação, dê prioridades a sua vida, faça cada coisa a seu tempo, dívidas, saúde e depois iniciação. Peça que o zelador faça uma comida a Lufã para aue vc possa conversar pessoalmente com Lufã e assim vc ficará mais tranquilo. Lufã sabe de suas necessidades e suas possibilidades, mostre a Ele isso e Ele te dará o tempo necessário. Tomege


  427. obrigado a voces, como é bom poder contar com pessoas como voces, que nos conhecemos pela net e procura nos ajudar como se conhecessemos a anos. Fico grato. Gostaria de poder cumprir esta necessidade no momento, mais é como falei, as vezes fazemos tudo tao apressados que depois culpamos o resultado, sinto uma tristeza realmente, pois esta escolha ja tentei varias vezes,mais minhas condiçoes estao dificeis. mas acredito que para DEUS e os orixas, nada sera impossivel. Obrigado e saude para vcs. abraço amigo sidnei


  428. Olá Obaukuta
    Dofono é o primeiro filho do barco e dofontinho o segundo
    axé


  429. mais um vez eu. Voces poderiam me indicar um local onde posso fazer um jogo sério ak no rio de janeiro. Obrigado. nickquebom@ig.com.br


  430. Olá a todos !
    Gente eu queria sabr uma coisinha … quando se joga buzios pra saber o cargo da pessoa , pode dizer q é yalorixá logo de cara? ouu todo Yawo q qdo vira Ebomi pode ser que Yalorixá/babalorixá… ??


  431. Lô só 10 a 15% dos egbomis tem cargo de zelador realmente, por favor dê uma olhada na discussão no post Ewá entre Nelson, Fernando e Alexandre, nesta discussão fica claro os motivos e os problemas deste entendimento equivocado de que todos serão zeladores quando se tornarem egbomis.
    É no jogo que se sabe que alguém será zelador, mas não é conveniente que se diga isso a um cliente, a uma pessoa muito nova (de idade) ou a um yaô, é preciso acompanhar o desenvolvimento, o aprendizado, a dedicação da pessoa pra depois afirmar isso, e não criar expectativas que podem nunca se concretizar. Tomege


  432. Obrigada Belson , entendi ..
    mas euu queria saberr tipo assim , se por exemplo ” o babalorixá joga buzios pra mim , dai diz que eu sou Yalorixá e tals ,” sendo q eu n sou yawo nem nada , só Yalorixá … pode ??
    N sei se me expressei bem , mas acho q dá pra entender!
    Axé a todos!!!


  433. Olá Lô,
    Não sou o Belson, mas também posso te responder! :)
    Se um Babalorixá te diz isso, ele só pode estar a dizer que “está no seu caminho você poder chegar a ser Yalorixá”. Mas, para chegar a ser Yalorixá, você vai sempre ter de “percorrer” o caminho completo até lá, sendo iniciada, passando por todos os preceitos e obrigações, e tudo isso ao longo de pelo menos 7 anos, desde que você dê as suas obrigações sempre no tempo certo.
    Não há atalhos nem caminhos mais curtos, e ninguém passa directo do zero para Yalorixá. As obrigações e o tempo são essenciais para a aprendizagem e desenvolvimento. Esse é o cargo máximo de um terreiro e portanto, não se pode chegar lá sem conhecimento, experiência e maturidade.
    Também sei que há muita gente que abre casas sem conhecimento e sem fundamento, mas essas são as casas das quais todos nós devemos fugir!
    Axé!


  434. Entendii agora !
    Mtoo obrigada Manuela ;D e Nelson tbm !

    Bj !
    AAXXÉE!


  435. oi manuela tudo bem? bem sou um iniciado não sei se posso me intitular desta forma se apenas sou borilado! mas gostaria de saber o seguinte tenho sindrome do pânico ! vc acredita que esta doença seja material ou espiritual? será que se eu fizesse minha feitura de santo isso passaria eu me curaria desta doença ? me desculpe se esta pergunta que eu te fiz for uma pergunta sem fundamento. posso te dizer uma coisa vou fazer minha feitura de santo não só por causa desta doença vou fazer porque amo a religião e quero fazer as coisas certas e porque sinto a nescessidade de fazer! mas se com a feitura eu conseguise me curar seria otimo porque esta doença ninguém merece! bom desde já lhe agradeço! e parabéns pelo blog que tem ajudado tantas pessoas a tirarem suas duvidas : há só um detalhe sou filho de oxaguiã este lindo orixá que eu amo!


  436. Colofé!!

    Sou iniciante no Candomblé, digo isso mesmo tendo uma vida de umbanda. Mas até encontrar o candomblé algo me faltava.
    Minha Mãe de Santo, ao jogar os Buzio para Saber quais são meus Orixas de Cabeça . Encontrou Xangô com Iansã.
    E eu recebi a noticia que eu tenho que abrir uma casa, gostaria de saber pela experiencia de vocês como e o caminho percorrido.

    Axé


  437. Cristian, não sou a Manuela rsrsrs, mas sindrome do panico é doença tratável e curável. Sobre o bori, esta cerimonia não te põe na lista dos iniciados rsrsrs bori não é iniciação é só uma cerimonia pqrq te acalmar e dar harmonia a sua cabeça, nada além disso. Iniciação é um passo que não se deve dar desta forma, para tratar doença, iniciação é uma entrega, um passo religioso sério e que deve ser bem pensado antes, é lindo, não é irremediável, pode até abandonar a religião depois, mas não deve ser feita sem avaliar tudo antes. Tomege


  438. Adolfo eu sou terminantemente contra essa informação ser dada a um yaô ou no seu caso talvez um abiã, isso provoca uma tremenda confusão na cabeça das pessoas e além do mais até se abrir uma roça o caminho é muito longo e complicado, eu acho que o ideal é que esta informação seja guardada e dada no momento adequado da caminhada do filho, de acordo com seu desenvolvimento, ou de acordo com o rumo que o próprio zelador vai dando a caminhada do filho. Saber isso de sopetão é complicado. Tomege


  439. ola carol mucuiu

    me enforme se everidico uma mãe de santo comfirmou um ogan um atogun da roça mais ela dissi que ele ñ pode tocar pq ele é atogun ten alguma coisa isso ele é ogan ogan faz tudo na roça ñ é messmo ou estou errado muito obrigado


  440. Olá alex
    Deve ser axogum o nome do cargo,olha só eu não acho que seja proibido ele tocar atabaque,mas se ele foi suspenso para aquela função,o ideal seria qu ele só exercesse essa função.Quando uma casa está no início pode ser necessário que o ogã faça várias coisas,mas quando a casa cresce isso se torna desnecessário.
    Na minha casa,o que vejo é cada um executando sua função.Não vejo ogã de corte no atabaque,mas isso vai da casa.
    axé


  441. ok carol então o ala b tambem ñ entra en mais nada quero dizer ñ é obrigado segurar bicho cortar e outras coisas ala b so toca isso


  442. Em tese sim,se ela quer colocar essa regra,deveria extender todos os cargos e não somente aos seus protegidos…Mas como te disse,vai da casa,porque ninguém vai dizer não diante de uma ordem dada,em público,para a pessoa mais graduada da casa que é a Mãe ou Pai e santo…vc ta com vontade de se rebelar éh??

    rsrsrs


  443. Boa Noite ,

    gostaria de saber qual sãp os sinais de quando o orixa quer sua feitura , tipo assim frequento algumas casas , é em algumas seções eu fico com medo , essa noite sonhei com minha feitura acordei chorando isso pode ser um sinal?


  444. oi carol

    ñ ri ñ o caso é serio rsrs issso chateia ñ sei oq fazer acho que vou cair fora pq tudo sobra pra me eu sou o faz tudo dessa roça e ja ta d+ fala oq vc acha se fosse vc oq faria


  445. Alex

    Olha só se a mãe de santo lhe pedir, não tem como vc recusar,claro que pedindo com educação,mas se for outra pessoa,esclareça: Sou alabê,tá vendo aquele atabaque ali? Estou aqui para tocar nele. E pronto.
    Mas é complicado mesmo meu pai, pense que os orixás estão vendo seu esforço.E se pensa em buscar outra casa,peça que eles te guiem,tudo é aprendizado.
    axé


  446. ok carol muito obrigado por tudo muito axe pra vcs


  447. Ola Nelson, gostaria de esclarecer umas duvidas se pudesse me respoder eu ficaria muito agardecido!!
    E o seguinte ,tenho uma amigo que tipo é irmão ,pois foi iniviado pela minha ya
    Ele me diz que não encorpora no orixá ,só que ele foi feito como yao ,e diante de alguns acontecimentos dentro da religiao ele emcorpora[bom ou finge né vai lá saber][rsrs]
    e tambem ele me confessou que quando estava com o kele no pescoço se masturbou ,e o kele nao kebrou e nem ele emcorporou!!! sabe eu nao sei oque diezer a ele ,mas tipo assim ele foi feito pow como rodante e nao emcorpora ?? isso é possivel?? e essa questao de se masturbar de kele?? sabe sei lá da uma ajuda aii o senhor que já é um pai que sinceramante eu nao sei o que pensar e axar ,pois a minha ya que é a mesma dele como ja citei fala que ele é rodante e ele inssiste dizer que ñ, sem contar que no dia dos fundamentos no ronco de cortes de bixo e as curas ele estava ali mesmo ,tipo era ele e ele mesmo não fingiu e nem encorporou.tem uma esplicaçao para isso??


  448. Fabiano existe sim umas poucas e raras pessoas que não viram de Orixá e tb não são ogãns ou ekedjis, são adoxu e devem ser feitas de yaô, há algumas discussões e outras interpretações sobre este assunto, mas foi isso que eu aprendi, que existem essas pessoas, muito raras. Mas o principal é que a sua Yá tenha confirmado que ele roda. Se ele não aceita, se ele reluta, não quer, ou qualquer outro motivo isso é com ele. Tenho certeza que em algum momento o Orixá vai virar e provar que sua Yá correta. Olha, eu ví, eu estava lá e vi um Orixá de um zelador dizer textualmente, “eu não venho mais neste filho, ele não me merece” o tal filho fazia muita coisa errada de acordo com o que a religião aceita como correto. Por isso acredito que o Orixá vai vir, sim, ainda que seja para confirmar o que a Yá já falou, depois disso o assunto é com o seu irmão e com o Orixá dele. Sobre a masturbação, não é algo correto, afinal a abstinencia é total e irrestrita, se fosse sonho, seria compreensível, mas descumprir um preceito deliberadamente, é um erro, e como digo Orixá não é punitivo, mas é justo e cada um arca com seus fardos. Tomege


  449. boa noite motumbá gostaria de saber qual é o nome do primeiro filho do ILÉ!!!! ASÉ !!!!


  450. Olá Cleiton
    Acho que o nome é rombono.
    axé


  451. Cleiton,

    Ratificando o que a Carol lhe informou, digo ainda que este termo referece ao primeiro iniciniado numa casa de nação Jeje (Rombono), o primeiro e único, assim como as nomenclaturas de Dofono, dofonitim, gamo, gamotim, fomo, etc.., ekedi, pegigan, bagigan, mais comumente ouvidas e usadas por outras nações são todos termos da nação Jeje. Alguns desses termos foram incorporadas e popularidas pelo Ketu num todo. Como também os Orixás Ketu foram incorporados por outras nações, algumas casas Jeje encontramos Doté de Oxun! Doné de Oyá! dofono de Oxun, Gamo de Yemanjá, etc, etc… Chaman-se Nago/Vodun as casas com essas influencia entre as nações. Observo hoje em dia aqui no Rio de Janeiro, algumas casas Jeje voltando as suas tradições, suas raízes.

    Adupé ò,

    FernandoD’Osogiyan


  452. em Agosto 30, 2009 at 2:06 pm Fernando D'Osogiyan

    Cleiton,

    Onde se le iniciniado, popularidas, correto é iniciada e popularizadas.

    Fernando D’Osogiyan


  453. motumbá !!!! obrigado asé pra vc6 meus irmãos!!!!


  454. Kolofé! Meus irmãos.

    Gostaria de indicação de livros, sobre os Orixás e como cuidar deles. E também livros de ritos e costumes do candomblé.

    Axé !
    A todos.


  455. em Agosto 30, 2009 at 11:41 pm Fernando D'Osogiyan

    Adolfo,

    Kolofé soró Kolofé.

    Muito cuidado com as literaturas, sei que é importante ler, pesquisar, estudar e se aprofundar na religião, mas, o mais importante é a pratica, a literatura oral, manual e espiritual. Como diz Tomege, não é “receita de bôlo”.

    Aqui no blog tem bons livros.

    Fernando D’Osogiyan


  456. oi amigos de novo aqui. É possivel ser filho de oxalufa e oxaguia? como oxalufa é extremamente dificil de se locomover, pode dar lugar a outro orixa na feitura. Obrigado. felicidades pelo blog


  457. deixa eu perguntar outra coisa, é possivel alguem de oxalufa ter como segundo santo uma inhasa, por exemplo? grato


  458. em Setembro 1, 2009 at 5:20 am Raphael D'Oxaguiã

    Mutumba a todos, primeiramente preciso dar os parabéns pelo Blog, além de mto esclarecedor é realmente mto legal ver q existem pessoas da nossa religião que gostam de ajudar outras pessoas. Bom, gostaría de saber algumas coisas, eu fui Oborizado aos 3 anos de idade em Angola pq eu sempre tive mta bronquite e tal, dese que me entendo por gente sou mto apaixonado pelo meu Orixá e minha religião apezar de isso ser uma certa “luta” entre eu e minha Mãe que axa que eu não devo ser desse meio de forma alguma a fundo, não precisa pensar mal dela pois ela é Ebome com 25 anos de Santo, vai entender… Só que a última vontade expressa por ela foi a de que eu fosse Ogã, ou seja é claro q ela não quer que eu seja rodante, mas eu na grande maioría das vezes que vou em festas seja de Exú, Orixá, Borís entre outros, sinto certas coisas que me põem em prova pois nunca tive problema com a possibilidade de virar com Santo, daí eu penso se isso é coisa da minha cabeça ou se realmente eu sinto aquelas coisas entre outras, tipo mto confuso que eu fico no final, e pra complicar mais o ue eu já ouvi de algumas entidades sobre eu na religião não tah no gibí huahauha, se puderem me ajudar agradeço desde já Abraços e Axé xD!!!


  459. Olá Sidnei,
    É pouco comum, mas pode acontecer sim, já essa questão de um orixá dar lugar a outro só porque o filho apresenta dificuldades de locomoção é errado. A não ser em casos muito, mas muito específicos a troca de cabeça não deve ser feita, muito menos por essa razão.
    Axé!


  460. Olá Sidnei,
    Sim, qualquer combinação é possível. Algumas são bem raras, mas não existem impossíveis.
    Axé!


  461. Olá Raphael,
    Com tudo isso que você disse, o que é que eu posso te dizer?…
    Cada um de nós deve seguir o seu caminho e o seu coração, e se é um facto que você se sente bem no Candomblé e gosta tanto do seu Orixá, não é porque alguém não gostaria que você continuasse que você vai deixar, não é mesmo? Até porque me parece que não há tanta resistência assim.
    Essas coisas podem bem ser o caso de vocer ser rodante, e se for, quem é que vai alterrar isso?
    Siga o seu caminho, com amor e com fé, acredite que os orixás sempre lhe vão dar caminhos e descernimento, e aquilo que tiver de ser, será, nem duvide! ;)
    No mais, você parece estar muito feliz no Candomblé, então porquê contrariar isso?
    Axé!


  462. Queria saber somente um resumo sobre o candoblé. eh possivel????

    AXÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ


  463. ola manuela obrigado pelas respostas, vcs sao otimos, mais nao sei se expressei direito, eu perguntei se for filho de oxalufa, como ja viro, mais nao sou iniciado, pode o ORIXa, nao eu, ser muito velho de locomoção por ser um orixa velho, ele ceder a cabeça ou saida como chamam a outro orixa, ate por querer ficar na dele. obrigado mais uma vez.


  464. Olá sidnei
    Orixá não cede espaço,muitas vezes brigam por ele.Não existe ssa posibilidade de vc ser filho de um orixá,mas pelo fato de ele ser velho vc vai sair com outro ou ele se manda do seu ori deixa outro tomar a frente.Ou vc é filho de Lufã ou não é.O candomblé é um das únicas religiões em que se dá prioridade aos mais velhos se valoriza o conhecimento de pessoas mais velhas e isso não é diferente com Orixá.Orixás omo Oxalá e Nanã,Omolu que são geralmente velhos,salvo alguma qualidade,são respeitados e extremamente bem cuidados.
    axé


  465. Olá, eu sinto muita vontade de me iniciar na religião, mais minha única duvida é em qual: Umbanda ou Candomblé. Eu gostaria de saber em qual eu poderia ter mais contato com meu orixá, pois estudei um pouco e conheci casos que no candomblé é normal a pessoa emcorporar por diversas vezes seu orixá, e que já na umbanda, é muito raro isso acontecer, gostaria de tirar essa duvida.


  466. Cákia não dá para resumir uma religião tão complexa e tão antiga como o candomblé. Seja mais específica e tentaremos te ajudar. Tomege


  467. Tiago apesar das diferenças ambas são muito boas quando levadas a sério e dentro da tradiçãod e cada segmento, sem misturas, mantendo-se fiel aos seus princípios religiosos, temos muito material no blog que pode te ajudar a decidir, mas o principal é mesmo o contato o sentimento e isso só indo, só frequentando como espectador e avaliando onde seu coraçao fica mais feliz. Seja feliz sempre, lute sempre, conquiste seu espaço, seja amigo e vc estará sempre em contato com seu Orixá, independente de umbanda ou candombé. Tomege


  468. ola manuela, como é bom poder dividir este espaço com vcs e outros amigos akna net. Obrigado mais uma vez, é o que penso tambem, mas pela falta de conhecimento sempre é bom consultar pessoas como voces, que alem de serem amigos, gostam das coisas corretas. abraço sidnei


  469. Olá Sidnei,
    Este espaço existe mesmo para que as pessoas possam partilhar conhecimentos e colocar suas dúvidas, paralelamente á divulgação e desmistificação da nossa religião.
    Volte sempre, esta é também a sua casa!
    Axé!


  470. ola bom dia pra mim foi novidade sobre que uma pessoa não precisa entrar em transe pra ser iniciada achei que pra ser iniciada teria que entrar em transe primeiro mais me diz uma coisa pode acontecer da pessoa ser iniciada sem entrar em transe e depois entrar em transe?


  471. Gostaria de saber se ainda hoje os ritos de 21 dias e os preceitos de usar apenas branco durante um ano ainda se aplicam, ou se já esta mais suave!

    Kolofé.


  472. Jonantam este assunto para mim é base pra uma série de outras discussões, como por ex, a competencia do zelador para ver se a pessao é ou não é rodante ou se pode vir a rodar um dia, ou se não roda “ainda”. Isso poderia amenizar muitos casos de Ogã e Ekedjis que depois de anos vem a rodar, e ficam numa situação delicada perante a comunidade. É claro tb que muitos não aceitam essa situação e decidem que se o filho não rodou na sua mão, então é ogã ou ekedji e ponto final. Eu aprendi que existe sim essa categoria e que são iniciados normalmente, pode inclusive ajudar os ogã ou ekedjis, afinal, não vai ficar no barracão sem fazer nada rsrsrsrs, mas podem a qualquer momento virar, se acontecer, não foram indevidamente feitos de ogã ou ekedji. Mas tb essa categoria não pode ser generalizada e todos serem feitos assim, por isso, voltamos a discussão mais ampla de o zelador te de fato conhecimento do que está fazendo ou vendo no jogo. Tomege


  473. em Setembro 4, 2009 at 2:53 pm Fernando D'Osogiyan

    Jonatan,

    Para mim também é novidade! Mais se por ventura o Orixá não chegar na hora para a iniciação, o certo é não faze-lo em hipótese alguma (talvez seja esse momento que se refira). Consultar seu Axé, seus Ebomis, zeladores de alta confiança mesmo de outro Axé, etc. Procurar respostas, soluções, pois aprendemos todos os dias, aqui mesmo aprendo sempre, Orixá é ciência.

    Fernando D’Osogiyan


  474. Fernando é realmente um dos assuntos polemicos. Mas nestes casos, sabemos de todas as possibilidades de “ajuda” ao transe para assim saber se é ou rodante, vc sabe do que falo. Eu mesmo quase não dava Orixá, fiquei muito tempo me achando louco, mentiroso ou qualquer outra coisa, até que numa conversa eu fiquei sabendo disso, e fui atraz deste assunto e encontrei um pequeno texto no livro do Pai Cido de Oxum. Depois em conversa com outros mais velhos fiquei sabendo de outros casos como o meu, onde o Orixá vira raramente e em outros onde nem vira mesmo. Temos assunto para muita conversa.
    Fernando e Jonantan vejam que eu grifo o seguinte, não se deve generalizar este assunto a sair por aí fazendo todo mundo desta forma, porque existem os Ogãs e Ekedjis, e casos deste tipo são bem difíceis de encontrar. E não se deve confundí-los com pessoas que não se aceitam como ogã ou ekedji e “preferem” ser feito rodante, mesmo sem virar. É por isso que tb falei que o zelador tem que ser competente, além de ter pulso firme, isso evita fatos onde já vemos homens confirmados de ekedji, mulher confirmada de ogã, filhos de entidades e outras coisas duvidosas. E volto a dizer, tudo é parte de um mesmo fundamento, ter conhecimento e respeito pela sua raíz, que no seu caso Fernando é inquestionável, porque eu posso saber disso, mas se na minha raíz não é assim, eu tb faço. Tomege


  475. em Setembro 4, 2009 at 6:41 pm Fernando D'Osogiyan

    Tomege,

    E bota polêmica nisso, porém sou muito enfático nesse assunto. Quem tem posto de Ogan ou Ekedi no próprio jogo de búzios, o Odú Oxê se posiciona nesse sentido, não importa se suspenso ou não, o Orixá da casa confirma,etc.
    Quando acontece de ter que fazer santo e não raspar, não se faz mesmo, entretanto, toma-se obrigação , eborí, assenta Exú, Orixás, faz os ebós, etc, mais não tem Inbòsé e nem ronkó, casos de qualidades de abikú.
    Há quem faça e coloca uma cabaça no Orí,etc,etc.

    Sempre digo que Orixá é uma ciência que exige de nós zeladores muita humildade, determinação e sacrifício. A modernidade esta aí hoje em dia, até leigo quer saber a qualidade de seu Orixá?

    Quanto a raiz Tomege, a essencia não muda e não pode mudar, temos que dar seguimento, quanto a cultura, essa muda e muda para melhor por que eu quero o melhor para minha casa. A essencia e a cultura!

    Fernando D’Osogiyan

    Fernando


  476. Fernando relendo meu comentário eu vi um erro que pode gerar dúvida, é bem no final onde digo “E volto a dizer, tudo é parte de um mesmo fundamento, ter conhecimento e respeito pela sua raíz, que no seu caso Fernando é inquestionável, porque eu posso saber disso (me referindo a este assunto), mas se na minha raíz não é assim, eu tb faço.” O correto é eu tb NÃO faço, me referindo a manter a tradição da minha raíz. Tomege


  477. Vou aproveitar o gancho e perguntar uma coisa que anda me perturbando o juízo…rs

    Uma mãe de santo fez uma iaô e em nenhuma das cerimônias ela virou de santo. Nem no corte pro pai dela! E no dia da saída, tb não estava “no santo”.
    Quando perguntei à mãe de santo pq tinha acontecido daquele jeito, ela me disse que jogou os búzios, e que o Orixá disse à ela que era preciso aquela feitura. Segundo a mãe de santo, o orixá disse que ele precisava ser feito naquela casa, mas que ele próprio cobraria o que lhe era devido da Iaô filha dele.

    Isto procede?


  478. eu fiz essa pergunta polemica porque aconteceu um caso aqui de uma moça que fez orixa e o orixa dele só feio no dia da saida dela ou seja ela foi iniciada sem bolar no orixa mais ele veio o que vcs me dizem disso?


  479. em Setembro 4, 2009 at 7:25 pm Fernando D'Osogiyan

    Jonatan, Alesandra

    Orixá é coisa séria, é religião. Tem Liturgia, não se inventa nada, é o que chamo de ESSENCIA, não muda nunca. Isso que vocês relatam não tem o menor cabimento. A pessoa entra para casa de santo, vai observando, dá seu primeiro Obí e passa a ser Abian e vai aprendendo aos poucos todo o ritual de um Ile Axé SÉRIO SEM BAGUNÇA, isso pode durar anos, 3,4,7 anos, até que o Orixá se posicione, não regra, é o caminho a ser percorrido dentro de uma casa de santo. Quando tenho dúvida vou aos meus mais velhos, vou de joelho no chão, vou procurar aprender e me fazer respeitar. O que se ve hoje em dia são os “Zeladores”da sorte, do faço e aconteço, faço assim e assado, na minha casa quem manda sou, etc,etc,etc…acabam com a religião.

    É uma luta! Vamos lutar e vamos em frente.

    Que Oxalá meu pai me de força.


  480. Alessandra o seu assunto em particular eu quero fazer um adendo a resposta do Fernando, com a qual concordo. Mas neste caso desta zeladora o assunto está inserido no trecho que digo que o zelador deve ser competente, deve ter cumprido todas as etapas de aprendizado na roça, deve de fato saber ler o oráculo, e principalmente se encaixa na pergunta que me faço sempre. Todos podem ou devem ser zeladores? neste caso citado eu creio que não. Um jogo não especifica que o Orixá quer ser feito naquela casa, pode revelar que o Orixá deseja que o filho se inicie,mas não especifica o local. E sobre cobrar do filho, cobrar o que? porque? não corresponde a realidade. Tomege


  481. Olá Adolfo
    Nas casas tradicionais continu udo como smpre foi,é possívele que vc encontre uma casa que não tenha essas regras,mas com certea o ideal é que vc não seja iniciado em uma casa como essa.
    Pois isso é tradição.
    Axé


  482. Olá Nelson e Alessandra
    Não seria o caso de feitura de um adoxu?Claro qe esse comentário da cobrança realmente não se encaxa,mas o fato de precisar ser feita como yaõ mesmo sem rodar não seria por ser adoxu?


  483. Carol vc toda razão, pode ser sim um destes casos, o problema está no modo com a zeladora se colocou diante do assunto de acordo com o comentário, então me desculpe Alessandra pelo que vou dizer, mas diante do seu comentário, fica muito difícil crer e olha que sempre preferimos crer na sabedoria do zelador, mas neste caso Carol, não acredito que seja caso de adoxu, me parece mesmo falta de conhecimento. Alguém que é conhecedor de fundamento religioso não se comporta daquela forma descrita, sei que minha análise se baseia no que li e posso estar errado, mas o que tenho para basear meu comentário me leva a pensar assim. Tomege


  484. em Setembro 5, 2009 at 1:44 am Fernando D'Osogiyan

    Carol, Nelson e Alessandra.

    Adoxú ( Adósùu) no ketu, é aquele que teve Osùu assentado sobre a cabeça. O iniciado em sí, que não o tem não é iniciado(feito).

    Na verdade não houve obrigação, absolutamente nada.

    Fernando D’Osogiyan


  485. Ola a todos. Aqui tenho tirado duvidas mais sempre como pensamento emKetu é o que acho, por ser uma nação que vemos mais. Encontrei uma amiga que já é feita a muitos anos e saiu de sua casa para outra que agora é angola. Disse que esta se sentindo muito melhor. Voces poderiam me ajudar em explicar, ainda nao sou feito, apenas frequenti e sou borizado, se decidisse ir para lá, como poderia saber se o orixa pode aceitar este tipo de nação- angola, existe esta complicação em ter de saber se um orixa gosta ounao desta ou outra tipo de nação.obrigado mais uma vez. sidnei


  486. Eu estou pra me iniciar em uma casa de candomblé onde tenho ido frequentemente e gostei bastante. Mais minha familia possui uma casa de umbanda a qual gosto de sempre esta presente tb. Minha duvida é se eu me iniciar no candomblé, vou poder continuar frequentando normalmente a casa de minha familia de umbanda ?


  487. Tiago não há nenhum impedimento, mas procure se manter dentro do seu axé, isso é não misture as coisas, são culturas diferentes. Ir como visita é até comun. Muito bem vindo ao candomblé , esperamos que sua iniciação seja repleta de felicidade e aprendizado, aproveite tudo, por que mais tarde tudo que observar neste período, será importante na sua caminhada. Tomege


  488. Sidinei o primeiro ponto e mais importante é vc saber que Angola cultua Inkise e Ketu cultua Orixá, então se vc é filho de Orixá, vc não pode ir pra Angola, pois lá não se canta para Orixá. Fundamental. Sei de muitos que fazem esta transição, mas não é correto devido as diferenças de culto. o correto é permanecer na sua raíz, não necessariamente na casa, mas na raíz. Tomege


  489. oi amigos, Nelson, nao sei se lembra a pergunta que fiz anterior sobre Keto e angola. O Problema é que nao sou feito mais sei que meu “Santo” é oxalufan. o problma é que só tinha jogado e feito bori em Ketu, e agora fui a umacasa de angola jogar, e nao sei como posso saber esta diferença que vc fala se possuo orixa Oxalufan ou inkise como falou, tem como saber com estas informações que passo se é ketu ou angola? masi uma vez obrigado


  490. em Setembro 10, 2009 at 3:12 pm Fernando D'Osogiyan

    Amigos,

    Tenho um aprendizado diferente com relação ao texto de Cido de Oxun acima. vale refletir!

    No meu axé,

    só toma adoxú na concepção da palavra, aquele que precisa estabelecer um canal de comunicação. O Orí permite esse acesso, a iniciação estabele assim um cordão de comunicação espiritual, a essencia do Orixá se caracteriza, portanto, só aquele que entram em transe (virar no santo), tem essa liturgia.
    Por isso, que nos rituais fúnebres O Orí é reaberto, para libertação da essencia contida do Orixá. Se não vira no Orixá, então não precisa levar adoxu, concordam! E por que é feito o Adoxu? As matérisa contidas? Tem enredo com o Orixá que está nascendo.

    Aquele que não é Iyawò, não é Ogan e nem é Ekedi, não se inicia em hipótese alguma, porém, toma borí, assenta-se seus Orixás, toma posto fora da liturgia.(ministros de Xangô, por exemplo), participa ativamente no mundo material em prol da sua casa, da religião e do seu povo.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  491. boa noite !!! tenho uma pergunta, o periudo que o yawo fica no runkó ele pode fala?


  492. Como assim junior?


  493. Olá sidnei
    Quem stive jogando, se for um bom olhador, vai saber lhe informar em qual nação vc deve se iniciar,ele saberá distinguir se é inkise, orixá ou vodum.
    axé


  494. Olá Fernando
    De cara é muito mais fácil concordar cm essa linha de pensamento,mas existem as exceções,as pessoas que precisam ser iniciadas como yawó,que tem missão de abrir casa e que não rodam,ou rodam com muita dificuldade (o nível de consciência da pessoa impossibilita uma incorporação mais completa, efetiva).Como ficariam essas pessoas sem essa teoria de adoxu que Pai Cido nos traz?Eu conheço pessoas assim por isso que pergunto…
    axé


  495. em Setembro 11, 2009 at 3:39 am Fernando D'Osogiyan

    Carol,

    As pessoas não precisam ser iniciadas como Iyawò, uma vez que não são Iyawós. São iniciadas tal igual um Ogam ou uma ekedi, guardando as devidas medidas dos cargos do Ogan e da Ekedi. Pessoas que tem missão de abrir casa de santo são Adoxús e o Orixá é preponderante num axé, a ponto de comandar ele mesmo o Axé, caso julgue necessário, isso é da Liturgia.
    Não temos um aparelho para medirmos a incorporação de cada um, uns mais outros menos, outros raros, outros com dificuldades, etc, porém, na hora da feitura o Orixá nem que por alguns minutos e normalmente acontece na hora do Orô, ele explode! Rompe! Fustigado e vibrante. O que não pode é receber adoxú e não rodar no santo, se não, lhe pergunto: O que é o adoxú? Por que da confecção?

    – Adoxu: cone localizado no topo da cabela do Iyawò resultado de uma massa feita de ervas, atins, os ijés, etc, sendo um distintivo do noviciado.
    O adoxu relembra o cone original da geração da energia vital – AXÉ – servindo para facilitar a ‘entrada” do Orixá no orí, já préviamnte preparado. O adoxu tem uma ligação direta com a galinha d”angola. Refletir sobre a relação mimétrica da galinha d’angola com a caracterização do Iyawò – pintutra corporal e o próprio adoxu, sem dúvida é a mimese zooantropomorfização do rito de passagem da iniciação, pois, o Iyawò, é a galinha d’angola!
    Embora a designação adoxu refira-se aquele que recebeu oxu, ampliou-se o termo para Orgulho da iniciação. O Uso do termo adoxu propiciará a fala, o nome em ritual público conhecido por Orukó nos candomblés Yorubá/NAGÔ.

    Como disse, tenho um aprendizado diferente de Cido D’Oxun que, talvez, tenha feito um comentário genérico.
    Entendo nossa religião de uma forma mais vertical, hierárquica, dogmática, única e científica.

    Meu pai Oxalá nos abençoe, com carinho.

    Fernando


  496. eu falo a sim se o yawo pode conversar com as pessoas que entra no runko? por que eu sobe que quando o yawo ta no runko ñ pode lafa por isso bate paô!!!


  497. Júnior o período de recolhimento já diz tudo, recolhimento no sentido literal da palavra, período de se dedicar a vc e seu Orixá, recolher-se me si, meditar. Por este motivo não se permite falatório dentro do roncó, é claro que se pode falar com seu irmão de barco, mas sempre em voz muito baixa e o mínimo possível, roncó é local sagrado e de silencio. O que me estranha muito é alguém ter te dito qualquer coisa sobre a vida dentro deste local, faz parte da liturgia não revelar nada de dentro do roncó, isso já um mal sinal desta pessoa que te falou sobre paó. Tomege


  498. Fernando existe uma linha entre a teoria e a prática (não estou te falando que vc seja teórico meu irmão, sei muito bem que não, e te respeito muito para insunuar isso) me refiro ao que aprendemos na roça, que num certo ponto de nossa vida religiosa pode e sempre será posto a prova na prática do dia a dia. Pode acontecer de o jogo de um filho que não dá Orixá, tb não se abrir para o caminho de ogã ou ekedji, o Orixá não aceitar esse caminho e indicar a feitura, é sobre isso que falo da linha entre a teoria e a prática, é neste momento que precisamos recorrer aos mais velhos, precisamos saber de fato que somos capazes e competentes, que sabemos de fato olhar um jogo, em fim, neste momento precisaremos de todo nosso aprendizado na roça, de todo nosso” ouvido”, de tudo que aprendemos ouvindo os + velhos e precisaremos recorrer a tudo quanto possível para nos certificar que não estamos loucos, porque eu creio que no candomblé precisamos crer até no contraditório, no que achamos que não é possível. Em alguns momentos precisamos crer que somos meio loucos, entende ?? Fernando o que digo é que vivi um caso e soube de outro onde isso foi necessário, não julgo aqui se estava correto ou não, e nossa discussão não é essa, mas tenho certeza que muitos que nos leem, agora vão procurar saber muito mais antes de afirmar que alguém é rodante ou ogã, e isso pode salvar a reputação de muitas pessoas que foram indevidamente iniciados como oga e ekedji e depois dão Orixá, nosso sonho é abrir janelas de conhecimento, é debater e dar a possibilidade da discussão, clara e sem medo de nossas palavras, por isso estamos aqui. Fernando o correto é que esta discussão fosse num ambito de roça, como foi nosso aprendizado, falo do meu, do seu, da Carol e muitos e muitos outros, mas é o que podemos oferecer, então que seja. O que aprendi, é diferente de vc, mas é assim mesmo, e é somando nossos conheciemntos que poderemos melhorar as coisas. Obrigado, Tomege


  499. Ola! Sua abenção,

    Chamo-me Barbara, fui feita no candomble se não me engano por volta de 1993, não dei nenhuma obrigação, pois acredito que minha feitura não foi realizada de maneira correta. Vou tentar relatar com brevidade os fatos para que vc possa tentar me ajudar.
    Sou de oxum apara, não sei meu 2º santo até hoje, não foi feito nada para exu em minha feitura, portanto não sei quais são.
    Minha mãe de santo é uma equed de obaluae, minha mãe pequena e uma equed de xangô e meu pai pequeno e um oga de oxumare.
    Sei que em minha feitura só foi dada comida para oxum e acredito que comida para Oxalá. Após minha saída, me afastei da casa totalmente da casa e acho que por este motivo oxum nunca mais deu o ar da graça, voltei lá algum tempo depois para uma festa de caboclo, da qual assisti tudo da assistência, cantaram para todos os santos, inclusive para oxum e não senti nada, oxum nunca mais deu o ar da graça.
    Procurei uma casa aqui no Rio de uma amiga, porém a mesma e de ketu e disse que eu teria que mudar de águas e passar por tudo novamente. Lá senti algumas vibrações. Esta mãe de santo disse que devo ser de oxum com ogum, que meus exus são Tranca rua e Maria Padilha, para os quais dei 2 frangos na ocasião em que fiz um bori de misericórdia para Oxalá, ela disse também que tenho cargo e que oxum não quer mais esperar, que esta cobrando o que é dela.
    Sei que tenho que arrumar a casa, já esta passando da hora, mas não quero cometer o mesmo erro duas vezes. Gostaria de saber o que é preciso ser feito, com o Maximo de detalhes possível, pois parece que agora oxum quer o que e dela por direito.
    Gostaria de dar minhas obrigações mas não às escuras.
    Espero sinceramente que vc possa me ajudar e aguardo anciosa uma resposta sua.

    Um forte abraço,


  500. em Setembro 11, 2009 at 6:43 pm Fernando D'Osogiyan

    Tomege,

    Iyá= mãe Wò= segredo (será possível)

    Como eu disse, tenho um aprendizado diferente, fundamentado, não concordo nunca que o termo Iyawò seja empregado em quem faz santo da forma colocada por Cido, pode ser tudo, mais nunca será de fato um Iyawò. O adoxu pertence a quem da Orixá, que dá seu Orukó no barracão, virado!

    Disse ainda em poder se tratar de um comentário genérico de Cido, porém, ainda no texto abaixo, ele se refere ao abikú generericamente, pois falta muita informação. Daí, pude concluir que o comentário está exemplificado, sem estrutura, sem conteúdo.

    Tomege, não estamos nisso ontem não é mesmo? Existem tanos e tantos casos de Iyalorixás, babalorixás famosos que foram fazer santo muitos anos depois de ter casa aberta dizendo estar tomando obrigação de 14 ou 21 anos, de Ogan que dava seus catiços na Umbanda antes de se confirmado, de Ekedy que funcionam como mães de santo dentro de casa de santo tradicional, e por aí vai… fazer santo acordado é mais um desses casos.

    Agradeço muito a esse espaço por expor minha experiencia de 26 anos de iniciado e 32 de axé, e ainda com sede de aprender e não me escondo sobre nenhuma bandeira, exponho-me como zelador, confiante e seguro da liturgia do intrínsica do Orixá.

    Sua benção meu irmão.

    Fernando D’Osogiyan


  501. Barbara no seu caso não é mudar ou passar por tudo novamente, é fazer o que nunca foi feito. Ogã e Ekedji não são e não podem ser zeladores, não podem raspar ninguém, o erro já começou aí. Então, de fato, vc tem razão sua “iniciação” não foi feita corretamente, simplesmente não existiu. Outro assunto importante é que os Exús ligados aos Orixás não estas entidades que vc citou, estes são catiços (não gosto do termo mas é assim que são conhecidos) não são qualidades do Orixa Exú. Tomege


  502. Gostaria de saber se uma pessoa que era de umbanda, e sua santa pediu raspagem de cabeça na qual passa a ser feita no candomble, pode voltar a umbanda depois, ” tipo tocar cantigas e etc… na umbanda” isso esta me deixando em duvida”
    OBS: conheço uma pessoa que era de umbanda, abriu a casa na umbanda, agora diz que vai ser candomble, e abrir a roda na umbanda quero saber se isso e certo ou vai de pessoa para pessoa, casa para casas.


  503. Olá Nina
    Nós desaconselhamos esse tipo de mistura por serem religiões diferentes com fundamentos diferentes e por isso gerar uma enorme confusão mais tarde…
    Mas infelizmente não temos como impedir esse tipo de coisa.
    axé


  504. Carol.
    ok, entendi sua resposta, mas e possivel?
    Pois neste momento estou completamente perdida, pois ouvi que um pai de santo do candomble, falou que ela pode bater para umbanda sim, mas que pelo menos quatro vezes por ano ela tem que bater pra nação efon. se alguem puder me esclarecer mas coisas sobre udo isso eu ficarei muito grata.
    ” não sei nada e estou querendo entender um pouco tudo isso”


  505. ola nelson e carol como vai vcs?gostaria de perguntar que é adoxu ?e aoutra pergunta é pode acontecer do orixa nos buzios pedir cabeça e quando isso acontece a pessoa tem que bolar primeiro ou ela pode raspar como determinou o orixa?


  506. Olá Nina
    Eu não acho certo,mas tudo nesse mundo e possível…


  507. Olá jonatan
    é um cone que é colocado na yawó em sua saída é possivel ver esse conezinho é feito com todo um ritual e serve para simbolizar a ligação filho e orixá.Somente os filhos rodantes e (segundo pai Cido de Oxum,algumas raras pessoas que tem missão de abrir casa mas não incorporam)recebem o adoxu.
    Se o orixá pede num jogo de buzios ela pode fazer o santo ,mas o ideal é que a pessoa bole,porque aí se tem certeza que é rodante.E não se cometem erros…
    axé


  508. em Setembro 12, 2009 at 2:17 pm Fernando D'Osogiyan

    Carol,

    Na raiz do Axé Oxumare aí na terrinha dos Orixás, nossa querida Bahia, desde de sua fundação com Antonio do Oxumare, Mãe Cotinha de Ewá até hoje com PC de Oxumare, e nas raízes que se fincaram aqui no Rio de Janeiro atravéz da venerável Mãe Teodora, não consta essa informação passada pelo Cido D’Oxun, que vc descreve acima entre parentezes.

    Me parece que Cido tem suas inflencias desse tradicional axé, via Bôbô de Oyá.

    Axé,

    Fernando


  509. ola carol e nelson no ultimo fim de semana fui a um toque e a mae d santo da casa me pediu p acompanhar(dançar ao lado)de alguns orixas eu espliquei a ela q ainda não fui suspensa nem apontada ela disse q não tinha problema.
    agora pergunto a vcs eu podia mesmo dançar ao lado de um orixa mesmo ainda não sendo suspensa?


  510. Olá Fernando
    No outros post em que vc o expõe seu ponto de vista sobre o adoxu e eu respondi,depois o Nelson respondeu,eu sinceramente não sei o nome do autor do texto do post, e nem lembro onde está,mas nós discutimos o assunto adoxu e vc fala que seu conhecimento é diferente do de pai Cido,pensei ser ele o autor do texto que fala sobre os adoxus.Pra ele adoxu além de ser esse cone, seriam pessoas que são adoxadas e que não incorporam mas tem missão de abrir casa…

    Se na raíz dele não há esse conceito estamos diante de uma invenção…


  511. Ola Keith.
    Sumiu hein??
    Não sei dizer se é errado ou certo…infelizmente não sei mesmo,nunca me deparei com esse tipo de situação.
    abraços


  512. em Setembro 13, 2009 at 12:02 am Fernando D'Osogiyan

    Oi Carol,

    Já entendi a confusão, no post aí em cima “Ritual de iniciação do candomblé” o texto é de Cido de Oxun do livro que até tenho A Panela do Segredo. Ele diz que até sem o transe por conta de possuir cargo de santo a pessoa pode se iniciar , ou seja ser adoxu. Só que na meu entender, leva Adoxú aquele que se inicia no Orixá e vira no Orixá, descrevo sobre adoxu ai acima também, então adoxú na concepção da palavra é aquele que faz santo em transe, ou seja virado no Orixá, assim é no Ketu, inclusive na raiz de Cido D’Oxun. Essa conceção feita por ele é certa, conheço pessoas feitas sem virar no santo, etc, porém, não levam adoxú, justamente por não rodar no Orixá. descrevi muito sobre o que representa o adoxu para quem se inicia no ketu/Nagô, cada um com seu distintivo, pode até acontecer de se fazer adoxus simbólicos apenas para cumprir o ritual, no que não concordo. Um dos grandes problemas do candomblé brasileiro é a sucessão na falta do zelador, muitas vezes acontece isso que Cido falou, sentam na cadeira de Zeladores com esse tipo de obrigação, fazendo política e apoio com Ebomis antigas para dar segmento ao candomblé. Talvez aí a invenção!

    Nós fizemos santo Carol, rodamos, passamos por todo preceito, usamos nosso kele, nosso santo deu seu nome, se colocou para a sua raiz, foi para festa tomou seu rum perante sua nação. Fazer santo acordado para tomar posto é no mínimo um desrespeito, o melhor é nunca fazer e não existe Odú, orikí, lenda, histórias que me desminta.

    Me perdoe se fui sei lá o que! Mais sou de Oxaguiã e reconheço àsvezes minha inflexão.

    Sus benção,

    Fernando


  513. mesmo assim brigada carol,eu ando sumida pois só consigo entrar na net nos fim d semana mais sempre entro aq esse site virou meu livro d cabeceira rsrs bjs td d bom p vc


  514. Oi Fernando
    Eu só quis esclarecer mesmo o que escrevi,entendo perfeitamente seu ponto de vista,ma se existe esse tipo de situação eu relato,não me sinto no direito de não relatar porque mais tarde a pessoa vê acontecer e pode indagar: porque nao me contaram se não era segredo esse tipo de situação?Entende??
    Mas tá tudo bem
    :))
    Minha mãe o abençõe,
    a sua benção!!

    axé


  515. ola quando a pessoa bola no orixa é um transe concienti ou inconciente? existe um momento especifico para isso acontercer ?


  516. puxa muito bacana continua este site. Vejo as informações diferentes entre vcs e alguns de nós como leitores e sinto uma grande satisfaçãoem ver que podemos pensar que existem pessoas que desejam que outras sejam felizes. O fato de ajudar-nos a entender melhor esta religiao, acho eu é da forma como voces colocam ak. Todos podem dar sua ” opiniao”, nao interessando muito quem esta certo ou errado. O mais gratificante é poder sentir que o que verdadeiramente vemos,mais vemos mesmo com os olhos e sentimos é que muitos “zeladores” não rfespitam nada, enm o ser humano.Coisa que já senti na pele e que me deixa até hoje triste, preocupado e até desacreditado, doente, pois quando procuramos uma casa, um médico ou qq coisa deste tipo é pq estamos preocupados, doentes, precisando de ajuda. E aí a pior coisa é quando nos dizem que nosso orixa quer feitura, dai como leigos, ou respeito aos mais velhos, ou aos “entendidos” resolvemos começar esta trajetória, que meu caso foimuito dificil, varios problemas, familia, saude, etc, E dá tudo errado na roça, por culpa acho eu do zelador, pois falam uma coisa e fazem outra. Acho que tbm recbi algumacoisa em troca que é a de orixá mostrar que existe e cobra quando quer até dos zeladores, mais a verdade é essa é muito ruim para nós que vamos começar e vemos estas coisas ou sentimos. Parabéns pela forma deconduzirem estes assuntos, pena éque é dificil saber como encontrar pessoas sérias e cumpridoras dos seus deveres, assim como tbm temos que cumprir os nossos. abraço sidnei


  517. em Setembro 13, 2009 at 6:09 pm Fernando D'Osogiyan

    Paulo,

    O “Bolar no santo”, significa um desfalecimento completo! Um estado letárgico. Orixá não consegue estabelecer um contato com o Orí. Por não se iniciado, existem esses casos, uma espécie de aviso do Orixá. Não é tão comum no ketu, talvez a Carol possa complementar esse raciocínio.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  518. em Setembro 13, 2009 at 6:11 pm Fernando D'Osogiyan

    Sidnei,

    C


  519. em Setembro 13, 2009 at 6:30 pm Fernando D'Osogiyan

    Sidnei,

    É contra isso que lutamos, que existe este espaço, não somos donos da verdade, mas, procuramos a verdade, aprender com as perguntas, pesquisar e ensinar. Os Zeladores antes de mais nada, tem que aprender a se respeitar, respeitar o Orixá e o ser humano. Muitas vezes recebemos pessoas em nossas casas com problemas psicológicos, depressão, anciedade, doentes, carentes, perdidos, etc…e, em 90% dos casos não é problema de Orixá, de se iniciar. A mesa do jogo de búzios vira um consultório, é isso que os zeladores são: MÉDICOS! Levar as pessoas a perceber que elas podem conseguir seus objetivos, que estão vivas, que podem ser amadas, que existe fé, etc.

    ” Que venha o sol em nossas vidas” palavras de Orunmilá!

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  520. Olá paulo
    O bolar no santo,complementando que Fernando disse,é um estado em que vc perde os sentidos ou domínio sobre seu corpo,pode acontecer de vc ouvir as coisas,sentir , mas tudo fica meio bloqueado,vc não consegue interagir.Quando ocore geralmente cobrem o corpo da pessoa com um lençol branco e o corpo é carregado e salva alguns pontos da casa,a pessoa é levada para o runcó ou para um lugar mais reservado onde é despertado.Geralmente ocorre quando o orixá quer feitura.
    Espero ter ajudado
    axé


  521. Nina o que ocorre muitas vezes é que a pessoa quer o “galmour” de “ser feita” e coloca a responsabilidade num suposto pedido do Orixá em ser feito no candomblé. Quem é de umbanda é de umbanda e ponto final. Tomege


  522. ola fernando,obrigado pelo comentário espero que tenha gostado, o que nao entendi é o pq que disse sobre ser medico o zelador. Acho que eleserve de instrumento para observar todos nossos problemas,sejam espirituais, fisicos e ate psicologicos sim. Mais o que mais acho é que deveriam levar em consideração a dedciaçao que estao disposta a prestar. Como zeladores, seram tambem nossos zeladores entao acho que é de fundamental sua observação, orientação e clareza, nao fazendo disso o aproveitamento de algumas pessoas que estao prontas para levar a serio uma religiao desconhecida, pois acho que só com a iniciaçaoe conhecemos um pouco destes misterios, que nao sabemos como vamos nos sntir e ai ja estaremos responsabilizaos sobre os orixas, entao precisamos de atenção sim, acho que o lado fisico, emocional, financeiro de cada pessoa tem que ser levado a serio. Nao seise entendeu, mais fico grato pq gostei muito dos debates que houve com vc, carol e nelson, bacana, Seriedade é o que pude observar. e vontade de ajudar amistificação. abraço sidnei a todos


  523. Vejamos como podem me aconselhar sobre isso. ja fiz alguns boris, inflizmente em casas diferentes, por causa de depois ter havido me sentido mal logo apos este culta e por falta de explicação, atenção destes, resolvitrocar, tentei ser feito, o zelador me deixou sobre os cuidados de uma das pessoas mais novaatas da csa, isto longe de casa, tudo comprado, nao entendi nada,pq o combinado é que sempre o zelador estaria lá, ai nao suportei e qdo tive com ele pedi para sair. meu orixa que ja virava nao chegava nada. Hoje me deparo assim, se preciso me iniciar como nao pensar no acontecido, varias experiencias dificeis. adora a religiao, mais quando me animo e acho que encontrei alguem interessado em ajudar, nao passa de um mero momento, me desanimo. As vezes sinto um desejo enorme de vibrar comesta nação, coisas lindas, histroias, axe, orixas, mais derrepente tudo some, ai fico quase com depre. Vcs acham que iniciar pode acontecer isso, ou se deve o fato de nao estar na casa certa ou zelador certo para naoacontecer a mesma coisa( orixa dando a dica)? ou é normal tbm estes medos, desanimos, duvidas. abraço a todos?


  524. Fernando vc tem algum site seu, gosto de ver historias e ideias ou experiencias e fundamento de pessoas com responsabilidades que vc tem. obriago sidnei, se quiser use meu email nickquebom@ig.com.br sidnei


  525. Gostaria de saber a opinião de vocês!!!
    Em meu barracão irei fazer a minha iniciação no proximo ano, mas eu não gostaria de ser filho de santo do dono do barração (atual pai de santo) e sim do filho dele (atual herdeiro da casa), por motivos de carinho, por amizade, e também vontade de ser filha de santo do tal herdeiro do barracão, mas eu tenho medo de expor minha preferencia ao dono do barracão, o que devo fazer?
    Obs. sou nova a religião tenho apenas 1 ano e 6 meses


  526. Seria possível fala- me sobre “filho de santo feito de axé”? obrigada , axé!


  527. Kolofé!
    Gostaria de saber onde eu encontro informações sobre a cerimônia fúnebre. Acho que se chama Axexé ou algo assim.


  528. são realizados cortes nos rituais de iniciaçao??


  529. Alessandra aqui no blog mesmo tem informação sobre axexe, é só digitar na caixa da barra superior. Procure tb lendas que envolvem Oyá e o axexê. Tomege


  530. Olá sidnei
    Iniciar-se não é fácil. Por isso costumo dizer que só amor pelo orixá faz a gente dar certos passos, eu mesmo, sou uma pessoa muito teimosa,curiosa e as vezes desobediente. Se vc for analisar, uma pessoa como eu jamais iria se enquadrar e se submeter a obedecer uma hierarquia, mas estou aqui, iniciada.Acho que vc deve buscar uma casa,frequentar,se envolver com uma comunidade.Não existe esse pai de santo que vai ficar do seu lado 24 h por 21 dias,o santo dele tá feito,ele tem que fazer o seu, haja trabalho nos bastidores para que as coisas sejam feitas coretamente.E para ser um bom zelador ás vezes é preciso delegar funções.Claro que nem tudo pode ser delegado,mas o que puder ser feito por outra pessoa,certamente será feito por outra pessoa.
    Leia o texto Encantos e Realidade no candomblé,vc vai ver que abordo essa questão de iniciação.
    axé


  531. O que é afefe Ikue o que significa na linguem yoruba?


  532. Nina o termo afefé signifca vento ou brisa suave, e Ikú o nome do Orixa que traz a morte ou a própria morte, então Afefé Ikú pode ser lido como vento da morte, ou vento destruidor. É tb uma qualidade de Oyá, mas essa não vira em seus filhos, quem vem no seu lugar é Afefé. Tomege


  533. Olá Carol
    É uma questão delicada…
    Sinceramente eu não vejo nada demias,só que vc vai ter que esperar o sucessor tomar posse e geralmente as pessoas do axé tem vida longa….
    axé


  534. Olá Paulo
    Vc deve se referir às kuras,elas são feitas nos ombros, costas e na frente.Não são cortes,algumas pessoas tem quelóide e aparece uma cicatriz. Busque no blog Kuras de fecho do corpo que tem uma explicação detalhada.
    axé


  535. Aguém conhece esse babalorixa “ROBSON TY´TOGUN BORELLI”


  536. Olá, eu gostaria de saber se mesmo sem eu ser feito é possivel que um pai de santo chame meu erê. Pois ainda não estou em condições de me recolher e começar minha feitura, mais tenho muita vontade de conhecer meu erê. E se tiver como gostaria de saber se tem algum complicação se é preciso oferecer alguma coisa.

    A guardo resposta :)


  537. Tiago para muitas pessoas, ser ou não ser iniciado não é condição fundamental para receber seus Orixás, é até muito comun que as pesseoas já virem antes da iniciação, então não há impedimento algum desde que vc seja rodante. Tomege


  538. Boa noite, por favor gostaria de saber o que é cera de oxalá, o que ela contém, e qual sua finalidade. agradeço e aguardo. Ah!, parabéns pelo trabalho bastante capacitado.


  539. Luzia só posso imaginar que seja banha de ori, procure saber se é isso, com este nome. Tomege


  540. ola gostaria de fazer uma pergunta se sou iniciado por um pai de santo e meu irmão de roça vai completar seus 7 anos e abrir sua propia casa eu posso me tornar filho dele sendo seu irmão de roça e passar a frenquentar seu axé ?se posso o que devo fazer antes de ir para o outro axé?


  541. Olá jjj
    Não há impedimentos,comunique seu zelador para que as coisas sejam feitas,o seu assentamento deve ser transferido e vc passará por um orô para mudar de mãos.
    axé


  542. Olá tudo bem? Li alguns posts e também alguns artigos e gostei, vc é direto mas, profundo, consegue alcançar uma didática na escrita muito interessante, parabéns.
    Bem, hoje venho pedir um esclarecimento. Fiquei sabendo que um parente distante qdo era muito jovem iniciou no candomblé, raspou cabeça, ficou reclusa, derramaram sangue na cabeça dela, e enterraram alguma coisa na casa dela.
    Só fiquei sabendo hoje depois de décadas, digamos assim, se isso ocorreu façamos de conta para calcular, mais ou menos aos 18 anos e anos depois ela veio morar em São Paulo e desde então nada mais tem haver com o candomblé, pelo contrário, foi de outras religiões, inclusive, evangélica, católica.
    Só digo isso pq ela (não faz muitos anos) teve câncer perdeu um seio.
    E agora graças a Deus está bem.
    Mas, ora ou outra ela tem diversas crises, inclusive violentas, agressivas, ela tem estados de humor com oscilações terríveis, mesmo antes do câncer. Não consegue se arrumar profissionalmente, nem emocionalmente etc. A unica coisa que a mantém feliz e bem é o sobrinho que ela cuida como mãe, inclusive uma ótima mãe! Ela aparenta ter um coração muito bom, mas mágoas e transtornos de humor e de agressividades físicas e verbais transformam seu ambiente familiar, tudo vira um caos e tb adoece outra pessoas com essa situação horrível sempre.
    Bem, eu comentei tudo isso para perguntar:
    Tem algo haver com o passado? É possível que ela esteja em débito com algo ou alguém ? É possível que no ritual (que não conheço) tenham firmado algum guia (espírito etc) e este por ter sido firmado e ela foi embora, talvez ele tenha ficado perdido, ou não consiga evoluir pelo abandono? Desculpe minha ignorância, cheguei a pensar que se algum espírito tivesse sido firmado lá tão longe e nesta religião, e como ela não tem mais nada haver há décadas, será que o espírito tenha sido impedido de evoluir por culpa dela, e talvez por isso ela tenha tantos problemas? Enfim, o que pode me dizer para ajudar? Agradeço desde já sua atenção, e já digo logo, que respeito todas as religiões que levam verdadeiramente à Deus portanto, não tenho nenhum tipo de preconceito, mas como desconheço talvez eu esteja deduzindo coisas absurdas, então me desculpe qq coisa. Obrigada, fique sempre com Deus! San


  543. Eu gostaria de saber mai arespeto ,pois estou prestes a fazer santo , vou dar a minha obrigação….e quero ter certeza que é isso que eu quero pra miha vida se alguem poder me esclarecer MANDANDO A MIM UM EMAIL eu agradeço de todo meu coração e ja se sinta automaticamente convidado para a miha saida de santo !!! Agradsço a todos pelo carinho !!! e axé todos nos !!!!


  544. San o seu questionamento é muito comun de quem não conhece o mundo religioso do candomblé mas que ouviu, infelizmente, relatos e estórias equivocadas de nossa religião, mas vc está procurando conhecer e isso por sí só já demonstra grandeza de carater. Mas San antes de tudo seria muito bom vc entender o pensamento e cultura negra africana, que é bem diferente do pensamento religioso atual/moderno. San o fato desta pessoa ter raspado não implica em nada na sua vida futura, nós não temos em nossa religião noção de pecado, ceu e inferno, bem e mau, castigos e outros medos impostos para domesticar as pessoas, mas cremos que o Orixá ou Vodum ou Inkises (que são os nossos Deuses) são justos, se vc não os procura, eles tb não se dão ao trabalho de procurar vc, assim como dizem os Católicos, “procure a Deus”, nosso entendimento é similar, nós procuramos todos os dias o contato com nossos Orixás, mas não os procurar ou mesmo abandonar a religião não implica em punição ao filho, é escolha de cada um, é direito de cada um. Só o que não podemos é pensar que Orixá é bonzinho e/ou bobinho, Orixá é justo, se a pessoa o abandonou, porque Ele deveria ficar implorando carinho do filho? Não é bem assim. Orixá não pune ninguém, apesar de tanto se falar isso, não é verdade, Orixá apenas deixa que a vida corra, as pessoas é que costumam colocar a culpa Neles, sem motivo. Tomege


  545. Emerson os textos da Carol e da Dayane são muito bons pra isso, para vc entender algumas questões da religião, or favor leia-os, cilque na foto e procure os textos, vc vai ver pelos nomes o que te digo (não me lembro os nomes e estou enrolando o assunto rsrsrs) Tomege


  546. eu tenho uma duvida sera que voceis poderiam me orientar,fui jogar buzios e me disseram que sou abiku,


  547. em Setembro 29, 2009 at 12:34 am Fernando D'Osogiyan

    Marcelo,

    Qual é a dúvida em ser abikú? Vamos quebrar esses tabús!Existem milhões de pessoas feitas no Orixá que são e nem sabem. Quem jogou búzios para você tem que te explicar, não se diz isso a um consulente à toa, tudo na nossa religião tem um porque, um fundamento.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  548. eu tenho uma duvida , minha familia possui um terreiro de umbanda, e vejo que chegou minha hora de me iniciar pois sou o herdeiro de lá, sendo que me idendifico mais com o candomblé, convidei um pai de santo do candomblé pra me inicar pois como sou parente eles não podem mexer na minhca cabeça . aii gostaria de saber se pelo fato do pai de santo ser do candomblé, automaticamente eu seria feito tb nessa religião e poderia continuar normalmente no terreiro de umbando onde tenho que fazer parte


  549. Boa noite Tiago.
    Vamos por partes. Umbanda é Umbanda e Candomblé é Candomblé, se a sua família tem um terreiro e você que herdará o terreiro, então você terá que ser preparado nos moldes da umbanda, meu irmão. Zelador de Candomblé só pode fazer Candomblé, pois a umbanda tem seus próprios rituais, assim como o Candomblé. Falo isso, Tiago, para que você não seja mais uma a cair nessa mistura que andam fazendo por aí e que vem sujando a imagem tanto do Candomblé, como da Umbanda. O chamado “UMbandomblé”, usado como termo pejorativo, onde as pessoas misturam os rituais e a casa fica com um culto irreconhecível, nem é umbanda , nem é candomblé. Isso não é bom para nenhum dos cultos.
    Por esses motivos lhe aconselho a seguir apenas num culto, não misturar as coisas. Se você quer ficar na umbanda, procurar um pai ou mãe de umbanda, e se caso vá para o Candomblé, inicie-se com um zelador de Candomblé, meu irmão.
    Obrigada


  550. em Outubro 6, 2009 at 2:51 am Ronaldo cabral de lima

    oi gostaria de saber , unha coisa… estou para tomar meu deka agora no ano que vem.. como moro na italia, gostaria se eu tenho que vestir as 3 roupas da saida do meu orixa , mas dos meus juntos. e aquela toda branca, para pegar meu deka..como eu nao queria que si aproveitasse de mim, gostaria de saber quanto mas ou menos. que irei gastar , para as roupas e paramentas e acentamentos… nao quero que me esplore no santo.. porque se meu pai for onesto comigo.. eu posso dar pra ele un bello presente , que nao seja do irixa, mas que seja pra ele.. so que eu qreia que fossi o mesmo , de unha pessoa que mora no brasil. e vai tomar deka.. vc esta me entendendo… sou uma pessoa muito simpres. boa. e eu acho que a nossa religiao , nao se esta tornado mas una religiao. , mas unha sobrevivensa para quem abre casa de santo , hoje em dia…. bem gostaria . que vc me respondese este depoimento. pelo meu e-mail se e possivel..
    minha e-mail e . michelle-712@hotmail.it

    muito obrigado e esperarei com muito carinho este e-mail.
    com grande respeito te agradeço mas 1 vez……


  551. Ronaldo primeiro precisamos esclarecer que nem todos os que dão sete anos de iniciados precisam receber Deka, pois o Deká é apra quem tem função sacerdotal, e somente para estes. O restante dá sete anos e ponto.
    Mas não é obrigado que vc vire no juntó nem que vista tres roupas, sobre paramentos isso depende do seu Orixá, de quel é seu Orixá. Meu irmão o caso não é só de hoenstidade ou dinheiro é caso tb de vc poder conviver com a religião, isso é imprescindível para o crescimento e conhecimento religioso, entendo que vc mora fora e fica difícil, mas o convívio na comunidad eé fundamental. Fazemos votos para aue vc encontre alguém competente e que seja uma linda festa. Axé Tomegê


  552. nelson meu namorado é pai pequeno e eu não entendo quase nada dessas coisas,o que devo fazer,fui criada na igreja evangélica,nunca pensei que passaria por uma situação dessas as vezes me sinto um pouco desesperada.me da uma força


  553. em Outubro 10, 2009 at 9:55 pm Valdemir Ferraz

    Gostaria de saber se feiura de cabeça tem a ver com criar um elemental.


  554. Jessica, não tem para quê se desesperar, minha irmã. O que acontece é que ele pertence a uma religião totalmente diferente da qual você cresceu. Se você colocar na sua cabeça que o Candomble´é uma religião igual as outras, tudo fluirá melhor na sua mente. Seria o mesmo de você ser protestante e ele católico, são conceitos diferentes, mas que têm que ser respeitados, pois uma relação onde o casal tem alguma “opinião”, uma escolha diferente, essas devem ser respeitadas sim. Um a decisão do outro. Você não precisa se preocupar, minhai rmã.
    Obrigada


  555. Valdemir Ferraz a iniciação ou feitura de cabeça é uma cerimonia do candomblé, elemental é uma figura de outro segmento religioso, não tem nada um assunto com o outro. Tomege


  556. Oi!
    Poderiam tirar uma duvida minha?
    1ª E possivel uma pessoa que vai fazer santo no candomblé ” raspar cabeça e ser mãe de santo da mesma” fazer um filho de santo na umbanda?

    2ª Pode essa mesma pessoa usufruir dos dois na mesma casa? Candomblé e Umbanda.

    3ª E possivel essa mesma pessoa faz seus 5 anos no omoloko e depois fazer seus 7 anos no candomble?
    Pois estou com essas e mas duvidas mas por enquanto deixo essas para que me ajudem a entneder mas um pouco.
    Agradeço desde já pela ajuda e as informações.
    bjos


  557. Boa Noite, Nina.

    Veja só, Umbanda e Candomblé são segmentos diferentes, cada qual com seus rituais, e cada um com a sua maneira de entrar para a religião.
    Tornar-se um zelador no Candomblé compete a pessoa passar por uma caminhada longa de atenção e aprendizado, ninguém entra abiã e sai zelador de um terreiro. O processo é devagar, existem etapas a serem seguidas: a iniciação, as obrigações intermediárias, e tudo isso dura no mínimo 7 anos, para então, se tiver no caminho da pessoa, ela receber a permição ao sacerdócio. Isso é no Candomblé. Sobre a Umbanda, o processo é outro, eu não conheço, já ouvi o Nelson falando um pouco, mas não mais que isso. E sei que é diferente.
    Misturar esses dois segmentos implica em destruir a essência de cada um, pois Candomblé “mexe”, trata do próprio orixá, na Umbanda se trabalha com os falangeiros. São noções diferentes, ideias diferentes sobre o orixá… Enfim, ao falar isso, dá pra você saber resposta sobre suas perguntas minha irmã. “Cada macaco no seu galho”
    OBS.: Na sua primeira pergunta, você fala se ela pode auto iniciar-se? Foi isso que eu entendi, e se for essa a pergunta, te respondo que não, isso é um absurdo. O Candomblé é uma religião hierarquica. Ninguém nasce, é gerado sozinho e iniciação quer dizer exatamente isso, nascer novamente, sempre teremos a quem pedir benção. Ninguém pode fazer suas próprias coisas.
    Obrigada


  558. Nina o que podemos falar em poucas palavras é, “está tudo fora de lugar”, uma mãe não inicia os filhos, na umbanda não se raspa ninguém. Juntar umbanda e candomblé é normal, não podemos fechar os olhos para isso, mas é errado, são segmentos muito distintos e fundamentos diferentes tb, é no mínimo desaconselhável. Se alguém começou no omoloko deve receber sua obrigação de sete anos no omoloko. O que recomendo é que vc procure uma casa séria e tradicional, essa mistura toda nunca dará um bom resultado religioso por que na verdade é a religião da pessoa que fez a mistura. Candomblé e umbanda é tradição e raíz, sem raíz não há cultura religiosa. Tomege


  559. Obrigado a todas que aqui estão me ajudando.
    Então que dizer que se ela era de omoloko fez seus 5 anos na mesma, ela teria que começar tudo de novo, tipo mudar as aguas por completo.
    Como eu comentei acima, conheço uma pessoa que fez seu 5 anos no omoloko e agora vai fazer seus 7 anos no candomblé isso e possivel?
    Desculpe-me mas sou completamente leiga no candomble e outras, pouca coisa que sei estou aprendendo aqui e na net em geral.

    ” eu sei que na umbanda não se raspa” Mas que essa pessoa começou no omoloko esta indo para o candomblé, fez seus 5 anos no omoloko, e vai fazer seus 7 anos no candomblé, ” isso tudo me deixa confusa!


  560. Nina vc pode ver no post Ossaim em seus comentários uma grande quantidade de informação sobre omoloko, e lá vc verá que o omolko é tradicionalmente uma fusão entre candomblé e umbanda primitiva (início da umbanda) e isso por si só já nos diz que não há motivo de ir para o candomblé para nada, é só fazer da maneira tradicional do omoloko e tudo seria perfeito. Mas essa história de fazer sete anos no candomblé é fruto do não conhecimento do que é o omoloko. Já vi pessoas de umbanda, que nunca foram raspadas, mas que tem casa aberta (de umbanda) receberem deká no candomblé, cada um faz de sua forma, mas podemos dizer que isso é invenção e não faz parte de nunhuma tradição religiosa. Por este motivo o que está sendo ou será feito é invenção, não existe motivo algum para isso. O correto é manter-se no seu segmento ou então, ser raspado no candomblé e seguir o caminho normal do yaô até completar sete anos. Tomege


  561. Bom dia!

    Sou abian e em breve estarei me iniciando passando assim a ser um yawo.
    Mas acontece q meu orixá eh meio complicado. Por ele ser muito encantado tem algumas coisas q são difíceis d efazer e tenho medo q sejam feitas erradas…
    Tenho uma duvida sobre a iniciação do meu orixá q nunk me foi respndida.
    Qual o bicho q Logun edé “come”?
    Cabrito, cabra, carneiro, ovelha, coelho… Enfim!
    Desde já agradeço a oportunidade…


  562. Olá Leonardo
    Todos os orixás são encantados, Logum é um orixá um pouco mais raro.Cada orixá tem seu fundamento geralmente ele come caça. Mas se vc não confia na competência do seu zelador, porque vai raspar?
    Antes de entregar seu ori a alguém vc tem que estudar a casa, saber da raíz do zelador, como ele conduz a a casa e seus filhos.Se vc desconfia dele não entre, estude mais se informe e só entregue seu ori a alguém com quem vc tenha uma relação de confiança.
    espero ter ajudado
    axé


  563. adorei esse blog e queria saber sobre os ebós e por que tem gente que faz pro mal em vez de fazer pro bem e outra duvida por que tem gente que diz que é vidente que traz a pessoa amanda em tres dia eu acho isso tudo mentira eu acredito no candomble e não nessas pessoas que dizem que são videntes AXÉ


  564. O QUE ODÚ-EGHE?
    OU ESTA ESCRITO ERRADO PRECISO DESTA RESPOSTA O MAS RAPIDO POSSIVEL.


  565. em Outubro 17, 2009 at 11:38 pm Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    Odun- ano
    Ije- sétimo

    Odun Ije- refere-se a uma obrigação de 7 anos. Ganhando a maioridade dentro de sua nação.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  566. em Outubro 17, 2009 at 11:42 pm Fernando D'Osogiyan

    Ivelize,

    tem gente trazendo a pessoa amada em 5 horas! Isso é que denigre a imagem da nossa religião, aí diz que é do candomblé, que é macumbeiro, etc. Ainda tem gente paga para ouvir besteira.

    Axé,

    Fernando D1Osogiyan


  567. Ok entendi, mas gostaria tambem de saber se e assim que se escreve, pois vi um convite escrito assim, por isso quero saber. e outra coisa uma pessoa que vai fazer essa obrigação fica quanto tempo de preceito.


  568. em Outubro 18, 2009 at 12:16 am Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    A língua Yorubá é muito complexa, principalmente no que se refere a acentuação, portanto, Òdún Ijè. Há quem escreva também Odú-Ijè. Já recebi diversos convites para obrigação de 7 anos escrito de várias formas, essas são as mais usadas.

    Quanto ao preceito,depende da nação e do axé. Nada menos que 21 dias de preceito e nem além de 90 dias.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  569. a nação e efon!
    Muito aobrigada por sua resposta, vcs estão me ajudando muito.
    bjos e um otimo final de semana pra vc e para todos.


  570. em Outubro 18, 2009 at 11:31 am Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    Não tenho certeza, até onde sei são 21 dias a contar da feitura. Tem certos preceitos que são restritos ao axé e a liderança do zelador (a). Os preceitos vão regredindo lentamente em 1 ano, prefiro assim: 21 dias, 90 dias, 180 dias e 365 dias. Refiro-me a iniciação. Um tema bastante interessante para um debate. Foi-se o tempo que Iyawò ficava de 3 meses de kelê.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  571. Kolofé!
    Fernando D’Osogiyan, sua bênção!
    No Axé da minha mãe de santo, e no do meu avô e bisavô de santo, todo Iawò fica 3 meses de kelê, e alguns preceitos seguem por um ano.
    Aliás, são muito rígidos neste sentido, inclusive por este motivo é que eu estou lá.

    Mas já ouvi falar de terreiros em que um filho de santo toma deká e assim que termina o toque, tira-se o kelê e ele vai curtir a festa.

    Por isso eu acho de fundamental importância fóruns como este. Esclarece coisas importantes que os iniciantes precisam saber para determinar se a casa é ou não correta e se segue os preceitos como deveriam ser seguidos.
    Axé!
    Kolofé!


  572. em Outubro 18, 2009 at 1:00 pm Fernando D'Osogiyan

    Alessandra,

    Oxalá lhe abençoe, a benção!

    Seu axé da continuidade a uma tradição, parabéns! Principalmente também, por que é Jeje e, que sempre foi, nesse sentido, mais rígido.

    Alessandra, acho que não é só o preceito em sí de cada axé, é o entendimento, a sabedoria, o respeito, a educação de ronkó.

    Hoje em dia zeladores que vivem do santo, se vendem por qualquer coisa, criaram um comércio de unguentos, e até chicletes de atração!!! Imagina?

    Com dinheiro na mão você compra o que quiser, deká, cuia, kele móvel, etc, etc…é um nojo.

    Estamos aqui para desmistificar e desmascarar supostos zeladores que abuzam da boa fé das pessoas.

    Volte sempre,

    Fernando D’Osogiyan


  573. Kolofé!
    Pois é, Fernando D’Osogiyan, outro dia soube por um dos “filhos” que um suposto “pai de santo” daqui da cidade onde moro nunca foi raspado! E se promove como pai de santo!
    Daí, volto ao meu barracão, onde vou me recolher para me iniciar daqui a 20 dias, e qual é a minha surpresa ao convidar os abiãs do terreiro para estarem nos dias de função, e ouvir a resposta deles: Ah, não vou não! Não posso ver nada! Vou lá pra tratar criações?!
    E chego à conclusão que se não fosse essa proteção aos segredos do roncó, mais “pais de santo não raspados” estariam no mercado livre que muitos terreiros se transformaram.
    Quando eu procurava um terreiro pra eu frequentar, a primeira coisa que eu quis notar foi como as informações eram passadas, e pra quem. Vi no barracão que frequento hoje que tudo é levado muito à sério, e que a proteção aos segredos são justamente para não cair nas mãos de qualquer um e ser banalizado um culto tão primitivo e salvo da maioria das influências do “novo mundo”.
    E, como eu disse num texto do meu blog, Candomblé não é pra qualquer um.
    Axé!
    Kolofé!


  574. em Outubro 18, 2009 at 2:22 pm Fernando D'Osogiyan

    Alessandra,

    Exatamente, “Candomblé não é para qualquer um” e nem todo mundo nasceu para fazer santo. Casa de santo tem que ter raiz, fundamentos, liturgia,dogmas e teologia.

    Olorun Kolofé! Kolofé.

    Fernando


  575. Há alguns meses acompanho este Blog e aprendi muito com todos vcs…. e n canso de dizer q todos estao de parabéns….

    Nos últimos tempos venho pensando em me iniciar… n só pelo motivo de já ter escutado várias vezes por entidades, fámila (maioria kardecista) e amigos do candomblé ou umbanda, mas tb porque acho q esta hora está chegando. Meu medo está diminuindo! Ou melhor eu estou conseguindo controla-lo um pouco…. infelizmente tb já vi diversas situacoes q me deixaram muito triste…. como ver o que o ser humano é capaz de fazer para saciar seus desejos e ganâncias! Pois muitas pessoas n sabem diferenciar o bem de um lado e o mal do outro.

    Acho que este é o motivo principal e o pq eu tenho tanto receio. Já escutei muito sobre decepcoes entre o filho de santo e o zelador e o q zeladores já fizeram ou fazem para manter um filho na casa…. tenho medo de ser mas um instrumento de poder de um zelador marmoteiro!

    Existe uma forma de cuidar do orixá sem raspar? Se existe como devo fazer?
    Como agrado meu orixá? Dando oferendas ou tb posso acender uma vela para um orixá?
    Como posso me protejer de mandinga ou bruxaria esquerda (sabendo q foi feita pra mim e por quem) sem querer fazer mal a esta pessoa ou retornar a mandinga?

    Obrigado pela paciência!
    Axé! Bel


  576. em Outubro 18, 2009 at 3:30 pm Alice Miranda

    A bençam dos mais velhos!

    Eu gostaria de saber por que motivo apos a feitura os homens tem que ficar um ano sem cortar cabelo e a mulheres sem pintar ou alisar?
    No caso de uma amigo meu que trabalha como bancario, com certeza o patrão não vai aceitalo ficar todo social e com uma cabeleira grande.
    vcs podem me tirar essa duvida?
    Axé!


  577. Pois é, Bebel.

    Alguns fatos infelizes vêm ocorrendo entre as pessoas na religião. Mas temos que ter ideias separadas: uma acerca da religião em si, seu culto, sua liturgia, e outra sobre essas pessoas que distorcem as informações sobre a religião, alegando-se serem zeladores e por isso podem tudo, mas como diz uma frase de um escritor que eu amo: “Nem todos os caminhos são para todos os caminhantes” Goethe. Isso não é a religião, isso são eles, apenas eles.

    Nós, que queremos viver a religião de modo sério, não devemos nos abster em subterfúgios. Existe uma liturgia e ela deve ser respeitada, minha irmã. E tudo começa pelo caminho da iniciação. Nem todo ser do Ayê tem que ser iniciado, isso é fato, mas aos que isso está no caminho, o melhor é seguir certinho.

    Muitas pessoas pensam que para agradar o orixá devemos sempre ofertá-los, sempre, sempre. Mas tudo isso tem que ser visto. Se o orixá quer ser agradado, há um motivo e isso é visto com o zelador.
    Não há como caminharmos sozinhos nessa religião, minha irmã. Ela se baseia na família, na continuidade. Sempre teremos a quem pedir benção, sempre teremos alguém acima de nós na hierarquia e isso é totalmente necessário para termos a noção de respeito e sobre o que é orixá numa casa de orixá, entendeu?

    Todas essas suas dúvidas são tirada sim, a medida do convívio na casa de axé.
    E lembre-se, nós só atraimos o que queremos, o que mentalizamos. Você acredita que algo pode te acontecer mandado por outro alguém? Eu não, eu tenho Oyá por mim.
    Espero que você tenha entendido a minha linha de raciocínio, minha irmã.

    Obrigada


  578. Oi Dayane….

    obrigada a vc!!!!

    Eu entendo seu raciocínio…. confesso estou passando por um momento delicado pois a mandinga n foi feita pra mim mas pra um parente q muito amo e por acasso (ou nao???) é filho de Oyá….

    Concordo com vc qnd diz q atraimos o q mentalizamos, mas o amor e a precupacao gritaram mas alto…. o q n é nada estranho para uma filha de Iemanjá! rsrsrsrsrsrsrs

    Continuarei aqui com vcs avaliando, estudando, me informando e pensando quando será o “meu” momento certo de criar coragem e esquecer o lado decepcionante….

    É, e quando chegar a hora… ela, a Rainha do mar vai me guiar!

    Mas uma vez obrigada a todos…


  579. em Outubro 18, 2009 at 6:27 pm Fernando D'Osogiyan

    Alice Maria,

    Toda casa tem seus preceitos pré-estabelecidos. Existe uma preocupação maior com o iyawò nos 3 primeiros meses de iniciado, depois vamos amenizando o preceito, adequando as realidades da vida, por que a vida continua. O que não pode é a vaidade, é esquecer a liturgia, o preceito por vaidade no primeiro ano, isso não pode! Quebramos os ewós para que o iyawò possa ir trabalhar sem problemas, mas com a consciencia em seu Orixá acima de tudo!

    Costumo sempre dizer: Só se faz santo uma única vez, então que façam bem feito, sem dever uma conta do seu kelê.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  580. Oi Fernando
    Vc falou em kelê em algum lugar e me interessi, assim eu não fiquei três meses continuamente com o kelê,fiquei no roncó e um mes depois da saída da muzenza, então começaram as aulas e eu só fui na faculdade um dia com ele todo coberto para ninguém ver nem tocar, e depois tirei,mas existe um resguardo do quelê e ele deve ser seguido e foi seguido.E quando estava perto de formar três meses eu voltei a casa coloquei o kelê para o ritual de queda do kelê…Tá tudo ok nesse caso?


  581. Kolofé!
    Bom Carol, vou aproveitar seu gancho e dizer o que muitos pais de santo que são sérios fazem.
    Muitos filhos de santo trabalham em empregos cujo kelê seria no mínimo destoante quando há uniformes a serem usados. Não digo esteticamente, mas pelo ambiente. Então, são seguidos os mesmos preceitos que o iawô segue quando está de kelê. E procede nos rituais da queda normalmente.
    O mesmo se dá com o fato de ter de usar branco por um período longo de tempo mas se torna um empasse quando há conflito com uniformes, que só são brancos na área médica e veterinária, geralmente.
    Isto procede, ou haveria uma outra forma de se usar o kelê sem que haja questionamentos no ambiente profissional?
    Kolofé!


  582. Alessandra
    Eu respondo conforme que vejo acontecer
    A maior parte das pessoas tira o kelê,Porue ó kelê é uma jóia, e existem ambientes em que ele não deve ficar, mas segue-se o preceito do kelê como se o estivesse usando,Eu só tirei o kelê,mas continuei usando o guizo,os contra eguns. conheço casos de pessoas que fizeram santo desempregada e quando saíram arrumaram emprego e o uniforme era preto e vermelho…Se foi o que veio,ela conversou com o zelador e deu se um jeito.


  583. Olá… Estou a realizar um trabalho sobre os rituais do Candomblé e gostaria de saber em que vc pode me ajudar, pois nao conheço essa religião e fico sem saber por onde começar.
    Tipo, eu precisava saber de “todos” rituais, quando são praticados e quem está apto a fazer. Questões basicas que favoreciam o meu entendimento.
    Aguardo retorno, muito obrigada…
    Aah e por que todos desejam axé??


  584. em Outubro 29, 2009 at 1:22 pm Fernando D'Osogiyan

    Carolzinha e Alessandra,

    Tudo certo no comentário de vocês, isso mesmo. Vou passar minha liturgia nos tempos de hoje. O Iyawò fica 21 dias de Kele até a queda no vigésimo primeiro dia, na roça. Conta a partir do dia da feitura em que foi colocado. Fica de preceito 3 meses, conta também do dia em que foi iniciado, após esse tempo cumpre apenas alguns preceitos referentes ao axé e ao seu Orixá.

    Obs: Tem muitos que tem vergonha dizerem que fizeram santo, serem taxados pejorativamente, a vaidade, a sociedade em sí, etc. É necessário um tempo mínimo de 30 dias na roça, normalmente o tempo de férias no trabalho.

    Por isso sempre insisto que o abian tem que no mínimo passar 3 anos dentro da casa de santo, aprendendo as funçõs e a liturgia da religião. Sei que existem excessões, porém, para mim, é regra.

    Axé,

    Fernando


  585. Olá Delaine
    Temos na barra lateral o link rituais e os comentários tem coisas importantes, vc pode dar uma lida nesses textos se quiser.
    Quanto a desejarmos axé, é porque axé para mim significa energia positiva, força, coragem ,vida, coisas boas, é uma palavra que resume tudo de bom que podemos desejar.
    axé


  586. Boa Tarde

    Tenho um certo facinio por esse assunto.
    Ultimamente não me considero em nenhuma religião.
    Descobri que tenho mediunidade e estou correndo de um lado para o outro e ninguém consegue me dar resposta. Nunca fui a um terreiro, porém ultimamente tenho varios sonhos com um homem me levando a um certro e fazendo uns rituais.
    Estou muito confusa, pois as pessoas que me cercam dizem coisas horriveis sobre candoblé… Mais mesmo assim gostaria que alguém pudesse me ajudar e me exclarecer…

    Muito Obriga Pela Atenção


  587. Delaine no blog tem informação sobre quase todos os assuntos, dê uma busca detalhada e vc vai encontrar tudo que procura, inclusive temos textos academicos publicados.
    Mas vamos começando. A vida no candomblé começa com o Abiã (filho ou irmão mais novo), este “degrau é importante para que a pessoa avalie se é de fato aquele o caminho que quer seguir. Depois de ser iniciado/raspado esta pessoa se torna um yaô (esposa mais jovem ou simplesmente “o iniciado”), se sucedem mais 03 obrigações que são na realidade renovações dos votos com sua religião, a de 01, 03 e 07 anos, após a de sete anos o yaô se tornea um egbami/egbomi (irmão mais velho). Determinados rituais como o, obi, ebó e banhos qualquer egbomi pode fazer nos seus mais novos. Mas as cerimonias e rituais que envolvem a iniciação, que envolvem energias ligadas a Orixá de seus mais novos, somente pode ser feito por aqueles que tem função sacerdotal. São por exemplo, bori e iniciação, além de vários outros ritos que propiciam a vinda/manifestação do Orixá. Agora vc precisa dizer se vc está se referindo a rituais ou festas abertas, pois os rituais são fechados e as festas são públicas. Tomeje


  588. Denise o camiho é ir, não há nada que se possa fazer por internet. Os recados são claros, então vá. MAs tome algumas precauções, procure informação sobre a roça/casa de axé, porque o te falam é fruto de tudo que é feito e dito no nosso próprio meio religioso, então antes de tudo procure saber da idoniedade da casa e do zelador, isso poupa tempo, aborrecimentos e frustrações. Neste blog tem informações valiosas, clique nas fotos e vá garimpando os assuntos que lhe interessarem. Tomeje


  589. Boa Tarde.

    Muito obrigado, pela atenção.


  590. Olá!
    Gostaria de saber se depois que a pessoa para por esse processo de iniciação ela precisa passa algum tempo sem usar brincos, anéis?


  591. Boa noite.
    desculpe o incomodo mas tenho mas duvidas.
    Eu gostaria de saber se uma pessoa que esta fazendo a obrigação de 7 anos ja pode receber Odú Eghê, pois o de 5 anos foi feito a obrigação no omoloko e esses 7 anos no efon, e se esta pessoa pode fazer filho de umbanda ( obrigação para esse filho na umbanda)
    Outra duvida, essa mesma pessoa que esta recebendo a pouco tempo esse Odú Eghê, pode dividir uma uma catulagem ( raspagem com outra pessoa, tipo uma filha dela de santo que era de umbanda, vai raspar a cabeça no efon, isso e fiquei sabendo que essa tal filha, vai ser metade raspada por uma pessoa e a outra por ela)

    Daqui a pouco eu volto com mas duvidas com certeza, pois não conheço nada de candomble efon.


  592. Nina a pesar do Omolko ter fundamentos de candomblé e ser tradicionalmente cultuado assim com elemntos dos dois segmentos, isso que vc cita está equivocado, é mistura demais. Imagina o seguinte, uma pessoa é alfabetizada em alemão, agora vai se formar em portugues? é muito diferente uma lingua da outra. Assim são os ritos de omoloko e efom. Sobre filhos de umbanda, a umbanda tem tradição, culto e dogmas próprios, não é uma “coisa”, feitura de umbanda que se chama camarinha, é um assunto sério e não uma mistura de cultos, umbanda merece respeito e não deveria ser tratada desta forma até desrespeitosa como esta pessoa pretende tratar. Não vejo motivo para diviir a cabeça com outra pessoa afinal a energia e axé depositados naquela cabeça deve emanar de uma única pessoa. Isso está confuuuuuuuuso e misturaaaaado. Tomeje


  593. Nelson Souza.

    Por ser confuso e que peço a ajudas de vcs quando estou com duvidas. Mas uma das duvidas permaneçe ela pode ou não receber Odú Eghê ( segundo o que eles querem dizer com Odú Eghê e ” não conheço o termo certo mas vou usar essa” Mão de mãe de santo ” Ìyálórìsà”.
    Se alguem puder alem do nelson me enviar explicações por e-mail.
    lindamenina27@hotmail.com


  594. Nina, como o Nelson disse, Omoloko e Efon são cultos distinhos.
    Mas vamos direto ao ponto: uma pessoa que se iniciou (nao sei se esse termo é o correto) na Umbanda, essa iniciação só vale para Umbanda e se caso ela tenha 30 anos de Umbanda e resolva migrar para o candomblé, ela terá que caminhar tooodo um novo caminho e do começo! Então, essa pessoa que você diz fez 5 anos no omolokô, se for para o Candomblé terá que trilhar o caminho de abiã. Tempo em segmento, é o tempo daquele segmento e no outro, idem. Por isso, o melhor é “cada macaco no seu galho” pra não virar uma marmota, entendeu? Quem é de Umbanda na sua Umbanda, de Omoloko no seu Omoloko, quem é de Candomblé no seu Candomblé.

    Axé!


  595. Boa tarde,
    Eu tenho uma duvida e se possivel gostaria de te-la sanada.Bem eu estou interessada em entrar( ja entrei só não fiz as obrigações)para o candomblé porém na casa que vou é a mesma que meu marido frequenta e fez sua obrigações, ele é ogan, é uma casa pequena e temos uma mãe de santo que é a dele,não tenho interesse em outro lugar, existe a possibilidade da mãe dele ser a mesma que a minha?Sei que fica estranho mais se dentro das funções do abassá teriamos obrigações diferentes, e eu teria que sempre tomar a abenção a ele por ele ser mais velho que eu na religião, qual mau ha em termos a mesma mãe?E se eu precisar como faz?Nunca entrei no mérito da questão pq sempre ouvi que isso não poderia, mais esta duvida esta recorrente em minha mente.Somos de Angola com influência de Joãozinho da Gomeia.Espero que possam me ajudar.


  596. Carolina esta situação de vc ter a mesma Mameto (mãe de santo) zelando por vc e por seu marido realmente não é boa, mas vcs podem ser da mesma casa e ter mãe e pai de santo diferentes, como ele já foi iniciado pela mãe, vc poderá ser tratada ou iniaciada pela mãe ou pai pequena(o), é um meio de contornar a situação e vc não terem a mesma pessoa como mãe de santo. Sobre a benção, de fato vc deve obediencia por ele ser mais velho e deve tomar a benção sim, porque não toma a benção dele e sim do Inkise dele. Tomeje


  597. Oi Nelson, eu não me incomodo de tomar abenção dele aliás eu mesma faço questão disso para que não haja disse me disse.Na verdade eu quero saber pq não é bom?O que a mãe de santo dele me disse e ele própio é porque eu seria irmã dele, e como uma irmã poderia ser esposa, isso seria incesto, até ai entendi. Só queria saber se relamente este é o unico motivo. E meu questionamento é por que sempre sou icentivada a quando estamos desevolvendo, apredendo deixar o mari do e mulher do “lado de fora”, pois la dentro eu sou abiã e ele ogã…
    Nada contra isso, na minha cabeça vejo isso como uma fase do crescimento que neste caso é religioso, entende.É pq no meu caso a mãe pequena não pode ser minha mãe de santo. Mais acredito que tudo se resolverá a seu tempo, tb não estou revoltada só curiosa, afinal ja percebi que as vezes existem mais de uma versão para o mesmo assunto!!kkk
    Obrigada


  598. Carolina há explicações diversas para este assunto, na minha casa mesmo há diversos casais que foram e são cuidados pela mesma Yá e estão lá felizes e não se transformaram em “irmãos”. Mas na maioria das casas isso não é aceito e o jeito é recorrer ao pai ou mãe pequeno, mas se na sua roça não tem essa possibilidade, sempre haverá um mais velho da mãe de santo que poderá cuidar de vc individualmente, esta é uma forma de contornar este “impedimento”.
    Eu sempre falo que estes assuntos devem ser tratados de acordo com as normas da casa, se lá não é aceito, procure estes outros caminhos, mas acho importante que vc tenha a possibilidade de estar no mesmo ambiente que seu marido, isso é saudável e reforça os laços entre vcs. A única explicação que não concordo é justamente esssa de tornarem-se irmãos, incesto e essas coisas, porque isso faz parte da visão de outra religião, já que na nossa não existe isso de proibições, pecados, incestos, é só ler as lendas e vc vai ver que não há nada disso. Essa explicação pode ser aceita, mas não é bem clara e convincente.
    O Fernando já falou disso em outras vezes espero que ele veja o assunto e dê sua opinião. Axé e felicidade neste caminho religioso.
    Uma recomendação que sempre faço é. Seja abiã, curta este tempo, veja e ouça tudo, aprenda tudo, fique atenta a tudo, este tempo de abiã é importantíssimo no futuro de um bom yaô. Tomeje


  599. Boa noite, Gostaria de saber se um ogã pode ser tornar Babalorixá “pai de santo”? (Rodante)

    E se esse mesmo pode fazer um filho de santo.


  600. em Novembro 12, 2009 at 9:22 pm Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    Ogã já um posto de santo com suas funções específicas, nasce para tocar, cortar, cantar, suas principais atividades.
    Ele não vira no santo, pois seu preceito exige que não vire no Orixá, foi designado por seu próprio Orixá a servir a um Babalorixá ou Iyalorixá, seus Orixás, aliança de axé. Portanto Ogã que vira no santo não é Ogan, não é nada, se perdeu na liturgia, destruiu seu axé, perdeu sua identidade espiritual perante a Olorun.

    Axé,


  601. GOSTARIA DE SABER O SIGNIFICADO DESSE NOME
    OMIM ALA POIS VENHO SONHADO DIARAMENTE SENDO QUE EU ESTOU MANIFESTADO DE SANTO ..SOU DE OXALA COM OXUM NO SONHO EU VENHO INICIADO …AXE


  602. Josantana, fica quietinho no seu cantinho e aguarde sua iniciação, lá vc vai saber o que é. Não queira descobrir agora, não estrague a tua própria surpresa. Além disso este é um assunto que só se fala na iniciação. Tomeje


  603. Fernando D’Osogiyan.

    Fiz essa pergunta pois conheci uma passa que diz que e pai de santo, depois de algum tempo fiquei sabendo por outras pessoas que ele antes de ser tornar pai ele era ogan.
    Como podemos confiar e uma pessoa assim então, para ser mas especifica ele ainda acabou de fazer mas uma mãe de santo, se vc for ler minhas peguntas e meus comentarios vai ver do que estou falando.
    Acredito eu que pessoas como ele não deve ser, pois denigre a imagem e a liturgia que vcs candomblecista cultivam com tanto amor.


  604. em Novembro 14, 2009 at 4:11 pm Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    Por isso que existem as ‘RAÍZES”, estamos contidos dentro de uma árvore geneológica, é só pesquisar que você vai encontrar quem lhe de informações, ou um caminho para averiguar. Meu caminho, por exemplo, vai até o Axé Oxumaré da Bahia com Mãe Nilza de Ogun. Tem que ter cuidado com os falsos profetas aos montes por aí, Baba/Iyálorixá tem que ter enredo, história, testemunho, tem que ser conhecido dentro do axé que frequenta, etc..

    Boa sorte,


  605. Boa noite
    eu ouvi falar uma vez que depois da feitura pode acontece da pessoa muda de sexo isso eh verdade?


  606. oi carol mucuiu
    se lembra de mim eu ja sai da casa que esta pra sair por favor me fala agora algo que fazer ñ quero ir pra casa de ninguem mais amo meu santo oxala é tudo pra me e ñ quero abadonar ele quero cuidar dele mais que nunca sim vc sabe né sou ogan me ajude


  607. Olá João
    Isso é mentira
    Orientação sexual é algo que independe da religião que adotemos
    axé


  608. Olá alex
    Lembro de vc
    Mas como sempre dizemos aos nossos irmãos o candomblé é uma religião iniciática e comunitária, sem comunidade não há como cultuar o orixá.Busque uma casa, sei que vc passou por uma casa complicada onde exigiam demais de vc, e ainda te humilhavam,mas não podemos julgar todas as casas somente por sua experiência nessa casa, cada casa é de um jeito.Busque uma casa o mais tradicional possivel.
    axé


  609. Olá João,
    Não, não é verdade. Nenhum Orixá interfere com isso, nem mudando de sexo, nem mudando a nossa sexualidade. Cada um é como é e assim será também depois de fazer a iniciação. Me perdoe, mas quem lhe disse isso não tem nem ideia de onde tem o nariz!
    Seja sempre bem vindo aqui!
    Axé!


  610. Carol e Manuela obrigado.


  611. E se quebrar o Kele o que acontece?


  612. Olá….
    Qq pessoa pode tornar a seguir essa religião?
    Obrigado


  613. Juliana eu penso que o candomblé é um das religiões mais democráticas e liberais, nele, todos são aceitos e bem vindos sempre. O que nos ensina o candomblé é que temos que ser felizes agora. Seja feliz. Tomeje


  614. Nilton quele só quebra se o filho faz alguma coisa errada deliberadamente, se foi este o motivo, ou mesmo que não seja este o motivo, vc deve imediatamente recorrer ao seu zelador/a, não tenha medo e não deixe passar muito tempo. Tomeje


  615. Boa tarde, venho aqui de novo para tirar duvidas, não e a primeira e nem a ultima vez que venho aqui, como eu ja disse aqui vcs tiram todas as minhas duvidas, a pouco tempo coloquei aqui algumas duvidas minhas, se verem por meu cod nome, vão ver, venho porguntar a vcs se uma pessoa que não tem nem 1 mes que recebeu ” não sei a palavra certa” mão de mãe de santo, se ela ja pode trabalhar com esu ” ( exu )?

    Obs: no dia 1/11/09 saiu com oya, e no dia 8/11/09 no ogum, recebeu o Odú Eghê, essa pessoa ja pode ou não trabalha com essa entidade ( exu ) ou esu?


  616. em Novembro 20, 2009 at 5:32 pm Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    Existe o preceito pós obrigação, até por que, coloca-se kelê, se for ketu/Nagô, contaremos + 14 dias da data da saída. O Exú antes da obrigação recebe suas oferendas, orô, etc, justamente para entender, apaziguar, darmos satisfação e cumprir principalmente a liturgia.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  617. Fernando D’Osogiyan.

    se vc ler algumas postagem minhas acima vai entender, essa pessoa começou na umbanda ( omoloko ) ‘ onde fez suas primeiras obrigações, a poucos dias vamos dizer assim ela fez seus 7 anos no candomble, recebeu seu Odú Eghê ” eles dizem que isso e quando a pessoa se torna zelador(a), o que eu quero saber e se ela ja pode ou não trabalhar com as entidades ” exus ” (pombogira)?

    Preciso saber pois vamos dizer que em menos de 15 dias ela ja esta trabalhando com a entidade, se puderem me explicarem ficarei muito agradecida.

    que deus esteja com todos.


  618. em Novembro 20, 2009 at 6:19 pm Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    Como já está tudo tão confuso, diria que ela pode dar Exú sem problema algum.

    Só toma direitos no Ketu quem se inicia no Ketu (antigamente era assim) depois começaram a aceitar as feituras das nações feitas no Jeje, Angola, Efon. Começou haver um intercambio nas culturas e o Ketu preponderou bastante nesse sentido de aceitar e então passou a contar o tempo de santo trazido por outra nação. Umbanda (Omolocô) não entram nesse quesito.

    Fica claro que sua amiga ganhou os direitos de forma contrária as tradições.

    axé,


  619. muito obrigado carol que oxala te ilumine cada vez mais
    vou deixar que meu pai me amostre


  620. Boa noite,
    Há uns dias que venho lendo sobre o Candomblé,eu não imaginava uma cultura tão rica.É lindo tudo que venho lendo sobre os orixás.Estou encantado.Minha pergunta é como eu posso saber qual é o meu orixá de cabeça? eu me identifico muito com Yansã mas gostaria de ter certeza.obrigado pela atenção.


  621. Meus prezados saudaçães:

    Por favor eu gostaria de tirar uma duvida.eu estou iniciando agora o meu caminho,e li aqui que quem nasce pelos pés não prescisa ser “raspado”.Bem, eu nasci pelos pés e gostaria de saber como funciona o ritual nestas circuntancias…outra coisa minha mãe de santo disse-me que sou de Oxossi com juntó de Oxalá,o que viria ser isso?desde já agradecido pela resposta.Abraços.


  622. MAS UM VEZ VENHO AQUI TIRAR UMA DIVIDA
    Uma pessoa que acabou de receber o Odú Eghê, pode ja esta se expondo tipo pegando sol, so de biquini!

    Isso não tem nem 1 mes que ela recebeu!


  623. em Novembro 26, 2009 at 11:50 pm Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    não vou julgar ninguém, diria que quando tomei Odú-Ijè, cumpri um preceito de 21 dias pós kelê e embora não sendo mais um Iyawò de dias, o mar/sol não são recomendáveis.

    O zelador tem que intervir firme, mesmo a pessoa passando a ser um Ebomi, mais para seu zelador será sempre um Iyawò.

    Axé,


  624. em Novembro 26, 2009 at 11:53 pm Fernando D'Osogiyan

    jean,

    Normalmente é atravez do jogo de búzios. Podemos nos identificarmos muito com um Orixá e não sermos filho deste Orixá.

    Axé,


  625. OI! BOA TARDE.
    ALGUEM PODERIA ME INFORMAR SOBRE DOIS ORIXAS!

    OGUMJA?

    E

    OXUM-KARE?


  626. em Dezembro 4, 2009 at 6:25 pm Anderson Bech

    A sua benção. Meu nome é Anderson
    eu sou de Logun Edé. Gostaria de saber
    se eu posso fazer o assentamento do meu
    orixa sem deixar tocar na minha cabeça?
    Dar de comer para o meu Orixá no Iba.
    Até eu achar uma casa certa para fazer a minha
    obrigação.

    Desde ja meus agradecimentos

    Motumba.


  627. Anderson primeiro ache a casa, permaneça nela como abiã durante um tempo (um ano é bom) e só depois disso faça sua iniciação e assentamentos. Assentamento é para ficar na roça e não em casa, assentar pre supõe mão na cabeça sim, sempre.

    “http://ocandomble.wordpress.com/2009/11/25/1%c2%ba-flash-mob-social-do-blog-2/ Flash Mob – Participe da 1a mobilização do nosso blog, colabore com uma das instituições e contribua para dar evidencia social à nossa
    religião. Tomeje


  628. em Dezembro 6, 2009 at 1:16 pm Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    Ogun Já é uma qualidade de Ogun que em África aceita o cachorro como oferenda.

    Oxun Káàrè, é uma qualidade de Oxun muito ligada a família dos caçadores.

    Procure nos posts de cada um mais detalhes.

    Axé,


  629. Olá Nelson
    Como já disse em outro comentário frequento uma casa de Axé a pouco tempo!
    A alguns dias perguntei ao zelador da casa qual era meu orixá, e ele me respondeu que só podia me dizer se jogasse os Búzios, ou se meu orixá se apresentasse pra ele.
    A parti dos Búzios eu intendi mais quando ele diz que o orixá
    tem que se apresentar a ela não ficou muito claro, pois já tinha escutado falar mais não sei realmente como acontece!

    Obrigado pelo o espaço! Gostaria muito de sua opinião.

    Axé…………….


  630. em Dezembro 8, 2009 at 2:14 pm Fernando D'Osogiyan

    Marta,

    Gostei dessa pergunta e da resposta do seu Zelador.

    Muitos nos perguntam aqui como se faz para saber o seu Orixá, sempre respondemos que é através do jogo de búzios. O que não podemos garantir é se seu Orixá irá se apresentar naquele momento, vários são os fatores que podem interferir numa consulta. Existem muitos casos de um determinado Orixá responder muito num jogo e não ser necessáriamente o seu Orixá, pode ser seus adjuntos (1º2º).

    Muitas vezes o zelador precisa de tempo para observar o comportamento, atitude, arquetipo do abian que combinado ao jogo de búzios irá esclarecer e tirar dúvidas e desvendar o Orixá.

    Não é tão simples assim.

    Axé,


  631. Obrigado Fernando , sua resposta foi muito clara!

    Axé!


  632. Boa noite mais uma vez,quero agradecer pela resposta a minha pergunta anterior e dizer que vocês são maravilhosos viu.
    Bom,ví a pergunta da Marta, também a resposta que lhe foi dada e proponho uma nova questão referente ao mesmo assunto.O Orixá de uma pessoa não se revelaria também a ela através de sonhos, sensações de sua energia peculiar, enfim, através de manifestações diversas pra esta pessoa?
    Pergunto porque tenho tido muitos sonhos com Oyá e sentido em alguns momentos de meditação uma presença muito forte e muito, muito boa. Uma sensação de força, paz, ímpeto…é inexplicável.
    Desde já agradeço pelo espaço e muito boa noite!!


  633. em Dezembro 8, 2009 at 10:51 pm Fernando D'Osogiyan

    Jean,

    Óbviamente que sim! E quando isso aontece, o zelador pode tomar algumas providencias para dar mais clarevidencia a estas questões. Todo sinal é importante e deve ser levado em consideração.

    O que não pode são as manifestações impróprias a um Orixá, receber o impossível, esterísmos sem lógicas e sonhos desmedidos.

    Axé,


  634. Jean, boa noite.
    O orixá também pode se mostrar ao filho sim, mas temos sempre que correr para os búzios, pois pode ser que seja seu orixá mesmo, ou outro orixá que esteja próximo por causa de algum momento, alguma fase da sua vida em que ele esteja presente para te ajudar sem ser necessariamente seu orixá. Entende por que temos que sempre consultar os búzios?

    Axé!


  635. Motumba fico grato pela a sua ajuda.
    Um forte abraço.


  636. Entendi.Fico grato pelas respostas.Vejo que é isso que está acontecendo comigo.Seguirei o concelho e vou consultar os búsios.Obrigado mesmo viu.
    Axé


  637. em Dezembro 16, 2009 at 5:11 pm FLAVIA CARVALHO

    Olá, gostaria de saber se eu poderia ser filha de Orixás (Oxum Opará e Xangô Airá) que venham de alguma nação do Candomblé que não goste de sacrifícios de animais? Isso existe? Venho buscando respostas pra minha vida espiritual, e na última vez que conversei com uma entidade, ele disse que eu não aceitava o sacrifício animal (e por isso não assentei meus santos até hj) porque meus orixás eram de uma nação que me desobrigava a isso, que eu devia procurar saber… como vou saber isso? Peço a ajuda de vocês, obrigada.


  638. Oi novamente!
    Queria saber para que serve o banho serenado!?
    Pois meu zelador vai fazer uma obrigação de ficar sem comer certas coisas e tbm ficar tomando banho serenado!
    Ai ele falou que quem acha que poderia seguir podei seguir o regime tbm?
    Vcs sabem pra quer servi?
    Axé


  639. Marta sobre o banho, não há um banho específico que precise ficar ao sereno para receber bons flúidos, existem alguns banhos com esta caracterísiticas, então isso depende do motivo e para qual Orixá está sendo feito o tal banho, mas isso é um assunto que sópode ser discutido no seu axé. O restante do comentário está muito confuso e eu não entendi.

    “http://ocandomble.wordpress.com/2009/11/25/1%c2%ba-flash-mob-social-do-blog-2/ Flash Mob – Participe da 1a mobilização do nosso blog, colabore com uma das instituições e contribua para dar evidencia social à nossa
    religião. Tomeje


  640. olá parabenz pelo site.

    TENHO UMA PERGUNTA.

    A ALGUM TEMPO PASSEI POR UM CASO DE ACUSAÇÃO DE UM CRIME QUE NÃO COMETI, FIQUEI DISSIPERADO E RECORRI AO ORIXA PEDINDO A ELE QUE ME LIVRA-SE DO EMBARASSO E PROMETI FAZE O SANTO E ZELAR PELA ENERGIA DO ORIXA ( OXALÁ – OXALUFAN ), POIS BEM, A CIDADE QUASE VIRA DE CABEÇA PARA BAIXO E O NÓ ATE ENTÃO FOI DESFEITO, A PESSOA QUE ME ACUSOU PEDIU-ME DESCUPAS.
    DE LÁ ENTÃO VISTO BRANCO TODA SEXTA FEIRA E ASCENDO UMA VELA A OXALA, DE LÁ ENTÃO CRIOU-SE UM LAÇO DE AFETIVIDADE COM MEU ORIXA E AGORA VOU EM BUSCA DE UMA CASA DE CAMDOMBLE PARA FAZER MINHA FEITURA, SO QUE QUERO UMA CASA SERIA,E RIGIDA.

    ENTÃO QUERO SABER QUAIS AS CARACTERISTICA DE UMA BOA CASA DE CAMDOMBLE.

    SOU DO INTERIOR DA BAHIA.


  641. em Dezembro 24, 2009 at 10:45 pm Fernando D'Osogiyan

    Clecio,

    A Carol, nossa colaboradora Baiana, poderá lhe ajudar, vamos falar com ela para entrar em contato.

    Axé,


  642. FICO GRATO GOSTARIA SIM DE AJUDA.

    MEU E-MAIL É JCSV.10@HOTMAIL.COM


  643. Carissimos,

    Acompanhando, o meu filho de sangue, que é filho de santo (Oxalá) tendo como Dofona, D. Lucia, aqui em Natal, no Rio Grande do Norte, em um orô, de Nanã Buruku. Fui convidado para revernciar e receber a benção do Orixá. Fui surpriendido com Nanã, me suspendendo e me colocando em sua cadeira. Isso, representa algum compromisso, que eu deva ter com a casa? mesmo se eu não tenho desejos de me tornar filho de santo. Confesso que duante algum tempo, venho participando como acompanhante do meu filho, e a convite da Zeladora do Ilé, de alguns momentos nos trabalhos da casa, sempre com o sentimento de gratidão pela a ajuda e sua atenção em nosso momento de dificuldades. Recentimente, ele, meu filho deu bori e sentou santo. Me sinto feliz, pelo crescimento dele no Ilé, já á dois anos. Sou Espirita Kardecista e estou preocupado por não saber adiministrar esse momento. Esclareço, ainda não conversei com a zeladora da casa.

    Estou confuso e espero que entenda o meu breve relato.

    Grato, Charles Alves


  644. Charles vou por partes rsrsrsrs, se seu filho tem uma dofona ele necessáriamente temque ser iniciado/raspado/feito, por isso não entendi a parte em que vc fala que seu filho deu bori e assentou santo, dar bori, ok, todos fazemos com certa frequencia de ano em ano ou dois anos, mas assentar santo/Orixa e coisa que se faz na iniciação e neste ponto eu fiquei confuso. E de quebra devo te dizer que bori não tem a função de assentar Orixá, bori é para outra finalidade. Pode ser que na iniciação não tenham sido assentado todos os orixás (o que não é normal) e agora está sendo feito o complemento, mas ainda assim o bori é desnecessario para isto, há outra cerimonia mais apropriada a este fim.
    Sobre vc, há um momento importante antes de sentar alguém numa cadeira, é quando o Orixa pergunta se a pessoa aceitar ser ogã ou ekedji Dele, a pessoa pode recusar, no seu caso vc pode simplesmente recusar o posto agora, vais er cosntrangedor para a casa, mas é seu direito. E ainda há um outro comentário, no kardecismo vc é médium? se for não será ogã nunca, pis ogãs não encorporam. Tomeje


  645. Caro Nelson,

    Fico satisfeito e agradecido pelo seus esclarecimentos.

    Não sou médio de incorporação, trabalhei no Kardesismo por uns anos, porém, mesmo estando afastado, mantenho a filosofia a qual aprendi. A dofona do meu filho, me informou que ele é abicu, e que não seria raspado por esse motivo. Tudo comesou em Março de 2007, quando ele foi iniciado como filho de Oxalufan. Passado esse tempo, agora, foi preciso dar Bori, posteriormente no mesmo período de recolhmento sentou santo. No que posso intender, do que me foi esplicado, todo o material (louças brancas, bacia, jarra entre outros) que foi pedido na relação do mateial, foi para essa finalidade. Sobre mim, aconteceu da seguinte maneira. Estava eu, proximo do Orô de Nanã, e o cargo que conduzia os trabalhos me perguntou se eu queria tomar a benção ao santo, eu perguntei,! e eu posso!? ele respondeu que não tinha nada de mais, foi ai que se deu o comentario que fiz anteriormente, sobre minha suspensão. Dai pergunto, mesmo não sendo médio de incorporação, ja que para ser Ogan, eu estaria dentro dos pré requisitos. Como devo me comportar, uma vez que, depois deste dia, ja recusei colofé, esplicando aos menbros da casa que precisava eu, antes, falar com a Mãe de Santo.

    Me sinto preocupado, tendo em vista o respeito e a responsabilidade que tenho que ter. Preconceito, nenhum, só não me sinto involvido para tal tarefa. Espero que Nanã e a dufona do Ilé me perdoe, se criei alguma espectativa, pelo fato de estar sempre presente, aconpanhando meu filho nas celebrações.

    Agradeço pelo carinho de sua atenção,

    Felicidades ao senhor.
    Atenciosamente,
    Charles.


  646. Charles achoque vc deve conversar claramente com a zeladora, sem se sentir intimidado e deixar claro sua posição, vc não tem obrigação alguma com a casa, pois a sua indicação a ogã ainda não foi concretizada com a sua confirmação (é uma iniciação específica apra ogã e ekedji). Avalie muito bem a casa e só entre efetivamente se sentir confiante pra isso. Tomeje


  647. Ja me sinto mais tranguilo, e certo de que meus pensamentos em relação a este assunto, estão sendo confirmados com suas respostas. Todo esse momento confuso que me levou a tantos questionamentos, tem origem em clocações feitas por algusn integrantes da casa, que independente da minha decisão, eu ja assumira um compromiso com o Orixá e, caso eu não aceitasse seria penalisado por cobranças futuras. Sei que não fiz algo de mais, a não ser em todos os momentos lá presente, pedir a Deus, por aquela casa e família de saato, prosoperida, paciencia e disciplina para com os compromissos assumidos.
    Não conversei ainda, abertamente com a mãe de santo, por vergonha e medo em colocações desastrosas.

    Caro Nelson, mais uma vez, fico agradecido pelo seu carinho e atenção em me sentir mais esclarecido. Com isso, aprendo cada vez mais respeitar esse caminho e contribuir cada vez mais contra a intolerância religiosa.

    Abraços,
    Charles.


  648. em Janeiro 2, 2010 at 4:59 pm CAMILA DE OSUM

    OLA GOSTARIA DE SABER SOBRE JAGUM TENHO UM FILHO DE 4ANOS E OJOGO FALOU QUE ELE É DESSE SANTO
    GOSTARIA QUE VC ME FALACER MAIS DESSE ORIXA
    POIS TEM GENTE QUE FALA QUE ELE É OMOLU É OUTROS FALA QUE É DA FAMILIA DE OSALÁ


  649. Camila há uma corrente de estudiosos e pais de santo que afirmam que Jagum é um Orixá a parte, assim como Onira, Odé e Ayrá, que foram absorvidos pelos cultos de Omolu, Oyá, Oxossi e Xangô respectivamente. O entendimento mais aceito porém é que Eles são qualidades destes Orixás, pois seus cultos originais forma perdidos no tempo e para manter seus cultos a forma encontrada foi adicioná-los as qualidades destes orixas citados, eu em particualr acho que é correto, pois não adianta falar que é Jagum é um Orixá e não ter “folha”, não ter fundamento específico Dele, então é mais correto que seja mantido como qualidade de Omolu. Realmente este Omolu tem ligação com Oxalá. MAs o que lhe recomendo é que vc estude o Orixá Omolu como energia única e não se fixe em qualidade,a qualidade, como vc deve saber, só serve mesmo na iniciação e mesmo assim ela pode mudar na hora da iniciação, entãos e preocupe com o Orixá em si e não com qualidade neste momento. Tomeje


  650. Boa tarde e Feliz Ano Novo a todos…
    Bem hoje lendo umas coisas em uma comunidade do orkut, la se discutia a respeito de “Iya Senzaruban” , que é uma Iyalorixá que pelo que li a alguns anos esta implementando o candomblé vegetariano, onde não se tem as oferendas utilizando o sacrifíco de animais a reportagem esta no site a seguir: http://www.anda.jor.br/?p=2812 …Como sou abiã ainda não entendo muito bem certas coisas, mais não vejo nada de mais no sacrificio de animais, pois para mim ser vivo por ser vivo os vegetais tb o são. Mais gostaria da opnião de vcs pois pelo que li ela é uma estudiosa do assunto.
    Mais fico pensando será que modificar a energia é bom? Será que o que importa é a fé que se tem e que se mantermos os preceitos e consultarmos os orixás essas modificações poderam ocorrer?


  651. Yuner Luis por favor leia o post Inkises, está na barra lateral, lá vc vai encontrar Terecompensso, que é um inkise de angola e que não é o mesmo que Logum, são culturas e cultos distintos, Logum é Orixá, e não é só o nome ou grafia que muda, é todo o conjunto de informação e cultura a cerca do segmento religioso que muda. Tomeje


  652. Carolina isso é o quu sempre falamos aqui em relação as misturas e principalmente sobre a criação de suas próprias religiões baseadas no candomblé ou na umbanda. Pensei que já tivesse visto de tudo, mas candomble vegetariano é muito novo para mim. Modernidade é diferente de invenção. Todos nós que vivemos na comunidade religiosa sabemos que a tradição é a base da religião e tradição não se resume ao que eu estudo ou o que eu gosto ou deixo de gostar, posso ser vegetariano, frutariano, tem os que só comem alimento vivo, em fim, posso ser o que eu quiser, mas não posso modificar a tradição do candomblé por isso. Me sinto jogando pedra nesta sra, que nem conheço, mas vou falar o que desta realidade, o próprio texto dela dá a entender que a vida comunitária religiosa do candomble não existiu pra ela que foi feita aos sete e aos 14 era mãe de santo,que viajou estudou fora e teve contato com outras culturas, mas o convívio com a sua própria cultura me parece que foi muito pouco. Não sou contra que as pessoas tenha contato com novos conhecimentos e culturas, mas agregar valor ao candomblé é diferente de “criar um novo candomble” baseado em fundamentos pessoais e que não tem amapro em nada que seja do candomblé. Creio que se um pai de santo quiser, ele pode entrar em acordo com seus Orixas e não dar animais a Ele, pode haver, este acordo, estou chutando apra dizer algo mais a frente, creio que o pai de santo pode fazer isso, assim como pode tb se abster de comer carne ou mesmo de casar e ter filhos, cada um é livre para fazer o que quiser do seu corpo e cabeça, mas levar isso aos outros como uma alternativa eu acho que é complicado, é como proibir seu filho de comer carne antes dele saber o gosto que tem, se é bom ou não para ele, é muito complicado, sou contra que se levante esta bandeira de “alternativa ecológica ou de modernidade” Tomeje


  653. Olá Tomegê, Manuela, e demais “blogueiros”!

    Fui convidado, após um jogo de búzios – um não, na verdade, dois – a ser iniciado no Candomblé…

    A casa em que (talvez) serei iniciado é de nação Congo-Angola (origem Bate-Folha).

    Me foi dado como “Orixá” (Nkisi), NZazi Loango (como uma qualidade de “Ayrá”), com “caminho” de Ogum – não sei o que significa “caminho” – e Oxum como “juntó”. Disse também que “carrego” Oxaguiã…

    Engraçado, pois um primo meu aí do RJ, que é Babalorixá e tem uma roça em Jacarepaguá cujo nome é “Ilê de Obaluaiyê” me disse assim, informalmente, que achava que eu era de Oxaguiã, uma vez…

    Como eu não queria “entrar de cabeça”, por não querer ser irresponsável, mas ainda assim gostaria de começar a frequentar, a Mãe-de-Santo recomendou que eu fizesse inicialmente um Ebó de limpeza (padrão) e um Bori.

    Disse que após o Bori (ou durante) eu receberia fios-de-conta, representativos de meus Nkisi e dos da Mãe-de-Santo (ou da casa?), e que a partir daí eu poderia frequentar a casa.

    Eu devo portar esses fios-de-conta quando for ao barracão?

    Perguntas mil…

    1 – O Bori me qualifica como “Abiã” (é isso mesmo?!) da casa? Quero dizer, é um “início” formal na caminhada rumo à Iniciação?

    2 – O que é “Acué”? para que serve?

    3 – Como eu posso começar a “me inserir” na casa, conhecer os fundamentos, etc?

    4 (sobre mediunidade) – Sou médium e meio que fui “criado” na umbanda… sou médium semiconsciente, trabalhei muitos anos com entidades e posteriormente no Espiritismo (kardecismo). Pergunto: no Candomblé, o médium é “treinado” para dançar como o Orixá? pois vejo vídeos no Youtube em que fica sempre alguém de frente ao médium, dançando da mesma forma que ele… e eu imaginava que fosse uma manifestação autônoma do Orixá, que dançava de acordo com seus desígnios no momento… o médium está atuando ou a “força” está atuando? é animismo (médium) ou espiritual, semelhante a uma manifestação espírita?

    5 – Eu quero me entregar ao Candomblé, sei dos meus “pés” lá (ancestralidade), mas tenho medo de muitos preceitos que ouço falar… como andar todo de branco durante meses… trabalho com clientes e faço muitas reuniões… e não posso (e não gostaria, devido aos inevitáveis preconceitos) me “expor”… será que há alternativas?

    6 – Por quê usar guias (fios-de-conta) dos Nkisi da Mãe-de-Santo?

    7 – Por quê se diz que o Candomblé é um “caminho sem volta”? que é melhor “pensar bem” se se quer ser iniciado, quando através dos buzios o próprio Orixá pede minha iniciação? não parece de certa forma contraditório?

    Perdão por tantas perguntas… mas ficaria feliz se me concedessem respondê-las… sou leitor assíduo do blog e me admiro a cada dia com a clareza com que vocês expõem este maravilhoso culto aos Orixás… e a cada vez que leio fico mais feliz, mais me identifico… mas, as duvidas de iniciante…

    Um abraço,

    Marcos


  654. Marcos creio que vc esteja na realidade sempre falando em inkises, não é isso? Poruqe há grandes diferenças entre Orixás e inkises. Marcos via de regra não há oferta de fios de contas no bori, a não ser que vc esteja de fato comprometido emser iniciado ou frequentar a roça como abiã, caso contrário não há motivo de lhe dar fio de conta e nem motivopara usar os fios de contas. 1 – O bori é uma cerimonia para sua cabeça, para vc e não tem nada com uma pré iniciação, não é um “degrau” da religião, é só uma forma de harmonizar e acalmar o seu Ori, (Orixá que habita a sua cabeça). 2 – o termo que vc citou deve ser relativo a dinheiro akwé, (não me lembro como escreve dinheiro) mas a sonoridade do que vc escreveu me lembra isso, dinheiro. 3 – o mais indicado é que vc frequente a roça como abiã (filho mais novo) é neste período que vc vai aprender sobre a casa e sobre o zelador e a comunidade e poderá decidir o que fará no futuro. 4 – Por favor procure o meu texto “sou filho de orixa 1 e 2″ clique na minha foto e procure o texto. 5 – O branco ou roupa bem clara é inevitávelneste período, mas de acordo com suas possibilidades vc poderá usar cores claras. 6 – Por respeito. 7- Isso é coisa de quem não sabe bem o que é religião ou que quer viver dos filhos de santo, vc pode entrar e sair quando quiser, não há pactos, ou medos, isso que lhe foi dito é terrorismo. Tomeje


  655. Olá Tomeje, muito obrigado por suas respostas.

    Esclarecendo,

    Como vim da Umbanda – religião de minha família – acredito que a Mãe estivesse tentando estabelecer um “paralelo” entre os Nkisis e os Orixás (que eu mais ou menos conheço por ter vindo da Umbanda), uma vez que se ela utilizasse os nomes em Angola-Congo eu não entenderia…

    Durante os jogos, a Mãe colocou que NZaze (perdão se ainda não sei escrever direito o nome do Nkise) havia “aberto os caminhos” para minha Iniciação. Que a minha mediunidade estava aberta, e que este era o momento certo, não antes.

    Disse que as pessoas ou entravam pela dor ou pelo amor, e que bom que Nzaze havia me direcionado para lá, para que eu entrasse na casa por amor.

    Eu disse que não gostaria de parecer irresponsável iniciando-me, comprometendo-me assim com a casa sem antes conhecer a religião, e solicitei a ela que me apontasse um caminho… ela então me sugeriu que fizesse o Ebó e o Bori (para que eu pudesse frequentar a casa já como “membro”, como iniciante…) e sinalizou a respeito dos fios-de-conta que me seriam dados para utilizar, mas não me aprofundei no que isso significava exatamente, se deveria usá-los a todo momento, se só no Nzó, etc… estes fios-de-conta são mesmo dados no Bori? que tipo de Bori será este?

    De qualquer forma ela disse algo como “no dia 2 você já poderá estar aqui conosco…” dois de fevereiro, na “gira”(eu não sei o termo no candomblé) de Yemanjá… eu pretendo estar e pretendo participar… pretendo estar até antes, para ajudar com o que puder! Só não estou indo lá agora pois creio ser necessário fazer antes estes Ebó e Bori… o que você acha?

    A respeito do Akwé, é mesmo o valor cobrado, pelo que percebi, pelos ingredientes do Ebó e Bori (no entanto a Mãe me ofereceu a lista, mas eu não quis por não saber como e nem onde comprar os ingredientes necessários), pelo tempo de permanência no Nzó durante o Bori, segundo me falaram se fica recolhido durante alguns dias (acho que dois ou três) e pela “mão” da Mãe; não foi um valor caro ou injusto na minha opinião, pelo menos não diante do que ouço falar por aí…não mesmo!

    Quanto ao comentário do Candomblé ser um “caminho sem volta” isto não foi me falado pela Mãe, mas é o que ouço de alguns praticantes e leio em comunidades especializadas no orkut, etc…

    A Mãe de Santo deste Nzó me parece ser uma pessoa muito serena, muito respeitadora e muito sensata… isto me faz admirar alguém…por isso decidi me colocar à disposição da casa e “experimentar” (no bom sentido) antes de me comprometer efetivamente. Eu não sei estar “pela metade” em nada do que faço… e não acho que “cair de paraquedas” seja sensato… afinal, ninguém me conhece lá, ainda… exceto uma “futura” irmã, que por coincidência descobri ter sido uma ex-colega de classe, dos tempos de escola…

    Finalizando, Tomeje, eu gostaria de saber se você já ouviu falar na Roça deste meu primo aí no RJ, já que como eu, você é carioca… o nome – pelo que me lembro – era “Ilê de Obaluaiê”, fica, se não me engano, na Taquara ou Jacarepaguá… quando fui, se não me engano, era “toque” de Angola (fui numa saída de 7 anos da esposa do meu outro primo, irmão deste, que é Ogã da casa). Ela saiu de Yemanjá… seu nome se não me engano era Monalembayá… eu me lembro de pouco pois fazem MUITOS anos que não tenho contato com eles…
    O nome do primo que era (ou é) o Babalorixá desta casa é Sérgio. Ele é de Obaluaiê e Oxum (eu o vi com Omolu neste dia…)… se tiver alguma informação – se a casa ainda funciona, etc, pode me enviar?

    Eu não sei nada ainda, mas reparei que no Nzó os filhos pedem “Mukuiú” para a Mãe de Santo, e tive a oportunidade de perguntar a ela do que se tratava e comecei desde já a aplicar este “pedido de benção” quando a encontro, beijando-lhe respeitosamente as mãos. Assim, como “quase” irmão, eu te peço, a você e a todos os outros amigos deste blog:

    Mukuiú.

    Marcos


  656. Marcos eu moro neste bairro Taquara, mas se vc puder me dar um endereço eu posso procurar aqui e te dizer depois, mas acho que é umacasa que fica aqui perto. A casa fica perto de uma usina de asfalto? Vou pra roça da minha Yá agora e só volto na sexta, axé. Tomeje


  657. o meu orixa esta me cobrando a minha feitura, já respondeu no jogo de buzios.
    estou preocupado pois não tenho condições financeiras para tal e caro e disponho de pouco dinheiro.
    devo me disperar?


  658. em Janeiro 6, 2010 at 8:11 pm Fernando D'Osogiyan

    Clécio,

    Coloque essas questões nas mãos do seu zelador e não se desespere nunca, Orixá dá caminho principalmente quando temos o “propósito” como meta que é se iniciar.

    Orixá é amor, ele cobra mais não impõe, o livre arbítrio é seu.

    Axé,


  659. em Janeiro 7, 2010 at 2:52 am karina borges

    Olá Manuela,gostei muito do conteúdo desta pagina,mas gostaria muito de saber á respeito das lebaras no candomblé, pois conheci uma mãe de santo na qual vem me ajudando muito em minha vida,mas por ela ter muita coisa para cuidar principalmente por ela ter opitado por fechar o terreiro e atender as pessoas que precisão da sua ajuda (ela montou uma casa de artigos religiósos) então eu não gosto muito de ficar atrapalhando,e por eu ser muito curiosa vi em voceis a oportunidade de que responda as minhas quetões,por isto venho através desta para saber da lebara 7saias cigana a qual confio muito, sou filha de iançã e xangô,por muitas vezes me deparo em muitos conflitos principalmete por que tento uma mediunida em que ouço e vejo os espiritos e muitas vezes não sei como lidar com eles muito menos com as pesoas que vem do nada ,me procuram para com que eu as ajude,mutas delas eu me envolvo mas quando elas estão bem viram as costas como se nada de minhas entidades fez por elas,então fico muito triste e não entendo o por que as coisas chegam a este limite. por favor pela sua esperiencia o que posso fazer neste caso? Um super abraço aguardo resposta……….


  660. em Janeiro 7, 2010 at 10:40 am Charles Alves

    Afinal,
    Orixá cobra ou não?!
    Tenho lido algumas respostas para essa pergunta, feita por vários internautas nesse bog e, as vezes encontro respostas que sim e que não. Uma das últimas que li, foi que, esse tipo de colocação feita na casa, não passa de terrorismo, e agora leio que, o Orixá cobra mais não pune, e que a pessoa tem que fazer uso do livre arbítrio. Tudo na vida parte desse princípio, segundo a maioria das religiões. Então, porque insistir em dizer que, sua vida vai ficar um infernono! Nada vai andar bem, se vc não for iníciado. Sei não queria muito intender isso. Isso acontece muito na casa em que meu filho foi iniciado.

    Felicidades


  661. Olá Charles Alves
    É uma questão interessante e polêmica a que vc levanta, porque existe um pensamento comum de que orixá cobra.Acho que isso é fruo de um certo terrorismo ue alguns zeladores fazem,para impulsionar o indivíduo a se iniciar, o que consideramos errado.Aqui no blog, creio que seja uma opinião de quase todos os integrantes, sempre dizemos que iniciação é algo que deve ser feito por amor ao orixá, e por identificação com a cultura do candomblé.Senão é como plantar uma muda de planta típica do frio num solo de clima seco, com o teMpo a pessoa vai abandonar a religião. É fato.
    Por isso que nossa opinião é que de que existe livre arbítrio sim, e que orixá nÃo pune.Antes de agradar o orixá e se iniciar numa religião que vc não conhece, é preciso conhecer a religião e depois se entregar a ela.
    Axé


  662. Olá Karina Borges
    Lebara não faz parte do culto tradicional do candomblé. Na verdade pegaram um nome de uma qualidade do orixá Exu e nomearam essas entidades que nada mais são que exus catiços que pertencem a umbanda. Não existe Exu feminino no candomblé tradicional. Não sei se essa era sua dúvida mas é sempre bom esclarecer esse aspecto.
    Axé


  663. em Janeiro 7, 2010 at 10:28 pm Charles Alves

    Axé Carol,

    Obrigado pela resposta. Nesse caso, desejo que o Amor supere o terrorismo em todas as situaçõaes da vida. Infelizmente isso não, apenas, se dá nas religiões (pratica comum) e sim, também na vida moderna que vivenciamos a cada dia.
    Desejo que a seriedade se mantenha em suas respostas para aqueles que buscam esclarecimentos.

    Felicidades com prosperidade para todos desse blog.

    Olorun Colofé.


  664. em Janeiro 8, 2010 at 2:14 pm Margareth Silva

    Motumbá.

    Já havia me comunicado c/ vcs em outra ocasião sobre a feitura e agora já está definido, meu marido e eu vamos recolher em Fev/10. Eu sou filha de Yemanjá e serei suspensa como ekédi, mas isso o pai da casa já me explicou que somente será confirmado definitivamente quando entrar no roncó. Já meu marido é filho de Ogum e rodante.

    Demoramos um tempo para ter certeza sobre a feitura, mas agora já está inclusive marcado c/ os demais filhos da casa p/ ajudar neste processo, porém desde que decidimos por esta data inúmeros contratempos passaram a ocorrer.

    Já havíamos definido um determinado valor p/ as compras necessárias e passamos por um problema financeiro totalmente inesperado. O pai conversou conosco e disse que podemos diminuir um pouco isso, pois como trata-se de feitura não precisamos comprar o melhor ibá ou o melhor assentamento da loja, isso vamos melhorando c/ as próximas obrigações.

    Meu marido teve repetidas inflamações no ouvido, o que parecia que íamos ter de desmarcar a data, e após alguns ebós esse problema desapareceu. Agora foi comigo, na virada de 31/12 p/ 01/01, ao retornar da praia tive uma visão de uma queda e uma fratura, e coincidentemente eu que sofri essa queda e fraturei o pé, estou imobilizada e terei de permanecer assim por pelo menos 30 dias, e dessa vez, parece que vai ficar muito difícil de manter a data da feitura, o que nos deixa extremante tristes, pois estávamos esperando ansiosamente por este momento.

    Conversei com minha futura mãe pequena, e ela me disse p/ ter calma pq essas coisas acontecem mesmo e será assim até entrar no roncó, depois essa sucessão de contratempos acalma.

    Pergunto: o que é isso? Será o orixá querendo dizer algo? Ou são apenas coincidências?

    Desde já agradeço pelo serviço que prestam com este blog.

    Axé.


  665. Olá Margareth
    Não se recolhe marido e mulher juntos no roncó.
    Realmente com essa avalanche de acontecimentos a gente fica meio cismado e repensando,”será que é isso que devemos fazer?”,eu ficaria na dúvida.Seria bom vc abrir um jogo de búzios e ver se tem algo errado.
    axé


  666. Olá,
    A exatamente 01 ano eu fiz uma consulta de jogo de buzios e o Babalorixa me disse que eu tenho obrigação de
    fazer santo, porque senão minha vida não andaria .
    Só que estou meio receiosa porque eu não viro no santo como os outros filhos das casa!
    Eu nasci com o cordão umbilical enrolado no pescoço(essa informação tem no meu registro de nascimento), provavelmente eu poderia me encaixar em qual função no candomble.
    Sempre que tem alguma feitura de alguem o meu Babá pede para mim trabalhar
    Oque eu quero saber é porque o santo exige que uma pessoa faça feitura, e no meu caso que não viro no
    santo porque eu tenho a real necessidade de fazer santo?
    Por favor tirem-me essa duvida!
    Muito obrigada pela atenção!


  667. Parabens pelo excelente trabalho!
    Realmente tem me ajudado muito!
    Axé!


  668. Monica a questão do cordão umbilical pode te colocar na categoria dos abikú sim, mas pode não significa ser de fato,portanto, é ter calma e aguardar o jogo específico para isto, mas ainda assim vc não é isenta de ser inciada, pod eser que seja um pouco diferente, mas será iniciada normalmente. Sobre esta “obrigação” é muito mais pressão do que realmente a necessidade ou cobrança do Orixá. O Orixá aponta que vc deve ser inicada, mas não te intima, não pôe a faca no seu no pescoço, ser iniciada é um escolha sua. Claro existem uns raros casos que a iniciação é imprescindível, mas raridade é raridade. É uma questão de como o zelador dá a informação ao filho, se não fica parecendo que é o zelador que está precisando iniciar alguém, entende? é só questãod e como se expressar, não é? Tomeje


  669. Boa tarde a todos, venho mas uma vez aqui para pedir ajuda “explicação” conheço uma pessoa que a pouco tempo fez o santo na nação efan. agora essa pessoa e zeladora e possivel que possa seguir desta maneira, pois foi assim que ela me disse.
    “””” tipo sou da nação efan e minha raiz é a umbanda, poderia ser mojuba “


  670. Nina, boa tarde.
    Ela foi iniciada a pouco tempo e já é zeladora? Certo…
    Se você pergunta de possibilidades, minha irmã… Não, não há possibilidades, nossa raiz ou está no Candomblé, ou na Umbanda.
    Vamos fazer uma analogia. Todos nós temos que entender que X é X, e Y é Y. Numa equação matemática, quando temos dois Xs, nós podemos somá-los: x + x = 2x, com o y, idem. Mas quando temos um x + y, não temos resultado imediato através da soma, temos que achar o valor de cada um (separadamente) para assim chegarmos a um resultado. Com o Candomblé e com a Umbanda acontecem o mesmo fato, são variáveis, porém não têm os mesmos valores e não podem ser simplesmente somados.
    Candomblé e Umbanda não se “traçam”,como muitos dizem por aí. Acho que os leigos, que não pertencem a religião, já nos confundem demais, então ao menos nós, que nos conhecemos, deveríamos por em ondem os segmentos que se aproximam.
    Misturar Candomblé e Umbanda gera um mal entendido acerca dos dois segmentos, gera a perda da essência, da liturgia dos dois segmentos, além de gerar uma grande marmorta (é a minha opinião).

    Axé!


  671. Boa noite,

    Sou filha de Xangô ( confirmado ).
    Meu zelador de santo é um homem muito bem consentuado no mundo do candomble,quero dizer muito
    idoneo e sabe o que fala e tambem muiiitooo conhecido.
    Ele diz que minha feitura e algo que jamais poderei
    correr pois o santo está exigindo , mas não quer dizer porque .
    Ele sempre me fala que eu preciso estudar muito sobre
    a religião antes de fazer o santo.
    Que é pra mim estudar o maximo que eu puder!
    Então vem a duvida !
    Porque uma pessoa precisa estudar muito sobre o
    candomble antes de fazer o santo.
    Obs: Todas a mulheres da familia da minha mãe antes da minha avô foram do candomble da nação de ketu, apenas minha avô e minha mãe não seguiram a religião , e parece que agora a religião voltou a a tona na minha familia comigo!
    Será que esse fator tem alguma coisa a ver com meu aprendizado ? Ou seja obrigação de estudar muito?
    Muito obrigada pela atenção de voces!!!!


  672. Oi,
    Afinal oque é ABIKU ?
    E qual sua verdadeira função?
    Estou perguntando porque as pessoas dizem tantas coisas diferentes que até nos deixa confuzo!
    Grato!


  673. Oi,
    Esqueci de perguntar uma coisa?
    O ritual da feitura de santo muda conforme a nação que a pessoa pertence?
    Quero dizer, cada nação faz o ritual de um certo geito?
    Muito obrigado!


  674. Bom dia, Nelson

    Escrevo para tirar algumas dúvidas sobre quebrar as restriçoes do quelê: recentemente uma pessoa fez o santo, sua saída foi em junho do ano passado, portanto apenas 7 ou 8 meses. Mas a pessoa teve contato físico com o namorado, foi á um churrrasco de amigos á noite, onde foram servidos carnes, bebidas alcoólicas, comeu com colher de pau e sentou em cadeiras que se usam em bares, usou talheres e pratos de plástico, numa discussão xingou palavrões no celular, etc. Recentemente no fim do ano esta mesma pessoa foi passar o ano novo na praia e entrou no mar durante vários dias. Tive informações que esta pessoa também fez orações e ebós de renovação de amarração pro parceiro com pedidos de gravidez usando o Ori de uma criança especial que é filha dele. Detalhe: esta criança é Abiku comprovada, segundo a mãe da criança teve que fazer ebó prá não acontecer a passagem do filho.
    Com todo respeito aos orixás, o que acontece com esta pessoa?
    Fiquei abismada e chocada, em nome de uma vida finaceira estável e confortável (o namorado tem ótimo salário e emprego estável, pois pagou toda a feitura!). A tal mãe de santo desta pessoa ajuda em amarraçoes, pois o moço saiu de casa deixando mulher com a filha Abiku e mais 2 filhos, sem casa prá morar!
    Agora o senhor me diz uma coisa: como pode este tipo de gente se dar bem ás custas da religião?
    O senhor poderia me esclarecer o que acontece com quem faz todo este tipo de coisas com as pessoas inocentes?
    Obrigada pela atenção e me desculpe o desabafo, mas fiquei muito tempo afastada por saber de histórias como estas, mas compreendo que a religião não tem nada com o maú cárater das pessoas que a frequentam, ainda acredito muito em Deus como força maior e nos orixás!
    Motumbá!
    Axé para todos!


  675. OLÁ NELSON, MANU E DAY,

    COMO VÃO TODOS , ESPERO QUE BEM!!!! GOSTARIA QUE VCS ME AJUDASSEM A INTERPRETAR UM SONHO DE UMA PESSOA CONHECIDA , QUE SONHOU COMINGO. É O SEGUINTE, COMO JÁ HAVIA DITO, JÁ ESTOU PARA FAZER O BORI E ESSA PESSOA NÃO SABIA ,ATÉ QUE ELA SONHOU COMIGO E CONTOU PARA MINHA MÃE. NO SONHO ELA VINHA CAMINHADO POR UMA ESTRADA DE BARRO COM MATO DE UM LADO E DO OUTRO ATÉ QUE ELA AVISTAVA UM CERCA COM UMA CASA VELHA DE UM VÃO SÓ, ENTRAVA NA CASA E ME VIA NO CANTO DO QUARTO(A CASA SÓ TINHA ESSE COMODO) CHORANDO MUITO , TODA DE BRANCO E COM TORÇO(COBRIA TODA) NA CABEÇA, NO QUARTO TINHA UMA JANELA COM PALHA E EU ESTAVA COM UMA MORINGA DO MEU LADO COM UM COPO DE PORCELANA BRANCO TAMPANDO A MESMA.ELA PASSAVA A MÃO NA MINHA CABEÇA E PERGUNTAVA POR QUE EU ESTAVA CHORANDO, EU NÃO RESPONDIA NADA E CHORAVA MAIS AINDA. ELA RESOLVEU SAIR E CONTINUOU A CAMINHAR PENSANDO NA VIDA. QUANDO ELA ME CONTOU PEGUNTEI A ELA QUAL A SENSAÇÃO QUE ELA TEVE AO ME VER CHORANDO FOI BOA OU RUIM? ELA DISSE QUE FOI RUIM. QUERO DIZER QUE A PESSOA QUE VAI FAZER MEU BORI TEM 5 ANOS DE RASPADA , CONHEÇO ELA A QUASE 4 ANOS , NOS TORNAMOS MUITO AMIGAS E JÁ ME AJUDOU MUITO. FAREI O BORI NA SUA CASA , ONDE ELA TEM O QUARTO DA SUA OXUM. SEI QUE NESSE MUNDO NÃO CONHECEMOS NINGUEM DE VERDADE , MAS SINTO MUITA CONFIANÇA NESSA PESSOA. SÓ DAREI A ELA R$ 250,00,
    COMPRAREI O TECIDO DA ROUPA E PAGAREI A COSTUREIRA, ESTE SERÁ O CUSTO DO MEU BORI, ACREDITO QUE SE FOSSE COM OUTRA PESSOA GASTARIA MUITO MAIS!!! POR FAVOR ME AJUDEM, APESAR DE TUDO FIQUEI MUITO CONFUSA COM O SONHO DESSA PESSOA QUE NÃO SABIA DE NADA QUE EU IA FAZER E ELA É UMA PESSOA DE CORAÇÃO BOM,MUITO HUMILDE!!!!

    BJSSSSS A TODOS!!!!


  676. Ola boa tarde Nelson
    tenho um irmão mais velho que fez ogum xoroque em uma casa de angola, mas quando foi dar uma obrigação de tres anos ele trocou de casa e foi para ketu.
    nessa casa de ketu na tal obrigação o zelador trocou a qualidade do ogum, de xoroque para ogumja .
    isso esta certo ? pergunto por que nao entendo dessas coisas e so quero ajudar meu irmao.


  677. Eu sou de omoloko e estou um pouco afastada, mais continuo indo aos barracões da vida rs.! Fui ão terreiro de uma amiga, tomei aquela consulta basica com a pombogira da zeladora e ela me disse q teria q fazer um oshe vocês podem me explicar oq seria isso? pra que serve etc qualquer informação ajuda é q não qro fazer um trabalho sem saber sobre ele

    outra pergunta o terreiro q eu frequentava acabou…! a mãe de santo disse q era pra mim fazer uma casinha do lado do portão e bota a taça alii ai te pergunto num tem q firma o exú ou assentar num sei?
    desde já agradeço! AXÉ!


  678. Marcia não sei oque ela quiz dizer com oshe, até porque seja lá o que for, não é assunto que pombagira decida ou indique, não estou desmerecendo a pombagira, mas cada um no seu galho entende, o Dela é outro, pode ter derteza disso, mas vc pode pergutnar a pessoa que estava virada com a pombagira e ver direito o que significa. Sobre a colocaçãod a taça, vc tem razão é preciso fundamentar isso, nãoé só colocar uma taça e acender velas.

    Mas vc já viu o que está acontecendo no Haití? Será que vc pode colaborar de alguma forma com eles? Procure, por favor, a Defesa Civíl do seu Município, vamos nos mobilizar? Tomeje


  679. Ubiratan eu mesmo ia ser recolhido apra xoroque há 22 anos atras, mas poucos dias antes da iniciação o meu orixá respondeu no jogo de minha Yá e revelou-se. Sabemos hoje que há casas que não aceitama existencia de Ogum xoroque,outras aceitam e outras o conhecem como Exú xoroque. O que sei é que este Ogum erá no seu início um Gu (Jeje) responsável pela proteção das casas de Jeje, é portanto um vodum e não é feito na cabeça de ninguém. O motivo da troca pode ser que esta casa não aceite que xoroque seja qualdiade de Ogum, assim como um grande número de outras casas não o aceitam como Ogum. Mas o histórico de seu irmão deve ser de uma energia ligada a Exú não é isso? portanto colocar Ogunjá, um Ogum ligado a Oxalá tb não está correto, pois o mais indicado seria o Meje, que é o que tem uma energia mais ligada a Exú. Mas cada casa é de uma maneira.

    Mas vc já viu o que está acontecendo no Haití? Será que vc pode colaborar de alguma forma com eles? Procure, por favor, a Defesa Civíl do seu Município, vamos nos mobilizar? Tomeje


  680. Olá, Nelson boa tarde!
    Encontrei o site por um acaso, já que estou pesquisando sobre candomblé e umbanda.
    Ontem fui a um centro de Umbanda pela primeira vez. Tenho 29 anos e fui educada no Catolicismo. Mas por mais que tenha minha fé, minha vida é muito confusa, principalmente na área amorosa e financeira… enfim…

    Bom… lá no centro, recebi passes e um guia (mãe da praia), veio falar comigo, descreveu exatamente minha personalidade e todos os momentos difíceis que estou passando atualmente. Disse que tenho muito de Iemanjá e Oxum em minha vida, que tenho uma mediunidade que precisa ser trabalhada, pois assim serei feliz, que tenho um caminho muito lindo na mediunidade e tal…

    Realmente saí de lá impressionada e bem mais leve de como cheguei…

    Tenho algumas dúvidas: na Umbanda também é feito o ritual de raspar a cabeça? E se não desenvolver esse dom, terei problemas em minha vida? Tem algo dentro de mim que está querendo seguir esse caminho, mas ainda me sinto insegura.

    Desculpe, mas ainda sou totamente leiga no assunto. E preciso de ajuda…

    Desde já agradeço pela atenção!


  681. Nelson Souza
    eu agradeço pelas palavras que vc escreveu !
    agora estou mais tranquilo !
    obrigado nelson .
    ps: eu gostaria de saber se vc tem candomble aqui no rio de janeiro ou se é em outro estado ?
    um abraço e boa semana.


  682. Olá Nelson,
    A um ano atras fui pela 1º vez numa casa de Candomble , fui quase que amarrada pelos meus
    amigos e parentes porque eles estavam indignados
    com minha situação.
    Enfrentei muitas doença graves ( tive cancer, tive miningite e varias outras ) fiquei desempregada por
    mais de 10 anos. Nossa cheguei ao caos do absurdo!
    Mas nunca tive vicios e nem andei por lugares ilicitos
    e profanos . Consegui um bolsa de estudo INTEGRAL por
    merito para o curso de medicina em uma das maiores universidades da america latina,mas perdi em menos de
    um ano.
    Quando comecei a me consultar no jogo de buzios com
    um Babalorixa muito integro ele ficou indignado com oque estava vendo no jogo e me disse que se eu não fizer o santo não vou conseguir nada nessa vida! Que se eu quisesse poderia procurar qualquer lugar que todos diriam a mesma coisa!
    Só que esse processo já faz alguns meses é até agora eu não consegui o valor correspondente a feitura porque no meu caso ficou estupidamente caro. E o Babalorixa me disse que ele não pode me dar o material que esse material todo tem que vir da minha mão!Mas estou sentindo que algo já está começando a pesar na minha cabeça!
    Que conselho voce me daria nesse caso?
    Obrigada pela sua atenção! e desculpe meu texto tão longo!


  683. Monica primeiro vc namora, conheçe o sujeito, faz um test drave não é isso? Pois bem, antes de entrar pra se iniciar, todos podem e devem ficar na casa que escolherem como família por um período de um ano (ou alguns meses) para avaliar se é mesmo isso que deseja da religião, se a casa é de fato aquilo que parece ser e isso inclui observar e avaliar o comportamento do zelador. Então faça uma contra proposta, antes de iniciar-se fique alguns meses como abiã (filho mais novo) neste período vc saberá se roda de orixá (se recebe orixa) ou se vc é ekedji, saberá o que realemtne seu coração pede. Meu conselho sincero é este, seja abiã, abiã não tem compromisso com casa. Se for preciso fazer um bori (leia o post e os comentários deste assunto) faça, ms saiba que isto não é uma iniciação e nem te vincula com a religião ou com o pai de santo, o bori é cerimonia para sua cabeça. para te dar harmonia e paz, não é iniciação e dura apenas 03 dias, enquanto uma iniciação dura no mínimo 21 dias. Leia o blog e vá tirando dúvidas, não entre só por entrar, é preciso amar a religião antes de entrar nela, assim como em qualquer outra.
    Mas vc já viu o que está acontecendo no Haití? Será que vc pode colaborar de alguma forma com eles? Procure, por favor, a Defesa Civíl do seu Município, vamos nos mobilizar? Tomeje


  684. parabéns nelson, pela sua raiz sua mãe
    e pelo site.
    obrigado pelo convite dia 23
    grato amigo


  685. Michele a umbanda não raspa e nem tem sacrifícios e o desenvolvimento é feito sempre sob supervisão do guia chefe do terreiro, é bem diferente do candomblé e eu emparticualr acho que umbanda é muito bonita e cheia de simbolismos e as pessoas tem muito o que aprender dentro de um terrerio de umbanda. Mas certifique-se de que realmente o terreiro é de umbanda, pois muitos se dizem umbanda e na verdade são uma mistura entre umbanda e candomblé e eu em particualr acho que umbanda bonita e tradicional é aquela que segue os caminhos da umbanda sem confundirem-se com outros segmentos, sem querem ser o que não são, para isso, para entender oq ue é uma umbanda pura e tradicional vc pode ler nos sites “tenda mirim” e “umbanda minha umbanda” sobre umbanda.

    Mas vc já viu o que está acontecendo no Haití? Será que vc pode colaborar de alguma forma com eles? Procure, por favor, a Defesa Civíl do seu Município, vamos nos mobilizar? Tomeje


  686. Oi td bem!

    Preciso fazer santo mas estou com uma duvida muito chata , uma certa pessoa saiu com uma piada de mal gosto
    para mim dizendo que quando eu fizesse o santo eu tinha que deitar(fazer vc sabe oque) com o zelador!
    Quero deixar claro que não foi o zelador que me disse isso,quem me falou foi um neto de mae de santo muito idosa! Esse comentario de mal gosto me está fazendo se afastar da minha obrigação!
    No caso estou frequentando a nação de ketu!


  687. Kaol desde que li seu comentário fiquei pensando em como deveria responder, sem parecero dono da verdade ou pretencioso ou que esteja jogando pedras nesta casa. Mas veja muito bem onde vc está pisando, reveja tudo, te aconselho que fique mais um tempo como abiã e estude muito bem o terreno, há uma série de textos aqui no blog que vc pode acessar clicando nas fotos e pelos títuilos vc selecionando o que lhe parecer interessante e todos eles poderão te dar um apoio. Mas acho imprescindível vc estudar melhor a casa. Sei que este comentário infeliz acontece sem a permissão ou orientação do zelador, que muitas vezes não sabe disso, afinal uma casa é composta de diversas cabeças. Mas tb já soube de casos que o próprio zelador sugeriu este assunto, infelizmente. Isso é absurdo é falta de conheciemnto religioso e uma brincadeira muito de mau gosto, isto nem brincadeira é, msa diante dos fatos o melhor é observar e apurar. Vc está na casa há bastante tempo? ou foi visto no jogo que precisa fazer santo e vc já vai ser iniciada? Tomeje


  688. Puxa!
    Muito mas muito obrigada mesmo pela orientação,vc nem imagina o bem que essa mensagem me fez!
    Quero pedir pra Deus te abençoar muito e muito obrigada!!!!!


  689. Nelson, muito obrigada por sua ajuda e dica sobre os sites.

    Tenho certeza de que irão me ajudar muito.


  690. Olá,desculpe por estar serdo direta de mais,mas estou muito confusa enfim vou perguntar…
    sou filha de oxum e xangô, aos 18 anos quando passei a frequentar o candomblé fiz meio sem saber exatamento o que era um borí e agora com 21 em outra casa me falam a todo momento que pra mim é muito importante a (feitura).Mas morro de medo de perder os cabelos e de fazer tudo com a pessoa errada.Pra completar me falam também que eu tenho um cargo trazido por xangô.Me ajudem!peço muita a orientação dos meus ORIXÁS mas até agora não obti deles uma resposta.
    Obrigada e espero que possam me orientar!


  691. Shirlei, peço licença pra expor a minha opinião sobre isso que está acontecendo contigo e que acontece com muitos abiãs e recém yaôs. É sobre essa mania de ficar falando que a pessoa TEM que ser iniciada, que a pessoa tem cargo sem ao menos a pessoa ter o mínimo de vivência na religião. Isso não é bom para o abiã, pois enche o abiã de uma responsabilidade que ele não tem, enche ele de receio por não saber exatamente o que pensar.
    Shirlei, quando uma pessoa tem cargo, ela já nasce com isso, isso pode ser visto com 5 ou 45 anos de idade, mas tá lá no caminho da criatura.

    Falei agora pouco sobre a iniciação, que tem que ser um ritual onde a convicção e a certeza de que você quer isso devem prevalecer sobre opinião de qualquer um. Por isso, sempre aconselhamos às pessoas o tempo de abiã, que convivam um certo tempo com a casa, com os costumes, pra irem aprendendo o necessário, entendendo o ritual e assim perceber se realmente é isso que eles querem. Nós não somos obrigados a nada, minha irmã.

    Sobre o cabelo, eu também me desesperei ao tomar consciência sobre a “queda” deles, mas fui e pra falar a verdade fiquei muito lindinha com eles curtinhos rsrsrs Isso faz parte da liturgia, minha irmã. Pra você entender melhor, seria bom você ler sobre o assunto, sobre o por quê de raspar. Entendendo é mais fácil de fazer.

    Minha irmã, esqueça por hora desse cargo que te falaram, pois cargos só são confirmados depois de sete anos de iniciada (então ainda tem muito tempo pela frente rsrs), concentre-se no seu orixá, no que ele realmente quer pra você. Não se sinta pressionada ou coagida a nada, faça quando você ter certeza do que quer. Seu orixá te quer feliz e calma.

    Axé!


  692. Olá galera do Axé…
    Sou soteropolitano, baiano… Frequento uma casa de Axé Kêto e sou abiã, rodante e o Orixá ainda não me pega, eu só passo mal.
    No jogo de minha mãe responde que sou filho de Oxumaré. O que quero saber é o seguinte:
    Oxumaré tem qualidades? Se tem, quais são elas? Me esclareçam, por favor… Procurei saber com minha mãe e ela me responde que nunca ouvio falar sobre isso, sendo que já lí em livros que tem sim qualidades de Oxumaré. E aí???
    Muito obrigado, de ante mão…


  693. Nelson,

    tenho algumas duvidas que gostaria de tirar. Minha prima era de umbanda e agora foi visto no jogo que ela teria que fazer o santo. Ela foi para a casa de candomble de um grande amigo da minha familia. Só que conversando com uma amiga que é de candomble ela acho estrando o pai de santo da minha prima não ser rodante e ser ogan. pello que li no seu texto me explica mais ou menos essa diferença. pois pelo que sei ela raspou pois tinha um cargo de familia , mesmo não sendo rodante e sendo ogan.
    Ele sendo ogan e não sendo rodante poderia fazer o santo da minha prima???? ou somente os rodantes é que pode ??


  694. Marta de certo outros te darão os comentários deles, mas peço que leia o post “cargos no candomblé 1″ tem uma discussão muito boa sobre isso. Mas de ante mãoposso te dizer que ogã não é paid e santo e nem deveria raspa filho de santo, a função dele é outra e nunca a de ser pai de santo. Tomeje


  695. Olá,
    Frequento a mais de um ano uma casa de candomble ketu , nos jogos de buzios sempre me pedem para fazer
    o santo .
    Mas me desculpe oque vou comentar!
    Adoro meu zelador de santo e as pessoas que moram lá com ele e que são mães e pais de santo que o auxiliam eles são todos idosos , talvez por isso eles tenham tantos filhos da casa que são pessoas mais jovens, na verdade a grande maioria dessas pessoas veio para casa para tomar
    obrigação e não foram eles que fizeram o santo dessas pessoas.
    Só que essas pessoas são verdadeiras ESTRELAS….
    e sempre ficam fofocando e criando confusão as escondidas. Por esses fatores eu não fico enfiada na casa
    prefiro aparecer somente para trabalhar em dia de festa,e olha que eu trabalho que nem um burro de carga mas não ligo….
    Nunca me envolvi em nada…. ou seja acredite tem muitas pessoas que não sei nem o nome!!!!!
    Minha atitude de não querer se envolver com as pessoas e errado ?
    Será que o Santo fica triste comigo?
    Porque eu tenho horror a fofoca e confuzão!!!!
    Porque esses fatores tem adiado minha feitura porque eu não simpatiso muito com algumas ESTRELAS da casa que adoram trabalhar em feitura…
    Porque eles me tratam como seu não soubesse nada da vida….. mas ao contrario doque devem pensar sou a quarta geração de filho de santo da minha familia!!!!
    Devo continuar quieta e observando?????


  696. qro assentar mas so tenho 13 anos eu posso o tenho q esperar
    é o q eu quero me assentar servir ao orixá


  697. Por favor, alguém com experiência, me ajude!!!! Fui criada como espírita, tenho 29 anos e até mais ou menos um ano e meio atrás acreditava muito nessa doutrina, porém muita coisa aconteceu e minha cabeça está confusa… minha mãe se converteu em testemunha de Jeová, eu respeito, mas não consigo acreditar nas coisas que ela me fala, meu marido é católico e eu não concordo 100% com a filosofia e os ensinamentos, mas também respeito (jamais discuti ou tentei convencer alguém da minha crença), cheguei ao ponto, agora, de duvidar se realmente existe um deus nos guardando e protegendo, estou muito confusa; tenho um sério problema com um vizinho e procurei uma Senhora que lê tarot, ela é uma ótima pessoa e me falou muito dos Orixás (desculpe, eu não sei diferenciar Camdomblé de Umbanda), me senti muito bem e a tenho muita estima, até gostaria que ela fosse da minha família, seria uma luz pra mim, enfim, essa senhora me ajudou e tem me ajudado bastante, eu estou com muita vontade de entender mais sobre essa religião, mas tem que ser uma explicação para leigos, pois eu realmente não sei nada; como eu faço pra entrar, participar dessa religião, que me parece ser de muita paz e força? Eu preciso entender muitas coisas e quem sabe aqui eu possa de uma vez por todas recuperar minha paz de espírito? Posso continuar mandando minhas mensagens e dúvidas aqui?

    Muito obrigada, aguardo uma resposta…

    Confusa


  698. Boa noite para vcs,

    Como é determinado que uma pessoa vai ser Ogãn e Ekedi ,
    Esses Ogãns e Ekedis tem realmente uma importancia no candomble?
    desculpa minha ignorancia espiritual , e que me falaram que quando não vira no santo e porque a pessoa e Ogãn ou Ekedi ,mas tenho visto uma serie de pessoas que não viram no santo e são feitas no santo mas não tem
    função nenhuma!


  699. OLÁ MEUS QUERIDOS…A BENÇÃO DE TODOS…LÍ MAIS ACIMA UM QUESTIONAMENTO SOBRE O KELÊ,E ME LEMBREI DA MINHA PRÓPRIA ESTÓRIA:NO MEU RESGUARDO,MEU KELÊ NÃO SÓ DEU MOSTRAS DE QUE PODERIA ARREBENTAR,COMO ARREBENTOU MUITAS “PERNINHAS” DE ALGUNS GOMINHOS…MINHA MÃE PEQUENA MORAVA NA MESMA CIDADE QUE EU MORO NA ÉPOCA E PASSAVA O OCORRIDO PARA NOSSO ZELADOR.NAS PRIMEIRAS VEZES ELE FOI AO JOGO E PEDIU QUE ELA OBSERVASSE E SE CONTINUASSE A SE REPETIR,QUE ELA DISSESSE A ELE.POIS BEM,CONTINUOU,ELE VOLTOU AO JOGO E MANDOU QUE ELA ME LEVASSE AO BARRACÃO NA PRIMEIRA OPORTUNIDADE.FOMOS E APÓS CONSULTAR OS BÚZIOS,ELE RETIROU MEU KELÊ COM APENAS 2 MESES E UNS DIAS.PERGUNTEI A ELE SE EU PODIA SABER O PORQUE DO OCORRIDO,HAJA VISTA QUE MEUS OUTROS IRMÃOS DE BARCO PROSSEGUIAM NORMALMENTE COM SEUS KELÊS INTOCÁVEIS.NÃO OBTIVE RESPOSTA E INSISTI,PERGUNTANDO SE EU HAVIA FEITO ALGO ERRADO PARA TAL COISA OCORRER E ELE ME DISSE QUE NÃO,MAS QUE NÃO PODIA DIZER O PORQUE…TENTEI NUMA OUTRA VEZ TOCAR NO ASSUNTO E LEVEI A MAIOR BRONCA,E NUNCA MAIS PERGUNTEI NADA.CLARO QUE,USANDO DE POSSIBILIDADES,O QUE VOCÊS ACHAM QUE PODE TER OCORRIDO?POR QUE EU NÃO PODERIA SABER O QUE FEZ MEU KELÊ ARREBENTAR E NÃO PODER TER CONCLUÍDO OS 03 MESES?SERÁ QUE PODERIAM PELO MENOS LEVANTAR ALGUMAS HIPÓTESES PARA EU PODER ENTENDER?OBRIGADO MEUS QUERIDOS IRMÃOS POR TODA A ATENÇÃO ….A BENÇÃO E QUE OXUM ABENÇOE A TODOS…


  700. em Janeiro 31, 2010 at 11:43 am Fernando D'Osogiyan

    Mônica,

    Entendo perfeitamente o que acontece contigo, esse tipo de candomblé está acabando, a prepotencia de ebomis, vaidades de zeladores, Ogans e ekedis disfarçadas, enfim, é triste. Procure seu caminho, não se deixe fixar nesta situação, nessa rotina, isso não é religião, se não, cade seu Orixá? Não é verdade?

    Reflita, converse com o zelador e movimente-se!!!

    Boa sorte,

    Fernando D’Osogiyan


  701. em Janeiro 31, 2010 at 11:48 am Fernando D'Osogiyan

    Everton,

    Claro que Ogan e Ekedi tem importancia dentro do candomblé, sem eles, sem candomblé!

    São escolhidos pelo próprio Orixá, para servir a ele próprio, a casa e ao mundo, por isso, quem vira por eles é o próprio Orixá, Ogan e Ekedi são partes do Orixá para quem foram confirmados, é liturgia.

    Axé,

    FernandoD’Osogiyan


  702. em Janeiro 31, 2010 at 11:52 am Fernando D'Osogiyan

    Confusa tem nome?

    Continue a mandar, OK! Na vida tudo tem seu tempo e hora, mas, para o Orixá não!

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  703. Existe um orixa onde a pessoa que é regida por este santo não precisa fazer o santo?
    Quer dizer não tem a obrigação de fazer santo?


  704. OLÁ MEUS QUERIDOS…A BENÇÃO DE TODOS…LÍ MAIS ACIMA UM QUESTIONAMENTO SOBRE O KELÊ,E ME LEMBREI DA MINHA PRÓPRIA ESTÓRIA:NO MEU RESGUARDO,MEU KELÊ NÃO SÓ DEU MOSTRAS DE QUE PODERIA ARREBENTAR,COMO ARREBENTOU MUITAS “PERNINHAS” DE ALGUNS GOMINHOS…MINHA MÃE PEQUENA MORAVA NA MESMA CIDADE QUE EU MORO NA ÉPOCA E PASSAVA O OCORRIDO PARA NOSSO ZELADOR.NAS PRIMEIRAS VEZES ELE FOI AO JOGO E PEDIU QUE ELA OBSERVASSE E SE CONTINUASSE A SE REPETIR,QUE ELA DISSESSE A ELE.POIS BEM,CONTINUOU,ELE VOLTOU AO JOGO E MANDOU QUE ELA ME LEVASSE AO BARRACÃO NA PRIMEIRA OPORTUNIDADE.FOMOS E APÓS CONSULTAR OS BÚZIOS,ELE RETIROU MEU KELÊ COM APENAS 2 MESES E UNS DIAS.PERGUNTEI A ELE SE EU PODIA SABER O PORQUE DO OCORRIDO,HAJA VISTA QUE MEUS OUTROS IRMÃOS DE BARCO PROSSEGUIAM NORMALMENTE COM SEUS KELÊS INTOCÁVEIS.NÃO OBTIVE RESPOSTA E INSISTI,PERGUNTANDO SE EU HAVIA FEITO ALGO ERRADO PARA TAL COISA OCORRER E ELE ME DISSE QUE NÃO,MAS QUE NÃO PODIA DIZER O PORQUE…TENTEI NUMA OUTRA VEZ TOCAR NO ASSUNTO E LEVEI A MAIOR BRONCA,E NUNCA MAIS PERGUNTEI NADA.CLARO QUE,USANDO DE POSSIBILIDADES,O QUE VOCÊS ACHAM QUE PODE TER OCORRIDO?POR QUE EU NÃO PODERIA SABER O QUE FEZ MEU KELÊ ARREBENTAR E NÃO PODER TER CONCLUÍDO OS 03 MESES?SERÁ QUE PODERIAM PELO MENOS LEVANTAR ALGUMAS HIPÓTESES PARA EU PODER ENTENDER?OBRIGADO MEUS QUERIDOS IRMÃOS POR TODA A ATENÇÃO ….A BENÇÃO E QUE OXUM ABENÇOE A TODOS…


  705. em Fevereiro 1, 2010 at 12:12 am Fernando D'Osogiyan

    Marcelo,

    Não existe.

    Já ouvi muita gente dizer que é de Orixá tal que não é feito etc…Então não é Orixá na concepção da palavra, já que não há interação com o Ori da pessoa.

    São as lendas, mitologias, etc,de alguns escritores, pensadores e de zeladores que querem ser diferentes, inventar a roda.

    Ninguém pode intitular ou até rotular o Orixá, ele é a essência.

    A sabedoria de Olodumare (Deus) é infinita, para ele não existe o Não, por que mesmo o Não rotundo, ao nos referirmos ao Orixá, é inócuo.

    Iniciar-se no Orixá aí é outra coisa, muitas vezes nossos caminhos nos levam a outras religiões, poucos são os que são abençoados com o toc de pureza do Orixá e com certeza existirá um ancestralidade por trás de tudo isso que nos chama, nos anima e que nos apaixonamos.

    Sou candomblecista.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  706. em Fevereiro 1, 2010 at 12:46 am Fernando D'Osogiyan

    Omindaloju,

    devagar sobre o que poderia ter ocorrido é complicado, sua jibonã teria que imediatamente acertar essa situação.

    Axé,

    Fernando


  707. Vou contar como foi a minha iniciação.
    Eu passei por todos os rituais segui diretinho e bonitinho, minha saída foi linda. Porém, quando eu recolhi, eu tinha dias limitados para ficar longe do meu trabalho. Na primeira semana, entrei de preceito, tomei ebós, porém continuei trabalhando, mas já estava dormindo em esteira e no ronkó, já na segunda semana, me afastei do serviço por duas semanas até a data da minha saida…por motivos de que não consegueria continuar afastado, acabei cumprindo só 12 dias de kelê, e algumas kisilas foram quebradas. Tem algo de errado nisso? Poderei concertar tudo isso nas minhas obrigações?

    Grato
    Asé!


  708. em Fevereiro 3, 2010 at 12:34 am Fernando D'Osogiyan

    Dofono D’Ayrá,

    O preceito no Ketu/Nagô para quem vai se iniciar são 21 dias na roça sem sair mais e nem chegar na porta, no mínimo!E 21 dias de kelê e 3 meses de preceito pesado e 1 ano para outros preceitos mais leves.

    O que você fez eu não entendi nada…confuso…quebrou o tempo de kele.

    Consertar não é bem a palavra… Quando se entra para se iniciar, esquecemos de nossa vida, pois vamos morrer para ela e nascer para outra, como Iyawo.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  709. em Fevereiro 3, 2010 at 12:35 am Virgílio Moreira

    Será que alguém poderia me responder uma pergunta?
    Amo o Candomblé tenho 14 e penso em me raspar.
    Mais minha pergunta é porqe tem que cortar o cabelo pra que?
    o porque tem tanto sangue, e cortam os yawôs para cair sangue.
    Concordo com tudo no Candomblé só não concordo com a feitura’
    Se puderem esclareçam pra mim por favor.
    Obg.


  710. Olá,

    Abiku tambem faz feitura igual aos demais que não são Abikus ?
    Sou Abiku confirmada e meu zelador disse que minha feitura e igual a dos outros e tenho que derrubar o cabelo e etc…
    Antes de conhecer esse zelador eu já tinha a confirmação deque era Abiku com outros zeladores!
    Desculpe a pergunta mas estou em duvida sobre minha feitura !!!!


  711. Marina a questão de raspar ou não fica a cargo da casa, do conheciemnto do zelador e de outros fatores,mas abikú é iniciado sim, normalmente. Tomeje


  712. em Fevereiro 4, 2010 at 2:58 am Dofono D'Ayrá

    Mas então, isso independe de nação? Fui feito em Efon.
    Mas se fosse instruido, teria ficado os 21 dias de kelê, mesmo que isso custasse meu emprego.

    Mas tinha que ser naquele momento, adiei por demais minha iniciação, e estava realmente necessitando de ser iniciado…Mas enfim, vou ver com o meu zelador referênte a isso.
    Só espero que meu Orisá entenda este ocorrido.
    Grato pela explicação!
    Asé!


  713. A benção,meu mais velho,Fernando…
    Desculpe se toco novamente neste assunto do kelê,mas com sua resposta fiquei mais em dúvida ainda…Sei que existem inúmeros motivos para um kelê se partir,mas no meu caso,se o meu Zelador disse que a culpa não era minha,que eu não havia feito nada errado,e que eu não podia saber o motivo(áliás,não concordo muito com esse mistério que ele fazia…a gente nunca podia saber nada!),então quais as possibilidades que existiriam?O Santo podia não estar satisfeito com alguma coisa?Havia algo incomodando Oxum e ela queria que fosse consertado?E o que minha jibonã deveria ter feito?Mais uma vez me desculpe por esse interrogatório,mas hoje já não estou mais nessa casa(infelizmente),e esse fato do meu resguardo sempre me preocupou muito,pois conheço as conseqwuencias de um resgauardo quebrado e também sei que um kelê pra se romper,algo grave está ocorrendo…Nunca tive um esclarecimento sobre isso e tenho muito medo…Obrigado por sua paciência com esse Yaô maluquinho,e sua benção mais uma vez…


  714. em Fevereiro 8, 2010 at 12:20 am Fernando D'Osogiyan

    Omindaloju,

    Não há mistério algum, se o Keke apresentava problemas, tinha que ser reenfiado, apenas isso. O zelador joga para ver se existe alguma demanda, negatividade, Kizila, enfim, descobrir o porque ou simplesmente por defeito da linha, da miçanga quebrada que roeu, até mal dormir eu já soube.
    Temos que dar satisfação ao Iyawo sim! Já foi o tempo de zeladores cheios de impáfia, senhores da verdade, e normalmente nunca sabem dar as respostas exatas, gritam por que querem impor sua vontade, suas invencinices, é triste.

    Um zelador impõe-se pela clareza de suas atitudes e seu axé, pelo exemplo que deu quando iyawo foi, pela lisura e educação, pela experiencia e humildade, pela liturgia e pelo Orixá que tem e prepondera quando se é preciso.

    Boa sorte,

    Iyá omindalojú


  715. Boa tarde

    Motumbá

    Por favor gostaria de saber como pode ser feito o Santo em pessoas que trabalham, que tem uma vida social. Os 21 dias pode muito bem serem feitos nas férias da pessoa, mas e depois, como fica até a caida do kelê? Bom trabalho na area administrativa, e aqui na empresa é exigido que os funcionários usem o uniforme que consiste em calça preta, sapatos pretos e camisa social. Como faço se após a feitura o preceito é de não usar roupas pretas. Tenho muita vontade de entregar a minha cabeça para meu Orixá, mas tenho meus receios.

    Desde já muito obrigado.


  716. Motumbá a todos!
    aos moderadores daki que tanto me auxiliaram tiraram algumas dúvidas muito obrigado!!!
    to de volta já dei minha obrigações, to de preceito e to muito contente com tudo.
    Elton comigo acontece da seguinte forma eu jogo futebol e tal e meu uniforme é branco e preto, mas é aquilo quando está pra começa meu treino eu o coloco e depois o tiro e coloco minhas roupas claras.
    E outra penso da seguinte forma se vc faz de bom coração tudo se encaminha bem.
    Virgilio Moreira, naum sei o porque dos rituais mas sei que estou muito bem só quando entramos pro roncó que vemos que naum é tão “sinistro” assim e outra num é bem assim cortam o yawo pra cai seu sangue e tal num é com esse ar de maldade, como me foi dito, digo a vc veja bem se é isso que vc qué, pois é um enorme passo em nossa vida e como tudo em nossa vida se começamos temos que ir até o final e respeitar todos os atos. Sobre a quantidade de sangue, num é um sacrifico por maldade, a carne do animal vai servi de alimento a todos do axé.
    Muito axé a todos, desculpem se eu naum soube me expressar.


  717. Olá Elton
    Todas as suas dúvidas devem ser dirigida ao seu zelador, a questão do seu fardamento, do tmepo de recolhimento,o qu poso lhe dizer é que geralmente as pessoas ficam de obrgação no mês de férias,assim passam os 21 dias cruciais no axé e depois para administrar o preceito do kelê algumas concessões feitas como o irmão Jorge cita. Converse com seu zelador, é importante esse contato com ele, afinal vc deve se iniciar numa casa e pelas maõs de alguém que vc confie.
    axé


  718. boa tarde senhores ó eu aki di novo rsrsrsrs!!!!
    gostaria de espressar minha opnião com relação a quele, e tempo de iniciação.
    o candomblé no brasil hoje se encontra em um nivel muito bom, e digo mas, os zeladores a pezar de não deterem 90%dos fundamentos , que com certeza foram levados por nossos ancestrais, seja por egoismo ou talvez por sabedoria, tratam de nossos orixas com muito amor e respeito em sua grande maioria, e passaram também a entender, q o candomblé tem q evoluir , mas sem perder sua essência.
    dependendo da casa, o zelador pede ago a orixa e quebrando uma quantidade de quizilas, e liberando alguns preceitos,concedendo a prerrogativa se for realmente nessessario.
    o candomblé não q ver ninguem passar fome ou perdendo emprego , ele resolve a vida da pessoa ,e baseando-se nesse principeo, as pessoas não devem ter medo de se iniciar.
    outro detalhe, cabelo cresce de novo, apesar de saber q nem todas as pessoas tem q raspar , mas com certeza a raspagem se enquadra a grande maioria, em fim…
    sejam candomblecistas sejam felizes axé


  719. Elton ser iniciado é entender que é um início, um passo dado na direção de ser um membro daquela religião, e entender que as religiões não se adaptam aos membros e sim o contrário. Mas saiba que existe sim maneiras de superar este período do kele e roupas pretas. Um irmão meu agora mesmo está de preceito e está trabalhando de preto, não é nada que nãopossa ser superado, mas isso não significa que vc não cumprirá os resguardos, seu zelador vai te encaminhar muito bem, tenha certeza. Tomeje


  720. Olá,

    Tenho uma pergunta que talves voces achem muito estranha mas é uma duvida e ao mesmo tempo uma certa
    curiosidade muito forte que tenho!
    Pessoas que são regidas por 2 orixas muito diferentes fazem o ritual de feitura de santo?
    Meu irmão e filho de Oxala com Ewa mas tambem tem Exu na sua regencia , bom e meio complicado mas é um fato confirmado por varios babás !
    Disseram que ele não tem a necessidade de fazer
    o santo e o mais estranho e que ele realmente tem as
    caracteristicas desses orixas , oque me deixa de boca aberta e que eu sei que esses orixas não são amigos!
    Num caso tão estranho como esse oque se deve fazer?
    A vida dele e muito dificil em todos os aspectos .
    Os babás disseram que ele tem Oxalá e Exu regindo!
    Isso realmente acontece? Oque uma pessoa deve fazer num caso desse ?


  721. Olá Mónica
    Todos quando nos iniciamos temos apenas um orixá que é o de frente.Os outros apenas dividem sua regência.Oxalá em nada tem de muito diferente de Ewá, se ele fosse de Exu e Oxalá era de se estranhar…
    cada um tem um ori e Olodumaré é que sabe as razões de o ori de seu irmão ser regido por orixás ,digamos que numa conjuntura rara.Exu está como terceiro ele é carrego ou herança,não há briga nesse sentido com Oxalá e ainda que houvesse não se raspa Exu na cabeça do filho de santo,ele é agradado e passa o posto para Ogum.
    Espero ter ajudado
    Mas achoq ue o Fernando deve dar uma olhada no seu comentário
    Axé


  722. em Fevereiro 12, 2010 at 5:36 pm Fernando D'Osogiyan

    Mônica,

    Colaborando com a Carol diria ainda que Exú em hipótese alguma rege a cabeça de uma pessoa de Oxalá. Quem jogou para ele não percebeu a presença de Egun? Isso não é Exú é Egun. È muito comum nas pessoas de Oxalá, atrasam a vida da pessoa, pobreza, falte de sorte, ganha 9 gasta 10 e por aí vai Mônica. Ele pode ser de Oxalá com Ewá e vice versa. Fazer um bom ebó Egun e jogar novamente.

    Boa sorte,

    Fernando D’Osogiyan


  723. Ola, a benção aos mais velhos!

    Conheci um irmão que nasceu em Efon, infelizmente seu pai faleceu após sua obrigação de 3 anos. Foram feitos todos os rituais para que as mãos do zelador fosse tirada e desde então ele não encontrou um local para a conclusão de sua caminhada espiritual.

    No inicio desse ano finalmente tudo foi feito, porém, em uma outra nação (Angola). Segundo o que soube, tudo foi feito dentro do preceito do Efon, porém, percebo algumas diferenças. Pergunto, quando nascemos em uma nação obrigatóriamente devemos permanecer nela?


  724. em Fevereiro 12, 2010 at 8:28 pm Fernando D'Osogiyan

    Olá ju,

    Angola, Efom, Ketu, Jeje,etc, todas tem seus preceitos próprios, para tirar a mão e levar a cabeça.

    É possível se iniciar numa nação e depois passar para outra, vai depender da aceitação e mudança generalizada da pessoa e do seu Orixá, Inkísse ou Vodun, o aprendizado litúrgico, não é fácil.

    Particularmente, guardado algumas excessões, sou contra mudar de nação, porém sei que não podemos generalizar, há casos e casos.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  725. Pai

    Muito obrigada pela resposta.

    A benção!


  726. gostaria de saber qual é a diferença entre ser dofona de de “rombona”


  727. Boa tarde,

    Fiz um Ebó há mais ou menos 4 meses atrás com um Pai de Santo do Candomblé da minha inteira confiança, pois sou medium da Umbanda há mais de 20 anos, o que acontece é que minha Mãe de Santo passa por problemas serissimos que a impede de cuidar das minhas obrigações nesse momento. O próximo passo, segunda o Pai de Santo do Candomblé, seria os meus assentamentos, que inclusive já me são cobrados por meus Orixás.
    Dúvida: Há algum mal em eu fazer meus assentamentos no Candomblé mais continuar no Centro que eu frequento?
    Como o Ebó que foi feito, NÃO gostaria de participar minha Mãe de Santo (inclusive isso está somente entre eu e o Pai de Santo do Candomblé).
    Motivo: Apenas evitar ciúmes, pois não sinto que estou fazendo algo errado, mais do que nunca estou decidido com todo respeito e humildade em realizar minha obrigação.
    Algum mal nessa OMISSÃO?
    Muito grato
    Wall S Freitas


  728. Oi,

    Vou fazer o santo agora em Maio, já estou me preparando a 02 anos para a feitura, mas estou com uma
    duvida que está me deixando cada vez mais intrigado!
    Sou de xango com oxum vou fazer o santo para xango!
    Xango segundo o jogo de buzios e realmente o dono da minha cabeça!
    Mas porque que cada vez mais tenho sonhado com Iemanjá? Nos sonhos ela está sempre falando comigo
    sobre minha vida e acontecimentos, já perguntei sobre
    isso para meu zelador de santo e ele ficou quieto e não me
    respondeu , mas Iemanja sempre aparece de muito mal humor!
    Isso por um acaso é normal ou pode ter algo de errado?
    Estou falando isso porque esses dias ela(Iemanja) apareceu nos meu sonhos e pediu para eu fazer o santo o
    mais rapido possivel ( detalhe: eu estava pensando em adiar a feitura)?
    Por favor me ajudem com suas respostas!


  729. Marcos não fique impressionado meu irmão, é comun neste período estas confusões acontecerem, estou com seu zelador, silencio….. rsrsrsrsrsrs Será muito melhor para vc. Entregue-se nas mãos do seu zelador, ele com certeza saberá o que é melhor para vc, nãoprocure informação de nada agora, não pergunte nada, estudar no dia prova não ajuda muito né? Boa iniciação eque Xangô lhe de tranquilidade, paz e harmonia. Tomeje


  730. vamos lá ,é impressionante como da para aprender com este site.
    são varios temas e assuntos q vão se desmistificando acada dia , graças a deus


  731. em Fevereiro 22, 2010 at 5:34 pm nãna mergulhão

    Boa tarde!

    Vim aqui mais uma vez perturba-los um pouco, eu comecei a frequentar “assiduamente” candomblé de junho pra ca, na sua maioria Ketu(alias acho que todos eram ketu) nunca senti um arrepio, uma vibração nada do tipo, como disse a pouco tempo cheguei a ser apontada ekede de Ayrá, quando voltei a ver o orixá que iria me suspender( Ayra do meu primo que é da Bahia, eu moro em são paulo) nada dele o fazer, até que bolei.
    Ai vem minha pergunta, isso é o tempo do orixá, é a nação(que a casa de minha vó é jeje), ou o orixá como cogitaram lá é quem de certa forma escolhe a casa a qual você vai pertencer?

    axé


  732. em Fevereiro 22, 2010 at 5:39 pm nãna mergulhão

    Ah sei que é uma pergunta muito aberta que não será resposta exata, é uma questão de saber a opnião dos colaboradores mesmo…

    Ah e mais uma pergunta, agora direcionada à Manuela a senhora mora em portugal não é?

    a senhora sabe da existência de uma lavagem que existe na frança?
    igual a lavagem do Bonfim ou da Purificação em santo amaro… tomei conhecimento que meu pai Pote é o organizador vai todos os anos fazer a lavagem na frança, achei interessante comentar com você que já ta na Europa sendo o transporte entre os paises ai fácil…


  733. Nanã, minha yá sempre diz que o pai dela dizia que se a pessoa bolasse numa casa, ela deveria ser iniciada naquela casa, massss os casos devem ser muito bem analisados, pois uma casa para sermos iniciados, tem que ser uma casa onde nos sentimos à vontade. Sentir que alí é realmente nossa casa, que fazemos parte dela.
    É por isso, que em muitas casa têm o momento específico para cantar para seus abiãs bolarem e assim ver quem é rodante ou não.
    O nosso orixá nos leva sim para o nosso melhor, para onde nos sentiremos acolhidos, bem apanhados e felizes, ou seja, há uma sintonia entre nós e eles.

    Agora, é claro que haverá mais proximidade entre nações irmãs do que com outras diferentes. Ex.: é mais fácil eu sentir mais “tocada” num toque ketu (por ser mais próximo da minha nação) do que num toque jeje que não canta pra orixá (não estou falando do nagô-vodum ou jeje-nagô).

    Se você já está frequentando uma casa e está gostando, permaneça, minha irmã. Nosso orixá se sente bem onde estamos bem e visse versa.

    Axé!


  734. em Fevereiro 23, 2010 at 1:38 am nãna mergulhão

    Em relação a Nação pode-se dizer que lá é meio confuso(pelo menos pra mim… que cheguei a pouco)

    A casa em si não me traz tanta segurança mas como meu futuro pai ta pra abrir a casa dele fico contente pois foi num candomblé que ELE tava fazendo(na verdade um toque pra duas iaos bolarem) na casa da mãe dele, alias a casa me deixa muito feliz pois é a de minha avó mas existem pequenas coisas que me desagradam la uma certa rivalidade de o meu é melhor que o seu

    Enfim muito obrigada pela opnião…quem dá mais ??


  735. Olá!

    Tenho duas dúvidas, que gostaria que fossem exclarecidas:

    1) O que é efetivamente bolar no santo? Ja ouvi que quando um filho bola em seu santo ele deve obrigatóriamente e imediatamente ser feito, isso é verdade?

    2) Qual grau de inconciência do filho de santo, quando ele é feito? Conheci pessoas que dizeram que em suas saida estavam acordadas e so em determinado momento do ritual viraram em seus santos, outros que dizeram ter virado e manterem seu grau de conciência.

    Como é isso?


  736. Olá, boa tarde. Fiquei praticamente o dia todo lendo todas as mensagens expostas neste site, e devo confessar que apreciei a diplomacia e coerência das suas respostas, ou melhor a de todos que responderam. Vocês estão de parabéns. Infelizmente existem sites que estão fazendo com que a nossa religião se transforme em apenas uma religião. E não é isso que eu quero para mim, comecei na umbanda, mas meus orixás na verdade são de candomblé e me sinto realizada com eles. Quero poder fazer minha feitura logo, ainda este ano e meu Pai Oxalá irá me ajudar. Fiquem em paz e mais uma vez PARABÉNS.


  737. Oi Ju, vamos ver se eu consigo te ajudar um pouco.
    Essa história de “bolou tem que recolher” anda muito por aí, mas não é bem assim que as coisas funcionam.
    Eu sempre penso que o ato de bolar é o fato incontestável que a pessoa é rodante e que futuramente será iniciada (mas é futuramente e não imediatamente). Eu “bolei” com treze anos e só fui iniciada aos 18. Ou seja, a criatura bola, mas ela só é iniciada se ela realmente quiser.

    Ju, depois da iniciação as coisas mudam, realmente, mas pra tudo há o costume e o tempo. Eu não sinto Oyá hoje como eu senti na primeira vez que eu rodei, e possivelmente, daqui a alguns anos também não sentirei como sinto hoje.
    Não há um padrão a ser seguido. Cada um tem um tipo de manifestação, um grau de consciência e muitos (muitos, tá?) tem uma visãozinha ou outra. A inconsciência plena é um pouco difícil. Bem, mas está acordado durante a saída, pede uma atitude do zelador, pois quem deve ser mostrado é o orixá.

    Axé!


  738. Oi para todos,

    Porque que uma pessoa que não vira no santo (bolar) tem obrigação de fazer o santo.
    Eu não viro no santo mas meu zelador de santo diz que
    eu tenho obrigação de fazer santo e posteriormente tomar
    as obrigações….
    Não quero questionar meu zelador porque ele é um
    homem muito idoneo e super reconhecido por seu otimo
    trabalho.
    Mesmo assim eu não compreendo porque tenho que fazer santo se eu não viro no santo?

    Existem pessoas que já nascem predistinadas a fazer
    o santo?

    Grata !


  739. Rosa, vou expressa minha opinião nem todas as pessoas que cumprem o que devem fazer obrigação encorporam, existe as ekedis que naum viram nunka, e ten caso de algumas crianças que quando fazem o santo tbm naum viram, o adulto é diferente geralmente os rodantes mais cedo ou mais tarde acabam virando é apenas questão de tempo, existe uma moça na minha casa que ela passou por todos os rituais acordada o santo dela só a pegou na hora do orunkó e só, mesmo nas festas do seu santo ele naum aparece mas ela é rodante só que naum vira direto. Então acho que isso pode acontecer sim, naum é só bolando que o santo cobra feitura naum. O importante é que vc acredita no seu zelador e se vc sente que é o seu momento vai em frente, converse com seu orixá ele vai te mostrar o melhor caminho!
    asé!


  740. Dayane, ajudou demais!
    Muito obrigada


  741. Bom dia!

    Gostaria de saber se além dos abikus existem outras pessoas que não precisam ser raspadas ou iniciadas.Em qual situação?

    Grato


  742. em Fevereiro 25, 2010 at 7:36 pm Fernando D'Osogiyan

    Cláudio,

    Abikús tem qualidade e alguns são iniciados com seus devidos orôs, ebós e cuidados. Por exemplo: pessoas de Nanã são Abikú e poucos são os zeladores que se esmeram, conhecem e iniciam pessoas de Nanã (raros).

    No candomlé Ketu/Nagô, existem os Iyawos, Ogans e Ekedis. Fora destas categorias não existe ninguém, o restante é cargo de Orixá ou posto na casa.

    Existem também os relaxados, os desavisados, os desinteressados, aqueles que não ouvem conselho e ouvem coitados, os eternos abians, etc, esses nunca se iniciarão.

    axé,


  743. boa noite adorei o site vcs são muito bom e esclarecedores mais tenho uma duvida, a um tempo fiz santo e agora descobri q n tive todo o preceito e q estariam me cobrando feitura pois n tive bicho de 4 pes fiquei somente 7 dias usei ate peruca pq foi me liberado pois trabalho em um escritorio, depois minha filha fez santo e dizem ser o santo errado e o meu outro filho e barriga suja pois antes dela tinha feito um aborto e perdi varios e ela nasceu prematura e quase q nasceu com 4 meses no caso ela e abiku ou a mae de santo tem mesmo q raspala pois n entendo se vcs puderem iram me esclarecer muito pois estou muito confusa desde já agradeço mutumbá


  744. GENTE ME ESPONDAM UMA COISA, SOU INICIADO NO CANDOMBLE JÁ A ALUGUM TAMPO, CONHECO UMA PESSOA ( NÃO INICIADA)QUE UITILIZA-SE DE FEITIÇOS, EBÓS, BANHOS, E ATE OFERENDA SEM SER INICIADA NO CANDOMBLE OU UMBANDA, E JÁ SOUBE QUE TEVE EXITO NO QUE FEZ.
    UMA PESSOA QUE NÃO É FEITA PODE FAZER UMA OFERENDA AO ORIXA? O ORIXA ESCUTA UMA PESSOA SEM O AXÉ?
    EU QUE SOU INICIADO NÃO FAÇO.


  745. BOM DIA GENTE GOSTARIA DE SABER ALGO ,EU ENTREI DE FERIAS DO TRABALHO E TAVA ME ARRUMANDO PRA ME INICIAR MAS SO Q A MINHAS FERIAS CAIU EM MARÇO MES DA QUARESMA GOSTARIA DE SABER SE TEM ALGUM PROBLEMA POR FAVOR ME RESPONDA TOW DESESPERADO POIS ESPEREI TANTO PRA Q ESSE DIA CHEGASSE FORAM 2 ANOS DE ESPERAR E AGONIA DESDE JÁ AGRADEÇO AXÉ…


  746. aprventando o comentarios d meus irmãos,tambem gostaria de saber primeiro se eu sou abiku como sai no jogo se eu frequentar uma casa de keto é obreigado a me rasparem ou não e quando você sente a vibração do orixar mais não fica por completo inconciente como vou saber onde é o orixa e onde sou eu.
    Sinto sua plena vibração e meus olhos ficam fechados tento abrir mais não consigo porém escuto tudo é normal.


  747. em Fevereiro 27, 2010 at 1:46 pm Fernando D'Osogiyan

    Neves de Oyá,

    Nossa religião exige a liturgia ou seja os fundamentos necessários à iniciação, dentre eles o Inbosé que consiste no animal de 4 patas, galos, galinhas, pombos, dangolas, etc, varia conforme o Orixá.

    Já foi o tempo que se iniciava em apartamento, usavam peruca, burgueses, ricos, artistas, políticos, intelectuais que influenciavam as Iyá e Babás com muito $$$ ou por ignorarem ou por vaidade, as direrizes de sua nação e seu axé.

    Por outro lado, ninguém vai morrer se não se iniciar, Orixá está acima de tudo, aquele que não tem a menor condição financeira para se iniciar no Orixá, como fará?

    Infelizmente você entrou num lugar desprezivel que não conhecem a religião dos Orixás, nós chamamos aqui de “Invencionices”, pois burlam os preceitos, custumes da religião, é triste, deveriam ser denunciados ao ministério público, as federações, etc.

    Abandone imediatamente este lugar, dependendo de onde você more podemos orientá-la a buscar uma boa casa.

    Apegue-se ao seu Orixá e boa sorte,

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  748. em Fevereiro 27, 2010 at 1:48 pm Fernando D'Osogiyan

    Josantana,

    A quaresta é liturgia católica e não da religião dos Orixás, Voduns e Inkísses. Sincretismo acabou a muito tempo, vá em frente e boa sorte.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  749. em Fevereiro 27, 2010 at 2:08 pm Fernando D'Osogiyan

    Rosimere,

    Abikú tem qualidades e em sua maioria se iniciam, o que muda são os fundamentos, etc. Confirme seu jogo em mais 3 jogos com pessoas sabidamente de axé tradicional para
    ter certeza. Se você vira no Orixá mesmo ainda sendo Abian é normal os sintomas que você descreve, você ainda não está preparada e na iniciação alguns desses sintomas desaparecem. Nossa mediunidade é exclusiva e única e com a iniciação ela vai se desenvolvendo, envolvendo, ao seu seu limite e as obrigações nos renovam, pois, se não, a energia se esvai, ela é volátil, exige de nós muita entrega e abnegação aos rituais e muita fé.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  750. Oi uma boa noite para todos,

    Me desculpe por não mencionar meu nome é que tenho
    muitos amigos que leêm esse blog inclusive eu sempre
    participo fazendo perguntas,porisso dessa vez prefiro não
    mencionar meu nome!
    E de ante mão já peço mil desculpas !!!!
    A cerca de 8 anos atras eu me mudei de bairro e nessa epoca eu frequentava uma igreja evangelica(era super fiel)quando conheci meu namorado ( que ainda estamos juntos).
    So que nessa epoca eu fiquei longe de todos os meus amigos então ninguem sabe da historia que vou contar e
    um segredo que estou revelando á vcs…realmente e uma
    dor que carrego sozinha!!!
    Como eu estava numa situação de extrema pobreza(fui até despejada da onde morava)acabei ficando gravida
    foi que entao eu tomei a decisão de fazer um aborto!
    E depois disso percebi que minha vida que estava ruim
    ficou muito pior,não queria por no mundo um filho em
    condições miseraveis.
    Então com o passar do tempo larguei a igreja e encontrei a paz no candomble!
    Só tem uma coisa que me pertuba muito ,tenho que fazer o santo mas não sei se o que fiz o santo ira me perdoar e se isso influencia em minha vida no candomble!
    Por favor me respondam …..!
    Fico grata com a atenção de vs!!!!


  751. O ritual de iniciação muda de uma nação para outra no candomble ?
    E normal agente sentir um certo medo antes de fazer o
    ritual de feitura de santo?


  752. Everton, cada nação tem suas peculiaridades. As teorias e ideias podem parecer muito ou até serem iguais, mas os rituais diferenciam sim, e o ritual de iniciação está incluido nesses rituais.

    Everton, todo ser humano é meio xenófobo, tem medo do desconhecido. Sabe aquela música de Caetano: “É que Narciso acha feio o que não é espelho”?
    O ritual de iniciação é um ritual totamente novo e desconhecido para o abiã, assim como um ritual de enorme importância para o mesmo. Agora imagina um ritual super complexo, que pede entrega total daqueles que participam, que atua como um divisor de águas nas nossas vidas e você vai passar por isso sem saber muito bem o que realmente vai acontecer. Isso trás sim, não digo que seja medo, mas é um sentimento que nos faz repensar em tudo, faz muitos pensamentos surgirem na nossa mente, tornando-nos assim, confusos. Mas nada que não passe depois do bori rsrsr.
    Eu titubiei momentos antes da minha obrigação, cheguei a desistir de tudo justamente por isso, mas meu orixá mostrou que era maior do que esses pensamentos confusos, entrei totalmente entregue e hoje estou aqui: iniciada, feliz e faria tudo novamente se necessário rsrsrs Embora não seja mais rsrsr

    Axé!


  753. Everton, só uma correção: “Isso tráZ sim, não digo que seja medo”


  754. em Fevereiro 28, 2010 at 3:31 pm Fernando D'Osogiyan

    xxx,

    Isso só o seu zelador poderá lhe dizer, Mãe Oxun é rigida com relação ao aborto, mais isso não a impedirá de se iniciar.

    Vá enfrente e boa sorte, regogize-se com mãe Oxun.

    Axé,


  755. gente, estou desesperado.. o que acontece quabdo alguem arranca o kelê…

    minha esposa não aguentou e tirou…]]obrigado…

    willian


  756. em Março 2, 2010 at 12:24 am Fernando D'Osogiyan

    Willian,

    Quais foram os motivos que fizeram sua esposa arrancar o kele?


  757. Willian eu gosto muito do candomblé porque nele aprendemos que cada um é individual e responde pelos seus atos e recebe aqui que lhe é de direito e devido, estou te falando porque sei que é preocupação de quem ama. Mas sua esposa deve saber o que está fazendo, e com certeza ela foi orientada de modo a saber isso. O kele é a joia do orixá, é o simbolo do orixá no filho neste período de reclusão e abstenções. Só ela pode saber o que motivou tal atitude, mas peça que ela repense o que fez, se bem que o que foi feito não tem retorno, o kele foi retirado e ponto final, não se coloca outro, entende? Mas não fique preocupado com perdas materiais ou punições, não é esse caminho, nossa religião não é punitiva neste sentido, o maior mau é a falta de respeito demonstrado por ela, isso sim será ruim na relação regiosa dela com seu orixá, com seu aprendizado religioso, isso é que será afetado, somente a relação religiosa dela com o orixá dela. Tomeje


  758. A bênção dos mais velhos!
    A frase “O Candomblé não é pra qualquer um” não é minha, mas é minha máxima. Nem todos que chegam à um axé devem ser iniciados, independente da vontade.

    Agora gostaria de perguntar uma coisa, Nelson, com todo o respeito e humildade.
    Já cansei de ler e ouvir relatos antigos de coisas impressionantes que os Voduns/Orixás já fizeram para corrigir rebeldia dos seus filhos, inclusive casos onde pessoas foram “passadas” pelo santo por causa de desrespeito flagrante. Li em certo livro (de origem idônea) um caso de um Omulú causou doença em um homem que o desafiou. Uma filha de Yemanjá se negou a ir ao barracão no dia da sua festa, e o santo levou a filha nua (pois a pegou no chuveiro) para o barracão.
    Mas tais relatos são antigos. Nada recente que lembre esses acontecimentos. O que aconteceu? Será que os Voduns/Orixás/Inkisses não tem mais o mesmo poder sobre seus filhos?

    É uma dúvida que me acompanha desde que conheci o candomblé. Alguém poderia me esclarecer?


  759. boa tarde eu sou de uberlãndia mg e estou com duvidas pois eu quero ser iniçiado esse ano mais ontên fui falar com meu pai e ele disse ser muito caro que não ficaria menos de 3200 reais mais minha sina e ser um selador de santo pois sou levantado por oxum e meu pai disse que eu tivesse pasiencia pois o que e meu ningue me toma mais venho tendo pasiensia a dois anos o que eu faso obrigado


  760. Alessandra achoque a discussão vai bem alem disso, muito além, como por ex. o uso de roupas que não tem nada de candomblé, parecem fantasias com mascaras e adornos monumentais, com tanto bordado, com tanto luxo, isso deixa margem para discussões acaloradas sobre, “onde está o “Olly” orixá”?????. Mas vamos lá, um dia eu estava presente quando o Obaluaye da pessoa parou no barracão e disse “eu não venho mais neste filho, ele não é digno”. Outra vez um orixá arrancou a roupa íntima do filho que trajava roupas femininas sobre sua roupa de festa. Outra vez o orixá trouxe o filho a pé de sua casa ao barracão. Outra vez o orixá deu uma surra de cançanssão no filho. outra vez o orixá fez o filho acordar na lama. Há sim orixá, vodum e inkise,mas quando eu vejo estes espetáculos de dança no salão, com trocas e mais trocas de roupas e adornos, figurinos exclusivos e de grife, eu começo a pensar que eu sou velho. Ou espetáculo ou orixá, os dois não cabem num mesmo tempo/corpo. Tomeje


  761. Johnata por favor veja o comentário para a Sheila no post Oxossi. Johnata fique o máximopossível como abiã meu irmão, não tenha pressa, analise muito bem a casa, a religião, os ritos/cerimonias, e o zelador, isso é fundamental apra não haver problemas como o da Sheila no futuro. Tomeje


  762. Quanto ao vestuário, Nelson, gostaria de dizer que na minha opnião o Vodun/Inkisse/Orixá não está nem no luxo nem no lixo, por assim dizer. Não é a vestimenta que diz que a divindade está em terra. E sim o axé sentido por todos os presentes. O Toque propriamente dito é apenas (na minha opnião) uma satisfação ao público, já que os fundamentos e compromissos com as divindades envolvidas já foram cumpridos dentro do roncó.
    Quanto ao vestuário, vejo vídeos da Gaiaku Luiza (Iatemim Benoe!) matriarca do Djedje Mahin vestindo-se com tecidos simples, rústicos e pés no chão, enquanto muitos dos filhos e netos dela com Idez de ouro maciço no pescoço de suas divindades, e nem por isso tem menos axé.
    Eu me refiro à terrível e grosseira falta de respeito e de culto às divindades.
    Já vi gente praguejar com seus Orixás culpando-os por seus infortúnios, pessoas que simplesmente ignoram os preceitos, ou mesmo de kelê no pescoço os desrespeitam à vista de todos, sem nem um mínimo de remorso.
    Já ouvi casos em que o iawô ainda no roncó praguejar pelo tempo está recluso!
    Onde estaria a divindade nestes casos?! Ou seria responsabilidade do pai/mãe de santo de chamar o Orixá/Vodun/Inkisse para cobrar do filho?
    Não é um questionamento da minha parte, apenas uma necessidade de entendimento. Mesmo pq, cada um responde por si.

    Benoe!


  763. em Março 2, 2010 at 10:36 pm Fernando D'Osogiyan

    Alessandra,

    Na minha opinião, o problema está na preparação do futuro iniciado pelo zelador, o tempo de aprendizado como abian é importantíssimo, é aí que observamos seu comportamento, atitudes, educação, caráter, personalidade, etc. Corta-se o mal pela raiz, isso independe do Orixá que ora esteja até nascendo, se desenvolvendo dentro da casa, temos que ser inflexíveis e sem ponderação, nada pode fugir do controle ou fingir que não está vendo

    Através do jogo podemos observar se aquela cabeça é boa, boa para casa, boa para Orixá, esse é o primeiro caminho, o segundo caminho é saber se a pessoa tem “cintura” para candomblé, nasceu pra o candomblé.

    Casa de candomblé tem que ter regras específicas e bem claras de comportamento, sem grupimhos, sem fofocas, sem falsidades. Todos temos que saber o que conversamos dentro da casa, nossas idéias, nossos sonhos, nossos objetivos, afinal? Quem somos?

    Não basta termos um quadro hierárquico se todos não comungarem da mesma fé, para o Orixá o mais novo numa na casa tem a mesma importancia que o zelador, isto se cada um estiver fazendo a sua parte.

    Uma boa equipe básica, unida, embuída de amor ao Orixá, faz uma casa crescer com humildade, qualidade e sabedoria.

    A responsabilidade é do Babalorixá ou Iyalorixá.

    Quando se ganha a cuia ou deká é MARAVILHOSO, “Los Prêmios”, como dizia um egbomi do meu axé, porém, é nesse momento que Exú nos pergunta: Está preparado para ser um zelador? Aí respondemos SIM Exú estou! Aí ele diz: Então quero ver. Essa é a primeira etapa a ser vencida, mostrar a Exú que somos capazes, centrados, que somos eternos Iyawos de aprendizado permanente junto aos nossos egbomis.

    Alessandra você tem razão, de alguma forma não temos mais as “provas” que os Orixás, Voduns e Inkísses. Certa vez muito novinho de iniciado, ajudando a tocar um candomblé, pois só tinha um Ogan, ouvi meu pai reclamando que eu estava batendo errado, reclamou várias vezes que estava errado, estava errado, isso me irritou tanto que larguei os akidavis e saí do atabaque, Oxalá me pegou eram 16 hs e só acordei no dia seguinte a noite! Então ele me disse que não era comigo e sim para o Ogan, fui multado por que lhe respondi.

    Axé Alessandra e volte sempre!

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  764. motumba
    meu velho gostaria de confirmar quanto tempo fica recolhido quando se da a obrigação de 7 anos e se é obrigado a raspar denovo e quanto tempo de resgardo.
    axe


  765. Olá diego
    Iso varia em ketu pode ser feito em 15 a 30 dias,salvo algum engano da minha parte.Em angola um mês de recolhimento e se o filho puder ficar mais fica porque é uma fase i portate para transmissão de conhecimentos e em angola raspa de novo no ketu não.
    axé


  766. MOTUMBA IRMAOS,
    VENHO POR MEIO DESTA MANIFESTAR O QTO ESTOU DECEPCIONADO COM A FALTA DE RESPEITO PARA COM OS ORIXAS AKI EM SOROCABA,AKI VEMOS DE TUDO QUANTO É MARMOTAGEM DESDE A MARIA PADILHA Q DIRIGE, GOSTA DE IVAN LINS, COME FRICASSE DE GARFO E FACA E DIZ Q ESTA MAGNIFIC.PDS Q FAZ O SANTO DO POVO CHUVEIRINHO( corta uma galinha e espirra o ejè na kbça de uns oito). PDS Q TEM RELAÇAO SEXUAL COM OS PROPRIOS FILHOS DENTRO DO RUNKO. PDS Q VIRA NO EXU DART VEDDER( éééé,, o proprio do star wars, kd o luke skywalker?).IMAGINE VCS Q TEM TRES MOCAS Q VIRAM EM POMBA GIRA TRI GEMEAS, E SE UMA DELAS COFAR AS OUTRAS N VEM?. ATE A CLRA NUNES APARECE POR AKI PARA DAR O AR DA GRAÇA.ESSE BANDO DE MARMOTAS DESGREAÇADOS SO DETURPAM NOSSA RELIGIAO, BRINCAM COM DIVINDADES, ORIXAS E CATIÇOS SERIOS,
    OJU MI BABA
    OJU MI OGODO
    OBANI OSÈ KAO KABIÉCILÉ


  767. Oi gente tenho um trabalho sobre essa religião gostaria de ajuda pois não conheço esses termos Abiã ,Orô,oxu, seu orixá, o kelê, os delogun, o mokan , o xaorô , queda do kelê, o jicá, seu ilá, o yàwó, seu odu, são ijoyé, abiku e gostaria de poder passar aos meus colegas o siguinificado correto desses termos.! obrigada pela atenção espero que possam ajudar!


  768. Antes de tudo parabems pelo site, essa nao foi a primeira vez que a visitei-a.
    Viver viajando e uma proeza que gostava muito agora que acredito estar situado num canto de onde vou passar um bom tempo fico com a duvida na cabeca.
    Como cultuar o Candomble, se iniciar morando longe do Brasil ?
    Acredito muito na forca da religiao e tambem sei que sem folha nao ha Orixa. Bem aqui nao ha a folha que temos em voltas nas rocas de Candomble nem tampouco pode se fazer sacrificio de animais.
    Acho que eu mesmo ja estou respondendo a minha pergunta. Tenho que voltar pro Brasil ou a algum conhecimento de uma casa seria na Inglaterra ?
    Dei um passeio em Londres para encontrar umas casas que sao regidas por Nigerianos e pessoas de outras destinacoes da Africa, mas ali parecia pra mim um submundo sem legalidade.
    Essa mensagem ta ficando longa , nao e ?
    So queria um comentario ou uma opniao amiga…
    Deixei minha Olinda & recife por causa da Danca ou Digo a danca me levou ( Maracatu/coco de Roda/frevo/Ciranda )
    Trabalho tambem com outras dancas de Cuba e da America Central, Mas o que me da forca e o Batuque, acredito que agora depois de velho ( haha ) adiquiri uma afinidade especial pelo Candomble. tenho certeza que quero me iniciar mas, qual a realidade de se cultuar o Orixa quando se esta longe….
    brigadao somente por le esse e-mail….
    Muito axe a todos e todas as religioes pacificas…
    Ricardo Axe


  769. boa tarde,gostaria de saber o que é fazer o santo,pois aonde frequento a mae de santo diz que lá é naçao,gostaria de saber como é feito.obrigado e fico no aguardo.


  770. toda pessoa que não precisa ser raspada é abiku?


  771. Oi boa noite pra todos…..

    Gostaria muito de saber uma coisa!
    O que acontece quando uma pessoa que está preste a fazer o santo falece?

    Presenciei um caso desses recentemente , uma pessoa
    muito querida minha estava á meses de fazer o santo quando ela teve uma parada cardiaca e veio a falecer!

    O zelador de santo dela tinha falado pra ela que ela tinha
    obrigação de santo e que ela precisava fazer o santo o mais breve possivel…porem não entrou em detalhes!

    Obrigada!!!


  772. em Março 19, 2010 at 11:32 am Fernando D'Osogiyan

    Monica,

    Na verdade a pessoa não estava prestes a se iniciar, acredito que o zelador tenha visto no jogo, porém…

    É muito difícil para um zelador se defrontar com Ikú no jogo de alguém, não existe caminho mais doloroso e difícil de entender e ter entendimento liturgico.

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan


  773. em Março 19, 2010 at 11:34 am Fernando D'Osogiyan

    Ricardo axé,

    Que desabafo! saudades da terrinha…

    Axé,


  774. chevioso o bog nasceu justamente da necessidade da Manuela em divulgar o candomblé e desmistificar assuntos e dentro do possível ajudar nossos irmãos. É lamentávelque pessoas que deveriam dar exemplo hajam desta forma tão triste e principalmente degradante para a nossa religião. Ele até brincam, mas não tardam a serem desmascarados. Tomeje


  775. Carol, Abiã, filho mais novo, se diz da pessoa que ainda não foi iniciada. Orô, o mesmo que cerimonia. Oxu, alto da cabeça (moleira) ou e refere a quem tem a faculdade de receber o seu orixá, é um adoxú. Seu orixá, orixá dono de sua cabeça, seu “protetor” seu pai. Kele, cordão ou colar ou “gargantilha” ritual utilizado na iniciação e em algumas outras obrigações posteriores. Delogum, um dos diversos tipos de fios de contas ou “guias”. Mokan, cordão feito de palha que o iniciado usa. Xaoro, bastão de Omolu. Keda de quele, dia emque se retira o kele do filho de santo. Jiká, saudação de ombros de um orixa feminino. Ilá, grito ou som do orixá quando manifestado em seu filho. Yawo, quem já foi iniciado, antes era abiã e agora é yawo. Odu, literalemtne o caminho de uma pessoa. Ijoyé, o memso que ekedji, acho que só é usado no Opo Afonjá. Abiku, nascer para morrer, pessoa que nasceu e morreu, há entendimentos de que são tb os que sobreviveram a esta sina. Isso pra trabalho mesmo? rsrsrsrsrsrs Tomeje


  776. Ricardo eu sempre digo que não se deve ter orixá assentado, e quando falo isso estou me referindo a pessoas que simplesmente os tem por “vaidade” ou sem a menor necessidade, mas há casos e casos, e no seu caso a iniciação não é a única forma de cultuar orixá, uma representação do seu orixá ao seu lado lhe daria o conforto necessa´rio e a ligaçãoque vc deseja com a religião, até o dia em que vc possa de fato dedicar o tempo e vivencia necessária à religião. Nos represente bem meu irmão, é um grande orgulho ver um dos nossos em terras estrangeiras levando nossa bandeira, axé e felicidade. Tomeje


  777. Claudia fazer o santo é o mesmo que ser iniciado, mas não dá pra explicar assim num texto,mas acho que é importante vc verificar o que ela quer dizer com ser “de nação”, o ideal é que vc fique pelo menos um ano como abiã (filha mais nova) é fundamental para o seu aprendizado e observação da casa e da mãe de santo e dos filhos da casa. Vc pode tb clicar nas fotos e pesquizar alguns textos que lhe chamarem a tenção pelo assunto, creio que pode te ajudar esta leitura. Tomeje


  778. Bom dia Nelson,

    Fui convidada para ser equedi e gostaria de saber qual o papel delas e se tem algum livro que eu possa ler para me interar mais. A equedi tem algum nome que é dado mesmo na umbanda.

    Grata,

    Patrícia.


  779. A resposta/comentario acertou no alvo.
    Muito obrigado Fernando D’Osogiyan & Nelson Souza.
    Quando voltar na terrinha de vez encargo meus compromissos com mais seriedade e respeito.
    Aqui (Brighton/Londres, Inglaterra ) estou tambem comecando um trabalho de difusao da cultura Afro Brasileira e levantando a bandeira de NAO ao RACISMO no mundo, comeco oficialmente neste Sabado 27 numa festa com muito axe com o grupo local de Capoeira ( Amazonas Capoeira, Brighton ) a ideia e explorar todos espacos publicos e privados conscientizando o povo que gente e igual independentemente de cor, religiao, lingua e costumes…
    Na festa vou mencionar o Blog e talvez conseguir mais simpatizantes/seguidores para este lado fascinante da internet que e o da livre expressao de conhecimento e ajuda social/espiritual.
    Um grande abraco
    Ricardo Axe
    http://www.freewebs.com/ricardoaxe/


  780. em Março 27, 2010 at 7:09 pm kelly sampaio

    Nelson souza,
    Motumbá,
    estou com um pouco de vergonha para lhe perguntar uma coisa mas lá vou eu…
    como falei anteriormente eu fiz meu santo e tal..
    eu trabalho com teatro essa area, a pergunta em questão é a seguinte: eu preciso colocar uma peruca quando estiver fora do centro quando não for dia de festas …
    pois não há a minima possibilidade de eu andar careca, meu cabelo ainda está uns 2 cm. foi por isso que relutei anos e anos da minha vida para fazer meu santo, apenas por causa do cabelo, por causa do trabalho. minha mãe de santo falou que não. mas eu chorei expliquei enfim dei todas as explicações para ela… ela falou que eu nunca mas vou poder colocar cabelo humano na minha cabeça. então vamos supor: se eu sou chamada para fazer uma novela( que é uma vontade de todo ator) e essa personagem precisa usar uma peruca como não posso não pegarei o papel. então ficarei frustradam e infeliz… será que o orixá não entende?
    penso eu(desculpa a minha ignorancia) que os tempos mudaram é claro que muita coisa não muda, mas será que serei punida por isso? será que meu orixá não entende que é trabalho e também não gosto do que vejo no espelho vou confessar estou horrorosa e acho que isso tambem vai me atrapalhar entende?
    aguardo sua resposta mais do que ansiosa! rs


  781. Kelly minha esposa raspou e usou peruca, muitos usam, desde que não usem por vaidade, não há mau nisso, e nunca ouvi falar nada sobre não poder usar peruca, como vc disse os tempos mudaram. Se uma pessoa de santo tiver que usar preto, é o seu uniforme, por ex, um garçon ou um policial, ou que a pessoa trabalhe com tatuagem ou que trabalhe no necrotério, como se faz? afinal tudo isso é tabú na religiã. Kelly, a vida da pessoa é diferente da vida religiosa. Orixá entende sim. Até porque o kele já caiu, ou se não caiu, provavelmente ele foi retirado para te liberar, então não é um cabelo falso que vai chatear ou quebrar preceitos. Tomeje


  782. Boa tarde…gostei muito desse site,agumas coisas postadas aki já me deram respostas…mas tem uma que me deixa mia confusa
    mu marido era seguidor na umbanda,aí ele tinha que dar obrigação pro exu dele,que estava com uma cobrança feia..teve que procurar uma casa d candobé,ee deu o que comer pra abrir os caminhos deles que estavam trancados,mas até agora nada mudou e a mãe de santo agora quer fazer uns ebós…e talvez um buri,mas ele não quer seguir o candoblé e sim a umbanda…será que ele pode seguir a umbanda e se cuidar no candoblé?
    espero a resposta
    obrigada


  783. Taty apesar de ser comun esta situação eu em particual rnão entendo bem como isso funciona, pois se cuidar ou cuidar do orixá num segmento e frequentar outro é complicado na minha visão pois eu não consigo desvincular o aprendizado na comunidade com o trato ao orixá e este aprendizado é feito com a frequencia na roça. Mas é possivel sim. Tomeje


  784. Boa noite tenho uma pergunta muito importante para fazer!
    A avó de meu noivo faleceu em novembro de 2009 ela estava com 87 anos de idade!
    Mas ela era mae de santo na umbanda e sua casa era o
    terreiro onde ela trabalhava ! Acredite se quiser ela trabalhava com muito amor e respeito a sua religiao a cerca
    de 70anos ! incrivel ! nunca teve problemas era realmente
    a dignidade em forma de pessoa.

    Porem agora vem a pergunta triste ?
    Como estava muito idosa elá já nao trabalhava mais em seu terreiro(sua casa tambem)apenas estava benzendo.
    Consequentimento neh! Ela já não tinha mais a visita de seus filhos de fé, e seus familiares que tambem moram
    na casa não seguiam a religião! E estranho mas é assim mesmo ela falava que quem vai para o caminho do espirito tem que ir por amor e não por obrigação!

    Aí vem a pergunta?
    Ficou todas suas imagens de Santo e suas firmezas no quintal e ninguem sabe oque fazer com todas as imagens e ferrinhos…
    Oque se deve fazer com esses objetos???
    Ouviu-se falar que podia deixar tudo numa igreja ,mas isso e verdade, pode trazer problemas???

    Por favor espero um bom conselho porque vcs parecem ser muito capacitados para o assunto!!!!!


  785. Olá Rose
    Somos do candomblé, no nosso caso saberíamos o que fazer ,o destino dessas coisas,mas no caso de uma pessoa umbandista o dieal é que vc busque alguém desse segmento para orientar em como despachar esses objetos.
    Axé


  786. Oi,
    Eu tenho um carinho e um respeito muito grande pelos
    orixas e principalmente pelo meu pai que e Xango(confirmado em jogo de buzios) porem eu ainda não fiz o santo . A dois anos estou adiando minha feitura por motivos financeiros e por falta do tempo todo que preciso para recrusão !
    Mas tambem não estou mais querendo fazer o santo!
    Mas meu Babá diz que se eu não fizer meus caminhos
    não abriram (detalhe: não foi so ele que falou isso teve
    outros zeladores que tambem disseram que tenho a obrigação de fazer o santo).
    Se eu não fizer o santo serei castigada?
    E o santo não vai mais olhar por mim?
    Quem não e feito no santo não pode cuidar de seu santo?

    Axe!


  787. Monica eu não creio que alguém que tem a missão zelar por pessoas ainda se comportem desta forma. Tua vida vai ser da forma como vc quizer que ela seja, será como vc conduzí-la, vai do seu esforço pessoal. Religião não vai te abrir caminhos, mas vai te dar carinho, conforto e uma certeza de que tem alguma força que a ampara e conforta. Talvez vc devesse procurar outra opinião sobre a necessidade de ser iniciada, pois a iniciação não é obrigatória, iniciar-se é fazer parte de um grupo e não um pacto, afinal somos uma religião e não uma seita secreta de pactos com demonios né? Tomeje


  788. em Abril 30, 2010 at 10:13 pm Dayane Bramont

    A todos, boa noite,

    Fui iniciada no candomblé por amor ao meu orixá, e segundo o meu babalorixá sou uma yàwó, minha saída foi rescente e o orixá não respondeu em momento algum da feitura, senti sim a energia, mas não incorporei. O que pode ter acontecido? Será que não fui preparada o suficiente para que isto aconteça? Estou bastante insegura e receiosa sobre todos os acontecimentos, será que fiz algo de errado?
    Certa da resposta, desde já agradeço.


  789. Dayane é princ´´ipio fundamental da iniciação que o orixá venha, ao menos pra os fundamentos desta cerimonia. Sugiro que vc converse abertamente sobre isso com seu zelador ou que procure um jogo numa casa de tradição. Tomeje


  790. Parabens! é gratificante saber que existem pessoas preocupadas em dar informações seguras para os “novos” filhos do condomblé. Tenho uma dúvida: No período de resguardo – três meses- após os 21 dias de recolhimento, o novo iao pode ter relações sexuais. Pergunto isso porque sou casado…..e ai…..Obrigado!


  791. em Maio 1, 2010 at 10:18 pm Fernando D'Osogiyan

    Weber,

    Três meses contando com os 21 dias! pelo menos no ketu/nagô é assim.

    Axé.


  792. Obrigado Fernando por mais esta Informação!
    Sou baiano e filho de xângo, confirmado por quatro vezes, no jogo de búzios, por diferentes ialorixás e pelo meu babalorixá. Pretendo fazer o santo ainda este ano, no meu terreiro e pelo meu Babalorixá, por quem tenho muita admiração, respeito e confiança, que dirige, por mais de vinte anos, um dos terreiros mais antigos e tradicionais da Bahia. Entretanto, sinto uma ligação muito forte com OIÁ. Nas festas do terreiro tenho que me controlar, pois quando chega na hora dela, fico tonto, querendo dançar e me controlo muito para não embolar…. Uma ialorixá me disse que se deve tomar cuidado na hora de fazer o santo, pois OIÁ costuma passar na frente de Xango. É possível, pergunto. Outra coisa, meu ODU é de Oxum, e meu babá me disse que tenho, neste mês de maio, de fazer umas obrigações para a grande mãe e repeti-las todo ano! AXÉ.


  793. em Maio 3, 2010 at 12:05 am Fernando D'Osogiyan

    Weber,

    Essas energias de Xangô e Oyá se interagem muito, é possível, tudo é possível para o Orixá.

    Se você confirmou em quatro jogos ser de Xangô por que não colocou essa questão? tem que colocar, falar tudo que sente e todas a suas dúvidas. Converse com seu zelador claramente sobre essa situação de Oyá.

    Entendi que seu odú é o odú por onde também fala Oxun e sendo assim todo mês 5 (oxê) fará obrigações para Oxun, é isso?
    Se for, diria que uma coisa é o caminho do odú Oxê e outra são as oferendas para mãe Oxun. Eu, por exemplo, todo ano entrego um balaio nas águas do rio para minha mãe Oxun e o meu odú não é oxê. Minha Oxun é a menina dos olhos de Oxalá, por conta disso…rsrs

    Xangô adora todo mundo, mas, Oxun é o seu carma, então seus filhos agradam Oxun…que provavelmente está no seu carrego.

    Axé,


  794. Pai Fernando

    Pq. oxum é o carma de xangó fiquei curiosa.

    Axé


  795. em Maio 3, 2010 at 1:39 pm Fernando D'Osogiyan

    catia,

    Você não conhece mãe Oxun e gente de Oxun, o poderoso Rei se curva diante de suas artimanhas…rsrsrs…sua sensualidade inebria como uma arma fatal aos mais desavizados, até Exú foi vítima.

    Axé,


  796. OBRIGADO FERNANDO!
    Meu odú é oxe! então farei anualmente as obrigações. Conversarei com meu zelador a respeito de OYÁ.
    AXÉ


  797. Olá Fernando! sou abiã ainda e recentemente tive um sonho estranho: eu estava com mais dois amigos e saia de dentro do barracão uma senhora, que disse o nome dela mas não me recordo qual, e dizia ser de EWA. Ela olhou para um dos meu amigos e disse assim:
    – Menino tá bem protegido, é fllho de xangô!( de fato, ele é filho de xangô). Contiunou e olhando para o outro amigo falou:

    – esse daí é filho de Manoel!! Nesse momento, eu olhei pra ela e a interrompi e falei:

    -A senhora está enganada… ele é filho de Oxalá!!

    A senhora olhou pra mim zangada e apontando os dedos me disse:
    – Nãoooo! Quem é filho de oxalá aqui é você!!

    Detalhe: No final de semana passado resolvi contar meu sonho aos amigos e pasme! Meu amigo disse que o nome do pai dele é Manoel. Ele nunca tinha revelado isso pra mim! Ainda incrédulo pedi que ele me mostrasse o Rg pra confirmar a veracidade! De fato é verdade!

    Pergunto: os orixás podem se mostrar em sonhos…
    Meu Pai de santo, de uma casa tradicional de salvador, disse haver uma guerra (na realidade um choque de energias, já que ele não concorda com o termo “guerra”) entre esses dois senhores, mas acabou afirmando que meu Odu é de Oxalá e que acha que Oxaguiã vai prevalecer!

    O que senhor acha dessa história… Por ter revelado o nome o pai do meu amigo, pode ser que o sonho também tenha revelado meu orixá…


  798. AS
    dson sonhos podem sim revelar alggumas coisas, mas o correto é fazer atravez do jogo de buzio de seu zelaor. Há pessoas que acabam por só acreditar em sonhos e sonhos são muito relativos e podem inclusive ser tendenciosos, ok?. Tomeje


  799. OLá sou admiradora,já fui em algumas festas e simplismente adorei;em uma dessa festas vi um orixá dançando e não conseguir conter as lagrimas,fuui tomada por uma forte emoção,depois soube que o orixá em questão era Iansã.Depois de algum tempo soube que era filha de Iansã,tive varios sonhos com a mesma,e me disseram que foi mensageiro de Ogun.E me disseram que herdei isso de minha avó,detalhe nunca soube que minha avó e ninguém de minha familia fosse de candoblé,quando perguntei descobri que minha vó era de candoblé antes minha mãe nascer.Tem possibilidade de eu realmente ter herdado?
    Gosto muito mais tenho medo de entrar em local errado.
    E é verdade que quando vamos fazer o santo temos que raspar a cabeça?
    Desculpe pela minha ignorância sobre o assunto.
    Desde de já agradeço.


  800. em Maio 6, 2010 at 9:43 pm Fernando D'Osogiyan

    Renata,
    pode ser uma herança da sua avó, para termos certeza, somente atravéz do jogo de búzios. Quando nos iniciamos no Orixá, a liturgia compreende uma nascimento, por isso raspa-se a cabeça, mas, não é só isso, outros fundamentos fazem parte dos rituais.

    Axé,


  801. Muito obrigada.Vou procurar fazer esse jogo.
    E sempre passarei por aqui viu?
    Bjs a todos


  802. Eu venho de uma familia muito ligada ao candomble, o pai da minha bisavo era pai de santo e minha bisa(falecida final do ano passado) jogava cartas,a irma (era mae de santo na bahia-mae nega tambem ja falecida) e um irmao dela tambem eram feitos,minha mae e meu irmao conheceram uma casa e fizeram o santo a pouco mais de um mes. Apesar disso fui criada como catolica e estudei minha infancia toda em colegio de catolico(de madres) mas na minha adolescencia sempre ia em algumas casas de umbanda e em alguns terreiros para jogar ou consultar, mas nunca pensei em me iniciar.Sinto minha fe muito forte, leio muito a biblia, vou muito a igrejas( nao tenho religiao), mas depois que joguei na casa onde minha mae foi feita o pai de santo disse q era muito incrivel o meu jogo,que nunca viu todo mundo da familia herdar “santo”(desculpe a ignorancia), disse q eu poderia nao fazer agora mas era o meu destino ser feita,disse inclusive q aparece um xango em todos os jogos e q ele era da familia( acho q o pai da minha bisa era de xango) apesar de ninguem ter o xango na cabeça. Na feitura da minha mae, veio o pai de santo do pai de santo da minha mae e descobrimos por acaso q ele era irmao de santo d mae nega(irma da bisa) e ele vendo a oxum da minha mae disse q era a mesma oxum da falecida mae nega( ele ficou mto emocionado pela herança de familia – muita conscidencia né. Eu gosto mto do candomble, quando escuto as musicas tenho vontade de sair dançando, acho bonito a cultura mas tenho mto medo. Tenho medo tambem porque em outros jogos nestes meus 25 anos nunca apareceu nada q eu tinha q ser feita.O q devo fazer?


  803. aline , posso bater um papo de intrujão com vc rsrsrs?
    veja bem, até se iniciar, vc pode passar um tempo frequentando o terreiro como abiã(= quem vai nascer para o culto) sem nem um vinculo muito forte.
    ai sim, vc descubrira se é o realmente é o que vc quer para sua vida. em minha opnião,acho q ira se apaixonar mais e mais .
    de toda forma boa sorte, e vamos aguardar a opnião dos nossos amigos moderadores ok
    tata ofange amante do candomblé


  804. Aline, nada (ou quase nada) acontece do dia pra noite, minha irmã. Pela sua história dá pra notar o quanto a religião está presente na sua família, mas, por esse motivo, você não deve se sentir obridada seguir esse caminho. Você só deve se aproximar e ser ligada a religião, caso seja sua vontade.
    Se essa informação lhe chegou agora, tenha calma, estude, conviva, dê tempo ao tempo, os orixás entendem sim. Eu também recebi esse aviso de que “tinha que ser feita” quando ainda tinha 14 anos, mas pedi tempo (não com toda essa calma de agora rsrsrs), pois na época haviam vários motivos, vários outros assuntos que interferiam nesta questão e também a minha vontade, que não era nada simpática a uma iniciação naquele momento.
    Pedi tempo, e nesse tempo muuuuitas coisas aconteceram, outras muuuuitas coisas mudaram até Oyá decidir por mim que a hora era aquela rsrsrs (ela me encostou na parede igual a pai que encosta o cabra na parede por que ele “buliu” com a “fia” dele, entende? rsrs Isso ainda acontece aqui na minha terra rsrs) , fui iniciada pouco depois de completar dezoito anos.
    Então Aline, espere no tempo, procure conhecer a religião, ver se é isso que você quer mesmo e que os orixás te deem luz.

    Axé!


  805. Eu de novo!!rsrs!
    Meu marido jogou e o pdsme chamou p conversar e disse q eu e meu marido deveriamos nos preparar,por q a nossa briga tinha se tornado “espiritual”e q quando eu e meu marido tinhamos nos conhecido foi como ( nao sei bem repetir o q ele disse) um plano dos nossos orixas para q nos fizessemos o santo, q isso era da vontade dos nossos orixas ( no jogo saiu q eu era de yemanja e ele de oxala) e como nao aconteceu agora eles estariam em conflito para “se separarem “ou nos separar. O caso é q meu casamento esta pessimo, com muito problema financeiro, uma falta de sincronia total. Eu emeu marido ja passamos por mtas crises mas agora eu estou c medo e preucupada tambem pelo meu filho pequeno .
    É possivel q os nossos orixas estejam em conflito?


  806. Caros amigos

    Gostaria que me indicasse uma ialorixá/babalorixá aqui de
    Salvador que soubessem fazer um jogo de búzios relacionado
    à “leitura de cabeça”, ou melhor, que me orientasse acerca do
    orixá do ori. Existem muitos axés em Salvador, mas atualmente está dificil marcar consulta com ialorixás/Baba que tenham este dom. POr exemplo, tenho tentado uma consulta com mãe Stella de Oxossi, mas tá muito díficil, pois ela é muito requisitada. Vcs conhecem alguém aqui com este dom?
    Grato!
    Weber


  807. Oiiii, gostaria de saber para que serve o banho serenado ?


  808. Marta, muitos banhos são serenados e cada um tem uma finalidade específica. Não é um motivo geral.

    Axé!


  809. ola ana bela gostaria de saber uma coisa quando eu nasci no candomble meu pai era rigido com todos os iaos mais hj ela faz coisas que ele nunca fez coisas que ele sempre falava que se vicimos em outras casas seria marmota eque me ajude preciso tomar minha obrigação e ja não confio tanto ne devidos as coisas que hj ele faz ???? o que faço???
    sou dofono do ogum e nasci em abril de 2004 hj tenho 6anos de santo e com duas obrigações atrazadas abrigado;;;^^


  810. em Junho 9, 2010 at 9:28 pm tania e.r.barreiro

    boa noite sera´que alguem ai poderia me ajuda se ñ me icaminha, minha historia e; complicada peleomnos para mim ;,fui feita em nação angola a17 anos zeladora do meu santo disse eu era de Iansa onira com omulu; mais quem pulou na frente foi omulu ,ate hoje ñ seu aqualidade dos meus santo? por aborecimento fiquei afastada dsta casa , mais fui a outras e nada dava certo resolvi voltar ,ñ para casa mais sim p religiaõ mais tenho muitas duvidas junto aos meus orixas ,teria um exu mulher maria mulanbo da calunga como caboco boiadeiro que ñ sei da onde e um eré femenino chamado juaninha e uma preta velha m,aria conga mais nas csa k ja fui diz k esta tudo erado sera k sim oque devo fazer ñ quero ser inganada m ande me uma resposta obrigado . k meu pai os abençoe -meu nome tania


  811. Tania a coisa está complicada, não aqui jogando pra vc ou fazendo previsões com búzios e nada disso, ok? O que me refiro é a vc dizer que é de Angola e ter sido feita de Iansã Onira com Omolu, falando tb de entidades que exceto o boiadeiro, nenhum destes citados faz parte do Angola, em Angola não existe Iansã Onira. Angola cultua inkises. Procure uma casa tradicinal que seja de raíz minha irmã, que Angola cultue Inkise, que ketu cultue orixa e se for Jeje cultue Voduns. Todos ere tem o nome ligado a ferramenta ou elemento do orixá, “juaninha” não tem nada ligado com Omolu ou Oyá. Procure semre a tradição e a raíz minha irmã, pois casas que misturam as coisas, como esta que vc foi iniciada, fazem muita confusão na cabeça dos filhos. Tomeje


  812. em Junho 10, 2010 at 10:49 pm wellington oliveira da hora

    Peço o endereço no rio de janeiro de um terreiro de candomblé que não faz matanças.???
    Quem souber: dahoraton@hotmail.com.
    Des de já gratidão!!!
    axé!!!


  813. em Junho 11, 2010 at 11:34 am Fernando D'Osogiyan

    Wellington Oliveira da Hora,

    A palavra “matança” foi generalizada, infelizmente, antigamente as palavras continham muito a “força de expressão” que era muito presente nas casas de Jeje, Ketu e principalmente o Angola e, ainda, algumas delas como “Matança” foi introduzida não como fato e sim com a obrigação em sí. Os sacrifícios de animais fazem parte da liturgia de nossa religião, havendo é claro o concentimento do mesmo em se oferecer a liturgia. Não se sacrifica animal em vão, para tudo exisite uma explicação e um fundamento. No candomblé aproveitamos tudo do animal, inclusive a carne para nossas refeições. Os sacrifícios são feitos por pessoas preparadas e abalizadas com autoridade conferida pelo Orixá.

    Tenho um irmão de Axé que é vegetariano, detesta churrascaria, rodízios, peixadas, etc, mas, quando seu Orixá Oxóssi recebe suas oferendas com algumas caças, ele comunga com ele e entende perfeitamente a comunhão de um povo, formando uma grande energia, um forte Axé.

    Axé,


  814. Wellington, se você não quer segmento que tenha sacrifício, é melhor procurar um terreiro de Umbanda, pois Candomblé sem a renovação do axé (segue explicações do Fernando) não é Candomblé, é invenção, marmorta, meu irmão.

    Axé!


  815. ola eu me eniciei no sato e nao rodei sai como ekedi e sou erdeira do meu axe porem so tenho 14anos de idade porem ja estou rodando de santo oq vcs me diz sobre isso


  816. Rafaela, só pra eu entender melhor rsrs.
    Você saiu como ekedi, mas agora está rodando com orixá? Rafaela, essa situação de sair como ekedi e depois rodar é bem delicada, pois fica constatado um erro da pessoa que fez a sua obrigação e levando em consideração que a obrigação de uma ekedi não é igual ao de um rodante, algumas coisas terão que serem revistas e feitas em você.
    Quanto a herdar o seu axé, isso é possível sim e à medida que tempo passar, seus mais velhos lhe ensinarão tudo que têm que te ensinar. Mas esse é um processo lento e que você não deve se preocupar agora, já que pra você assumir uma casa terá que já seu uma ebomi, ou seja, no mínimo sete anos de iniciada e com as devidas obrigações cumpridas.

    Axé!


  817. gostaria de saber se tem como desazer do santo


  818. Caio vc é livre pra ficar ou não ficar em qualquer religião, no candomblé o único “senão” sobre se desfazer do seu ibá é o tempo de orixa que vc tem. É assim, se vc tem mais de sete anos de feito o zelador pode deixar vc pegar seus ibás e despachá-los, caso vc não tenha ainda sete anos de iniciado a liberação fica a cargo do zelador que pode ou não te dar os ibás. Mas se vc nãos e sente bem na religião, saia meu irmão, e seja feliz. Tomeje


  819. Oii gostaria de saber quanto custa mais o menos para fazer o santo ( se cada pai de santo cobra seu preço quanto mais o menos eh esse preço ) ?

    Gostaria de saber tbm se nao der as obrigaçoes do seu orixa pode acontece alguma coisa de mau na sua vida ?

    e oque eh tomaje

    obrigado pela atenção


  820. Olá gostaria de saber oque é queda de kele e tbm gostaria de saber se da bra mim saber se sou ekede ou yao nos buzios ou so na ora de raspar ?


  821. Eric antes de pensar em ser feito vc precisa entender a religião e decidir se é mesmo essa religião que vc quer pra vc e isso vc só vai saber frequentando uma casa. Minha sugestãoé que as pessoas permaneçam pelo menos um ano como abiã, que o noviço, ou seja, aquele que ainda não foi raspado/iniciado. Este período é importantíssimo na vida religiosa e é neste período que vc vai aprender certos assuntos e talvez até consiga saber de valores cobrados na casa que vcv escolher. É um conselho que eu acho importante, seja abiã. Tomeje é o meu nome ritual, minha digina, é o nome que recebemos na nossa iniciação em alguns segmentos do candomblé. Tomeje


  822. Olá, Nelson!

    Sou filho de Ogum e Xangô

    Meu mestre exu, disse-me recentemente por intermédio de uma irmã de santo que eu teria que levar um bode calçado, pavê de mel com cravo, entre outros ítens…

    Posteriormente, terei que levar um galo cortado com folhas de louro e outros pequenos ítens para oferendar.

    Poderia me dizer qual seria a finalidade de tais obrigações??É só uma questão de curiosidade, pois as cumprirei de bom grado.

    Muito Obrigado


  823. Ricardo nestes assuntos vc pode receber diversas opinões e/ou sugestões do que isso pode significar, eu prefiro ir pelo caminho mais simples, vc deve perguntar isso diretamente a entidade, no seu caso esperar que a entidade deixe novo recado informando o motivo disso. Tomeje


  824. Motumbá!!!!! Boa noite Babá!!!!!

    Lá venho eu de novo com minhas intermináveis perguntas, só que esta, não sei onde posto, entao escolhi esse post aqui.

    De onde vem esses nomes tão bonitos que algumas pessoas do Santo têm?
    Por Exemplo, Babá Nelson é Tomeje, já conheci também outros que chamam Dofono, e outros nomes também.

    Todo mundo um dia recebe um nome assim?

    Porque alguns tem um nome diferente e outos só tem o nome de registro seguido do Orixá, por exemplo João D’Ogun.

    (Babá, não fica bravo com minha santa ignorância rsrsrrsrs)

    Motumbaxé


  825. Oi Nelson

    Gostaria de uma informação.

    O que é e para que serve um Xaorô ?

    obrigado


  826. Oi Eu gostaria de saber se tem como eu saber se sou ogan ou rodande nos buzios ?
    ou so pode saber na hora e raspar ??

    grato


  827. Olá eu gostaria que aalguem tirasse minha duvida eu vou no candomblé a 2 anos mais o menos… mais eu leio muitos livros espiritas.. e eles falao que quando vc fais o santo e depois morre seu espirito vira escravo dos orixar isso é verdade ??….e quanto custa em media um acentamento e uma roupa de santo ??

    obrigado pela atenção estouu grato


  828. Tati o nome Tomeje é a minha digina, nome ritual que eu recebi na minha iniciação. porém em alguns segmentos como o jeje não há tradição da digina por isso as pessoas ficam conhecidas como por ex. João d’Ogum. O termo “dofono” é empregado pra designar um dos componente do “barco”, (grupo de inicados” e este grupo é composto por dofono, dofonitinho, fomo, fomutinho, gamo, gamutinho e outros, estes nomes tb revelam uma hierarquia dentro deste grupo de iniciados o dofono é o “líder” do grupo. Tomeje


  829. Rafael sobre xaoro pesquize os assunto de obaluaie, este é um dos símbolos deste orixa. Tomeje


  830. Samuel os búzios podem te dizer isso sim com certeza. Tomeje


  831. Marcão não pra ler um livro em Mandarim sem conhecer o idioma certo? Este é o caso dos livros que falam este tipo de coisa sobre o candomblé, no fundo oque estes autores querem é incutir uma idéia de preconceito e medo nos leitores que podem dessa forma associar o candomblé ao mau e desta forma estes leitores provavelmente procurarão os segmentos indicados no livro como sendo os corretos e os de deus. Quando vc faz a sua iniciação vc está se conectando ao orixá, ao ancestral, a comunidade e uma cultura religiosa milenar e linda. Orixá não precisa de escravos, me reservo o direito de naõ dar corda a este assunto, não por vc, mas pelos autores que dizem este tipo de besteira sobre minha religião. A questãod e assentamento funciona assim, o assentamento é feito preferencialemnte na iniciação, por tanto não vejo motivo pra que seja cobrado algum valor pra executar uma coisa que será feita na cerimonia de iniciação e que a pessoa já pagou por ela. Sobre roupas vc pdoe ver preço na net nas lojas virtuais. Tomeje


  832. Jeeh a queda de kele é a cermonia de retirar o kele do pescoço do filho, é o fim do resguardo/preceito de 03 meses. Dá pra saber no jogo sim, mas eu em particular acho proeferível que a pessoa fique na roda como abiã durante um tempo “pra ter certeza”. Tomeje


  833. Motumbá, Babá, sua bênção!

    Mais uma vez obrigada pela sua resposta esclarecedora.

    Babá, ontem fui conhecer uma casa que é de Nagô e não Ketu.
    É muito diferente, mas adorei…..
    É tão diferente que até a saudação muda, o pedido de bênção muda.
    Aonde eu pesquiso mais sobre candomblé Nagô, para não ficar tão perdida?
    Até o modo de se comportar dos filhos é muito diferente do que venho aprendendo, e não quero ficar tão destoada na casa.
    Até o modo como o Babá trata os filhos é muito diferente.
    Gostaria de saber como me comportar direitinho, para quem sabe o Babá permitir q eu me cuide lá, Alafiá.

    Muito Axé


  834. Tati, o termo “nagô”, também engloma segmentos que tem a mesma origem. E ketu é um deles, a minha nação, o nagô egbá, também é outro segmento nagô. Tem como você especificar?

    Axé!


  835. oi fui chamado pela minha mae de santo pra fazer santo p ogan acredito muito tenho muita fé mas queria conhecer mais sobre a religiao só tenho 1 ano de casa não sei os pontos e nem tocar atabaque ainda to muito confuso ,,,me de uma luz agradeço …..


  836. Olá Yá Dayane! sua benção!

    Então, o que quis dizer foi que por exemplo eu aprendi a cumprimentar as pessoas usando motumbá, lá é kolofé.

    Lá os filhos só falam diretamente com o Babá, quando esse os chama para falar, raramente um filho já vai diretamente no Babá.

    Fora que me ensinaram que eu so deveria tampar meu Orí, quando já fosse feita, antes eu participava das giras na outra casa de roupa branca normal , calça e camiseta, mas lá devo me vestir de acordo.

    Axé


  837. Que minha mãezinha nos abençoe, Tati!
    Tati, semana passada mesmo eu falei pra minha yá das eventualidades que podem surgir aqui no blog e uma dessas eventualidades é alguém me chamar de “yá” rsrsrs.
    Minha irmã, eu não sou yá rsrs, sou filha, uma yaô rsrs.

    Tati, tá difícil assim… rsrsr Kolofé é expressão jeje, mas casas nagô aqui em Pernambuco usam essa expressão também. Se você descrevesse aqui em Recife essa casa dessa foma e dissesse que lá se toca ilús no lugar de atabaque, eu te diria que ela é da minha nação! rsrs

    Axé!


  838. Entendi, irmã Dayane!!!!!! Que meu pai Ogum nos abençõe sempre e dê caminhos!!!!!!

    Mas e quanto a me vestir inteira para a gira, e cobrir meu Orí?
    Porque numa casa precisa e na outra não?

    Para quem está aprendendo fica muito difícil quando a informação é desencontrada. rsrsrsrsrsr

    E pra quem não tem dado sorte em casa de Axé como eu ai fica quase impossível.

    Mas uma coisa te asseguro, nunca vi um barracão tão bonito!!!!!!!! Achei lindo tanto enfeite.

    Axé!


  839. Joel eu sempre digo que seja rodante ou ogã a pessoa deve frequentar a roça pelo menos o tempo suficiente pra aprender o mínimo sobre a casa, sobre o zelador, sobre os irmãos. Mas ter a máxima certeza do que quer fazer. Iniciar-se ou entrar para uma religião é um passo importante, não fazemos pactos ou algo similar, mas entrar numa comunidade é importante e deve ser muito bem pensado e sem pressão. Não aceite pressão, só faça no seu tempo. Tomeje


  840. em Junho 30, 2010 at 7:33 pm erica rodrigues

    quero saber como faz 1 yaori na cabeça de 1 abicu e ainda sendo de leba com ogumxoroquê


  841. oi gostaria de saber quANDO VC FAZ o santo quantos dias vc tm que ficar sem ter relação sexual ?..


  842. oi gostaria de saber se existe pessoas que fingem que recebe orisa


  843. em Junho 30, 2010 at 10:23 pm Fernando D'Osogiyan

    rogeriao,

    Existem sim pessoas que fingem que estão incorporadas, na verdade elas enganam a elas mesmo pois perdem o vínculo com seu Orixá para sempre.

    Axé,


  844. A benção,
    meu mais velhos,dentro do que for possível,e já agradecendo,eu gostaria de entender essas questões,e juntar algumas opiniões. Acredito ser estas umas das muitas questões dos abion.

    Existem questões que no mínimo me intriga.

    1 – Apendi que são no mínimo 21 dias de reclusão+ me parece que 3 meses para queda de kelè. E um ano inteirinho de branco além de outras restrições(com variações de axé para axé). Estou certa?

    2 – Mas e as pessoas que trabalham por exemplo de uniforme preto?

    3 – E as pessoas que trabalham em locais como restaurantes e bares?boates e afins.

    4 – Aqueles que trabalham por exemplo no cemitério?

    5 – E aqueles que trabalham em hospitais?Onde se pode observar todo tipo de situação.

    6 – Alguns mais velhos,que perguntei,me ensinaram que existe uma espécie de “acordo” com o orisá.

    Mas se assim for, seria um processo simples?ou pode o orixá não aceitar?( a luz do jogo de búzios).

    Penso que orisà é caminho,acredito que nosso orisá,não quer nos ver desempregados,passando necessidades,já vi casos de jovens que foram “aconselhados” a trancar faculdade ou faltar a escola.

    Desde já agradeço,

    Um abraço fraterno


  845. Gilmar a coisa é complicada mesmo, né? são 30 dias de iniciação, 21 de iniciação mais o descanço pre e pós iniciação que somados dão mais ou menos 30 dias, depois disso são no mínimo 3 meses de resguardo meu irmão. Total de 120 dias. 365 – 120 = 245, está no lucro ainda rsrsrssrsrs Tomeje


  846. Erica não ha a menor posssibilidade de te dizer isso num blog, este asunto é restrito as roças e aos roncós, somente as pessoas que tem cargo de zeladores devem saber disso. Nos desculpe mas este assunto nós não divulgamos de forma alguma. Tomeje


  847. Nanci, agora sim, dá tentar responder este tratado macumbolísitico.
    Eu poderia resumir tudo num simples ” tudo vai da capacidade do zelador de perceber nos outros as mesmas dificuldades que ele teve um dia e tb entender que os tempos mudaram, “evoluções (detesto a palavra evolução na religião) e modificações” precisam ser aceitas nos dia de hoje”. Mas… como isso não vai adiantar muito ……. Vamos lá.
    1 – O tempo de iniciação varia de 21 a 30 dias contando o tempo de descanço antes e depois da iniciação. A questão do quele, há casas onde o quele “é retirado antes” para que o iniciado não precise se expor de quele nas atividades cotidianas, mas a cerimonia de queda de quele é feita ao final do tempo de resguardo. O restante do que vc escreveu é isso mesmo, sem chance de modificação.
    2 – As pessoas que trabalham de uniforme continuarão trabalhando de uniforme e ponto final, mas ao final da jornada colocam seu belo branco e cumprem o resguardo normalmente.
    3, 4 e 5 – Idem resposta acima, cumprem suas jornadas, servem as bebidas, enterram os mortos, aperam ou socorrrem os feridos, lidam com sangue, salvam vidas e ponto final.
    6 – Eu não diria acordo, se bemesta palavra é perfeita pra explicar, mas na cerimonia do Panan as quilizas são quebradas justamente visando o retorno à rotina diária do filho. Então, existe sim, um consentimento por parte do orixá.
    Na verdade não é um processo simples, mas é um processo necessario aos nosso dias. Nossa religião é dinamica e o orixa é “antenado” e sabe das nossas necessidades. Não dá pra ser radical em nada, e essa coisa de seguir a tradição à risca tem limites, e eu penso que um dos limites é o emprego, o estudo e a família, podemos conciliar tudo desde que não descaracterizemos a religião.

    O que não pode é ter feitura à prestação, eu soube que tem gente “fazendo” santo em 15 dias ou no pingadinho, a cada fim de seman a pessoa passa na roça e vai contando e juntando os dias até dar os 21 dias, não estou brincando soube disso de fonte segura. Isso é descarcterizar a religião.
    Acho que é isso. Tomeje


  848. Olá nelson eu tenho ferias de 1 mes tem como eu fica so esses eu mes e depois eu ir embora pra casa ?


  849. Meu mais velho,o senhor é o mais velho que todos queriam ter.
    kkkkkkkkkkkk
    Sinto muito pelos que vão ficar querendo…kkkk

    Tudo esclarecido com muita propriedade,aliás o senhor é assim sempre.

    Não tenho palavras para expressar meu agradecimento.

    Acredito que seja um “dom raro” estar alheio ao seus próprios problemas,e sempre disposto a repetidas vezes,esclarecer aos outros.

    MUITO OBRIGADA POR VOCÊ EXISTIR.
    SE PARA ALGUNS ISSO NÃO TEM IMPORTÂNCIA(AGORA),PARA OUTROS E PARA OGUM VC É TODA IMPORTÂNCIA QUE TEMOS.

    Nós lhe amamos.

    Um abraço fraterno!


  850. Gilmar com o tempo recolhido é de 21 a 30 dias (sob medidas pra férias rsrsrsr) o restante do tempo é fora da roça mesmo. Em muitas casas o filho retorna toda sexta pra ficar o fim de semana todo na roça durante estes 03 meses de resguardo, mas isso depende da roça. Mas faça sim meu irmão será maravilhoso. Tomeje


  851. Bom dia a todos os irmãos

    Existem alguém de Candomblé Jeje por aqui?

    Se sim, e se possivel eu gostaria de saber

    Existe erê no Jeje?

    Como é esse processo da vinda do Erê?

    Grande axé, Eurico d´Oxalá


  852. Venho de um outro ritual,mas meu encanto é o candomblé.Seria possível sem entender muito do ritual eu trocar de ritual??
    Poderia eu iniciar no candomblé??


  853. Aretuza não há impedimento algum,ms eu aconselho que vc não entre de uma vez no candomblé, vá aos poucos, ou seja, frequente uma casa e vá observando, se gostar, entre para casa e fique como abiã (não iniciado) por um ano e observe, e só depois destes tempos vc poderá ter certeza do que quer, Observe muito e leia muito. Tomeje


  854. em Julho 6, 2010 at 6:07 pm erica araujo

    boa tarde sou de oxum com xango
    sou rodante quero saber se tenho que raspar
    quando e que começa a vim a cobrança


  855. boa tarde sou de yemanja ogunté e gostaria de saber 2 coisas: para dar um buri é obrigatorio assentar o santo? e por ter essa qualidade de yemanja os bichos tem que ser dobrados ? gostaria que alguem me respondesse urgente pois estou ficando doidinha com essas 2 perguntas AXÉ


  856. Moni sua resposta já foi dada em diversos posts que vc comentou, por favor volte a um destes posts e veja a resposta. Tomeje


  857. Mutumbá Tomeje,

    Admiro sua paciência! Só Pai Ogun mesmo! Se precisar de ajuda no seu Ilé Axé conte comigo…rsrsrsrs…!

    Bjs,


  858. Motumbá Tomeje!!!!!!

    aahahah concordo quando te admiram a paciência!!!!!
    Não sei se sou eu q tenho uma memória de elefante, ou se a maioria das pessoas é esquecida rs.

    Vc sempre eh questionado sobre as mesmas perguntas pelas mesmas pessoas!!!!!!

    Tomeje, que meu Pai Ogun continue te dando essa paciência infinda, caminhos de sabedoria!!!!!!
    Alafiá!!!!!!


  859. Boa tarde
    gostaria de saber se pode
    acontecer de um ogam entra em transe


  860. Érica antes de confirmar um ogã, o zelador/a deve fazer tudo que estiver ao seu alcançe pra confirmar se a pessoa é de fato oga ou ekedji, não dá pra ser no “achometro ou no olhometro” há jogo e oro específico pra isso, e se ainda persistir a dúvida, o melhor é deixar o sujeito como abiã até ter certeza de que ele não roda. Mas hoje, tem muita gente que joga mas não vê, mas que “acha”. E o pior é que depois ainda dizem que é mentira de quem está alí rodando depois de ter sido apontado, suspenso ou cnfirmado ogã. Não vamos eximir a possibilidade de haver farsa, mas é bem raro. Tomeje


  861. boa tarde
    obrigado por esclarecido minhas duvidas


  862. em Julho 19, 2010 at 9:49 pm rosangela ximenes

    colofe , nelson
    sou filha de ogum xoroquê porém após fazer o santo ( obrigação de sete anos) minha vida virou de pernas para o ar. Perdi meu pai carnal que era tudo para mim perdi emprego, fiquei peranbulando e não consegui mais me afirmar. procurei alguns pais de santo e me disseram que o meu orixá não podia ter sido fechado na tabatinga. Meu pai de santo se virou contra mim e não quer falar no assunto. O que devo faze? ddesde já obrigado e AXÉ.


  863. Rosangela a que outros eventos ou catástrofes naturais vc tb pode associar as suas perdas? Porque de certo se vc pensar um pouco vc vai encontrar alguma outra coisa a que vc possa atribuir os seus problemas, então por que associar justamente a sua obrigação de sete anos? Porque Ogum quereria te prejudicar depois dos sete anos? Vc é de Ogum e deve erguer sua cabeça, trabalhar para conseguir outro emprego e superar a peda do seu pai, que sei que é duro, mas é inevitável. Sobre estar na tabatinga ou não isso é irrelevante, algumas casas fazem assim e os filhos são tão prósperos quanto quem faz sem tabatinga. Não fique culpando o seu orixa eu posso te falar isso de cadeira minha filha, posso com certeza rsrsrsrsrssr e posso falar tb de pele rsrsrsrsrs de sentir na pele. MAs não vou me deixar amolecer vou a luta, ogum me dá caminho e vai dar caminho pra vc tb. Tomeje


  864. Ago Tomeje!!!!

    Peço sua licença para defender nosso Pai Ogun e compartilhar da sua opinião!!!!

    eu sei quase nada da religião, pois estou reaprendendo tudo que aprendi errado, mas de uma coisa tenho certeza Ogun é pai e não padrasto rsrsrsr também tive um desencarne na família e quem me segura é Ogun é meu amado pai que nunca me deixa cair.

    E se eu cair é porque me afastei do meu Orixá! Dai seria culpa minha e não dele.

    Filho D’Ogun é guerreiro por natureza.

    Que Ogun esteja sempre a nossa frente nos abrindo os caminhos, nos abençoando!!!

    Axé


  865. bom dia!! preciso esclarescer uma dúvida e gostaria que me ajudassem. Sou abiã e assentei meus orixas de ori, ainda não fiz feitura, isso é correto?


  866. em Julho 24, 2010 at 5:22 pm Fernando D'Osogiyan

    andrea,

    Não é comum, porém, é correto se no jogo o zelador entender essa necessidade, existem bons motivos para que isso possa acontecer.

    Axé,


  867. em Agosto 6, 2010 at 6:36 pm wellington jones ferreira

    eu tenho 16 anos sou louco para me iniciar e minha mãe não deixa oq devo fazer


  868. Wellinton a resposta é bem simples, respeite a decisão da sua mãe. O candomblé se baseia na comunidade e na hierarquia onde o mais velho sempre tem razão, então se vc aprender a respeitar a decisão da sua mãe, vc já estará no caminho de aprender sobre candomblé. Pois esta hierarquia lhe será cobrada na comunidade religiosa, então é melhor aprender logo na sua casa. Wellington há diversos passos que vc vai precisar seguir, primeiro vc vai ter encontrar uma boa casa, ir frequentando e observando. Depois tem qua saber se é rodante ou ogã. Depois disso vc vai aprender uma série de assuntos relativos a religião, isso tudo leva tempo e é exatemente issoque te recomendo, não vá com pressa, vá devagar neste caminho, vá observando tudo a sua volta e bem devagar, o resutlado será muito melhor pra vc. Tomeje


  869. Ola bom dia!queria tirar algumas duvidas se posivel.Tenho tido varios sonhos e como sempre que sonho tem algo por traz fico encucada.No sonho vejo um altar de santos com muitas imagens, sonhei com roda de baianas girando e com uma mae de santo q conheco e nesse sonho ela me falava q meu tempo tinha acabado tbm tinha muitas oferendas de comiga!sera q esse sonho tem algum significado?Desde ja agradeço.


  870. Regina nós preferimos não nos aventur neste campo de decifrar sonhos porque os sonhos são muito complexos e por isso é muito perigoso pra nós falarmos qualquer coisa sobre este assunto, sinto muito por não poder ajudar. Tomeje


  871. mesmo assim orbigada


  872. em Agosto 17, 2010 at 11:49 am Cláudia Christina matos martins

    Sou do Rio de Janeiro, e num determinado periodo de minha vida sofri dificuldades e nada andava. Conheci um primo de amiga minha que tinha uma casa em Caxias, juntamente c sua mae. Ele me levou e lá eu fiquei na casa um fim de semana. Sou leiga e nao sei bem o que foi feito comigo. Mas no primeiro dia na sexta , falei com o povo da rua,no sabado a tarde foram jogados buzios onde se confirmou minha mae iansã balé com meu pai oxossi. Depois foi me dado um banho onde tinham varios ingredientes diferentes, como um tipo de farinha de trigo, ervas, ovos, muitas orações, e depois o banho com sabão da costa, vesti branco, entao ajoelhada ela me perguntou se eu tinha certeza de que queria aquilo e com um pó branco ou pasta nao sei, apertou no centro de minha moleira, e no domingo me puseram num quarto cheio de imagens de santos deitada numa esteira ( a minha quartinha tmb foi feita).fiquei horas ali, e depois fui apresentada aos outros filhos e entidades da casa, e dançamos o que foi muito interessante, pois estava sentido uma especie de formigamento e tontura um certo transe, fiquei c medo e me segurei, mas foi uma sensação inbriagadora.Com uma irma do mesmo orixa, me puseram para baixar oferenda, e a moça toda hora incorporada me olhava de cara feia, nao entendi aquilo.Bem. voltei pra casa, eu fiquei muito impressionada pois o que havia pedido foi alcançado no mesmo dia. Continue frequentando mas em seguida veio a epoca onde os centros fecham. Entao nesse meio tempo, fui morar em minas numa cidade do interior, bem pequena e aqui nao tem centro e os que tem nao os conheço. Bem por conta deste longo afastamento e de minha ignorancia, me encontro com diversas demandas em relação há todas as areas de minha vida. Processo, doença e preciso com urgencia de uma orientação para q eu possa entender este processo e saná-lo. Por favor me de uma luz. Muito axé e obrigado.


  873. Boa tarde!

    Adorei esse site, tenho aprendido muito com as d;uvidas e esclarecimentos.

    Preciso tirar uma dúvida:

    Frequento o Candomblé como visitante há muitos anos, pois tenho uma prima que já fez Deká e por isso estou bastante ligada à religião. De uns 2 anos para cá tenho me interessado bastante em conhecer mais profundamente os rituais, dialetos, entidades, enfim tudo relacionado à religião.
    Sou filha de Yemanjá e tenho como juntó Ogum e no mês de maio/2010, fiz um bori branco, porém a pessoa que fez o bori se dizia mãe de santo, mas ainda não deu a obrigação de 7 anos. Desde então já recebi toda a aldeia: orixás, exú, caboclo, erê. Faz 1 mês que deixei de frequentar a casa da pessoa que fiz o bori, pois fui a uma consulta com um caboclo que me disse que ela fez tudo errado.
    Sinto que tenho uma sintonia perfeita com Yemanjá e Ogum, converso muito com eles e as respostas sempre chegam através de sonhos.
    A minha grande dúvida é a seguinte: Nessa casa que estou indo que é da Nação Angola, o caboclo me falou que eu tenho que ser feita, mas falei para ele que não tenho vontade de ser feita por causa da raspagem. Ontem fui conversar com ele e Yemanjá chegou e a ekeje perguntou se eu seria raspada e ela disse que não. O caboclo me explicou que Yemanjá não quer que eu seja raspada, mas que a Mãe de Santo terá que fazer a catulagem, falou sobre uma firma. Gostaria de saber o que é essa firma que é feita com a catulagem.

    Obrigada e Axé!


  874. Ana já que vc está gostando de conhecer a tradição, vamos esclarecer que angola não cultua orixa e sim inkise, por tanto vc não será feita de Yemonjá e sim de Mikaiá. Sobre a pessoa ter feito errado, isso é complicado de falar, não acha? afinal uma casa de angola deveria ter kota e não ekedji, deveria cultuar inkise e não orixa, portanto falar que alguém fez errado é relativo. O que a pessoa que fez o bori nãopodia era se apresetnar como zeladora sem ter os sete anos feito, mas pode sim dar bori, e o bori dela foi bom pra vc, pois deu a harmonia e equilíbrio que seu ori precisava pra trazer os seus orixas. Sobre Yemonjá dizer que não quer raspar isso tb é relativo pois pode haver uma “interferencia” de sua parte neste processo, não acha? Mas por outro lado, fazer catulagem é o mesmo que nada fazer, pois a catulagem é uma parte da raspagem, é parte integrante do processo de raspar, catular não é um processo independente, não se catula sem raspar. Nunca ouvi falar em firma que se faz com catulagem, firma pra mim é um acessório que colocamos no fechamento do fio de contas e catulagem como eu disse é parte da cerimonia de raspar a cabeça. Tomeje


  875. Claudia eu reli várias vezes o seu coemntário e de minhaparte não vejo nada aue possamos te ajudar pois nosso foco não é ensinar receitas de trabalhos, nosso foco é discutir a religião e dar um apoio, mas no seu caso o único apoio que posso te dar é indicar que procure novamente esta pessoa e peça aque ela te ajude, achoq ue ´emuito mais seguro, pois esta pessoa te conheçe e conheçe tb o seu orixa melhor que qualquer um que possa te indicar alguma coisa. Sinto muito e espero que me entenda sobre minha limitação neste assunto. Tomeje


  876. Nelson,

    Obrigada pelos esclarecimentos!

    Depois de ler seu comentário fiquei ainda mais cheia de dúvidas sobre o Candomblé, segue:

    1. Como sei a Nação do meu Orixá?

    2. Se a casa se denomina Angola, porque utiliza o dialeto e costumes da nação Ketu? Devo me precupar com essa mistura?

    3. Sobre Yemonjá ter falado sobre a raspagem, não sei até que ponto poderia interferir nesse aspecto, pois nunca me recordo do que acontece quando estou virada, o que sei é o que as pessoas me contam. Poderia me explicar melhor?

    4. Se for apenas catulada significa que minha iniciação não será legítima?

    Tenho uma ligação muito forte com Yemonjá e Ogum, na verdade tenho muita fé e acredito muito em tudo que eu carrego, por isso me preocupo tanto com a questão da seriedade da casa e do zelador que for fazer minha iniciação. Por vezes sonhei com Yemanjá ou Ogum me pedindo oferendas e atendi aos pedidos sem nem mesmo consultar qualquer jogo ou zelador e isso sempre me trouxe muitas coisas boas e me deixa muto feliz.
    Já fui em vários Terreiros e todos me dizem que eu já tenho que ser feita e isso me preocupa muito, pois acima de qualquer coisa não quero que façam nada de errado para os meus Anjos da Guarda que sempre estão ao meu lado me protejendo e amprando quando preciso.

    Você acha que devo me preocupar tanto com as questões acima ou eu estou muito encucada?


  877. em Agosto 20, 2010 at 11:00 am Charles Alves

    Olá!
    Bom dia.

    Meu filho de 22 anos é do santo, Oxalufã. Sonhei com ele, carregando nas mãos, um prato branco com alguns quiabos inteiro. Isso seguinifica oque?

    Agradeço se puderes responder.

    Bom fim de semana.


  878. Ana tem vários textos no blog que podem te ajudar a entender melhor este início de caminhada na religião, clique na minha foto e procure os textos “sou filho de orixa” e “longo caminmho do aprendizado”. Na foto da Carol tb tem textos interessantíssimos, assim como os textos da Dayane e da Manuela, pro favor leia. E tb tem um texto postado pela Nanci no post “Candomblé” que fala deste inicio de vida na religião, o tempo de abiã, leia tb, por favor.
    1 – Angola cultua inkise. Ketu, efon, batuque, Oyó, nago egbá e outros segmentos cultuam orixa. Jeje, jeje mahim, mina jeje e outros segmentos jejes, cultuam vodum. Yemonjá é orixa e não inkise.
    2 – Ana o nome dos orixas realmente são mais difundidos, são mais conhecidos que os nomes dos vodun e dos inkises é uma realidade. Há uma certa “correspondencia” entre os segmentos tb. Mas quando chamamos os deuses de um segmento pelo nome do outro segmento estamos com isso perdendo cultura, perdendo a cultura do seu segmento e isso é grave sim. Eu por exemplo estou na minha casa há alguns anos aprendendo o culto e acho que não seria minimamente correto ao final de tanto estudo e dedicação ao meu segmento eu começar a chamar os orixas pelos nomes dos outros segmentos, eu tenho que me orgulhar de ter aprendido e estudado o meu segmento e a minha raíz tradicional. Eu não entendo como alguém que rala no angola pode chamar pelo nome de orixa os seus inkises. É opinião minha, mas acho que quem ralou de fato na roça de angola não chamaria os seus inkises por outros nomes de forma alguma.
    3 – Este assunto é exatamente o que eu te falei, houve interferencia sim. O orixa de alguém não iniciado não deveria falar, e muito menos deveria se manifestar contra a raspagem do seu filho. Ele pode dar indicaçãod e que não quer que raspe naquele momento, isso sim, mas dizer que não quer que o filho raspe é outro assunto, não estou te chamando de “farsante” não é isso mas há interferencia sim.
    4 – Ser catulada e nada é a mesma coisa, pois como eu te disse o ato de catular só faz sentido na raspagem do yaô, não se catula somente.

    Dica importante, vc já procurou uma boa casa de umbanda? Talvez seja este o seu caminho. Tomeje


  879. Charles nós procuramos não discutir sonhos porque este assunto é muito íntimo entende? Não faz parte da cultura religiosa do candomblé, por isso te peçoque me desculpe por não poder te ajudar. Tomeje


  880. em Agosto 23, 2010 at 12:54 am Leide Leticia

    Boa noite.
    Acabei de chegar de uma linda festa de Ogum.
    Foi realmente mágico!!!!
    A Mãe de Santo disse que tenho uma linda Oxum,mas qdo eu frequentava a umbanda,me diziam que eu era filha de Iansã.Isso é possível,ser Oxum no candomblé e Iansã na umbanda?


  881. Olá, Nelson!

    Li os textos que você me indicou e mais alguns que estão posatdos no site. Aprendi muita coisa e tirei várias dúvidas de algumas situações que aconteceram e eu não conseguia entender.
    Ontem teve uma festa na casa que estou frequentando e pude observar muitas coisas que foram tratadas nos textos que li e agora está muito mais fácil de entender.

    Muito obrigada pelos esclarecimentos.

    Axé!


  882. Leide para haver mudança sim, afinal no candomblé cultuamos alguns orixa aue não são cultuados na umbanda, como por ex, Logum, Iroko, Ewá etc etc, mas para saber com certeza qual é o seu Orixá, procure um jogo de búzios é a melhor forma. Nunca se guie pelo que te falam tomando por base sua data de nascimento ou seu tipo físico e achismos, e nunca faça jogo por internet, O correto é uma consulta pessoal com um bom zelador. Antes da consulta procure informações sobre a pessoa, e se é de fato Candomblé. Tomeje do Ogum


  883. Babá Fernando, Bom dia !!!!

    Por favor, Gostaria de conhecer o seu barracão em Guapimirim. Seria Possível ? Quando terá um toque lá ?? Como e quando seria possível encontra-lo por lá ? Poderia dar o enderço para o meu e-mail ?

    Meu e-mail é: luiscarlosmeirelles@gmail.com

    Muito obrigado.

    Um grande abraço !!!

    Luis


  884. em Agosto 24, 2010 at 8:11 pm Fernando D'Osogiyan

    Luis,

    Será um prazer, falaremos em breve.

    Grande abraço,

    Axé,


  885. Obrigado Babá. Aguardarei-o anciosamente.

    Um grande abraço e tenha um bom dia.

    Luis


  886. eu gostaria de saber quais sinais tornam-se evidentes a necessidade de feitura além do jogo de buzios e do bolar no santo, me refiro a sinais no cotidiano, muitas das vezes despercepidos para olhares leigos


  887. em Agosto 27, 2010 at 3:27 am Fernando D'Osogiyan

    cassiane,

    O zelador vai observar esses sinais, são específicos de cada Orixá, são situações e vivência de candomblé que nos permite avaliar.

    Axé,


  888. Olá Nelson!

    Você tem algum texto ou pode me esclarecer quais as diferenças entre o Candomblé e a Umbanda?

    Obrigada!


  889. Ana por favor, clique na foto da Manuela e procure lá que tem dosi textos que podem te ajudar, um é o “candomblé não é umbanda” e o outro é o ” Exú não é o diabo”. Temos diversos outrso que tratam direta ou indiretamente deste tema, vc pode clicar nas fotos e pesquisar pelos títulos. Tomeje


  890. Bom dia!

    O que fazer quando vamos em vários zeladores e em cada zelador o santo dá diferente?

    XE Ô.


  891. Liline um jogo de búzios tema função de ver em primeiro lugar o que está acontecendo na sua vida naquele momento específico e como os orixas podem te ajudar, qual caminho vc deve seguir e a que orixa deve recorrer para obter sucesso. A questão de saber qual o orixa é o regente da pessoa, isso é outro assunto que tb é visto no mesmo jogo, afinal o orixa da pessoa NORMALMENTE se apresenta no jogo reinvindicando aquele filho. Porém e infelizmente muitos zeladores ao abrir o jogo e verificar o primeiro orixa que responde, ele interpreta como sendo aquele o orixa da pessoa e nem sempre é verdade, o orixa daquele momento pode se apresentar por diversos motivos e não por ser o dono da cabeça. Tem vezes que o orixa dono da cabeça só se apresenta muito tempo depois do primeiro jogo. por isso semrpe indicamos aqui que o jogo deve ser feito numa boa casa de tradição, com alguém que realmente saiba de jogo e pra isso, achoque o caminho é pesquisar mesmo, pedir referencias sobre a pessoa, não vá a anuncios de jornal e muro. procure casas tradicionais e pessoas bem conceituadas. Tomeje


  892. Nelson / Manuela,

    Bom dia!

    Em primeiro lugar, quero parabenizá-los por esse espaço tão interessante que nos mostra tantos detalhes do Candomblé. Sou paulistana e desde muito pequena admiro a Bahia por sua cultura e religião afro-descendente e estive recentemente em Salvador com uma imensa vontade de visitar um terreiro de candomblé, mas, infelizmente não foi possível. Tenho vontade de saber mais e até mesmo de iniciar-me se for possível. Portanto quero recomendações suas quanto à livros que eu possa ler para conhecer mais ou lugares que possa frequentar. Moro em Ribeirão Preto.

    Abraços


  893. Simone na nossa seção de Literaturas recomendadas vc vai encontrar alguns livros como Mitologia dos orixas de reginaldo Prandi e tb A Formação do candomblé da Barroquinha, são dois bons livros pra iniciar os estudos, tem tb A Panela do Segredo de Pai Cido de Oxum. Além disso, e não puxando a braza pra nossa sardinha rsrsrsrsrs temos textos bem simples e grande reflexição que podem te ajudar muito, clique nas fotos dos autores e vá pesquisando pelos títulos e vc vai encontrar grande material de leitura. Tomeje


  894. Axé ! eu quero me iniciar no candomblé, mais eu to meio que inseguro não sei bem, um pouco assustado por causa da inicialização, mais eu quero muito entrar no candomblé tenho 14 anos. alguem pode me ajudar ? Axé !

    email: danilo_atds@hotmail.com


  895. Danilo eu sempre indico que o caminho melhor é buscar uma casa onde vc se sinta bem, ms eu acho que no seu caso vc poderia pedir a seus pais para te ajudar nesta busca. Depois de encontrar esta casa, permaneça nela por algum tempo como abiã (quem ainda não raspou/iniciou) assim vc vai aprender muitas coisas sobre a religião e principalmente sobre a casa e os irmãos desta casa. Só depois destes passos é que eu achoq ue alguém está seguro pra se iniciar,ms isso pode levar alguns anos,é ter paciençia e observar tudo e todos e aprender com calma. Boa sorte e se vc quiser ler aqui eu te sugiro que cliue nas fotos e vá selecionando os textos pelos títulos. Temos matérias muito boas. Tomeje


  896. em Setembro 17, 2010 at 7:26 am raquel chrystina

    bom dia
    eu tenho22 anos frenquento candoble desde que nasci pois minha mãe é ekedy há uns 22,sei que sou de ogunté pois a mãe de santo da casa que frenquento sempre se orgunlhou de ter alguem na casa com a mesma qualidade de sua yemanjá, mas nunca “virei” estou sempre presente sou mas antiga lá do que muita pessoas que já são feita mas fico tão sem graça pois não sei se sou rodante ou não,e se sou rodante gostaria de saber se é normal ou comum não sentir nada de estranho durante os toques,pois até na festa de yemanja da mãe de santo,choro sem para de emoção e me bate uma vontade enorme de ir lá dança com o orixa.mas sinto que sou diferente.mas acho que o orixa sabe que estou com receio de me iniciar pois não consigo nem pensar em ficar sem meus cabelos sei que é ridiculo isso sei que yemanja merece isso e muito mais ,mas até mesmo no dia a dia não consigo nem cortar as pontas dos meus cabelos sem cair em lagrimas.como vc disse em alguns casos acima sei que as vezes o orixa não pede para ser raspado então queria saber se isso é como no caso de filhos de ogunté?? desde já agradeço a atenção


  897. em Setembro 18, 2010 at 12:31 am Fernando D'Osogiyan

    raquel christina,

    Já pensou na possibilidadede ser uma Ekedi? E não precisar raspar? Sua mãe não é uma ekedi? Converse com o orixá de sua zeladora! Chorar de emoção não é presença de Orixá é EMOÇÃO, só.

    Axé,


  898. Boa tarde!Bom,por curiosidade fui a uma casa de camdomblé,os buzios disseram q sou de Yemonjá com Xangô.Visto tendo vario problemas tomei uns banho e outras coisas.O problema é q parece q a mãe de santo qr q eu faça minha cabeça no santo,ela não disse isso claramente,mas esta bem nitido.Pórem,eu não quero!Sou grata pelo q Exu Marabô fez por mim,mas não qro iniciar.Até porq seria uma coisa q minha familia não apoiaria.Me dê uma direção,pois ate gosto da religião,mas acho q não o suficiente para fazer parte dela.


  899. em Setembro 18, 2010 at 7:32 pm Fernando D'Osogiyan

    Gabriela,

    Olorun, Deus dos Yorubás, nos concede o “livre arbítrio”, o direito de decidir nossos caminhos conforme nossa vontade. Se não é de sua vontade se iniciar, então não se inicie, a decisão é sua e não da mãe de santo, do jogo, do Orixá e quem quer que seja. saiba que aquilo que foi determinado por Olorun será comprido. Fque em paz!

    Axé,


  900. Uma entidade me informou que logo, logo eu deverei fazer o santo, mas antes será necessário assentar meus Exús.

    Mas estive verificando o tópico sobre a inicialização e verifiquei algo relacionamento a raspagem de cabeça.

    Ocorre que quando criança estive à beira da morte, tanto que fui tirada do leito do hospital para morrer em casa. Assim, afirma minha querida mãe.

    Graças a uma simpatia realizada por esta em um local chamado Rosa Mística, através de um benzedor que eu fui melhorando consideravelmente, mas nunca por completo.

    Assim pergunto, neste caso se for realizada a raspagem do Orô poderá causar, por ventura, a morte do meu zelador?

    Obs: Ainda não comentei este fato com meu zelador e meu maior receio é a raspagem, tendo em vista a profissão que atuo no presente momento, bem como o que possa ocorrer em relação a este comentário.

    Agradeço desde já

    Motumbá


  901. em Setembro 29, 2010 at 11:43 pm Fernando D'Osogiyan

    clau,

    Por que seu zelador morreria? E qual a profissão que atua neste momento? E por que tem que raspar com tantas dúvidas?

    A relação com o zelador tem que ser de confiança mútua, se um não confiar no outro por algum motivo não se deve se iniciar de forma alguma.´

    Não há problema algum com relação a esse comentário.

    Axé,


  902. Gostaria de iniciar na religião mas, não quero raspar meu cabelo. Eu posso fazer o santo na umbanda e trabalhar no candomblé?


  903. FIZ MINHA CABEÇA TEM QUASE UM MES MAIS ASSIM QUE SAI DO BARRACÃO NÃO CONSIGO NEM ANDAR NA RUA PARA TRABALHAR POIS A DOR QUE SINTO NA CABEÇA E TAMANHA QUE NÃO ME PERMITIR NEM ACENDER A LUZ FALEI COM MINHA MÃE DE SANTO ELA ME DISSE QUE E NORMAL MAIS ACHO QUE NAÃO É .GOSTARIA DE SABER A OPINIÃO DE VOCES E NORMAL DEPOIS DE SER FEITA A CABEÇA DOER TANTO QUE NEM CONSIGO FICAR COM LUZ ACESA .


  904. em Outubro 1, 2010 at 8:43 pm Fernando D'Osogiyan

    Cristiane,

    Isso não é normal, acredito que seja uma enxaqueca forte, sua zeladora deve te levar ao médico e jogar para ver também.

    Axé,


  905. Flavia a iniciação do candomblé requer a raspagem e não há como mudar isso. Leia, por favor, os vários posts ligados a estas diferenças entre candomblé e umbanda, vc pode clicar na foto da Manuela e selecioanr os textos. É imprescindível que vc entendea que candomblé e umbanda são segmentos distintos e acho que vc deveria antes de qualquer decisão de ingressar na religião, enteder os dois segmentos. Não há como se iniciar na umbanda e depois migrar par ao candomblé sem que nesta mudança vc não seja raspada. A iniciação/raspagem é o rito de passagem da religião, é o começo do aprendizado religioso. Tomeje


  906. boa tarde muito axé adoro essa página.
    gostaria que me exclarecece uma dúvida qd e feito um buri no camdomble faz um iba ori onde e oferecido um irilé {pombo}muitas frutas ,galinha de angola,obi.esse obi pode ser cortado com faca?.
    ou tem que ser aberto com a mão pelo zelador e todos que tiverem participando na hr do ato e feitos no santo mastigar e devolve para o zelador.
    fico muito grata se me responder.
    muito axé


  907. em Outubro 3, 2010 at 3:46 am Fernando D'Osogiyan

    aparecida,

    Esse borí que você se refere é para uma pessoa que vai se iniciar ou já é iniciada. Para quem não é, não recomenda-se que tenha sacrifícios. O Obí pode ser aberto com a ajuda da faca, menos para Nanã, Omolú e Oxumarè.

    Axé,


  908. Fernando D’Osogiyan

    Agradecida pela informação.

    Vou conversar com meu pai de santo e esta entidade sobre isso e dizer que não quero fazer nada que possa me arrepender depois, pois estou na dúvida.

    Vou verificar se é possível me cuidar sem a iniciação e assentamento dos Exús.

    O meu receio é quanto a raspagem de cabelo pois sou advogada e vivo constantemente em contato com o público em geral.

    Axé


  909. em Outubro 3, 2010 at 4:04 pm Fernando D'Osogiyan

    Clau,

    É a melhor atitude a se tomar! É mais honesta e sincera. Raspar e ir trabalhar de peruca é que não pode.

    Axé,


  910. mucuiu carol
    me ajude estou com 3 anos de feito sou ogan
    ñ to podendo pagar minha obrigaçao agora
    oq pode vi aconteser me ajuda axe


  911. em Outubro 25, 2010 at 8:43 pm Elen Domingues

    Boa tarde a todos, bom meu nome é Elen e tenho como religião o espiritismo.
    Já frequentei algumas religiões, mas minha vida, não tem caminhado. A oito meses atrás, passei por dificuldades terríveis, nada dando certo efetivamente, foi então que fui até uma casa de artigos religiosos, perguntar a dona da loja se poderia me indicar alguém que pudesse jogar os buzios para mim. Ela disse que no momento não tinha nenhum contato, foi quando adentrou à loja um pai de santo, e ela o indicou. Na mesma hora devido ao meu desespero, fui fazer o jogo. Enfim, ele me disse que teria que fazer urgentemente um bori, e logo após um assentamento de exu. No meu desespero, afim de melhorar, pq digo a vcs que estava numa situação caótica, o fiz. Gastei o que tinha e o que não tinha, só que a minha vida não melhorou, cuido do exu assentado e meu ibaori esta nessa casa, só que quero muito desfazer, pq não estou feliz com a situação, creio que nosso pai maior não nos designa a sofrer nessa vida. Ele me deu o dom da mediunidade, nunca encorporei, mas sinto a presença dos esperitos sofredores que não me deixam caminhar. E nessa minha busca espiritual penso que não foi o melhor caminho a ser tomado, pelo desespero de querer melhorar tomei atitudes precipitadas e preciso de ajuda para saber o que fazer nesse meu caso. Se puderem me ajudar e me aconselhar agradeço de coração a todos vcs.
    Que nosso pai Oxalá nos guie e nos de força para continuarmos fazendo e querendo o bem do próximo.
    Axé!!!


  912. ola p todos me ajudem minha irma pagou a obrigacao de 3 anos e ela é de oxum com iansa na saida quen tinha de sair oxum ou iansa muito obrigado axe


  913. Elen se vc ler o post Bori vc vai ver que esta cerimonia é exclusiva pra sua cabeça, não te vincula a pai de santo ou a casa de ninguém. Eu semrpe repito aqui que abomino esta pratica de fazer ibaori para cliente, pra filho de santo raspado tudo bem, mas pra cliente, isso é uma tentaiva de fidelizar a pessoa de “prender” a pessoa com aquele objeto e com o medo que ela possa ter de que algo possa ser feito contra ela devido a presença do tal objeto ( que não cito como ibaori e sim objeto). Assentar exu sem assentar orixa é um descaso com a religião é coisa de quem não tem consciencia nem respeito pela religião. Minha sugestão, já aue vc está descrente ou desiludida e que se desfaça do objeto (assentamento) leve a uma mata ou estrada ou rio, num lugar que não cause acidente e deixe lá, é um obejto apenas, o ibaori, deixe pra lá tb, só não de ouvidos as ameaças que ele te fará, isso é bem normal acontecer, deixe que seus guias te orientarão, tenha fe em vc e nos seus guias e seja feliz. Tomeje


  914. Criola pelo seu comentário falando de tres anos, Oxume oyá sua irmã tem que ser de ketu. Pois bem no ketu, nas casas tradicionai a pessoa só vira com o seu orixa principal e com ere, raramente com o segundo orixa, mesmo assim só depois de sete anos em cerimonis restritas e internas da roça. Portanto, se ela é de Oxum ela só deveria sair de Oxum. Tomeje


  915. Boa tarde!!!

    E posivel marido e esposa ser raspado pelo mesmo pai de santo.


  916. Anderson nãopodemos dizer categóricamente que não, cada um faz o que aprendeu e faz como quer fazer na sua casa, mas podemos afirmar que não é recomendavel e que nas tradições dos candomblés isso não é aceito. Tomeje


  917. Boa noite gostaria de uma informação, minha mãe faleceu cedo eu tinha 11 anos , ela era do candomblé, sempre me tratei no candomblé, sempre achei que faltava algo em mim , freguento a umbanda, recebo todos os guias, faço o meu trabalho com zelo e determinação, adoro.
    Mas mesmo frequentando a umbanda, sempre me cuido no candomblé pois tenho certeza que meus orixas são do candomblé, mas sempre senti algo diferente em mim, a pouco tempo fui jogar buzios e mão disse que, que para sua supreza eu jà era feito no santo, e que só faltava eu fazer as obrigações de 1 ano ,3 anos, 7 anos, meus orixas estavam me cobrando isso, fiquei meio tonto pois não tinha resposta para isso, fui investigar com meus irmãos, que também não sabiam de nada, mas uma das minhas irmã me disse que fiquei muito doente quando pequeno , e minha mãe me levou no centro e fiquei 7 anos sem cortar o cabelo e ela disse que minha mãe falou que era promessa, olha não tenho duvida disso e sei que mãe de Santo ´é muito seria , minha duvida e a seguinte pode um segredo como esse ficar guardado a tanto tempo, o que me disseram que este segredo foi guardado a sete chaves, eu joguei em outros lugares ou viram e não falaram nada para mim.


  918. em Novembro 8, 2010 at 11:44 pm Fernando D'Osogiyan

    jackson,

    Pesquise a casa e os descendentes desse candomblé que sua mãe frequentava para que não haja a menor dúvida de que você é feito e procure informações. E qual é o Orixá que você é feito? Deixar o cabelo crescer está ligado a promessa, e não a feitura em sí.

    Boa sorte,


  919. O Ritual de Iniciação no Candomblé

    Abril 29, 2008 por Manuela

    Gostaria de saber a opinião de vcs moderadores a respeito deste trecho a panela do milagres.

    Trecho Livro A Panela do Segredo, 283 – Pai Cido de Osun Eyin:

    “Vale dizer que o transe não é imprescindível para que uma pessoa seja iniciada como adoxu, pois, independentemente de se manifestar o Orixá está em cada um de seus filhos. Isso é muito importante, porque só os adoxu podem assumir determinadas funções sacerdotais, como os cargos de ialorixá ou babalorixá. Sendo assim, uma pessoa que tem em seu odu a missão sacerdotal, incorporando ou não o Orixá, deve ser iniciada como adoxu e nunca como ogãn ou equedi, que já são ijoyé natos e jamais poderão entrar em transe de orixá”…

    Eu ofange penso como pai cido, e gostaria de ouvir suas opniões. de toda forma o fato é:
    Não existe uma só forma de se fazer candomblé.


  920. Panela dos segredos

    “Algumas pessoas não precisam ser raspadas ao se iniciarem. Esse é o caso principalmente das crianças que nasceram fadas à morte, mas que venceram o trágico destino (abiku). Existe uma graduação delas que considera as especificações de seu nascimento. Por exemplo: as crianças que nasceram pelos pés, com o cordão umbilical em volta do pescoço, depois de vários abortos, que foram abandonadas ao nascer ou cujas mães morreram ao dar à luz ____ neste último caso, se o abiku for indevidamente raspado poderá levar o seu pai-de-santo (ou seja, aquele que lhe deu a vida na religião) à morte. Evidente que todo nado morto é abiku”.
    Fora a parte:
    Parto a forceps , pessoa que passou da hora do parto, que engoliu parto , que teve que ser ressucitada logo após, Os que morrem antes de seus pais e etc… Tem também os abiaxés e abioduns… Pessoas que nascem 6,12;18 e 00h …
    Temos tambem alguns zeladores de candomblé, que raspam só o orí de seus filhos e os adoxam sem tirar todo o mukunã.

    Fernando e Nelsón O que podemos considerar disso tudo??? Sabemos que ifá nos mostra a verdade absoluta né, porém
    gostaria que dicertasem um pouco sobre este tema tão importante

    A benção de seu filho tata ofange


  921. em Novembro 11, 2010 at 11:13 pm Fernando D'Osogiyan

    Kivanda,

    O transe é “imprescidível” para uma pessoa levar o adosù. A movimentação de energia se faz presente numa iniciação, de tal forma, que a presença do Orixá é preponderante e comprovada por todos que alí participam. É maravilhoso testemunhar a chegada do Orixá e estar alí servindo-lhe, ao seu propósito vai muito além do que pode imaginar e orgulhar-me de ser Babalorixá e ter uma equipe.

    Ficaria frustrado se iniciasse pessoas acordadas, com os olhos fechados, completamente perdidas e decoradas com roupas de Orixá.

    Adupé ò


  922. Babalorixa, Não descordo do senhor e nem de pai cido…
    acho que não há uma verdade absoluta ao se tratar de candomblé , e alitúrgia pode ser maior e mais complexa, ou ser até simples de mais.
    Aquestão é respeitar a todos, eu só acho que não rodar com o santo seja impencilio para a pessoa exercer qualquer tipo de cargo.

    vemos ai o caso de Maria escolastica ( menininha ),que eu ja ouvi da boca de uma pessoa do axé gantois que era adoxada mas nunca virou com o santo.

    E digo que foi tão copetente, que se tornou uma das mas conhecidas no nosso meio.

    Axé Fernando, saiba que eu prefiro te escutar e me guiar pelo que vc diz. posso até descordar, algo que quase nunca ocorre, mas sei que vc é realmente coerente.
    Mojuba, motumba
    Ofange


  923. Baba , se tiver com tempo fale sobre a pergunta 2 referente a abiku


  924. em Novembro 11, 2010 at 11:39 pm Fernando D'Osogiyan

    Kivanda,

    Abikú vai além dessas considerações desse livro, de uns e outros, o conceito é outro: Abí é vida e Ikú é morte. A energia de Oxalá e Nanã tramitam no nascimento e na morte, portanto, todos os filhos iniciados desses Orixás são Abikús. Existem pessoas feitas abikús de outros Orixás, pois Abikús tem qualidades também, o que não se pode é inventar candomblé, construir conceitos próprios privados de liturgia, privados da tradição do axé de sua raiz.

    Candomblé é a simplicidade com sabedoria.

    Axé,


  925. em Novembro 11, 2010 at 11:44 pm Fernando D'Osogiyan

    Kivanda,

    Para mim só existe o Orixá como verdade, como essência! Quem não treme na energia não fez Orixá.

    Axé,


  926. em Novembro 12, 2010 at 11:22 pm Fernando D'Osogiyan

    Kivanda,

    Quem lhe deu essa informação sobre mãe Menininha não conhece nada sobre o Axé Gantois, a idolatrada Iyalorixá está acima dessas injúrias.

    Axé Mâe Carmem!


  927. Nelson,
    Boa noite! Vou tentar resumir a minha história… Aos 7 anos de idade, da noite pro dia, acordei sem conseguir colocar os pés no chão, literalmente, não conseguia + andar. Minha mãe, desesperada, me levou pro médico, fiz vários exames e no final, o médico disse q eu n tinha nada, q n sabia explicar o q estava acontecendo. Uma tia q frequentava a casa de uma mãe de santo, sugeriu q minha mãe fosse fazer uma consulta. Lá, a mãe de santo ( q hj é falecida) disse a minha mãe q tudo seria resolvido, q realmente eu n tinha nenhum problema de saúde. Disse a minha mãe, q ela precisava fazer uns “trabalhos” e q logo eu voltaria a andar. E de fato, depois de tudo feito, voltei a andar normalmente. Minha mãe diz q lembra quando ela alertou “n deixe ninguém passar a mão na cabeça de sua filha”.
    Os anos se passaram, e comecei a freqüentar uma casa de Umbanda com minha mãe. Lá, numa festa, manifestando um cabloco, um médiun da casa, se aproximou de mim e disse q eu precisava cuidar do meu lado espiritual, q eu tinha vindo ao mundo para servir etc. Fiquei confusa e com medo, decidi n freqüentar + a casa. Passei a freqüentar um centro espírita kardesista. Fiz o estudo da doutrina durante 1 ano, + ou -, depois desisitir de continuar. Achei q ainda n era o local.
    Me formei na faculdade e até hj n consegui arranjar emprego fixo na minha área de formação. Foi um dos motivos q me levou a consultar, algumas vezes (casa de Candomblé e Umbanda), e todas as vezes, o pai ou a mãe de santo me dizia, q eu precisava cuidar da minha mediunidade… q eu era mediun em potencial… q minha linha é dos orixás…q eu praticamente já estava pronta.
    Em 2007, morando com meu namorado (namorido), prox. ao local onde ocorre todo ano a festa de Iemanjá (saída dos presentes etc), resolvi convidar meus familiares e fazer um almoço de comemoração da minha colação de grau da faculdade. Nesse dia, logo quando acordei, percebi q n estava bem, n consegui levantar da cama direito (mal estar… ao mesmo tempo n sentia meu corpo, algo estranho, de repente comecei a chorar e n sabia explicar pq estava chorando). Em frente ao apt q morávamos, tinha uma escola de capoeira, estava tendo roda nesse dia, e chegava o tempo todo aos meus ouvidos o som dos tambores e berimbaus. Logo em seguida, tive q levantar da cama, pq precisava ajudar meu namorado a arrumar as coisas (pq meus familiares já estavam pra chegar). Levantei e já n sei explicar direito o q se passou, ele disse q levitei e chorei, chorei muito. Mas, contudo, minha feição era linda, diz ele. No jogo de búzios, soube q sou de Oxum e Oxalá.
    Algumas vezes, sonho coisas que logo em seguida acontecem… Sei q tenho mediunidade, isso é fato. Atualmente n freqüento lugar algum. Sinto q n dá + pra ficar “largada”, preciso de um lugar pra cuidar desse lado. Mesmo sabendo pouco, sou deslumbrada pelo Candomblé, acho encantador, mas tb, as vezes sinto medo, sei q vai ser preciso muita, muita dedicação da minha parte, q vou precisar abrir mão de muita coisa…Minha mãe acha q devo frequentar, mas n me aprofundar…
    Nelson, o q vc acha de tudo isso? N sei pq, mas me senti a vontade para tocar nesse assunto aqui no site…Ah, desculpa pelo texto longo.
    Abraços


  928. Obrigada pela ajuda , mas a casa acabou, meus irmãos de sangue ninguém sabe, eu me lembro de algumas coisas, vou continuar procurando, agora vou fazer um buri , e assentamento de ode, e vou continuar procurando a resposta, Mas o que realmente gostaria de saber se existe condições de uma coisa como esta ficar escondida tanto tempo, peso que me para você somente um esclarecimento .

    grato

    jackson


  929. Jackson talvez opior mal de qualquer religião sejam as invenções e crendiçes, isso degrada qualquer religião, oque lhe foi dito é prate desta crendiçe, me perdoe ser assim tão duro e direto,mas se vc fosse iniciado o jogo de búzios confirmaria isso. Meu irmão eu creio que o melhor é seguir o caminho apontado pelo Fernando, procure alguém de sua confiança e começe o seu caminho religioso como abiã. Tomeje


  930. Licia obriogado por sentir-se a vontade aqui no blog, é sinal que o trabalho dá bons resultados rsrsrsrs. Olha, essa queetão de mediunidade é complexa, há diversos tidpos de mediunidade e diversas maneiras de estar ligado a mediunidade, no candomblé a pessoa pode ser ogã ou rodante ou ekedji, e isso não faz nenhuma destas pessoas diferentes. melhores ou piores que as outras, são formas de mediunidade e atuação na religião. Discordo com sua mãe no tocante a frequentar sem se aprofundar, talvez esta frase esteja indiretamente falando, “frequente mas não se inicie, não raspe, não crie vínculos”. Eu acho que é um contrasenso, se a pessoa frequenta uma religião ela deve ser inciada sim, deve se aprofundar na cultura e conheciemnto da religião sim, só desta forma ela poderá usufruir da beleza da religião dela. O caminho que vc decidir será sempre o melhor,ms há táticas para estas escolhas no candomblé. Vá com calma, seja seletiva sem ser exigente ao extremo, conheça a casa os filhos e o zelador,observe muito e tudo. Depois disso vc poderá escolher um bom lugar. Orixa sabe esperar o tempo Dele, vá com calma e semrpe em frente. Tomeje


  931. BOM DIA!! MOJUBA!!

    GOSTARIA DE UM ESCLARECIMENTO, POIS SOU DE ODÉ E QUANDO FUI CONFIRMAR NO BUZIO O BABA DISSE QUE ODÉ ESTAVA PEDINDO MINHA CABEÇA, ATÉ ENTÃO FUI INTERAGINDO COM OS IRMÃOS AJUDANDO NO BARRACÃO, POREM TENHO MUITO MEDO DE FAZER APESAR DE AMAR O CANDOMBLÉ. AO MESMO TEMPO SINTO NECESSIDADE MAIS TA,BÉM MEDO ATÉ INFLUENCIAS EXTERNAS QUE FICAM OPNANDO FALANDO QUE O DINHEIRO GASTO PODERIA SDER FEITO EM CARIDADE… O QUE VCS ACHAM…

    GRATO

    BRUNOH.A


  932. Nelson, primeiramente parabéns pelo site, pela iniciativa e por levar a caridade dentro do candomblé…que é verdadeiramente o sentido de tudo isso. PARABÉNS MESMO.
    Meu caso é um pouco complicado…e preciso de uma opinião:
    Fui iniciado à 20a atrás…eu era uma criança ainda…todos os fundamentos foram feitos em angola mas a saída foi feita em Keto ( o q eu não acho correto, mas tudo bem ).
    Meu santo foi feito errado…..fui feito de Oxum qdo na verdade sou de Logum ( foi confirmado recentemente ) e, segundo o q disseram, nao foi feito logum pq nao era cultuado na nação em que fui feito.
    Ocorre que, fui violentado várias vezes dentro do ronkó ( tanto sexual quanto fisicamente ). Tres babalorixás tinham interesse sexuais em mim e ficaram brigando para ver quem faria minha cabeça…..e por aí vai….ACHO Q NEM PRECISO DIZER O RESTO.
    Depois de 7 anos eu dei a obrigação….( os dois babalorixás q colocaram a mão de minha cabeça e fizeram tudo isso morreram ) e o terceiro q me deu a obrigação de 7 anos, logo após a saída….no preceito, teve as mesmas intençoes q os outros…aí eu ( errado ou não – e não é essa a questão ), peguei tudo, todos os meus ibás..todos os fundamentos, meu rungebere, TUDOOOOOOO…e quebrei tudo na cabeça dele e saí ….nunca mais voltei para o candomblé. Fui tentar ser sacerdote numa outra religião e depois de 7 anos também nao deu certo…..e o candomblé, embora eu tenha passado por tudo q passei, sempre foi uma paixão, mas na outra religião eu fiz uma “lavagem cerebral” e logo q saí do lugar onde eu estava “internado”, na outra religião, eu fui numa festa de candomblé.
    Ocorre que eu simplesmente esqueci de tudo…absolutamente tudo o que eu ja havia aprendido no candomblé…até as danças eu esqueci…as rezas então, nem se fala…..enfim…nao lembro nem como se faz um acaçá…..ISSO ME INCOMODA BASTANTE, pois por um lado eu sou um Ebomi…tenho 20a de santo, mas por outro, sei tanto quanto um Abian….
    Tomei coragem e fui jogar buzios…o orixá confirma minhas obrigações, aceita tudo….nao me cobrou devido a tudo o q aconteceu comigo dentro do ronkó e só pede q eu faça a obrigaçao de 7 novamente e agora sim, q seja feita Logum Edé…que é o meu orixá. O babalao acha inclusive que na minha obrigação de 7, no lugar de Odé, quem virou foi logum mas nao podia se dizer pq lá eles nao cultuavam.
    E segundo ele, o “apagão” q eu tive é devido a cobrança do orixá e até mesmo o tempo q fiquei fora da religião.
    Minha questão é: como resolver isso? Eu tenho 20a de santo e nao sei nada…..como proceder? Fale a respeito de toda a situação, por favor!


  933. Bruno eu sempre desconfio quando dizem que fulano tem que se inciar rapidamente ou que o orixa está pedindo a iniciação da pessoa, me perdeo a desconfiança, pois aprendi que esse pedido geralmente se manifesta nodecorrer do período de abiã, quando a pessoa já frequenta a roça há algun tempo e já está tecnicamente preparada para a iniciação, so em alguns casos raros o orixa determina urgencia, por isso sempre repetimos que é importantíssimo que as pessoas se deem o direito de serem abiãs durante um bom tempo, não ajam com o coração apenas, observe muito bem as pessoas da casa/família e só depois disso tomem a decisãod e iniciar-se. Quanto ao que os outros de foram falam, isso é puro preconceito e falto de um trabalho e da própria vida pra cuidar. Faça o que vc deseja fazer, o seu mestre é seu orixa, sua cabeça. Tomeje


  934. Andre ue li e reli seu comentário várias vezes, me revoltei, senti vergonha de ter em nossa religião canalhas como estes que graças aos orixas já morreram, e tb percebi o quanto nossa religião é achincalhada e desmerecida por tantas pessoas que deveriam zelar por ela. Meu irmão é muito triste e doloroso ler um relato desses ond etudo está fora do lugar, onde os preceitos mínimos não foram seguidos, me sinto triste e envergonhado. Andre sobre o seu assunto eu não vejo como um jogo pode falar que os orixas aceitaram a sua iniciação, o solo que deveria ser sagrado do roncó foi profanado, o filho foi profanado, o orixa ou inkise foi desrespeitado, o jogo não pode confirmar sua iniciação meu irmão, Olorum não aceita isso de forma alguma. Te recomendo que procure um outro jogo por que, com todo respeito devido, este jogo não poderia te dizer que está tudo certo nunca,por que não está tudo certo, está tudo errado. No seu lugar eu começaria do zero, rasparia outra vez. Tomeje


  935. André… meus pesames irmão!!! Compartilho minha opnião com Nélson… Graças a deus esses canalhas morreram!!!

    PESSOAS, SEJAM ABIÃ NEM QUE SEJA POR APENAS UM ANO!!!!

    Também sinto vergonha e um encomodo, e lhe digo para seguir seu coração quanto a isso. Vc foi vitima, não culpado…

    Que zambi apongo tenha piedade de nós…
    E Que aluvaia esteja te dando caminho, que os jinkisses sempre lhe cubram e lhe defendam irmão

    Zambi untala, kibuko para vc querido
    Tata Ofange


  936. André!

    Mutumbá, meu irmão!

    Eu não sou de me manisfestar muito aqui no blog, mas acompanho sempre os posts, e o seu realmente me emocionou.
    Só gostaria de dizer que confie no que Tomeje lhe disse, ele é um homem bom, um homem sábio.
    Eu sou só uma abian, nada mais que isso. Estou aprendendo. Nem sei se devia estar comentando aqui, mas diante de tanta injustiça que vc relata, não posso me manter calada.
    Que Ogun lhe dê caminhos, que possas encontrar um bom Ilê Asè, com pessoas honestas, dedicadas e com alma boa.
    Jamais perca a fé. Olorun está vendo tudo isso que te aconteceu. Confia no teu Orixá.

    Asè


  937. Saudações!

    Me chamo Leonardo. Neto de Yá , e admirador do candomblé! Durante anos fiz questão de conhecer outros espaços religiosos: Cristianismo , Xamanismo , e caballa! Porém nenhuma dessas conseguiram despertar amor , carinho e simplicidade , como o candomblé! Me idsseram que teria que assumir o cargo deixado pela minha avó! Vivo meio confuso, já que vivo uma vida corrida! Fora o preconceito dentro da própria família! O que devo fazer ? Por favor! Muito obrigado!